Roteiro de três dias em Paris

O mais legal em ter um blog de viagens é relembrar cada momento para poder contar para vocês. Lembro direitinho da sensação de “me belisca, tô em Paris!!!!” quando avistei a Torre Eiffel da janela do avião!

DSC_0436-001

Chegamos a tarde na cidade luz, deixamos as malas no albergue e, como não tínhamos o dia inteiro, decidimos conhecer Montmartre, um bairro bohemio de Paris, onde fica localizada a famosa Igreja de Sacré-Coeur e o Moulin Rouge.

Sacré-Coeur é maravilhosa, com uma arquitetura incrível! Dica: tenha cuidado na escadaria que tem que subir para chegar até a igreja! Lá ficam uns caras oferecendo pulseirinhas e lembrancinhas de Paris, mas o melhor é não dar muita bola…

O Moulin Rouge, um dos mais famosos cabarés de Paris, fica no boulevard de Clichy. Uma rua grande com outros cabarés e restaurantes típicos parisienses. Decidimos não ver os shows, já que eram carinhos pro nosso bolso (média de 40 euros por pessoa), mas como bons turistas tiramos fotos e fomos jantar no restaurante Buffalo Grill, que fica do outra lado da rua. Restaurante delicioso! Pedimos um filé ao molho de pimenta rosa com batatas fritas. Recomendo!

Para completar a visita à Montmartre, andamos bastante nas ruas fofas e estreitas, cheia de bistrôs e barzinhos! Claro que tem muito mais coisa para fazer no bairro, é conhecido também pela Place des Tertres, ocupada por pintores de rua que fazem caricaturas dos turistas e retratam a cidade e também o famoso café do filme Amélie Poulain. Fica a dica para quem quiser conhecer!

pris3

O dia seguinte era o dia tão esperado por mim: conhecer a Torre Eiffel! E deixo aqui uma dica preciosa para vocês: comprem o ticket para subir até o alto da torre pela internet! Assim você reserva o dia e o horário, sem perder tempo nas filas gigantescas.

Quando fomos nos aproximando, fiquei encantada! Tudo é lindo: o jardim que fica atrás da torre, as padarias e lojinhas fofas nas ruas próximas e claro, a incrível-gigante-todapoderosa Torre Eiffel! Subimos no horário marcado e fomos parando nos andares. Fomos em Dezembro de 2011, era início do Inverno, então estava bem frio lá em cima! Quase virei picolé, mas fiquei alguns bons minutos do lado de fora olhando a vista! Lindo!

paris3

Em seguida, decidimos fazer um tour pela cidade e optamos pelo batobus, ou seja, andamos por todo o Rio Sena e íamos parando nos pontos turístico. Pegamos o barco na Torre Eiffel e as próximas paradas eram: Museu D’Orsay, St-Germain-des-pres (onde fica a ponte com os cadeados), Notre Dame, Jardin des Plantes e Champs  Élysées. Louvre também estava no roteiro, mas decidimos deixar para o dia seguinte e conhecer o museu com calma. O esquema do barco é muito legal, você desce nos pontos que quiser e para continuar o trajeto é só esperar no “ponto” do barco e pegar o próximo.

Batobus Paris

Próxima parada: Champs Élysées e Arco do Triunfo! Fiquei maluca quando começamos a andar pela rua mais balada, ryca e chique de Parrí! Louis Vuitton para um lado, Chanel e Prada para o outro, as delícias baratinhas H&M e Zara, Sephora… ou seja, pausa para comprinhas e um jantar delicioso em um restaurante pertinho do Arco do Triunfo, e o melhor: com ótimo preço! Não lembro o nome do restaurante, mas pela foto da pra ver que fica em frente a loja da Orange. 

O Arco do Triunfo, pra quem não sabe, foi construído em 1806 em comemoração às vitórias militares de Napoleão Bonaparte. Nas paredes do lado de dentro do arco, estão gravados os nomes de 128 batalhas e 558 generais! Muito interessante, você perde uns bons minutos olhando para as paredes. Você também pode subir os milhões de degraus para chegar até o topo do arco, mas depois de andar o dia inteiro eu não tinha mais forças pra isso. O Breno subiu e tirou fotos da vista, que é linda!

Claro que depois ainda fomos dar uma passadinha na Torre Eiffel para vê-la à noite. Estava enfeitada para o Natal, cheia de luzes e encanto =)

paris4

dsc_0463

No dia seguinte e último dia, o Breno me convenceu a ir em Roland Garros. Acordamos bem cedo, tomamos café na rodoviária mesmo (lá você encontra em todos os lugares a famosa baguete, um pão francês (hahaha) grandão, recheado com frios) e tivemos que pegar vários metrôs. Fica um pouco distante do centro, mas valeu a pena! Fizemos um tour dentro do local, vimos a sala de entrevistas, autógrafos dos principais atletas nas paredes, a quadra, quadro com os campeonatos e estátua dos mais famosos tenistas, entre eles o René Lacoste!

rollandgarros

Em seguida, decidimos conhecer a belíssima Galeries Lafayette. Um shopping todo decorado, só com marcas caras e chiquérrimas! No terraço você ainda tem uma vista da cidade e claro,  a Torre Eiffel é o destaque!  Super recomendo dar uma passadinha para conhecer. Almoçamos lá mesmo em um restaurante lindo, também de frente para a Torre Eiffel.

lafayette

Como optamos por ir em Roland Garros, não tivemos tempo para conhecer os jardins de Versailles. Uma pena, mas deixo para a minha próxima visita a Paris (já ansiosa para esse dia chegar!) A próxima parada foi o Museu do Louvre, com a sua arquitetura maravilhosa e ainda em noite de lua cheia. É sério, é muito diferente de tudo que eu já tinha visto. É mágico, encantador! Não sou muito fã de museu e mesmo assim tudo me encantou!

É engraçado ver como a Monalisa se destaca mais do que qualquer outra arte dentro do museu. Tem placa indicando o local da “La Jaconde” em todos os cantos do museu, além de muuuuitas pessoas em volta do quadro. Já estávamos cansados de tanto andar e acabamos fazendo o mesmo que a maioria, fomos até lá, demos mais uma voltinha e partimos.

Para finalizar a noite sensacional, fomos até a feirinha de natal que estava acontecendo em uma parte na Champs Elysee. Comi o melhor waffle com nutella da vidaaaa, me despedi da Torre Eiffel e voltamos ao hotel para arrumar as malas. Próximo destino: A encantadora Bruges! <3

paris5

INFORMAÇÕES:

– Para deixar a viagem mais barata, optamos por andar de metrô e bike em todas as cidades, pegávamos táxi só em extrema necessidade.

– O passeio de um dia inteiro no Batobus custa 12 euros para adultos. Veja mais informações sobre o Batobus:  clique aqui.

– Ticket Torre Eiffel:  clique aqui.