Praia do Sono: como chegar, como é acampar, onde comer, passeios e mais!

A Praia do Sono é um verdadeiro paraíso localizado na região da Costa Verde do Rio de Janeiro. A praia, com 1km de extensão, tem uma boa estrutura para você acampar ou alugar um chalé e aproveitar muito a natureza abundante que tem por lá.

Praias, cachoeiras, trilhas, um céu super estrelado e uma vibe incrível é o que você vai encontrar por lá. Leia abaixo todas as dicas para conhecer a Praia do Sono!

>>>>> Post atualizado em Fevereiro / 2018! <<<<<

Como chegar

A Praia do Sono está há 260km do Rio de Janeiro, próximo de Paraty. Para ser mais exata, a praia está entre Paraty e Ubatuba, pertinho de Trindade, um pequeno município mais conhecido na região.

Para chegar até lá você deve seguir para Paraty e, passando da cidade, pode começar a seguir as placas que indicam Trindade, já que é a mesma entrada para a Praia do Sono. Ali também é a entrada do Condomínio Laranjeiras, um dos mais luxuosos da América Latina.

Colocamos no “Waze” o endereço do Condomínio Laranjeiras e ele nos levou até lá sem problemas. Fica a dica para não ter dúvidas de como chegar.

Para chegar na Praia do Sono você tem duas alternativas:

Trilha

Essa é a maneira mais barata para chegar na Praia do Sono. Você precisará estacionar o carro em algum dos estacionamentos próximos ao condomínio laranjeiras. O estacionamento custa em média R$25 a diária, e não se assuste, pois algumas vezes os moradores do local oferecem a própria garagem para você estacionar.

Depois, é só seguir a indicação das placas ou perguntar para algum local onde se inicia a trilha.

A trilha é moderada, com duração aproximada de uma hora. São algumas subidas e descidas até completar o trajeto.

Se você está acostumado a fazer trilhas e não está levando muito peso, pode ser um boa opção!

Van + Barco

O acesso para chegar na Praia do Sono de barco é feito por dentro do Condomínio Laranjeiras e, para isso, há uma van disponibilizada pelo condomínio, para fazer esse caminho.

Depois de estacionar o carro, você deve esperar no “ponto” da van. São duas ou três que funcionam diariamente, levando pessoas pra lá e pra cá. Em feriados prolongados você pode acabar enfrentando uma fila grande para pegar a van, mas vale a pena ter paciência para ser recompensado depois.

O trajeto de van por dentro do condomínio dura cerca de 5 minutos, é bem rapidinho e você não paga nada por isso. O ponto final é no pier do condomínio, onde pegamos o barquinho para finalmente chegar na praia.

Esses são os barquinhos que levam os turistas para a praia!

O barco, conduzido por caiçaras, custa R$35 por pessoa + bagagem (valor atualizado em fevereiro de 2018) e vão no máximo 2 passageiros por barco.

Esse trecho dura cerca de 10 minutos, e ali você já pode começar a apreciar paisagens lindas!

Se você já souber onde vai acampar ou se tiver alugado alguma casa, é só pedir para o barqueiro te deixar perto do local. Economiza uma boa caminhada!

Opções de hospedagem na Praia do Sono

A experiência de dormir e acordar na Praia do Sono é única: você dorme com milhões de estrelas acima de você e acorda com um mar tranquilo, azulzinho, que contrasta perfeitamente com as amendoeiras na beira da praia.

Abaixo vou falar sobre os campings da praia e também dos chalés, as duas opções que você encontrará para dormir por lá:

Camping

São várias opções de campings espalhados ao longo da Praia do Sono, mas eu vou falar de dois específicos, onde já fiquei e super recomendo.

O final da praia é, na minha opinião, o melhor lugar para acampar, já que é bem mais vazio, tem espaço para colocar a barraca mais próximo do mar e você fica longe dos restaurantes e barzinhos que ficam até tarde com música alta.

Já fiquei 3 vezes acampada no Camping da Ismênia, que é bem simples, mas com o suficiente para passar alguns dias tranquilos por lá. O camping oferece cozinha compartilhada, dois banheiros e três chuveiros, sendo dois com água quente, o que acaba não sendo tão necessário no verão, já que o calor é grande e o banho de água gelada é super bem vindo!

Nossa barraca no camping da Ismênia, em 2015!

O camping seguinte, ao lado da Ismênia, também me pareceu uma boa opção! Bastante espaço para a barraca, sombra das árvores, banheiro arrumadinho e chuveiro. Alguns amigos ficaram lá nesse carnaval e gostaram da experiência.

Agora, se você prefere estar mais perto do agito, pode escolher alguns dos campings que estão mais no início e no meio da praia!

A média de valor da diária por pessoa dos campings é R$30, mas pode variar dependendo da temporada. Se for baixa temporada, você consegue negociar =)

Casas e Chalés

Na minha última visita à Praia do Sono, me hospedei, junto com outros 7 amigos, na “Casa Verde da Lindalva” e amamos demais a experiência. Essa casa é, sem dúvidas, a mais bem localizada, com a melhor estrutura e também a mais bonitinha da praia.

casa-praia-do-sono
Casa Verde da Lindalva, na Praia do Sono

A casa tem capacidade para 8 pessoas: uma suíte, um quarto de casal, 3 camas de solteiro na sala e um quartinho privado, com acesso pelo lado de fora da casa, com uma cama de solteiro.

Éramos 4 casais e conseguimos nos acomodar bem por lá. A casa conta também com uma cozinha simples, mas equipada com o suficiente para você cozinhar alguns dias por lá: fogão, microondas, sanduicheira, cafeteira, utensílios como panelas, pratos, etc. Fizemos todas as nossas refeições por lá e foi ótimo!

Já o banheiro, são dois: o da suíte e um na entrada da casa. O chuveiro tem água quente, mas tivemos um problema com a água. Parece que o cano ficava entupido com sujeira e caía pouquíssima água na hora de tomar banho. Pedimos ajuda para a Lindalva e um rapaz foi lá consertar pra gente.

E claro, a parte mais linda e mais usada da casa, foi a varanda! Desde a primeira vez que fui na Praia do Sono, em 2009, ficava namorando aquela varanda, e imaginando o dia que eu ficaria ali fazendo um churrasco com os amigos. Em 2018 esse sonho virou realidade e fizemos o tão sonhado churrasco na varanda, de frente pro mar! ahahha!

praia-do-sono
Visual da nossa varanda!

Além da Casa Verde da Lindalva, ela tem outras casinhas, para duas ou quatro pessoas, que são igualmente charmosas. Vou deixar aqui o whatsapp da Lindalva para vocês entrarem em contato e consultares os valores, que variam na alta temporada. Para vocês terem uma ideia pagamos R$5.000 para ficar de sexta a quinta, na semana do carnaval. Ah! Lembra de falar com a Lindalva que pegou o telefone no blog Mala de Aventuras, vai que rola um descontinho pra você! 😉

Whatsapp da Lindalva: (24) 99818-1541

Há também outras casinhas espalhadas na praia, mas não tenho o contato dessas.

O que fazer na Praia do Sono

Vida noturna

Sim, a Praia do Sono tem uma vida noturna bem agitada! A praia tem dois barzinhos com shows, geralmente um de reggae e outro com um sambinha ou forró. Vai dizer que curtir um show com amigos, só com a luz do luar e os pés na areia não é a melhor night do mundo? Pra gente é sim!

Aproveitando a noite da Praia do Sono com as amigas!

Criaram uma página no Facebook cheia de informações sobre a praia, inclusive com a programação para o feriados! Vale a pena dar um confere antes de partir pra lá.

Praias e cachoeiras

Apesar da Praia do Sono ser uma atração e tanto, você poderá conhecer outras praias e cachoeiras da região através de trilhas!

Em um dia você pode fazer o seguinte roteiro: Praia de Antigos, Praia de Antiguinhos, Cachoeira das Galhetas e Praia de Ponta Negra. É só você caminhar até o final da Praia do Sono e seguir por uma trilha de aproximadamente 30 minutos, com dificuldade média. Na verdade, é necessário enfrentar um trecho bem íngreme, que fica mais puxado com o sol na cabeça. Mas é rápido e você vai sobreviver, prometo! hehehe

praia-do-sono
Visual do topo da trilha!

Depois de 30 minutos você chegará na linda Praia de Antigos, que tem a água bem mais clara do que a praia do sono e é totalmente deserta! Inclusive é proibido acampar por lá.

praia do sono
A linda Praia de Antigos! Foto: Breno Madeira / Mountain Drone

Seguindo a praia, você passará por algumas pedras, onde tem uma piscininha natural maravilhosa, essa aí da foto, que aliás, foi super curtida no nosso instagram @maladeaventuras (se você ainda não segue, é só clicar para ficar por dentro das nossas viagens!). Vale a pena ficar um tempinho por lá curtindo essa natureza maravilhosa!

Piscina natural que encontramos entre a Praia de Antigos e Antiguinhos!

É só continuar até o final da praia para avistar uma placa, indicando a continuação da trilha. Dali, andamos mais 30 minutos até chegar na Cachoeira das Galhetas. Achamos essa cachoeira maravilhosa – nada melhor do que um mergulho na água doce para tirar o sal e refrescar!

Cachoeira de Galhetas, um paraíso na Praia do Sono!

A queda é pequena, mas ótima para recarregar as energias. A cachu tem um ótimo espaço para nadar também. Vale muuuito a pena conhecer!

Seguimos por mais 30 minutos e chegamos na Praia de Ponta Negra, que, confesso, não foi a minha preferida. É uma praia mais populosa, com muitas construções. O mar ali é bonito, com uma cor mais esmeralda, mas não achei imperdível. A vantagem de ir até lá, é que tem vários barquinhos que te levam de volta pra Praia do Sono por R$35, então você não precisa enfrentar toda a caminhada de volta. Foi o que fizemos e recomendo!

Outra cachoeira bem legal de conhecer é a Cachoeira do Jacaré: ela fica há 20 minutos da Praia do Sono, e para chegar até ela, você deve caminhar até a igreja da praia e seguir a trilha. É rapidinha e fácil.

A cachoeira é mais simples do que a Galhetas, mas é ótimo se refrescar na água doce! Vale a pena conhecer também.

E você tá achando que acabou? Nããão!

Se você está acostumado com trilhas e caminhas longas, pode arriscar o trajeto até a Cachoeira do Saco Bravo, uma cachoeira liiiiiiinda que desemboca no mar! O visual é realmente maravilhoso e eu tô doida pra conhecer, mas também é bem puxado e eu ainda não tive coragem de ir.

Cachoeira do Saco Bravo – foto da linda Day do Seguindo Viagem

Você deve fazer a caminhada da Praia do Sono até Ponta Negra (mais ou menos 1h30) e continuar a trilha até a Cachoeira. O problema é que esse segundo trecho é bem íngreme e longo, durando em torno de 2h30. Algumas pessoas fazem o trajeto da ida e combinam com um barqueiro para buscá-las na volta da cachoeira, mas não é sempre que o mar está calminho e permite o acesso do barco.

Concluindo: são 8h de caminhada para você conhecer essa cachoeira, caso você não queria arriscar ir de barco. Puxado, né? Mas o visual é lindo e deve valer a pena!

Onde comer na Praia do Sono

Se você não quiser se preocupar em levar comida, preparar, lavar louça e etc, pode ficar tranquilo: a praia tem uma boa estrutura, com alguns restaurantes de comida caseira!

O meu preferido é o restaurante da Lindalva (como vocês podem reparar, ela é super empresária da Praia do Sono! kkk), ela oferece pratos no estilo buffet durante o almoço, onde você se serve à vontade e paga o preço da balança. Mas também tem a opção de pratos feitos com peixe, carne, frango, lula, camarão.. tudo fresquinho, com gostinho de comida caseira! Muito bom!

Agora em fevereiro de 2018 pedimos um PF de peixe e pagamos R$28.

Outro lugarzinho que eu adoro é a casinha do Açaí, que fica mais pro final da praia, na beira do mar. É uma construção super charmosinha e lá, além do açaí, eles vendem também peixes frescos para você fazer na grelha!

Açaí caprichado na Praia do Sono

O açaí é muito muito bom, um dos melhores que já comi com certeza! O Açaí na tigela de 500ml com granola sai R$17.

Além dos restaurantes, há também alguns mercadinhos bem simples, que vendem coisas básicas como ovos, macarrão, água, refrigerante, pão, etc. Então se faltar alguma coisa da sua lista de compras, você já sabe onde recorrer.

Qual é a melhor época para ir?

Feriados: todas as vezes que eu estive na Praia do Sono, foi para aproveitar os feriados prolongados. Como o acesso não é tão simples, acabamos perdendo metade do dia ou até um dia inteiro para chegar até lá. Então a dica é ir com bastante tempo, no mínimo, 4 dias, para você ter pelo menos dois dias inteirinhos para aproveitar.

Aproveitando a Praia do Sono!

Já passei duas viradas de ano por lá, e confesso que é uma coisa que eu não faço mais. No último dia, de 2014 para 2015, a praia estava lotaaaada, já não cabia mais barracas nos campings. Os restaurantes ficavam muito cheios, demorava muito para chegar os pratos, faltou água e gelo. Então, se você não for com uma boa estrutura e não quiser passar perrengue, eu recomendo evitar esse feriado.

Esse ano (2018) fomos no carnaval e ficamos 5 dias inteirinhos na praia. Foi maravilhoso, apesar da tempestade que caiu nos últimos dois dias. Achei que a praia não estava muito cheia, foi perfeito!

Bam bam e Pedrita curtindo o carnaval na Praia do Sono

Também já passei a Semana Santa por lá e adorei. Acho que é legal ir durante feriados prolongados porquê rola uma agitação na praia, com os showzinhos noturnos, luau e etc. Se você for em um final de semana qualquer ou durante a semana, pode encontrar a praia vazia até demais, e não ter nada para fazer à noite por exemplo.

Previsão do tempo: entre dezembro e março chove muito na região. Você pode dar sorte e pegar dias quentes e bonitos, mas também pode dar azar e pegar só chuva. Dica: se a previsão for só chuva, eu não arriscaria, porquê o legal da praia é fazer todos os passeios com sol, claro, para deixar a paisagem linda.

Acredito que as temporadas mais amenas, como outono e primavera, sejam os melhores meses para ir. Pouca chuva e calor menos intenso!

Mais dicas!