10 motivos para amar a Austrália e se mudar para lá agora mesmo

País localizado lá em down under, entre os oceanos índico e pacífico, a mais de  15000 km do Brasil. A Austrália é um país apaixonante, com sua qualidade de vida, a cultura do surfe, uma agenda cultural agitada e uma diversidade cultural incrível. Com o intuito de explicar para vocês o porquê disso,  listei 10 motivos que me fizeram amar a Austrália e que vão te deixar com vontade de se mudar para lá agora mesmo.

Esse tão tão distante país foi meu lar por 1 ano, o ano mais incrível da minha vida. Lá, eu conheci pessoas muito queridas (acho que é um país que tende a juntar pessoas legais), visitei lugares maravilhosos (ô país lindo!) e tive experiências únicas (acho que isso é algo que qualquer intercâmbio vai lhe proporcionar, mas na Straya… só quem morou entende!).

10 (1)

1. Qualidade de vida

O custo de vida é alto, mas vale a pena se você considerar o bom transporte público, a segurança nas ruas, boas opções de moradia e por aí vai.

As ruas são limpas, ninguém sai por aí jogando lixo no chão. Há confiança nas pessoas em coisas simples, como você passar suas próprias compras na saída do mercado. As empresas, num geral, respeitam sua vida fora do trabalho e quando chega 18h os escritórios estão vazios. Se você for depiladora ou uma caixa de supermercado, profissões que não são muito visadas aqui, lá você terá uma vida confortável, com sua casa, carro, viagens e tudo o mais.

É claro que existem coisas erradas e que nem tudo são flores, mas para estar ocupando a 2ª posição na lista de país com melhor IDH no mundo não é para qualquer um. Em questão de escolaridade, renda e saúde o país está super bem.  E ainda, a Austrália ainda lidera o ranking de países mais felizes do mundo, segundo a CNN.Harbour Bridge, Sidney, Austrália

2. A facilidade de viajar

A Austrália em si é um país muito bem localizado para quem, como eu, gosta de viajar.

De costa a costa, são inúmeras opções para se apaixonar pela beleza do país. Famosos destinos do surfe mundial, hidden spots para quem quer um canto sossegado, o deserto vermelho, picos nevados, a Grande Barreira de Corais, a areia mais branca do mundo (Jervis Bay), a bela Whitsundays, os 12 apóstolos e por aí vai!

Não bastasse isso, a terra dos Cangurus é vizinha à terra dos Kiwis e dos esportes radicais: A Nova Zelândia. A apenas 4h de Sydney você estará nesse inacreditavelmente lindo país. (Acho que em termos de beleza esse é o mais lindo que já conheci!)

E o Sudeste Asiático? Logo ali. São menos de 4h de voo partindo de Perth para Bali, por exemplo. TailândiaIndonésiaCambodja, Vietnã, Malásia, tudo ali pertinho.

3. O lifestyle aussie

Acordar e dar um pulo na praia é recorrente na vida dos australianos, principalmente se for acompanhado de uma prancha. Por que não acordar para ver o nascer do sol no mar?

A vida é mais chil, mas não deixa de ser pontual. Para sair a noite, programe-se para sair bem mais cedo do que o costume (o brazilian time não funciona por lá!).

Isso acontece porque o aussie é do dia, gosta do ar livre, adora fazer um barbecue nas chapas encontradas nos muitos parques das cidades ou sentar na grama na hora do almoço e pegar um solzinho.

Ainda na vibe da vida outdoors, os street markets são famosos por lá e o handmade é muito valorizado. Esse era um dos meus programas preferidos: conhecer os street markets de cada bairro.

4. A diversidade de culturas

País plural, a Austrália é uma mistura de diversas nacionalidades e culturas diferentes. Inicialmente colonizada por europeus no século XVIII, os primeiros forasteiros dessas terras foram os ingleses que a utilizaram como colônia penal, e no decorrer dos séculos, muitos europeus foram em busca de oportunidades nas terras dos aborígenes.

Desde a época da corrida do ouro, a presença da comunidade asiática se tornou bem expressiva também, muito por causa de sua proximidade geográfica.

Depois disso ainda vieram latinoamericanos e pessoas de todas as nações. Para estudar, trabalhar ou apenas tirar uma casquinha da terra dos cangurus.

E os brasileiros? Eles estão por toda a parte. Sydney, Gold Coast, Brisbane e Perth são seus principais refúgios.Austrália diversidade cultural

5. A agenda cultural agitada

Eu sou fã de festivais de música e fiquei encantada com a recheada agenda de festivais de música australianos. Sydney e Melbourne são campeãs no assunto, mas Perth, Byron Bay, Adelaide e Brisbane também cediam alguns dos melhores do país.

Para quem gosta de esportes, campeonatos não faltam no calendário, dentre eles o Australian Open de tênis, algumas das etapas do WSL World Tour de surfe, o Australian Gran Prix de fórmula 1, e o Melbourne Cup, evento que pára o país inteiro.

6. Praticar esportes aquáticos

Qual é a imagem que você tem de um aussie guy? No mínimo, você imagina aquela pele queimada de sol e o cabelo dourado de tantas horas de praia.

A Austrália realmente tem essa cultura de praia, sol, surfe e muitas outras atividades ao ar livre. Para quem curte água, surfar, velejar, praticar kitesurfing, wind surfing, SUP, mergulho, é parte do dia a dia.

Os spots mais famosos pelo surf são: Gold Coast, Byron Bay, Margaret River, Bells Beach, mas ainda há diversos outros picos poucos conhecidos para você explorar por lá.

7. Os cafés

Ah, que saudade dos cafés australianos… Com uma cultura do café bem forte no país, eles adoram as pequenas cafeterias de bairro. Uma é mais fofa que a outra e, além dos cafés, tem comidas deliciosas, lindas e elaboradas. Os ovos beneditinos são bem tradicionais, vale a pena experimentar.

Dentre as modalidades, o long black é o mais comum entre eles, mas eles tem também o Macchiato, Mocha, Latte, Cappucino e por aí vai. Como eles tem um backgroud inglês, o chá também está no cardápio e tem uma curiosa mistura de chá indiano com café e leite chamado Chai Latte. Eu fiquei viciada nisso enquanto estava por lá! É bem forte o sabor e tem um aroma delicioso.cafés australianos

8. O feeling de “pequena cidade grande”

Sydney tem aproximadamente 4.7 milhões de habitantes, enquanto Melbourne tem 4.3 milhões. São cidades grandes, e inclusive as maiores da Austrália. Apesar do tamanho, a sensação que você tem é de que você está numa cidade pequena e tranquila.

Claro que nos centros comerciais, como a região chamada Sydney CBD, você encontrará prédios enormes, muitos homens de terno e gravata, uma vida um pouco mais agitada. Mas quem está acostumado com o ritmo de São Paulo ou do Rio de Janeiro, vai ver que até os centros dessas cidades são tranqulíssimos.

O bairro em que eu morava, Bondi, tinha muitas casas, como a maioria dos subúrbios de Sydney, e pequenos comércios de bairro. A cidade é bem espalhada, o que torna a vida mais relax, sem muito tumulto, engarrafamentos e dia a dia estressante.metrô de Melbourne

9. Timtams (e outras comidas)

Só os Timtams, aqueles biscoitos de chocolate recheados deliciosos, já são motivo suficiente para amar a Austrália. Mas lá tem várias gostosuras (que a gente já falou aqui no blog), que todo mundo que se preze deve provar no dia que for para lá. Dentre elas: Lemingtons, Banana Breads, Potato Wedges, Pods, Sarah Lee Pavlova e por aí vai! Hmmmm!

10. O sotaque

A primeira vez que ouvi a palavra Melbourne vindo da boca de um Melbourne sider, eu tive que pedi para ele repetir 5 vezes.

Os australianos tem mania de tornar as palavras o menor possível, ou seja o que pra gente soa como MEL-BOUR-NE, para eles é  algo como “Milbn”. SYD-NEY, lá você ouvirá “sid’ni”. Outra palavra que foi surpreendente, foi Bondi, o bairro em que morei durante meu tempo lá, e que é a praia mais famosa da Austrália, fica na parte Oeste de Sydney. Lá eles pronunciam “Bondai”, vai entender.. hehe

Eles se cumprimentam com “G’Day”, ao invés de “Good Morning” e tem uma série de palavras bem características do país.

Fiz uma relação abaixo de algumas que me vieram a cabeça:

barbie = barbecue
brekkie = breakfast
avo = avocado
sunnies = sunglasses
unit = apartment
stoked = really happy or pleased
snag = sausage
tomate sauce = ketchup
footpath = sidewalk
gum boots = rain boots
chips = french fries
petrol = gas
bogans = rednecks
trolley = shopping car
fair dinkum = genuine or honest hard
yakka = hard workselfie com canguru

Impossível não se apaixonar né? Confira também o conteúdo em formato de vídeo!