Tudo que você precisa saber para acampar em Aventureiro

A Praia do Aventureiro, em Ilha Grande (RJ), é um verdadeiro paraíso localizado a apenas 160km do Rio de Janeiro! Esse é o destino perfeito para quem está em busca de tranquilidade, contato com a natureza e acordar com o pé na areia. Junte os amigos ou vá em casal, acampe uns dias por lá e volte com as energias carregadas. Confira nesse post tudo que você precisa saber para acampar em Aventureiro: como chegar, onde se hospedar, onde comer, etc.

***

Eu sempre tive vontade de acampar em Aventureiro, e aproveitei o último feriado para embarcar nessa “aventura”. Aliás, o lugar tem tudo a ver com a gente, começando pelo nome, né?

A Praia do Aventureiro tem muito a oferecer: além do mar com água super azul, do coqueiro deitado que é o cartão postal de lá e da enorme montanha que a cerca, você vai sentir uma conexão sem igual com a natureza, viver um pouco da cultura caiçara e ver o tempo de forma diferente.

Reuni nesse post todas as dicas para quem está pensando em acampar na Praia do Aventureiro. Espero que vocês gostem e que tenham a oportunidade de ver com os próprios olhos e sentir a energia desse lugar pessoalmente <3

Como chegar

Autorização

A Praia do Aventureiro está localizada no sudoeste da Ilha Grande e para chegar até lá não é tão simples. O nome “Aventureiro” faz sentido, já que é uma aventura chegar lá, principalmente em dias de mar agitado.

Antes de mais nada, você precisará pegar uma autorização no TurisAngra, o centro de informações turísticas da cidade. Isso porquê a praia faz parte da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS), com a intenção de proteger o patrimônio natural e cultural da região, além de garantir a permanência exclusiva da população nativa de lá.

O número máximo de pessoas permitido na praia é de 560 por dia. Aqui já vai a primeira dica: em feriados grandes como Carnaval e Reveillon, a praia fica lotada, então se você quiser garantir o seu lugar e não perder a viagem, chegue bem cedinho para pegar a sua autorização.

Praia do Aventureiro

Já em feriados regionais e mais curtos, ou em finais de semana aleatórios, você conseguirá a sua autorização sem problemas. Mas, se você escolher um final de semana qualquer, lembre-se de deixar combinado com algum barco o esquema da ida e da volta. Não é tão fácil arrumar barco para ir para Aventureiro!

Para pegar a autorização, é preciso levar identidade e preencher alguns termos de responsabilidade. Também temos que informar a data da volta e um telefone de parente, para casos de emergência. Eles darão uma pulseirinha para sinalizar que você tem a autorização, e recomendam que você não a tire do braço, já que poderá aparecer um fiscal.

Não é preciso pagar nenhuma taxa para permanecer na praia, a autorização é gratuita.

* Os funcionários do TurisAngra não fazem cadastro ou reservas por e-mail ou telefone. O atendimento é feito pessoalmente de 8h às 17h, todos os dias, incluindo domingos e feriados.

* Endereço do TurisAngra: Avenida Ayrton Senna, n° 580 – Praia do Anil (próximo ao centro e da rodoviária de Angra). Tel: (24) 3369-7704 ou (24) 3365-6421.

Barco, lancha ou trilha

Essas são as três opções para chegar em Aventureiro. De trilha, você vai demorar cerca de 3h, passando por subidas íngremes, mas compensadas por paisagens incríveis. Falaram inclusive que tem uma cachoeira linda no meio do caminho!

O nome da trilha é a T09 (Provetá – Aventureiro), e se você quiser mais informações, clique aqui.

Outra opção, e a mais barata depois da trilha, é pegar um barco no Pier Santa Luzia, que fica na Praia do Anil, em Angra. O trajeto dura 2h30, e a média de valores é de R$50 – R$60 por pessoa. A vantagem é pagar mais barato, mas a grande desvantagem é o tempo de viagem, que é quase três vezes maior que a lancha.

Consegui anotar alguns telefones de barcos que fazem o trajeto Angra x Aventureiro:

Levi: (24) 99859-2231 ou (24) 99945-3914
Capitão Fausto: (24) 99955-3814

como chegar em aventureiro

Já a lancha é um pouco mais cara do que o barco, mas, na minha opinião, vale a pena pelo tempo de viagem “economizado”. Se você costuma enjoar em alto mar, super recomendo, já que é bem mais rápido e enjoa menos do que o barco.

A média de valores, pelo que eu pesquisei, fica em torno de R$ 70 – R$ 80 reais por pessoa. Em alta temporada, é claro, os valores sofrem uma “inflação”, né? E em baixa temporada, você pode conseguir até mais barato do que isso. Lembre-se de negociar antes de fechar, eu consegui um descontinho na lancha 😉

Josimar: (24) 99876-3837 ou (24) 9995-5610
Ferreira: (24) 99827-1376

Minha Experiência

Fomos no feriado de Tiradentes, e mesmo sendo feriado, tivemos uma dificuldade em conseguir barco para Aventureiro. A sorte foi ainda ter lugar na lancha do Josimar, já que chegamos 12h em Angra e todos os barcos já tinham saído na parte da manhã.

É importante você ligar para os telefones acima, perguntar o horário de saída dos barcos e já deixar o seu lugar reservado.

Na ida, fui de lancha, e levamos cerca de 50 minutos até Aventureiro, o que foi ótimo! Já na volta, marcamos bobeira e deixamos para reservar o barco no penúltimo dia, então todas as lanchas estavam cheias e sobrou o barco Capitão Fausto.

O trajeto foi tranquilo pois o mar estava calmo, mas foram 2h30 de viagem, o que pareceu uma eternidade! 20 reias a mais compensam todo esse tempo de diferença de um pro outro.

Então, fica a dica: reserve o seu barco de volta assim que você chegar na praia. Assim você garante os melhores horários e as melhores embarcações!

O que você vai encontrar em Aventureiro

Uma vila de pescadores com aproximadamente 150 moradores. Ali parece que o tempo parou: todos os dias os pescadores saem cedinho para buscar o almoço, no caso, peixes fresquinhos que são preparados nas suas casinhas de frente pro mar.

Aventureiro é o lugar perfeito para quem ama estar em contato com a natureza e passar o dia todo sem preocupações. A sua única dúvida vai ser ficar mais um pouquinho deitado debaixo da árvore ou dar um mergulho no mar.

Lá não pega o celular e a luz é bem restrita, normalmente o gerador é ligado das 16h às 22h. Pode parecer um “problema” para nós que estamos sempre conectados e dependentes dos eletrônicos, mas lá você vai ver que existe uma conexão muito melhor com a natureza.

praia do aventureiro

Além da Praia do Aventureiro, você vai poder conhecer algumas outras praias ali pertinho, pegar muita onda e fazer trilhas para alguns mirantes, para apreciar paisagens lindas!

Opções de camping

Em Aventureiro você não vai encontrar hotéis e nem pousadas. Há a possibilidade de você alugar um quarto ou chalé, mas a hospedagem mais procurada por lá e que proporciona uma experiência sem igual, na minha opinião, são os campings.

Existem 18 campings na Praia de Aventureiro, alguns bem básicos com água fria e apenas sombra das árvores, e outros mais equipados com lonas e água quente. Clique aqui para ver a lista dos campings disponíveis.

Algumas pessoas haviam me indicado o Camping do Luis, um dos mais falados da praia e também com maior estrutura. Fui até lá antes de decidir onde ficar, e apesar da estrutura ser ótima, com restaurante, cervejinha gelada, redes espalhadas para quem se hospeda e mesinhas, ele estava bem cheio e tumultuado, o que não me agradou muito.

Andei mais um pouquinho até me deparar com o Camping do Ita, que fica pertinho do Camping do Luis. Ali, eu já me senti em casa. O Ita é super gente boa, bem calminho, prestativo e fofo!!! Logo arrumamos um cantinho de frente pro mar, do jeito que eu gosto, e arrumamos nossa barraca ali.

camping em aventureiro

Tem alguns cantinhos com bastante sombra e outros no sol, portanto, vale a pena levar a sua lona, principalmente em feriados onde tudo fica cheio.

A estrutura do camping era ótima, apesar de ter apenas água fria. A cozinha era muito arrumadinha, com panelas, fogão, e era toda de azulejo, o que eu achei incrível. Ah! Eles também disponibilizam um benjamin com tomadas para você carregar os eletrônicos!!

Haviam dois chuveiros e dois banheiros espalhados no terreno, e dentro do possível, estavam limpos. O Ita ligava o gerador por volta das 16h e desligava lá pras 22:30. De noite, era um silêncio perfeito para dormir apenas ouvindo o mar!

Outro fator super mega ultra importante: a comida da dona Nice! Não é sempre que ela faz o famoso “PF”, mas como o camping estava cheinho, ela fazia todo dia arroz, feijão, batata frita (caseira!!) e peixe que eles pescavam de manhã. Era tipo comida de vó, sabe? Uma delícia e por um valor muito justo de R$25.

A diária do camping por pessoa foi R$25, outro valor super justo para hospedagem.

praia do aventureiro

* Em Aventureiro não pega nenhuma operadora de celular, então o Ita não tem telefone para contato. Mas, peguei o telefone do Alexandre, que está sempre por lá e disse que pode avisar o Ita sobre reservas: (24) 99226-4597

Também indico o camping da Larissa que, apesar de não ficar na beira da praia, tem uma boa estrutura e os donos pareciam super simpáticos. Lá você poderá alugar prancha de SUP, caiaque e comer uma deliciosa tapioca!

Qual é a melhor época para ir

Essa é uma informação bem importante para você considerar antes de planejar a sua viagem para a Ilha Grande. O tempo por lá é um pouco “doido”, digamos assim, e pegar dias lindos de céu azul é o que todo mundo quer, né?

No verão, apesar dos dias quentes, chove bastante, o que pode ser um problema para quem vai acampar. No inverno fazem dias lindos de céu azul, mas o friozinho também é um problema para dormir na barraca e para encarar a água gelada.

praia do aventureiro

A minha sugestão é escolher o outono ou a primavera, onde as temperaturas são mais amenas, não tão extremas. Eu fui agora, em Abril, e não poderia ter sido melhor: dias lindos de céu azul, aquele friozinho bem leve à noite e, para completar, fomos presenteados com três dias de lua cheia!

É bom sempre checar a previsão antes de programar a sua viagem! Dias de chuva e céu nublado não tem a mesma graça do que os dias lindos de céu azul, né?

O que fazer: trilhas, praias e muito surf

Além da praia do Aventureiro, disponível 24h ali na frente da barraca, com sua água super azul e do coqueiro deitado, que é o cartão postal da praia, vou indicar algumas outras trilhas e passeios que fiz e outros que gostaria de ter feito, mas que ficarão para a próxima vez:

Mirante do Espia

O Mirante do Espia fica perto do cais, onde desembarcamos para chegar na praia. É só seguir a placa e depois prestar atenção na trilha. Você vai chegar em uma pedra bem alta, com uma escadinha presa nela, para subir até o topo!

Confesso que fiquei com medo quando me deparei com a escada, que não é nada simples! É super alta e você quase não vê o fim dela olhando de baixo, mas é só pensar positivo e ir, que no final dá certo! hahah!

mirante do espia

Lá do alto da pedra você consegue ver toda a praia do aventureiro, o costão do Demo e as praia do Sul e do Leste. Vale a pena ver o pôr do sol lá do alto, o visual é lindo!

Nascer do Sol no Mirante do Sundara

A dica de ver o nascer do sol lá no alto do Mirante do Sundara veio de um morador que estava no nosso camping. Ele disse que era imperdível e lá fomos nós acordar ainda no escuro para fazer a trilha de 20 minutos. A trilha era curta, mas muuito íngreme! Cheguei lá em cima morta, e a dica é ir de tênis e levar água.

mirante do sundara

O sol nasceu atrás da montanha, mas acredito que em alguma época do ano ele apareça de dentro da água, o que deve ser mais incrível ainda.

Se você não quiser se aventurar na trilha de noite, vá em algum outro horário do dia. O mirante é incrível, bem alto, e com um visual lindo das praias e da montanha!

O início da trilha também fica perto do cais, no caminho que temos que percorrer para chegar na praia. Há uma placa indicando.

Passeio de barco para Parnaioca

Outra praia incrível de Ilha Grande com belezas naturais de tirar o fôlego. Além da água salgada, tem uma cachoeira deliciosa para renovar as energias com um banho de água doce!

Há passeios diários de barco na alta temporada, eles geralmente saem cedo e volta no final da tarde. Como nós acordamos tarde, acabou que perdemos o barco e quase o não fizemos o passeio. No fim, conseguimos um barco-taxi que saiu a R$30 por pessoa (ida e volta).

Surf

Se você gosta de surfar, não perca tempo e planeje já a sua viagem para Aventureiro! Vi muita gente com a sua inseparável prancha pegando altas ondas nas praias de lá.

surf aventureiro

A galera gosta de surfar na praia do Demo, na praia do Sul e do Leste. Ah! Um aviso! É proibido fazer a trilha para a praia do Sul e do Leste sem autorização, por se tratar de uma reserva biológica. Mesmo assim algumas pessoas vão em busca de boas ondas e paisagens lindas. Só tem que tomar cuidado, pois vez ou outra aparecem alguns fiscais por lá.

Média de gastos

Antes de conferir alguns valores por lá, é importante observar a data do post, já que tudo varia muito, de temporada para temporada e principalmente de ano para ano. Anotei alguns preços do que eu vi, mas sugiro fazer uma média para chegar em um valor mais real =)

Barco: R$50 a R$60 o trecho, por pessoa.

Lancha: R$ 70 a R$ 80 o trecho, por pessoa.

Estacionamento: média de R$35 a diária ou de graça no estacionamento público.

Camping: Camping do Ita – R$25 a diária.
Camping do Luis – R$30 a diária.

PF (prato feito: arroz, feijão, batata frita ou salada, peixe, carne ou frango): No Camping do Luis encontramos o PF por R$ 30. No Camping do Ita, era R$ 25 (lembrando que não é sempre que eles fazem a refeição, só em feriados ou quando o camping está cheio).

Bebidas: cerveja latão R$8
cerveja long neck R$10
catuaba gelada R$25
coca-cola R$6
água 2 litors R$8
açaí 300ml R$15

Aluguel de SUP no Camping da Larissa: R$ 50 a hora

Passeio de lancha para Parnaioca: R$30 por pessoa

Dicas importantes

Onde estacionar o carro

O pessoal do TurisAngra nos deu duas opções: estacionar o carro em um estacionamento público, que fica ao lado do prédio ou em um estacionamento privado, que também ficava ali perto. Escolhemos a segunda opção por acharmos mais seguro, e a experiência foi ótima!

O estacionamento fica há mais ou menos 1km do pier de Angra. Depois de pararmos o carro, o carro do próprio estacionamento levou a gente e nossas bagagens até o pier. Na volta, ligamos pra eles e eles nos buscaram! Também tinha banheiro e até nos ofereceram cafézinho!

A diária custa R$40 para o estacionamento coberto e R$30 para o descoberto. É caro, mas se você for com o carro cheio, é só dividir pela galera que fica tranquilo e mais seguro =)

Onde comer

Na praia você vai encontrar algumas poucas opções de restaurantes. Normalmente eles ficam dentro dos campings ou são na própria casa dos moradores.

Pelo que eu vi por lá, são dois principais lugares para você almoçar: no Camping do Luis, que oferece PF, algumas porções e café da manhã e em um restaurante mais no início da praia, que eu acabei não indo, então não saberei dizer muito bem.

O Camping do Ita, onde fiquei, oferece PF vez ou outra, quando o camping fica mais cheio. A fofa da dona Nice, que mora ali, prepara uma comidinha caseira deliciosa. Ali você também vai encontrar Açaí, mas parece que não é sempre, só quando o Alexandre está por lá.

Outra opção é no Camping da Larissa. Lá, é mais lanche ou café da manhã. Eles oferecem tapioca com vários recheios e alguns sanduíches.

Também tem o “surf bar”, que serve pizza! Acabamos não experimentando, mas é uma boa opção para a noite, né?

camping aventureiroFoto: café da manhã na areia!

Apesar dessas opções de PF e lanchinhos, eu sugiro que você leve pelo menos uma refeição por dia para preparar no camping. Por ser uma praia “isolada”, as coisas não chegam lá com facilidade, então, se você pegar um feriado de praia cheia ou algum outro problema de faltar alguma coisa, você já estará com a sua refeição garantida!

Dá para levar crianças?

Eu vi algumas famílias com criança pequena e, no geral da viagem, a minha opinião é que dá sim para levar crianças, sem passar perrengue!

Na verdade, acredito que é melhor ir de lancha nesse caso, pois a viagem é mais rápida, assim a criança não ficará enjoadinha. Lá, como falei, tem a opção e alugar chalés ou quartos, ou mesmo poderá acampar se você tiver uma boa estrutura!

A praia não é grande e tumultuada, o lugar perfeito para as crianças ficarem soltas e brincarem à vontade!

O que fazer à noite

Achei Aventureiro muuito roots, inclusive quando o assunto é “agitação noturna”. A não ser que você vá com uma galera e faça o seu próprio luau ou festinha, você não encontrará muitas opções de o que fazer!

Na Praia do Sono, por exemplo, rolavam alguns showzinhos ou música nos barzinhos. Em Aventureiro, nesse feriado que eu fui, não tinha nadinha, aproveitávamos as noites para tomar um vinho olhando a lua e jogando conversa fora.

Mas, acredito que em feriados grandes como carnaval e ano novo, role alguma agitação a mais!

Espero ter ajudado vocês com todas essas dicas e com a minha experiência em Aventureiro. Tem mais fotos lá no nosso Instagram: @maladeaventuras. Não deixe de seguir a gente e acompanhar as nossas aventuras no Snapchat (maladeaventuras)!!

Qualquer dúvida é só deixar nos comentários!

Buy us a coffee (3)