Ruas de Óbidos

Óbidos: bate-volta imperdível partindo de Lisboa

Está planejando sua visita a Lisboa e ainda não sabe bem o que incluir no roteiro? Além das inúmeras opções de turismo dentro da cidade, há também diversas opções de viagens bate-volta partindo de Lisboa, uma delas é Óbidos. Neste post, descubra tudo o que você precisa saber para ir a Óbidos: como chegar, o que fazer, quando ir, etc.

Uma das sete maravilhas de Portugal, Óbidos é daquelas cidadezinhas apaixonantes com casinhas pintadas de branco e amarelo, flores nas janelas, ruas de pedras e a ausência de carros. A cidade, que tem pouco mais de 10 mil habitantes, vem se transformando em Vila Literária, em um processo de reabilitação de espaços degradados que foram transformados em livrarias. Ou seja, se você gosta de uma boa leitura, corre para lá!

Obidos vista da muralha

Óbidos Portugal

Meio dia é suficiente para conhecer a cidade, ou seja, é possível combiná-la ainda com outros destinos próximos, caso você esteja com um tempo de viagem apertado. Porém, isso só se torna viável se você estiver de carro, facilitando assim o deslocamento. Uma boa opção, é conciliar Cascais com Óbidos. Em breve vai ter post desse balneário português aqui no blog! Outras opções são Caldas da Rainha, que fica a 10 minutos, enquanto Peniche, Nazaré e Batalha ficam a 30 minutos de carro de Óbidos.

A melhor época para visitar Óbidos é no verão, quando as ruas estão floridas e alegres, mas prepare-se para um calor escaldante. Há outras épocas legais para visitar também, como o Festival do Chocolate e a Vila de Natal. Eu não fui em nenhuma dessas, rs. Fui em Novembro, e ainda assim adorei minha experiência.

Muralha de ÓbidosFoto via.

Onde fica e como chegar

De carro

Localizada a pouco mais de 80km de Lisboa, da capital até Óbidos você leva 1h de carro. Pegue a estrada A8 no sentido Leiria e fique de olho na saída 15.

De ônibus

Outra opção é ir de ônibus. Vá até a estação de metrô Campo Grande e pegue o ônibus intermunicipal da empresa Rodotejo. O valor da passagem é de €  7,55.

Trens não são uma opção para lá, pois não tem estação próxima.

 

O que fazer

Veja abaixo um roteiro de 1 dia em Óbidos com dicas do que conhecer na cidade.

Ouvir os músicos de rua na “Porta da Vila”

Assim que eu cheguei na cidade já me apaixonei pela vila e pelos senhorzinhos de boina, típicos vovôs portugueses, sentados no muro papeando sem se apressar.

vovôs de óbidos

Logo em seguida, mais uma surpresa: um sanfoneiro tocando uma bela canção que criava uma atmosfera de antigamente e me transportou para alguns séculos passados. Uma graça! Acredito que sempre tenham músicos por lá e eu espero que você dê essa sorte no dia de ir visitar, porque eu realmente adorei!

Sobre a tal da “Porta da Vila”, ela foi construída no século XVII e é revestida por azulejos brancos e azuis, que tem como temática a Paixão de Cristo. Essa é uma das entradas da muralha do castelo.

Porta da Vila de Óbidos

Perder-se nas ruazinhas da cidade

A cidade não tem muito mistério e basta perder-se em suas ruas para conhecer um pouco dessa cidade tão agradável e aconchegante. As casas brancas com detalhes em amarelo e azul claro dão um toque especial para tirar inúmeras fotografias.

Vila de Óbidos Portugal

Ruas de Óbidos

Visitar o Museu Municipal e a Igreja de Santa Maria

Óbidos é uma das mais charmosas vilas medievais de Portugal. Ela tem bastante história para contar e para ficar por dentro de tudo o que aconteceu por lá, visite o Museu Municipal (de terça a domingo das 10h-13h e 14h-18h).

Nos arredores da Igreja você encontra diversas lojinhas de artesanato e souvenieres. Muitas coisas fofas para levar para casa!

Igreja de óbidos

Fotografar as bougainvilleas

Se você for na primavera e no verão, terá mais sorte que eu. A cidade fica super colorida e cheia de bougainvilleas por todos os lados. Como eu fui no outono, já não restavam muitos floridos, mas ainda assim consegui alguns pelas ruas.

Bougainvilleas de Óbidos

Experimentar a famosa ginjinha

A ginjinha é um licor feito da ginja, uma espécie de cereja portuguesa. Na maioria das lojinhas de artesanato da cidade você vai encontrar pessoas vendendo ginjinha num copinho de chocolate. Vale a pena experimentar, é bem interessante o gosto!

Ginja de Óbidos

Caminhar pela muralha

Não deixe de caminhar pela muralha que circunda a cidade. Se estiver muito sol, lembre-se de levar uma garrafa d’água. A caminhada não é puxada (cerca de 2km), mas é um pouco longa e talvez você leve uns 40 – 50 minutos andando e fotografando por lá. A visão panorâmica da cidade é bem interessante!

Eu comecei a caminhada já estava escurecendo e encontrei a cidade super diferente e ainda linda com a iluminação amarelada dos postes de rua.

Muralha de óbidos

Óbidos a noite

Óbidos iluminada a noite

Festas anuais

Acontecem diversos festivais ao longo do ano. Confira se você vai viajar para lá em algum desses meses:

Festival do Chocolate: março/ abril
Mercado Medieval: julho/ agosto
Festival da Ópera: julho/ agosto
Vila Natal: dezembro/ janeiro

Hospedagem

Se você quer ter uma experiência ainda mais completa, realmente vale a pena passar 1 noite em Óbidos.

A cidade fica muito diferente depois que o sol se põe e as luzes alaranjadas trazem um ar ainda mais medieval para ela. Acredito que o silêncio e a tranquilidade contribuam para isso também.

Há algumas opções interessantes e inusitadas na cidade, como o exclusivo The Literary Man Óbidos Hotel, que é o maior hotel literário do mundo. Localizado ao lado do Castelo de Óbidos, este antigo convento manteve seu encanto original e foi convertido em um hotel chamado Estalagem do Convento em 1965.

Uma opção bem confortável e autêntica é a Pousada Castelo de Óbidos. A propriedade combina uma acomodação medieval do século XIV com comodidades modernas, bem no centro da vila de Óbidos. Ela é da rede Pestana, ou seja, tem um selo de altíssima qualidade, e ainda tem o quê de sofisticação de ser dentro do Castelo de Óbidos, como o próprio nome sugere.

Buy us a coffee (3)