Termas em Budapeste: veja como foi a nossa experiência na cidade dos spas

Budapeste é conhecida como a cidade do spa, e não é por menos: você vai encontrar quase 30 termas para tomar banhos quentinhos e relaxar durante a sua viagem.

Quem trouxe essa tradição para Budapeste foram os turcos, durante a ocupação da Turquia no século 16. Desde então, moradores de diversas idades se reúnem nas termas para relaxar depois de um longo dia de trabalho, para jogar conversa fora, fazer tratamentos e massagens. Nada mal, né?

Nesse post vou falar como foi a minha experiência nas duas termas que conheci em Budapeste: Rudas Thermal Bath e a clássica Széchnyi.

Rudas Thermal Bath

Quem nos recomendou visitar a Rudas Thermal Bath foi a Maria, recepcionista-gente-boa do Pal’s Apartments, onde ficamos hospedados em Budapeste. Ela sinalizou que é uma das termas que os locais mais gostam de frequentar!

Rudas termal budapeste

Budapeste é dividida em duas: de um lado do rio está Buda, e do outro, Peste. A maioria das termas ficam no lado de Buda, e a maioria dos restaurantes, agito noturno e hotéis, inclusive o nosso, em Peste.

Já estava tarde, tínhamos turistado o dia todo e queríamos finalmente experimentar os banhos de águas quentinhas. Optamos então por conhecer a Rudas, que fica mais pertinho de Peste. Fomos andando, passeando por uma das pontes e chegamos lá. A terma fica bem na beira do rio, e o Google Maps nos guiou super bem.

Não fazíamos ideia de como funciona o esquema, e foi bem curiosa e divertida a experiência. Ganhamos uma pulseira, que servia também de cadeado. Era só encostá-la no armário para abri-lo. Trocamos de roupa, deixamos as nossas coisas e partimos para explorar o local.

Os preços variam bastante de acordo com os ambientes. Escolhemos o pacote maior, que dava direito a visitar o Rooftop. Não tínhamos nem visto foto de como era, mas a palavra rooftop chama atenção, né? Não perdemos tempo e fomos direto lá.

Rudas Thermal Bath

Ainda não falei, mas fomos no inverno. Sabe aquele inverno bem frio e gelado? Nesse mesmo. passávamos frio na rua, nem o sol esquentava. Era de noite e fazia uns 2 graus. E a cena era eu, de maiô, do lado de fora, correndo pra uma piscina quentinha! Que frio!!!

Ao entra na água a sensação é realmente incrível. E depois que você para para ver a paisagem, solta aquele “uau”. O rooftop fica de frente pra famosa Chain Bridge e também para o Parlamento. A iluminação noturna deixou ainda mais lindo e ficamos horas ali só curtindo!

Rudas Termal Budapeste

Portanto, fica a dica de uma terma que não é tão conhecida pelos turistas, e que tem um visual de tirar o fôlego. Visitá-la de dia também deve ser lindo!

Onde fica

Rudas Gyógyfürdő és Uszoda, H-1013 Budapest, Döbrentei tér 9 | É perto da Elisabeth Bridge!

Preço

Dia de semana + armário | 100 HUF
Finais de semana ou feriados + armário| 200 HUF

Tem bastante variação de preço. Você pode pagar meio período, pode incluir jantar, massagens e etc. Vale a pena das uma olhada no site.

O que oferece

– Pra mim, o grande diferencial foi a piscina ao ar livre no Rooftop. O visual era realmente incrível e a experiência única. Essa piscina faz parte do “wellness department”.

– piscinas em áreas cobertas, com diferentes temperaturas de água – meu namorado entrou em uma que era muito muito gelada, caía até pedrinhas de gelo na água!

piscina para nado, com 278 metros quadrados a 29C.

você pode nadar como veio ao mundo! Sim, a Rudas é uma das únicas termas que tem dias certos para homens e mulheres nadarem nus!

Fora isso, tem um bar bem completinho e restaurante. Eles também alugam toalhas e roupas de banho, mas eu sugiro que você leve o seu.

Horário de funcionamento

A maioria dos atrativos abre às 8h e fecha às 22h. É bom ficar de olho no site para ver mais detalhes.

Széchnyi – a clássica!

É o maior spa de águas termais da Europa! Realmente, a construção é enorme. Quando você acha que não tem mais piscinas ou saunas para explorar, aparece mais uma portinha com váárias piscinas!

A terma foi aberta em 1913, uma das primeiras de Budapeste, e construída em um estilo barroco palaciano. A área externa, onde estão 5 piscinas aquecidas, é o local mais bonito e surpreendente. Você se vê no meio de uma construção histórica, linda e rica em detalhes. A experiência é realmente única e imperdível.

Como havíamos ido na Rudas à noite, dessa vez tiramos a tarde para conhecer a famosa Széchnyi. Chegamos lá por volta das 15h, um pouco antes de escurecer, e pegamos um céu lindo, iluminado pelos últimos raios de sol. Ficamos bastante tempo tirando fotos para registrar o momento e relaxamos na piscina quentinha até anoitecer.

Budapeste
Budapeste

Depois, chegou a hora de explorar as piscinas cobertas. Várias temperaturas, águas com diferentes minerais, duchas, saunas, massagens, aulas de ginástica…! É realmente um mundo lá dentro.

O esquema é parecido com o da Rudas – pegamos uma pulseirinha que fica sempre com a gente. Ela é também o cadeado do locker e usada para comprar coisas no bar ou alugar toalhas. Aliás, vou reforçar: é muito melhor levar a sua toalha, o seu chinelo, shampoo, condicionar, sabonete…! Você pode alugar lá, mas vai sair bem mais caro, os preços são altos!

Termas em Budapeste

É importante tembém não ficar horas nas águas quentes. Tem um limite máximo de 20 minutos (ok, não respeitamos em nenhum momento e sempre passava disso), mas você pode começar a se sentir mole. É bom tomar bastante água (tem bebedouros espalhados em todas elas) para se hidratar bastante.

Ah! Li por aí que na Széchnyi rola baladinha! Já imaginou curtir um super DJ dentro da água quentinha? Em algumas épocas rolam festas agitadíssimas nas piscinas externas. É bom ficar de olho no site, onde tem a programação.

Onde fica

H-1146 Budapest, XIV. kerület Állatkerti körút 9-11. | Você tem que pegar o metrô e descer na estação que leva o nome da terma: Széchnyi.

Preço

Dia de semana + armário | 400 HUF
Finais de semana ou feriados + armário| 600 HUF

Bem mais cara do que Rudas, né? A terma é maior e tem mais ambientes. Mas, acredito que o preço tão caro seja por causa da quantidade enorme de turistas que a frequentam.

O que oferece

– 3 piscinas externas
– 15 piscinas na área coberta, com diferentes temperaturas
– 3 piscinas na área coberta, reservadas para fisioterapia
– saunas

Horário de funcionamento

Abre às 6h. Algumas piscinas fecham às 19h, mas a maioria (inclusive a externa!) fecha às 22h.

***

Pra fechar, a minha dica é você ir a pelo menos duas termas, para conhecer estilos diferentes! Adorei as nossas escolhas, e acho que a Széchnyi, apesar de bastante conhecida e bastante turística, é a mais diferente e surpreendente. Se você tiver que escolher apenas uma, vá direto nela!

Espero que tenham gostado da minha experiência beem detalhada e que aproveitem muito as águas quentinhas de Budapeste! Já estou doida para voltar!