Roteiro de 10 dias pelo Leste Europeu: Berlim, Dresden, Praga e Budapeste

Está planejando uma viagem pelo Leste Europeu? Aqui você vai encontrar dicas para montar um roteiro de 10 dias, passando por 3 países e 4 cidades diferentes: Berlim, Dresden, Praga e Budapeste.

O Leste Europeu é um excelente destino para quem quer viajar para a Europa sem gastar muito – cidades como Praga e Budapeste apresentam ótimo custo x benefício. Por lá você vai encontrar uma cultura muito diferente da nossa, vai encontrar locais históricos, paisagens lindas e uma gastronomia diferenciada.

roteiro leste europeu

Comprando a passagem

Em Agosto de 2016 rolou uma promoção de passagens para a Europa – eram vários destinos com ótimos preços. Eu já havia conhecido algumas cidades mais “comuns” na minha primeira eurotrip, como Paris, Amsterdam, Barcelona e Madrid. Dessa vez, com a intenção de gastar menos e conhecer lugares diferentes, decidimos explorar o leste da Europa.

Conseguimos encontrar a passagem Rio x Berlim / Budapeste x Rio pelo mesmo valor da promoção – R$1.500 com taxas! Achei o valor incrível, e melhor ainda poder chegar por um país e sair por outro, deixando o nosso trajeto mais fácil e evitando perder dias de viagem.

 

Roteiro pelo Leste Europeu

Com as passagens compradas, começamos a desenhar o roteiro. Berlim e Budapeste já estavam definidos, mas queríamos incluir também Praga e Dresden – a segunda, dica dos meus sogros, que estiveram lá e adoraram.

Separamos 3 dias para explorar cada cidade e apenas um para Dresden, que é uma cidade bem pequenininha e viável de conhecer em pouco tempo. No final, o nosso roteiro ficou assim:

DIA 1 – Rio x Berlim
DIA 2 – Berlim
DIA 3 – Berlim
DIA 4 – Dresden
DIA 5 – Praga
DIA 6 – Praga
DIA 7 – Praga
DIA 8 – Budapeste
DIA 9 – Budapeste
DIA 10 -Budapeste x Rio

Achamos que aproveitamos bem o tempo que tínhamos – ficamos o suficiente para conhecer um pouco de cada cidade e, mesmo assim, riscamos três países da nossa lista.

Como se locomover

Uma grande vantagem desse roteiro é que é SUPER viável fazer todos os trechos de trem. E nada mais prático do que não ter que se preocupar em pegar vôos, né? Pra mim, a melhor forma de viajar pela Europa é assim, de trem <3

Achamos melhor não comprar o passe (Eurail) e nem reservar com antecedência, pois na última viagem do Breno (meu namorado) para a Europa, ele viu que era muito mais em conta e mais fácil fazer as reservas na própria estação de trem.

A dica é: assim que você chegar em uma cidade, vá até a estação e faça a reserva para o seu próximo destino. (Exemplo: quando chegamos em Praga, procuramos o balcão de vendas e compramos as passagens para Budapeste, que seriam dali a três dias).

trem europa roteiro

Abaixo, os trechos que fizemos de trem pelo Leste Europeu com a duração da viagem e o valor aproximado (sou uma péssima blogueira e esqueci de anotar os valores!)

Berlim > Dresden | 1h50 | 20 euros
Dresden > Praga | 2h20 | 25 euros
Praga > Budapeste | 6h30 | 30 – 50 euros

O trecho mais longo foi o último, de Praga para Budapeste. Ficamos na dúvida se não seria melhor ir de avião, para não perder tanto tempo, mas ao comparar vimos que saía muito mais em conta o valor da passagem e não perderíamos tantas horas assim, já que temos que estar 1h antes do vôo no aeroporto, é sempre mais distante do centro da cidade (ou seja, gastaríamos dinheiro com locomoção) e ainda tem o tempo de retirar as malas e sair do aeroporto no destino final.

Pegamos o trem bem cedinho, às 6h. Dormimos uma boa parte da viagem e no início da tarde já estávamos chegando em Budapeste.

Roteiro: os principais passeios

Abaixo, compartilho com você os principais passeios em cada dia da minha viagem pelo Leste Europeu. Espero que vocês gostem das dicas e se inspirem para planejar a viagem de vocês! <3

  • 3 dias em Berlim

[Berlim] Dia 1 – Cervejaria Brauhaus

Chegamos tarde em Berlim, então só tivemos a noite do primeiro dia. Fomos na Cervejaria Brauhaus, que fica no centro da cidade e adoramos. Experimentamos diversas cervejas artesanais, comemos comidas típicas e então caiu a ficha de que muita coisa boa nos esperava nessa viagem – começando pela gastronomia!

cervejaria em berlim

[Berlim] Dia 2 – Tiergarten, Portão de Brandenburgo, Alexander Platz

O Tiergarten Park é o “pulmão” de Berlim, com 210 hectares. Aproveitamos a manhã para caminhar pelo parque e observar lindos cisnes, árvores e lagos, apesar do frio congelante.

Tiergarten

Na parte da tarde aproveitamos para fazer um Free Walking Tour, passando por diversos pontos turísticos: Universidade Humboldt, Museu Histórico de Berlim, Catedral de Berlim, Parlamento Alemão, CheckPoint Charlie e Portão de Brandemburgo.

Portão de Brandenburgo

À noite fomos na Alexander Platz, a praça mais conhecida de Berlim. Ali estão muitas lojas, restaurantes e ambulantes vendendo o famoso pão com linguiça! Era Novembro, então a praça estava tomada pelas barraquinhas de Natal!

[Berlim] Dia 3 – East Side Gallery, Topografia do Terror, Potsdamer Platz

No terceiro dia, fomos pela manhã até o East Side Gallery, a maior galeria a céu aberto do mundo! São 2km do Muro de Berlim que ainda estão de pé por ali, e serviram de “tela” para ótimos grafites. Também visitamos o Museu do Muro de Berlim, que fica ali perto, e adoramos entender melhor a história.

East Side Gallery

Seguimos para a Topografia do Terror, um memorial onde era a antiga sede da polícia Nazista. Por último, fomos na Potsdamer Platz, outra praça super movimentada da cidade, cheia de prédios, lojas e opções de lazer, como restaurantes, cinema e casino.

  • Em Berlim nos hospedamos no Novotel Tiergarten e no The Circus Hostel.
  • Anota aí alguns ótimos restaurantes que conhecemos por lá: Burgermeister (hamburgueria), Schultheist (especializado em frangos – é muito bom!) e Standige Vertretung (comidas típicas).
  • 1 dia em Dresden

[Dresden] Andar, andar e andar!

Dresden é uma cidade super pequenininha, que dá para ser explorada em um dia. Passeamos a pé e passamos pelos seus principais pontos turísticos.

A cidade é realmente fofa e com um ar medieval. Adorei o “Furztenzug“, um enorme muro de azuleijos e também a Igreja de Nossa Senhora, que é maravilhosa por dentro.

Tem muitos outros prédios históricos, mas como tínhamos pouco tempo, não quisemos fazer visitação, ficamos apenas caminhando e observando as construções.

Dresden Roteiro Eurotrip

As feiras de natal estavam por toda parte, e a cidade cheia por conta das férias. Não visitamos o outro lado de Dresden, que é mais moderno e cool. Se você tiver mais dias, vale a pena reservar mais um para conhecer mais da cidade!

Veja aqui opções de hotéis em Dresden

  • 3 dias em Praga

[Praga] Dia 1 – Cidade Velha: Relógio Astronômico e Charles Bridge

Chegamos em Praga bem cedinho e após deixar as malas no hotel, fomos logo para a Cidade Velha conhecer os principais e mais famosos pontos turísticos: o Relógio Astronômico e a Charles Bridge.

Vimos um pôr do sol maravilhoso na Charles Bridge e aproveitamos para passear bastante pelas ruelas na Cidade Velha, que é cheia de lojas e restaurantes.

Roteiro Leste Europeu

Veja também: 6 coisas que você não pode deixar de fazer em Praga

[Praga] Dia 2 – Castelo de Praga, Muro de John Lennon, Absintherie

Pela manhã fomos até o Castelo de Praga – que na verdade é um bairro inteiro, com palácios, igrejas e museus. Não compramos ingresso para fazer a visitação completa no Castelo, fomos apenas na famosa Catedral de São Vito e andamos nas áreas onde não era preciso apresentar ingresso. Mas, se você gosta de museus e história, há vários atrativos lá dentro que vale a pena conhecer.

Saímos no Castelo e paramos no John Lennon Wall – um muro cheio de pinturas em homenagem ao cantor.

Roteiro Leste Europeu

Voltamos para a Cidade Velha para passear mais um pouco pelas ruelas e conhecemos a Absintherie – um barzinho bem típico da cidade, que vende muitos tipos de absintos! A decoração é muito legal e você não pode ir embora de Praga sem antes experimentar um drink.

Em Praga nos hospedamos no Czech Inn Hostel.

[Praga] Dia 3 – Bohemian Switzerland National Park

Procurando passeios diferentes em Praga, me deparei com o Bohemian Switzerland National Park, um parque cheio de trilhas e visuais maravilhosos que fica entre a República Tcheca e a Alemanha.

Roteiro Leste Europeu

Contei toda a minha experiência nesse post aqui – vale a pena anotar as dicas e fazer esse passeio! Foi inesquecível e trouxe um toque de natureza e aventura pra nossa viagem.

O passeio durou o dia inteiro – saímos cedo do nosso hotel e voltamos só à noite. Lembre-se de inserir esse dia extra no seu roteiro.

  • 3 dias em Budapeste

[Budapeste] Dia 1 – Basílica St. Stephen e Ruin Bars (Szimpla)

Chegamos na parte da tarde, deixamos as malas no hotel e saímos para explorar a região. O hotel ficava perto da Basília St. Stephen, então o primeiro ponto turístico de exploramos foi ali, em uma região bem central, cheia de lojinhas e, novamente, feirinhas de natal!

szimpla budapeste

À noite fomos até o Bairro Judeu, onde estão os famosos Ruin Bars – são bares construídos em locais abandonados. O mais conhecido é o Szimpla, um bar / boate / restaurante enorme, com muitos objetos diferentes espalhados pelas paredes e teto. Você não pode deixar de conhecer!

Onde se hospedar em Budapeste: Pal’s Apartments

[Budapeste] Dia 2 – Castelo de Budapeste, Praça dos Heróis, Parlamento Húngaro, Memorial do Rio Danúbio e Rudhas Bath

Depois de uma boa noite de sono, acordamos bem cedo para fazer o Free Walking Tour e conhecer alguns pontos turísticos principais de Budapeste. Fomos no Castelo de Budapeste (que fica no lado de Buda!), passamos pela Praça dos Heróis, pelo Parlamento Húngaro e caminhamos até o Memorial do Rio Danúbio, chamado “Sapatos às Margens do Danúbio”.

budapeste

Budapeste é famosa pelos seus spas com água quentinha, então à noite fomos até um deles, o Rudhas Bath. Contei a minha experiência aqui.

[Budapeste] Dia 3 – Mercado Central, Széchnyi Spa, Bairro Judeu

O terceiro e último dia foi reservado para conhecer o Mercado Central, que é cheio de especiarias e artesanatos. À tarde, fomos no Széchnyi, o spa mais conhecido e mais antigo da cidade. É realmente incrível, e ficamos algumas horas por lá relaxando e conhecendo cada área do spa.

termas budapeste

Aproveitamos o final da tarde para conhecer melhor o Bairro Judeu, que realmente vale a visita. São muitas lojinhas, brechós, restaurantes e os famosos Ruin Bars pelas ruelas. Fomos embora pela manhã no dia seguinte, com boas recordações dessa viagem inesquecível.


Seguro viagem

Não dá para viajar sem seguro viagem, e na Europa ele é obrigatório! Afinal, imprevistos também acontecem durante as férias. Já imaginou sofrer um acidente ou ter algum problema de saúde longe de casa? Para evitar ainda mais dor de cabeça nessas horas, é essencial ter o seu seguro viagem garantido.

Sempre fazemos o nosso pelo site do Real Seguros, que possui várias seguradoras conveniadas. Eles comparam os melhores preços e todo o processo é feito de forma bem prática – você recebe a apólice por e-mail e ainda pode dividir em 6x sem juros ou ganhar 5% de desconto no pagamento à vista.

Clique aqui para fazer a sua cotação no site da Real Seguros!

Chip internacional para celular

Hoje em dia fica difícil viajar sem celular – ou melhor, sem um celular COM internet – né? Além de avisar a família que está tudo certo, compartilhar fotos no Instagram e fazer check in no Facebook (quem nunca?), estar com internet a todo momento facilita muito a vida dos viajantes para se localizar, fazer alguma busca rápida sobre o destino, abrir o número da reserva e etc.

A gente usa e recomenda o EasySim4U, revendedora da T-Mobile, uma das maiores operadoras de telefonia celular americana. Eles oferecem o chip internacional pré pago e também o plano de internet com cobertura em até 140 países, incluindo Europa, Ásia, Oceania, Caribe e América do Sul.

Veja aqui o post completo que fizemos com dicas para você comprar o seu EasySim4U | Clique aqui para comprar o seu chip.

Buy us a coffee (3)