Um final de semana de tranquilidade na Ilha da Gigóia

Nesse post você vai conhecer a Ilha da Gigóia, um refúgio em plena Barra da Tijuca. O destino perfeito para um final de semana ou para um domingo com a família, amigos ou namorado. É tanta calmaria por lá, que você vai até esquecer que está no Rio de Janeiro. Vem explorar a Ilha da Gigóia com a gente!

Sobre a Ilha da Gigóia

A Ilha da Gigóia, localizada na Lagoa da Tijuca, lembra uma cidadezinha de interior: as ruas de terra são bem estreitas, lá não existe carro e vivem apenas cerca de 3 mil moradores, isso numa pequena área de terra que só é possível ser acessado de balsa ou por pequenos barcos.

Por quê um fim de semana? 2 a 3 dias é o tempo ideal que você precisa para explorar a Ilha da Gigóia e as ilhas no entorno, mas é claro que você pode experimentar conhecer a ilha em um dia, ou até mesmo em uma noite.

Segue aqui nossas dicas para uma chegada na sexta pós trabalho e saída no domingo pós almoço. Vale a ida em família, com amigos, ou em casal. Programa relaxante para voltar para casa super renovado, hein?

Dia 1 | Sexta-feira

Chegando na Ilha depois de uma semana agitada de trabalho, você merece relaxar, bebendo alguns bons drinks ao som de uma banda ao vivo, concorda? Deixe suas coisas na pousada e vá para o endereço certo: o Bar Caiçara.

Com clima rústico, cerveja, drinks e aperitivos de dar água na boca, o ideal é que chegue a tempo do pôr do sol e seja o último a ir embora. É que o bar dá de frente para a Lagoa e você não vai mais querer sair dali.

Dica: vale a pena entrar na página do Facebook para conferir a programação e perguntar a disponibilidade antes de ir.

https://www.facebook.com/barcaicara/

Ilha da Gigoia 170
Telefone: (21) 2484-7983

Dia 2 | Sábado

Aqui você não precisa acordar cedo se não estiver a fim. Você consegue conhecer a ilha toda em apenas 20 minutos de caminhada. Mas caso você goste de esportes e queira aproveitar bem o dia, nossa dica é tomar um café reforçado e ir direto curtir um dayuse pass no 360 Sports, na Ilha da Coroa.

Lá você pode passar o dia aproveitando passeio de SUP, bike aquática ou kayak, e ainda curtir uma piscina antes de ir embora. Também é possível alugar jet ski, wakeboard ou flyboard para explorar bastante a região. Não é demais?

Depois de todo esse gasto calórico, prepare-se para uma refeição no bom e velho Bar do Cícero. Você só tem que pegar uma balsa e dizer o destino que em poucos minutos você estará no melhor restaurante especializado em frutos do mar e famoso por seus deliciosos pastéis.

Confira aqui um post completo sobre o Bar do Cícero

https://www.facebook.com/bardocicero/

Marina das Estrelas 1, Ilha Primeira
Telefone: (21) 2493-8053

Tome um bom banho, descanse um pouco no hotel e se arrume para mais uma noite de drinks, cerveja ou vinho na Ilha da Gigóia. Mesmo num sábado à noite, você vai curtir a tranquilidade da Ilha, sem nenhum problema, e ainda pode escolher dentre algumas opções de bares e restaurantes espalhados pela região.

Caso esteja no clima de comer uma boa pizza a lenha harmonizada com uma boa taça de vinho, indico um jantar na Pizzaria Alla Pergola. Mas se estiver procurando um hambúrguer acompanhado de uma cervejinha gelada, indico o Gigóia Bistrô. Dica: nos dois casos, é legal verificar a disponibilidade.

Pizzaria Alla Pergola

https://www.facebook.com/pousadaallapergola/

Ilha da Gigóia, 11, Barra da Tijuca
(21) 3139-3090 / (21) 8666-3090

Gigóia Bistrô

https://www.facebook.com/gigoiabistro/

Rua Doutor Sebastião de Aquino
(21) 98097-6250

Dia 3 | Domingo

Domingo é aquele dia de acordar, tomar o café e arrumar as coisas para ir embora. Mas antes de pegar a balsa para voltar para casa, aproveite para caminhar pelas ruelas e explorar um pouco mais da ilha durante o dia, quando você consegue observar melhor as casas, os moradores e o encanto desse lugar.

Termine o passeio almoçando no Restaurante Laguna, especializado em frutos do mar num ambiente bem agradável, principalmente em dias de sol. O local recebe diversos tipos de evento e é super requisitado, então já sabe, faça a reserva antes de ir!

https://www.facebook.com/Laguna-Restaurante-Ilha-Da-Gig%C3%B3ia-Rj-156259864437164/

Ilha da Gigoia 34
Telefone: (21) 2495-1229

Apesar do clima bucólico, cuidado para não ir até lá achando a ilha é um paraíso: algumas partes da ilha lembram comunidades carentes, e o esgoto pode ser percebido a céu aberto. Faça a visita consciente da pouca estrutura que o local disponibiliza e você verá vale a pena!

Onde se hospedar?

Indicamos a charmosa Pousada Barra Eco Boutique, localizada na Ilha Primeira, pertinho do Restaurante Cícero. Apesar de não ficar na Ilha da Gigóia em si, fica a 2 minutinhos de travessia, num local mais calmo e aconchegante, onde você consegue desfrutar melhor da natureza e da estrutura do local, com TV, wi-fi, banho quente e café da manhã incluídos. Adorei minha hospedagem ali!

Faça a sua reserva através do Booking!

Como chegar?

Para chegar na Ilha da Gigóia, é preciso pegar uma balsa na ruazinha que fica entre a Unimed e o Shopping Barra Point, na Barra da Tijuca. Não se preocupe, pois o trajeto é curto e super charmoso. Você paga aproximadamente R$5 por pessoa, dependendo do destino final, para fazer a travessia que não vai levar mais de 15 minutos. Os barcos funcionam 24h por dia, e o tempo de espera varia de acordo com a demanda.


Caso você esteja indo de carro, estacione no Barra Point. Indo de taxi, ou frescão, salte também no Barra Point. Caso vá de metrô, salte na estação Jardim Oceânico e caminhe 5 minutinhos até a ruela para pegar o barco, que fica na Av. Armando Lombardi entre o número 350 e 400.

Apesar do caminho parecer estranho, não há mistérios. Para ir embora, dirija-se a um dos decks da Ilha, que o barco te levará de volta ao endereço inicial, na Av. Armando Lombardi.

Espero que tenham gostado do post, e qualquer dúvida, podem deixar nos comentários. Já fez esse passeio incrível? Conta aqui pra gente também!

Informações Úteis

– Segurança: o local é considerado bastante seguro, mesmo à noite, pois o acesso exclusivo por barco, inviabiliza roubos e furtos.

– Internet: A ilha da Gigóia conta com cabeamento das principais operadoras, e eu não tive problema nem com sinal de telefone, nem com a internet.

– Roupas: prefira roupas leves e sapatos baixos pois as ruas são instáveis e provavelmente você entrará e sairá dos barcos algumas vezes. Shorts, camisetas e protetor solar são indispensáveis!

 

Beijos,

Amanda