10 passeios imperdíveis em Vancouver

Está planejando uma viagem para Vancouver? Esteja preparado para se apaixonar por esta cidade! Vancouver é daquelas cidades agradáveis para se passear, cheias de cafés e restaurantes legais e perfeita para ficar em contato com a natureza, devido a sua localização, entre as montanhas e o Oceano Pacífico.

Ela é uma cidade feita para pessoas, repleta de praças e parques para serem aproveitados pela população e pelos turistas, claro. Portanto, se você está montando o seu roteiro, confira esse post com 10 passeios imperdíveis em Vancouver!

Vancouver vista de cima
Créditos: Tourism Vancouver / Albert Normandin

Estive lá a primeira vez com 16 anos, em Julho/08 e retornei agora em Junho/17. Eu já tinha curtido demais a cidade e minha segunda impressão continuou sendo muito boa! É fácil de entender porque muitos brasileiros tem buscado a cidade para intercâmbio ou mesmo para se mudar.

Já adianto que o ideal é ir no verão, para pegar uma época com clima agradável, dias ensolarados e festivais fervilhando pela cidade. Alguns dos mais legais em que estive foram o Folk Festival, um festival de música internacional, a Parada Gay, que é super divertida, e o Canada Day (01/07), um dia de programações culturais de todos os tipos espalhadas pela cidade.

Agora vamos ao que interessa!

#1 Tomar um bom café da manhã no Granville Market

Essa foi a minha atividade preferida em Vancouver! É delicioso sentar nas mesinhas ao ar livre em um dia de sol e observar as crianças brincando, alguns músicos se apresentando aqui e ali, as pessoas andando desapressadamente. Isso tudo com um bom café da manhã comprado em uma ou algumas das barracas do mercado.

Granville Market Vancouver

Lá você encontra de tudo: cafés importados, pães artesanais, frutas frescas, bolos e tortas de dar água na boca, uma deliciosa seleção de queijos e salames, além de sucos de fruta, saladas e sopas, etc. Tudo muito muito bom!

Separe ao menos uma longa manhã para gastar em Graville Island e, depois do mercado, passeie pela ilha, descubra seus cantinhos e suas lojas inusitas. Algumas das lojas mais curiosas que já vi na vida foram lá, como por exemplo, uma loja exclusiva de vassouras de palha, daquelas que parecem de bruxas, sabe? rsrs Também encontrei uma loja que só vendia artigos de piratas e olha que eles tinham uma vasta seleção de objetos e fantasias!

Vale a pena pegar um mapa da ilha (disponível em diversos pontos do Graville Market) e se perder por lá! Outro cantinho super interessante são as casas flutuantes. Encontre as caixinhas de correio deles para fazer fotos fofas.

Caixas de correio em Granville Island

#2 Passear de kayak em Deep Cove

Um dos bairros mais encantadores de Vancouver é, sem dúvida, Deep Cove. Ele é uma pequena amostra do que se espera do Canadá: um belo lago com kayaks vermelhos e amarelos e alguns cafés e restaurantes em uma pequena rua principal.

Deep Cove Vancouver

Na verdade, Deep Cove não é um lago, mas um braço de mar cercado de montanhas elevadas cobertas com floresta natica. A paisagem é deslumbrante! Além do kayak (CAD 40 / 2 horas), é possível fazer algumas trilhas e fazer passeios de barco pela região.

Ao final do passeio, nada como passear nas lojinhas e, por fim, sentar-se num dos cafés da rua principal. Outra ótima opção é selecionar um dos bancos, árvores ou mesas do parque de frente para o mar e fazer um picnic.

café em deep cove, vancouver

Apesar da distância – este bairro fica em North Vancouver, a cerca de 1 hora de distância de Downton – vale a pena pegar um ônibus até lá. O ônibus 211 (passa pela Pender Street) leva ao terminalde North Vancouver, onde você deverá trocar de ônibus e pegar o 212 que vai até Deep Cove.

#3 Conhecer os ursos de Grouse Mountain

Se você não tiver planos de viajar para uma área mais natural como os lagos canadenses, a Grouse Mountain é uma excelente opção para ver ursos de pertinho. Lá moram dois ursos cinzentos (grizzly bear), uma mãe e um filhote. Muito fofos!

A outra vantagem da Grouse Mountain é a vista, que dizem ser uma bela vista de toda a cidade de Vancouver. Eu tive azar com o tempo e não pude desfrutar dessa vista, mas se o dia estiver bonito, não pense duas vezes e escolha este passeio!

Há também uma competição entre lenhadores que acontece por lá e é diversão para toda a família. É uma encenação divertida com estes personagens típicos canadenses mostrando seus dons.

competição de lenhadores em Grouse Mountain, Vancouver

O daypass (CAD 45,00) inclui a subida de gôndola, a visita aos ursos, o espetáculo dos lenhadores, entre outras atividades.

#4 Dar uma volta de bike no Stanley Park

O Stanley Park é o maior parque urbano do Canadá e é um dos lugares preferidos dos moradores da cidade. Isso porque sua área verde tem mais de 400 hectares, com floresta nativa banhada pelo oceano e uma extensa ciclovia. O local também é ótimo para quem viaja em família, pois há diversos parquinhos, além do Aquário de Vancouver e do parque aquático infantil.

stanley park vancouver

Uma das melhores maneiras de explorar a região é alugando uma bicicleta para dar a volta no parque. Separe uma manhã ou tarde para isso e torça para estar um dia lindo para aproveitar cada um dos cantinhos de lá! Eu aluguei minha bike no Spokes Bicycle Rental (CAD 10,50 / hora). Só não dei muita sorte com o tempo, que estava fechado e com vento…

passeio de bicicleta vancouver

#5 Experimentar o Fly Over Canada

O FlyOver Canada (CAD 22,95 – online) é uma experiência deliciosa para conhecer o país sem sair de Vancouver, em outras palavras, é uma ótima maneira de te deixar com mais vontade de desbravar o país inteiro.

fly over canada, vancouver

Neste cinema 180 graus, é utilizada uma tecnologia de ponta para dar a sensação de que estamos voando. Por cerca de 10 minutos, ficamos em cadeiras suspensas, com os pés pendurados, enquanto o filme nos leva a diversas paisagens canadenses em uma viagem de leste a oeste do país. Os efeitos especiais – vento, névoa e aromas, combinam com o movimento do passeio para criar uma experiência inesquecível.

#6 Comer um Japa Dog

O Japa Dog é um famoso foodtruck nascido em Vancouver em 2005 e que já conquistou outras cidades do mundo por sua peculiaridade. A proposta servida no Japa Dog é, como o nome diz, um hotdog com uma pegada japonesa.

Japa Dog Vancouver

O mais pedido é um cachorro quente feito de salsicha kurobuta com maionese de raíz forte e tiras de algas salpicadas (CAD 7,00).

Japa Dog Vancouver

#7 Assitir ao por do sol em English Bay

Esse é um dos passeios que mais combinam com o verão de Vancouver! Em dias de sol, a praia de English Bay fica movimentada com famílias e grupos de amigos jogando bola ou frisbee e fazendo picnics.

Com os dias longos de verão, o por do sol é bem tarde, por volta das 21h da noite. Ou seja, todo mundo quer ficar ao ar livre o máximo de tempo possível curtindo o calorzinho da estação. A boa pedida é levar uma toalha para estender na grama, além de alguns queijos e frutas. Vá para lá no finalzinho de tarde e curta a chegada da noite em boa companhia.

por do sol em English Bay, Vancouver

Uma dica legal é passear por lá para ver as esculturas que tem espalhadas pelo gramado. A minha preferida foi essa chamada “engagement rings”, ou anéis de noivado, em português.

engagement rings vancouver

#8 Experimentar comidas asiáticas no Richmond Night Market

Vancouver é uma cidade com uma grande comunidade de imigrantes asiáticos, de chineses e japoneses a indianos e tailandeses. O Richmond Night Market é uma mistura de nacionalidades e, claro, da culinária destes países.

Richmond night market, Vancouver

Na feira, decorada com bandeirinhas coloridas, cada box tem um cheiro e um idioma diferente. É possível encontrar guiosas, yakisobas, e diversas outras comidas de nomes que não sei pronunciar. Além disso, há algumas dessas comidas bem interessantes, como uma flor de gelo e uma manga esculpida em formato de flor.

Richmond night market, Vancouver

#9 Fazer compras na Main Street

A região da Main St. é ótima para passar um dia inteiro batendo perna, conhecendo brechós, lojas de decoração e cafés super fofos. Além disso, a região é perfeita para encontrar grafites incríveis.

Main Street, Vancouver

Pegue um mapa da cidade e marque o trecho entre a Broadway St. e a 26th St. É lá que está o trecho mais badalado desta longa rua. Agora pegue uma caneta e anote os nomes que vou dizer: para encontrar roupas descoladas, visite os brechós Turnabout, Front e C’est La Vie. Entre cafés, o Coco & Olive e o Starbucks Reserve (uma espécie de Starbucks boutique) são legais. Para fechar o dia, indico dois restaurantes para o jantar: o Burgoo (comfort food) e o Savio Volpe (de cultura italiana). Este último não fica exatamente na Main St, mas fica a cerca de 15 minutos andando. Ele é o restaurante mais trendy de Vancouver atualmente.

#10 Passear por Gastown

Gastown é o bairro mais antigo de Vancouver e um dos mais charmosos com sua arquitetura vitoriana. Lá encontram-se desde lojas de decoração e de moda descoladas, até cafés fofos e restaurantes elegantes. Esse é definitivamente um bairro ideal para ser explorado a pé.

Na esquina das ruas Water e Cambie, encontra-se o Steam Clock, o relógio mais famoso do Canadá! Antes de conhecê-lo eu me perguntava o porquê dele ser tão famoso assim. Afinal de contas, é só um relógio né? Mas o legal é que ele funciona a vapor e é um dos poucos deste tipo existentes no mundo. A cada 15 minutos ele apita e chama a atenção dos turistas pelas ruas.

steam clock, o relógio famoso de vancouver

Muita gente busca saber também o que há para conhecer nos arredores de Vancouver. Portanto, se você tem alguns dias a mais na cidade, não deixe de conhecer: Whistler, Squamish e Vancouver Island, os principais destinos para fazer viagens bate e volta a partir de Vancouver. Abaixo conto um pouquinho destes destinos bem legais por lá.

+ Daytrip: Whistler

Whistler é famosa por suas estações de esqui, sendo uma das maiores da América do Norte. Mas o que fazer por lá quando a neve já derreteu? A cidade é perfeita para esportes radicais e as pistas de esqui se transformam em pistas de mountain bike, com os lifts sendo usados para as bikes. Além disso, há diversas opções de atividades como rafting, bungee jumping, zipline, etc.

Não deixe de fazer o zipline (tirolesa) da TAG Whistler. São quatro trechos, alguns com mais de 1,3km de extensão, em um lindo vale! Vale muito a pena! Outra atividade imperdível é o Peak 2 Peak Gondola. Duas montanhas interligadas por um dos maiores teleféricos do mundo, mais de 50 km de trilhas para caminhadas, lagos e florestas e vistas de perder o fôlego.

Eu passei apenas um dia por lá, mas indico ao menos dois para poder curtir tudo que a cidade tem a oferecer. Além da natureza e de todas as atividades oferecidas, o centro de Whistler também merece atenção. Há diversos restaurantes e lojinhas em largas ruas de pedestres ornadas com flores (no verão, claro).

+ Daytrip: Squamish

Squamish é uma pequena cidade que fica entre Vancouver e Whistler, na belíssima estrada Sea to Sky Highway. Para quem curte esportes ao ar livre, há muitas atividades para você se ocupar, como escalada, trekking, kayak, SUP…

Outro passeio interessante é a gôndola Sea to Sky (CAD 41,95). Lá de cima é possível observar a paisagem das montanhas indo ao encontro do mar. Além disso, é possível ver alguns trechos da estrada, considerada uma das rotas mais bonitas do Canadá. No dia que fomos visitar, infelizmente a montanha estava encoberta por nuvens, ou seja, só deu pra ver branco mesmo. rsrs Mas imagino que em um dia de sol a experiência seja completamente diferente!

Uma dica geral, não só para Squamish, mas também para Vancouver, é que muitos dos dias de verão amanhecem nublados e melhoram mais para o final do dia. Esse passeio em Squamish foi cedinho pela manhã, talvez teria sido diferente se tivéssemos chegado lá a tardinha.

As meninas do blog Viajadora contaram em um post super completo a experiência delas na Sea to Sky Gondola. Clique aqui para ler.

+ Daytrip: Vancouver Island

Essa daytrip eu tive que deixar para uma próxima oportunidade mas me recomendaram bastante Vancouver Island e deixo-a como dica para vocês.  Como a ilha possui um dos melhores climas do país, é possível fazer caminhadas, andar de bicicleta, passeios de barco, museus, viagens, etc. A principal cidade é Victoria, uma mistura de charme do passado com o novo e o moderno.