trilha-em-cape-town

Trilhas em Cape Town: como é subir a Lion’s Head e a Table Mountain

Cape Town é um destino excelente para quem curte fazer trilhas! A cidade, cercada pelo mar, é também cercada por montanhas que nos oferecem paisagens de tirar o fôlego. Vem conferir como foi a minha experiência em duas principais trilhas por lá: a Lion’s Head e a Table Mountain.

Dicas para fazer trilhas em Cape Town

Antes de contar a minha experiência nas duas trilhas, vou dar algumas dicas importantes!

  • Contrate um guia! Sim, eu acho super importante você contratar um guia para fazer qualquer trilha em Cape Town, mesmo se você for confiante ou se for uma trilha leve. É interessante pois o guia irá te contar curiosidades sobre os lugares, te levar nos caminhos mais fáceis, sinalizar os perigos e te auxiliar no que for preciso. Afinal, ninguém quer se perder ou sofrer um acidente tão longe de casa, né?
  • Quando for preparar a sua mala, separe uma roupa especial para fazer as caminhadas. Tênis confortável e próprio para trilhas, casaco corta-vento (venta bastante em Cape Town!), boné, mochila, bastão de caminhada (dependendo da trilha que você for fazer), enfim, todos os equipamentos necessários para você curtir bastante o passeio!
  • Sempre importante levar bastante água e um lanchinho (barra de cereais, biscoito, frutas, sanduíches..) e protetor solar!
  • Fique de olho na previsão do tempo! Durante o verão e durante o inverno o tempo costuma ser mais instável, então é sempre bom ficar de olho na previsão para não passar perrengue. Uma boa dica é escolher viajar na primavera – a Lauren, nossa guia, falou que as trilhas ficam lindas, cheias de flores!

Veja também: Tudo o que você precisa saber para planejar a sua viagem para a África do Sul

Mother City Hikers

Essa foi a empresa escolhida para nos levar nas a duas trilhas em Cape Town: a Lion’s Head e a Slangolie Overhang, um pico da Table Mountain super lindo, com visual para os 12 apóstolos.

Quem comanda a empresa é a Lauren, que foi a nossa guia nos dois dias. Desde que entrei em contato com ela, ainda no Brasil, senti que era uma pessoa super dedicada e do bem. Nos deu algumas dicas e sugestões de trilhas que poderíamos fazer, visto que a previsão do tempo para a semana que estaríamos em Cape Town estava bem ruim (com aviso de possibilidade de chegar uma tempestade – a maior em 30 anos!).

Nossa ideia inicial era fazer uma trilha até o topo da famosa Table Mountain e outra até a Lion’s Head. Porém, por conta do mau tempo, a Lauren nos recomendou a “Slangolie Overhang“, uma trilha dentro do Parque Nacional da Table Mountain. No outro dia fomos até a Lion’s Head tentar ver o nascer do sol.

A Lauren nos buscou e nos levou de volta ao hotel, em sua van super espaçosa e confortável. Ela tinha também uma autorização que deveríamos preencher antes de começar a trilha e é guia credenciada.

Durante todo o caminho ela ia nos explicando curiosidades dos lugares, como os tipos de vegetações, nos mostrou algumas plantas únicas, que só encontramos por lá, nos contou informações interessantes sobre as aves e muito mais. Ela era super atenciosa, adorava conversar e nos proporcionou um dia super legal!

A Lauren nos levou também em dois spots “secretos”, que você provavelmente não acharia se fosse por conta própria. Vale super a pena contratar um guia, e eu recomendo demais a Lauren. Vou deixar aqui o telefone e o e-mail dela para vocês entrarem em contato, e não deixem de falar que viram no Mala de Aventuras, hein?

Telefone: +27 72 530 3464
E-mail: lauren@mothercityhikers.co.za

Slangolie Overhang, trilha incrível na Table Mountain

Como eu falei, essa trilha foi dica da Lauren! Pesquisando sobre trilhas em Cape Town, não encontrei nada sobre essa, o que acabou sendo uma supresa e tanto!

A trilha começava “atrás” da praia de Camps Bay, dentro do Parque Nacional Table Mountain. Não precisa pagar nada para entrar no parque, não tem nem portão ou guarita, mas era bem sinalizado.

Visual lindo da Table Mountain, no início da trilha

Foram mais ou menos 1h30 de caminhada. O início era bem tranquilo, com pouca subida, em uma estrada larga. Depois fomos entrando mais pra dentro da montanha, com o caminho mais estreito e muito árvores! Achei todo o trajeto tranquilo, mas é preciso prestar atenção em umas partes que ficam em uma pirambeira.

Fomos parando em alguns lugares lindos da trilha, a cada passo a paisagem ficava mais linda! Mas, a grande atração era chegar até uma caverna – uma formação rochosa bem interessante, que rendeu ótimas fotos!

Seguimos mais um trecho após a caverna e tivemos um visual lindo dos 12 apóstolos, da praia de Camps Bay e da Lion’s Head.

Voltamos encantados com a paisagem e ainda vimos um pôr do sol lindo, quase chegando no final. Demos muuita sorte do tempo ter aberto nessa tarde, um dia após a tempestade que teve. É sempre bom ficar de olho na previsão do tempo e pedir opinião de quem está acostumado – assim não tem erro e você consegue aproveitar o lugar da melhor forma!

Onde se hospedar em Camps Bay: conheça o POD’s, hotel mais cool e descolado da região!

Lion’s Head + Wally’s Cave

Tivemos só um dia de descanso depois da primeira trilha e combinamos com a Lauren de ir na Lion’s Head ver o nascer do sol. O tempo não colaborou mesmo, foi um dia super chuvoso, e o único intervalo sem chuva seria bem cedinho, no amanhecer.

Não queríamos perder a oportunidade e lá fomos nós acordar cedo para encarar essa caminhada.

A Lion’s Head é uma trilha mais turística, então com certeza você vai ver grupos de pessoas fazendo a caminhada sem guia. A trilha é bem sinalizada e, como tem bastante movimento, acho tranquilo de fazer sozinho, mas é preciso prestar bastante atenção no trajeto, que é cheio de pedras e perambeiras!

A nossa primeira parada foi na Wally’s Cave, uma caverna bem famosinha no Instagram! Com visual para a Table Mountain, o lugar rende fotos liiindas mesmo, inclusive com o dia fechado, que foi o nosso caso.

Pois é, a nossa intenção de ver o nascer do sol não deu muito certo. O dia amanheceu e permaneceu coberto pelas nuvens. Apesar de não ter visto a paisagem maravilhosa como deve ser, aproveitamos o passeio e já posso dizer que estive beeem ali no topo da Lion’s Head. Um desafio pra mim!

Sim, um desafio porquê achei essa trilha bem puxada! Eram subidas a todo momento, com bastante degrau e pedras. Fizemos a caminhada em 1h mais ou menos, mas fiquei bem tensa – por causa do caminho que era todo irregular e também por causa do tempo, que fechava cada vez mais.

Quase chegando no topo da Lions Head

Finalmente chegamos no topo e não conseguimos ver nada de paisagem, estávamos dentro de uma nuvem!! Tiramos uma foto da placa mostrando a altitude e fomos embora para não pegar chuva.

O passeio foi ótimo, valeu super a pena, mas faltou o sol pra deixá-lo ainda melhor. A Lauren foi excelente, super cuidadosa e nos auxiliou sempre que pôde. Apesar de ser uma trilha bem turística, recomendo ir com a Lauren para você se sentir mais seguro e conhecer alguns cantinhos escondidos por lá.

+ Dica!!!

Não foquei muito nas dicas de como chegar até o pico principal de cada trilha, porquê não precisei mesmo me preocupar com isso durante os passeios. A Lauren foi guiando a gente, e nós fomos só aproveitando. Essa é outra vantagem de ir com quem saiba o caminho: você relaxa e só curte!

Antes da viagem eu encontrei dois perfis no instagram muuuuitoooo legais! É a @campsbaygirl e o @thelawry, um casal fofo que mora em Camps Bay e adora fazer trilhas. Eles tem fotos incríveis e muitas dicas para quem gosta de aventuras. Se você quiser dicas de como chegar em cavernas e spots super escondidos, entra no site do Mike que tem as coordenadas: http://www.lifeofmike.co.za/

Não deixe de acompanhar as nossas redes sociais para ficar por dentro das próximas aventuras:

FACEBOOK | INSTAGRAM | YOUTUBE