Roteiro California

Roteiro de 1 semana pela Califórnia: Highway 1, São Francisco e Yosemite

Quem nunca sonhou em fazer uma viagem de carro conversível com cabelos ao vento e óculos escuros pela Highway 1 da Califórnia? Ou talvez conhecer a Calçada da Fama de Hollywood, esbarrar com astros de cinema em LA, pegar o bonde de São Francisco, explorar as cachoeiras do Yosemite, conhecer o Aquário de Monterey, ir no Parque de Diversões de Santa Mônica… A Califórnia é um destino tão conhecido por nós através de filmes, séries e até pelas fotos dos amigos que viajam para lá, que dá vontade de passar um mês inteirinho explorando cada um desses cantinhos.

Como determinar um roteiro de apenas uma semana pela Califórnia com tanto pra conhecer, tantas atrações interessantes e lugares famosos para visitar? Eu tive uma dificuldade enorme em selecionar meus pontos de interesse, justamente pela diversidade de opções. Por isso resolvi fazer esse post, para ajudá-los na hora de montar sua viagem, com dicas dos principais destinos no estado, além do roteiro que eu escolhi para a minha Roadtrip. Confira abaixo meu roteiro de 1 semana pela Califórnia!

Já aviso de antemão que achei a viagem bem apertada de tempo. Acho que para fazer esse roteiro com calma, você deveria ter ao menos 2 semanas completas. Anota aí minha sugestão: 3 dias em LA, 3 dias subindo pela Highway 1 até São Francisco, 2 dias em Monterey e Carmel by the Sea, 3 dias em São Francisco e 3 dias no Yosemite.

Dia 1: Los Angeles e Venice Beach

Chegamos na Califórnia, em um belo fim de tarde de outono. Nessa época (maio), o por do sol costuma ser lá pelas 20h, o que é maravilhoso para poder aproveitar bastante o dia!

Alugamos nosso carro no LAX (Aeroporto de Los Angeles), que havia sido previamente reservado pelo site rentcars.com.br e tudo funcionou super bem. Tivemos um upgrade e pegamos um carro esportivo maravilhoso, confortável e com um porta-malas gigante!

Nossa primeira parada da viagem foi Venice Beach, uma praia de Los Angeles conhecida por ser frequentada por um público bem eclético, entre artistas de rua, skatistas, marombeiros e muitos turistas!

Sugestão de hospedagem: Abbot Kinney Apartment

Venice Beach
Venice Beach

O famoso calçadão, chamado de Ocean Front Walk, é o lugar para ir. São diversos restaurantes e lojinhas para se distrair, muitas delas com importados da China, micro biquinis e bugigangas diversas. A atmosfera é bem diferente do que você espera dos EUA como um todo, mas as palmeiras próximas da praia são exatamente o que você imagina da California.

Ocean Front Walk, Venice Beach
Ocean Walk, Venice Beach
Venice Skate Park
Venice Skate Park

Jovens em Venice Beach

Leve sua câmera para registrar o dia a dia das ruas e do Calçadão de Venice. O por do sol por lá é lindo demais! Se você tiver mais tempo, siga para o pier de Santa Monica, que fica a apenas 10 minutos de carro. Lá também é ótimo para fazer compras e você encontra todo tipo de loja que você estiver buscando, desde a Apple, até a REI (de equipamentos para atividades outdoors).

Dia 2: Santa Barbara

Acordamos em Santa Barbara e pudemos conhecer um pouquinho da cidade antes de seguir viagem até Monterey. Essa graça de cidade, que fica a cerca de 2h de Los Angeles, tem bastante influência espanhola em sua arquitetura, nomes de ruas, gastronomia… As construções branquinhas com telhas em tons terrosos são um charme!

Além das praias, o Courthouse é um dos passeios mais legais para fazer por lá. Com uma arquitetura colonial da Península Ibérica, ele é o fórum de Santa Bárbara e é um ótimo mirante, permitindo uma visão panorâmica da cidade através de sua torre de 6 andares. De segunda a sábado, são realizados passeios gratuitos por lá às 14h, mas a visitação é aberta das 8h às 17h diariamente.

Sugestão de hospedagem: Hotel Milo Santa Barbara

Courthouse de Santa Barbara
Courthouse de Santa Barbara

Se você estiver buscando um lugar legal para comer ou fazer compras, a State Street é o que você está procurando. São muitas boutiques, lojas de departamento e cafés super charmosos.

State Street, Santa Barbara
State Street, Santa Barbara

Seguimos viagem, por mais de 4h horas até chegarmos em Palo Alto, cidade próxima de São Francisco, onde ficaríamos por duas noites na casa de amigos queridos.

Dias 3: Monterey / Carmel by the Sea

Nossa ideia inicial era fazer a Highway 1 e ir parando no caminho. Eu já havia pesquisado bastante sobre a área, feito anotações dos lugares mais legais para parar e conhecer, mas tivemos um imprevisto: a estrada estava fechada devido a fortes chuvas que aconteceram no inverno anterior. Por conta disso, tivemos que alterar nosso trajeto e ir direto para Monterey.

Mas, se você estiver planejando sua viagem e a estrada estiver aberta, anota aí as dicas que vou deixar para você curtir sua viagem pela Highway 1: depois de Los Angeles e Santa Bárbara, adicione na lista: San Luis Obispo, Solvang, Morro Bay, Cambria, Hearst Castle, Big Sur, McWay Falls, e, finalmente, Carmel-by-the-Sea e Monterey.

Voltando ao nosso roteiro… Nossa primeira parada do dia foi a Bixby Bridge, cartão postal da Highway 1! Como esperado, haviam vários carros parados lá perto e foi difícil de encontrar um spot para fotografar, mas com os arredores floridos, até que conseguimos captar algumas imagens legais! Paramos em outros lugares próximos para apreciar a vista e curtir a natureza, mas ventava tanto que era difícil de sair do carro.

Sugestão de hospedagem em Carmel: The Vagabond’s House Boutique

Bixby Bridge, California
Bixby Bridge, Highway 1

Big Sur, California

Aliás, uma dica importante: maio/junho não é a melhor época para fazer essa viagem pela costa, pois venta muito e há uma neblina constante que paira sobre o oceano, deixando a experiência e as fotos mais acinzentadas.

Para o almoço, fomos até o centrinho de Carmel-by-the-Sea, uma parada obrigatória em sua viagem de carro pela costa da Califórnia.Com um quê de europeia, Carmel é composta por muito verde, pequenos chalés com sacadas floridas e restaurantes deliciosos. Não bastasse isso, ela está aninhada entre as lindas praias de areia branca da Califórnia.

Carmel-by-the-Sea
Carmel-by-the-Sea

Se você está se perguntando por que essa pequena cidade à beira-mar é tão imperdível assim, talvez você goste de saber que Carmel é favorita por artistas e músicos – mesmo tendo vários prefeitos famosos, como Clint Eastwood. Com uma população de menos de 4.000, Carmel é silenciosa e modesta, mas não se engane: esta é uma das paradas turísticas mais populares da Highway 1.

Para chegar a Monterey, uma boa opção é seguir pela 17-Mile-Drive, uma bela estrada de 17 milhas (pouco mais de 25km) onde moram ricos e famosos. Para atravessá-la é necessário pagar U$10 por veículo, um passe que fica válido pelo dia inteiro, então vá com calma, parando pelo caminho.

Quando finalmente chegamos a Monterey, já era fim de tarde. Fomos ao  Fisherman’s Wharf, um antigo mercado de peixes, que hoje funciona como um polo gastronômico. Não deixe de provar o clam showder é um prático típico da região, que consiste em uma sopa de carangejo deliciosa!

Fisherman's Wharf, Monterey

Fisherman's Wharf, Monterey
Fisherman’s Wharf, Monterey

Um passeio que não fizemos pela falta de tempo foi o famoso Aquário de Monterey, mas deixo aqui a dica para você ir. Dizem que é incrível!

Dias 4 e 5: São Francisco

As famosas ladeiras de São Francisco, o bonde, os brechós, a Golden Gate… São tantas coisas interessantes para conhecer na cidade que é difícil de fazer caber tudo em apenas 2 dias. Por isso tivemos que ser bem seletivos na escolha dos nossos passeios.

Uma dica bem legal que tenho que compartilhar com você é o City Pass, um passe que combina até 5 atrações turísticas de São Francisco e região com um passe de transporte (bondinho & muni) por um preço promocional.  Essa é uma boa forma de economizar bastante e visitar alguns lugares bem legais de San Francisco. Adultos (e jovens acima de 12 anos): U$89 / Crianças de 4-11 anos: U$66.

Dentre as atrações inclusas no City Pass estão: o museu California Academy of Sciences, o passeio de barco Blue & Gold Fleet Bay Cruise Adventure, o Aquarium of the Bay, os museus Exploratorium ou o Young + Legion of Honor Fine Arts Museums. Além disso, tem várias atividades com descontos, como o aluguel de bikes.

Aliás, esse último item é imperdível! Separe um dia para atravessar a Golden Gate de bicicleta. Na região do Fisherman’s Wharf existem vários locais para você alugar sua bike. O trajeto é fácil e leva cerca de 1h até a pequena cidade de Sausalito, isso se você não parar nenhuma vez para fotos, o que é impossível. Depois de mil paradas, você chegará do outro lado já com fome e poderá escolher entre um dos muitos restaurantes fofos que estão localizados no centrinho de Sausalito. Para voltar, vá por mim: pegue uma barca para economizar tempo e disposição!

Sugestão de hospedagem em São Francisco: Hotel Zeppelin San Francisco

Passeio de bicicleta pela Golden Gate
Passeio de bicicleta pela Golden Gate

Bicicleta na Golden Gate

Sausalito, California
Sausalito, California

No outro dia fizemos pequenos passeios, como uma visita às Painted Ladies, casinhas fofas que ficam em frente ao Alamo Square, um ótimo spot para picnics em dias de sol. Visitamos também a Lombard St.: furada! Lá fica super cheio e fica até trânsito para passar por essa rua, que é considerada uma das mais curvas do mundo. E sinceramente? Não é nada demais.

Painted Ladies, São Francisco
Painted Ladies, São Francisco
Lombard Street, São Francisco
Lombard Street: furada!
Palace of Fine Arts, São Francisco
Palace of Fine Arts, São Francisco

Dias 6, 7 e 8: Yosemite

Para fechar a viagem com chave de ouro, fomos conhecer o Yosemite National Park, um parque americano conhecido por suas belas cachoeiras e seus locais de escalada. São vários os superlativos encontrados por lá: a maior cachoeira da América do Norte (Yosemite Falls), a rocha vertical mais famosa do mundo (El Capitan), os maiores organismos de todos os tempos (sequóias gigantes).

Chegamos depois do almoço no vale e aproveitamos a tarde para conhecer a cachoeira Yosemite Fall e o Mirror Lake. Reservamos o segundo dia para uma caminhada mais longa: as cachoeiras Vernall e Nevada Falls. No terceiro e último dia, passamos em dois dos principais mirantes do Yosemite Valley antes de seguir para Los Angeles, o Tunnel View e o Glaciar Point.

Fiz um post completo contando minha experiência com tudo o que você precisa saber para planejar sua viagem para o Yosemite. Confira: Guia completo para conhecer o Yosemite Valley.

Tunnel View Yosemite
Tunnel View, Yosemite Valley
Melhores cachoeiras Yosemite
Vista para a Yosemite Fall

Dicas gerais

Aluguel de carro

Como essa viagem foi uma roadtrip, optamos por já sair aqui do Brasil com o carro alugado. Usamos o site RentCars para pesquisar preços, ele faz uma compilação de todas as grandes locadoras de carro (Hertz, Avis, Europcar, Sixt…) e funcionou super bem! A gente sempre usa e recomenda. Faça sua reserva através do blog sem custos adicionais. É só clicar aqui.

Seguro viagem

Não dá para viajar sem seguro viagem! Afinal, imprevistos também acontecem durante as férias. Já imaginou sofrer um acidente ou ter algum problema de saúde longe de casa? Para evitar ainda mais dor de cabeça nessas horas, é essencial ter o seu seguro viagem garantido.

Sempre fazemos o nosso pelo site do Real Seguros, que possui várias seguradoras conveniadas. Eles comparam os melhores preços e todo o processo é feito de forma bem prática – você recebe a apólice por e-mail e ainda pode dividir em 6x sem juros ou ganhar 5% de desconto no pagamento à vista.

Clique aqui para fazer a sua cotação no site da Real Seguros!

Chip internacional para celular

Hoje em dia fica difícil viajar sem celular – ou melhor, sem um celular COM internet – né? Além de avisar a família que está tudo certo, compartilhar fotos no Instagram e fazer check in no Facebook (quem nunca?), estar com internet a todo momento facilita muito a vida dos viajantes para se localizar, fazer alguma busca rápida sobre o destino, abrir o número da reserva e etc.

A gente usa e recomenda o EasySim4U, revendedora da T-Mobile, uma das maiores operadoras de telefonia celular americana. Eles oferecem o chip internacional pré pago e também o plano de internet com cobertura em até 140 países, incluindo Europa, Ásia, Oceania, Caribe e América do Sul. Todas as vezes que usamos a internet era bem rápida, pega até 4G em alguns lugares!

Veja aqui o post completo que fizemos com dicas para você comprar o seu EasySim4U | Clique aqui para comprar o seu chip.

E aí, curtiu o roteiro? Espero mesmo que ele tenha ajudado você a planejar sua viagem.  Se surgiu alguma dúvida, deixa aqui sua pergunta que me esforçarei ao máximo para ajudar =)