Chapada das Mesas: guia completo para planejar a sua viagem

A Chapada das Mesas, no sul do Maranhão, vem sendo descoberta aos pouquinhos e encantando os brasileiros privilegiados por irem até lá. Nomeada “Parque Nacional da Chapada das Mesas” a apenas 10 anos, a região reúne cachoeiras de águas azuis, quedas imponentes, paisagens de tirar o fôlego, rios, lagos e formações rochosas curiosas. Um verdadeiro paraíso para quem ama ecoturismo e quer se conectar com a natureza.

Nesse post você vai ler um guia completo para planejar a sua viagem para a Chapada das Mesas: onde fica, como chegar, onde se hospedar, como se locomover, os melhores passeios da região, dicas de restaurantes, como contratar guias e mais!

Sugiro que você leia também o nosso roteiro de 10 dias passando por duas regiões maravilhosas do Maranhão: a Chapada das Mesas e os Lençois Maranhenses!

Chapada das Mesas + Lençois Maranhenses: roteiro de 10 dias


Leia o guia na íntegra ou navegue pelos tópicos abaixo. É só clicar no tema desejado!


Guia completo para planejar a sua viagem para a Chapada das Mesas

A ideia da viagem surgiu de uma vontade antiga: conhecer os Lençois Maranhenses. Mas não queríamos ir até o Maranhão para conhecer apenas os Lençois e resolvemos pesquisar para descobrir o que mais explorar no estado. Para a nossa surpresa, descobrimos a Chapada das Mesas e nos apaixonamos de cara. Precisávamos conhecer esse lugar de cachoeiras azuis e paisagens maravilhosas!

Logo surgiu a primeira dúvida: Onde fica? Como vamos chegar até lá? Será que podemos fazer o trajeto Chapada das Mesas x Lençois Maranhenses de carro? Aos poucos fomos pesquisando e ajustando o nosso roteiro – vimos que não era nenhum bicho de 7 cabeças e são essas dicas que vou compartilhar nesse post aqui com você!

chapada das mesas
O Portal da Chapada é o cartão postal do Parque Nacional da Chapada das Mesas!


Como chegar na Chapada das Mesas

O jeito mais fácil de chegar na Chapada das Mesas é de avião, através da cidade de Imperatriz, a segunda maior do Maranhão. Pegamos um vôo saindo do Rio de Janeiro, paramos para fazer uma escala breve em Brasília e chegamos no nosso destino final: Imperatriz.

A Chapada das Mesas fica no sul do Maranhão, na divisa com o Tocantis

Veja aqui passagens aéreas baratas para Imperatriz

Já havíamos reservado o carro através do site Rent Cars (a gente sempre recomenda aqui no blog, é um buscador que reúne os melhores preços das locadoras!) e foi só ir até o guichê para retira-lo.


Carolina é a cidade base para você explorar as belezas da região: tem a melhor estrutura para os turistas e fica perto de boa parte das atrações. Outra opção é se hospedar em Riachão ou Filadélfia, que estão ali por perto. Eu recomendo que você fique em Carolina mesmo!


De Carro | Foram 213km de estrada (mais ou menos 2h30) para fazer o trajeto Imperatriz x Carolina de carro. Usamos o waze no celular e foi tranquilo – boa parte do tempo andamos em uma reta, que era um pouco perigosa por ser mão e contra mão e com bastante fluxo de caminhões.

Estradas da Chapada das Mesas
Nosso carrinho em uma das estradas da Chapada das Mesas

Translado |  Se você não dirige, sugiro que entre em contato com as operadoras de turismo da cidade. Vimos que a Torre da Lua e a Cia do Cerrado fazem esse translado e fecham pacotes com passeios na região.

De Ônibus | A empresa JR4000 tem uma linha que faz esse trajeto. Essa é, sem dúvidas a maneira mais econômica para chegar na Chapada das Mesas. A passagem custa R$30 por pessoa e tem 3 horários de saída por dia, com duração de 3h30.


Onde se hospedar na Chapada das Mesas

Como falei acima, Carolina é a cidade com melhor estrutura para receber os turistas que querem conhecer as belezas da Chapada das Mesas. São 20 mil habitantes na pequena cidadezinha que vem ganhando espaço no turismo.

Você encontra alguns hotéis simples e confortáveis – não espere luxo e nem grandes construções. Tudo por lá é bem pacato, com carinha de interior. Abaixo, três pousadinhas charmosas para você se hospedar em Carolina:

  • Rancho das Estrelas | Essa foi a nossa escolha para as 5 noites na Chapada das Mesas. A pousada fica a 12 km do centrinho de Carolina, mas isso não foi um problema, já que estávamos de carro e todos os dias saíamos para fazer os passeios, passando no centro para almoçar ou jantar.Os quartos são novinhos, confortáveis e amplos, com frigobar, ar condicionado e TV. O café da manhã era caprichado, com frutas, ovos, pães, sucos e opção de fazer tapioca e omelete na hora.A área externa da pousada é ótima com sofás e banquinhos espalhados no gramado, muitas árvores e aves, inclusive tem duas araras que moram ali.

hospedagem na Chapada das Mesas perto de CarolinaAraras no Rancho das Estrelas!

  • Pousada dos Candeeiros | boa opção localizada no centrinho de Carolina. A vantagem é que você tem todos os restaurantes da cidade a menos de 500 metros de distância, porém, para fazer os passeios para as cachoeiras, precisará de transfer ou carro.A pousada é rústica, confortável, com quartos amplos. Tem uma piscina na área externa e o café da manhã foi bem elogiado pelos hóspedes.
  • Pousada do Lajes | ela fica a 3km do centro de Carolina e tem um bom custo benefício. É o estilo de pousada perfeita para relaxar perto da natureza, com uma área externa verde e tranquila. Os quartos são mais rústicos, com opções para 2, 3 e 4 pessoas.

Faça a sua reserva no Booking!


A melhor época para visitar a Chapada das Mesas

Dica importantíssima: não vá para a Chapada das Mesas na época errada! É claro que a melhor época é quando você pode ir, mas pegar chuva durante a viagem toda e não aproveitar nadinha das cachoeiras seria triste, né?

Eu estive na Chapada das Mesas na última semana de Agosto de 2018 e achei a época perfeita – todos os dias de sol, nem uma gotinha de chuva e cachoeiras vazias. Aproveitamos muito do começo ao fim e não tivemos imprevistos com o tempo!

cachoeira da prata
Cachoeira da Prata vista do alto! / foto: @mountain_drone

No Nordeste as estações se dividem basicamente em duas: a chuvosa e a seca. A Estação chuvosa vai de  outubro a abril e é chamada pelos nordestinos de inverno. Já a seca vai de maio a setembro e é chamada de verão.


No período da seca (maio a setembro) a chuva quase não aparece e por isso é a melhor época para você aproveitar tudo o que a Chapada das Mesas tem a oferecer. Eu evitaria também os meses de Julho e os feriados do período – falaram pra gente que as cachoeiras ficam lotadíssimas e que dá até fila de ônibus de turismo nas cachoeiras.


Nos falaram que até final de outubro é bom para visitar a Chapada das Mesas, pois as chuvas estão apenas no início, então é garantido dias bonitos de céu azul.

Novamente, a melhor época é quando você pode ir – até porquê toda regra tem a sua excessão e você pode dar sorte de pegar dias de sol em pleno Janeiro, mas se eu fosse você, iria na época certinha para aproveitar bastante e sem perrengue todas as belezas naturais desse lugar mágico!


Quantos dias são necessários para conhecer a Chapada das Mesas?

A nossa viagem para a Chapada das Mesas teve o total de 5 dias – sendo 3 e meio destinados à passeios.

Por ser um destino com o acesso não tão fácil assim (tem que pegar avião e depois mais 2h30 de estrada) recomendo que você reserve ao menos 3 dias inteiros, sem contar o dia de ida e o dia de volta, para conseguir conhecer os principais passeios e atrativos da região.

Chapada das Mesas
As formações rochosas em formato de “mesas”, que dão nome à Chapada!

Se você tiver mais tempo, 5 dias inteiros é ideal para fazer os passeios com muita tranquilidade e conhecer mais cachoeiras, afinal, o que não falta por lá são cachoeiras lindas e trilhas com paisagens incríveis.


Como se locomover e quais cachoeiras conhecer na Chapada das Mesas

Escolhemos fazer essa viagem de carro e totalmente por nossa conta, sem reservar passeios com nenhuma agência ou guia. Deu tudo certo no final e realmente é viável fazer tudo sozinho – apenas um passeio, para a Cachoeira São Romão, que é recomendado guia e carro 4×4. Falo sobre mais pra baixo.

Dá para fazer os passeios por conta própria?

Como falei, dá sim para fazer tudo por conta própria e foi isso que fizemos mesmo sem encontrar todas as informações necessárias na internet. O nosso carro não era 4×4, era um carro de passeio normal, e não tivemos problemas com a estrada. Também não tivemos problemas para nos localizar e encontrar as principais cachoeiras – a sinalização era boa e o GPS ajudou bastante.

As cachoeiras normalmente ficam dentro de “complexos” que possuem uma boa estrutura para turistas, com restaurante, banheiros e sempre uma pessoa responsável para tomar conta da cachoeira / trilha, então é sinalizado e fácil de encontrar.

As atrações ficam um pouco espalhadas – não estão concentradas em Carolina, por exemplo. Abaixo falo sobre as principais atrações e como chegar até elas.

No post com o meu roteiro de 10 dias na Chapada das Mesas + Lençois Maranhenses conto como dividi o roteiro e falo sobre os passeios que fizemos em cada dia.

Se você não dirige, está viajando sozinho ou prefere ir acompanhado de um grupo, sugiro que pesquise agências de turismo da região para fazer os passeios.

  • Complexo da Pedra Caída

No complexo da Pedra Caída estão várias atrações muito legais da Chapada das Mesas, como a Cachoeira do Santuário, o Cânion do Santuário a Cachoeira da Caverna, Cachoeira do Capelão e outras.

A entrada custa R$60 para estacionar o carro e usar as dependências do complexo, que possui piscinas enormes, parecendo até um clube.

Chapada das Mesas roteiro
As passarelas de madeira ligam a Cachoeira do Santuário ao Cânion do Santuário

Na sala dos guias eles apresentam todos os passeios disponíveis e os horários. Resolvemos conhecer, na parte da manhã, a Cachoeira do Santuário e o Cânion do Santuário e na parte da tarde a Cachoeira da Caverna e a Cachoeira do Capelão. Somando os dois passeios, pagamos mais R$60, que dava direito ao guia + carro 4×4 para nos levar no segundo passeio.

Tudo muito bem organizado – só nos preocupamos em dirigir até o complexo, que fica na BR0-10, km 45.

Aproveite para ver o vídeo que preparei com o nosso dia de passeio no Complexo da Pedra Caída!

  • Riachão: Complexo Poço Azul + Poço do Encanto

Riachão é uma cidadezinha que fica a 140km de Carolina. No dia que fizemos esse passeio, saímos bem cedinho da nossa pousada e dirigimos pela BR 230 por 2h.

O Poço Azul é a grande atração da região, então vimos algumas placas na estrada indicando o caminho. Entramos em uma estradinha de terra, percorremos mais alguns kilômetros tranquilamente e chegamos na entrada do complexo do Poço Azul.

Lá, descobrimos que o Poço do Encanto não fica no mesmo lugar que o Poço Azul, e sim alguns kilômetros mais pra frente. Voltamos pro carro e paramos para conhecer – e olha… valeu a pena demais! Inclua o Poço do Encanto no seu roteiro e vá antes de ir no Complexo do Poço Azul!

Poço Azul Chapada das Mesas
O incrível Poço Azul!

A entrada para o Poço do Encanto custa R$20 por pessoa e é um lugar com pouquíssima estrutura, apenas para curtir a cachoeira e ir embora.

Voltando ao Complexo do Poço Azul, lá você vai encontrar uma estrutura excelente para passar o dia todo – banheiros, redes espalhadas e um restaurante muito bom para almoçar. A entrada do complexo custa R$60 e dá acesso à todas as cachoeiras.

Faça a caminhada até o Poço Azul e não deixe de conhecer também a Cachoeira Santa Bárbara, que é lindíssima.

Leia também: Poço Azul e Encanto Azul: conheças as cachoeiras de águas azuis na Chapada das Mesas

  • Cachoeira da Prata e Cachoeira São Romão

Nesse passeio você vai conhecer as duas cachoeiras mais imponentes e famosas da região: da Prata e São Romão!

Foi o único dia de passeio que contratamos um guia para nos levar – e eu recomendo que você faça isso também! São longos kilômetros em uma estrada de areia bem ruinzinha, cheia de bifurcações, então, é preciso ir com um carro 4×4 e com uma pessoa experiente.

Cachoeira São Romão Chapada das Mesas
Remando em direção à queda da Cachoeira São Romão!

Fechamos o passeio com o Neuton, dono da pousada Rancho das Estrelas, onde nos hospedamos. Ele tem uma caminhonete 4×4 e conhece muito bem a região. O passeio dele tem um grande diferencial: fomos de caiaque embaixo da queda da Cachoeira São Romão! Uma experiência realmente inesquecível.

O valor é em torno de R$200 por pessoa + a entrada das cachoeiras, que custa R$15 cada e o almoço que é servido perto da Cachoeira São Romão, em um restaurante simples de um morador local.

  • Portal da Chapada

Você não pode deixar de conhecer o cartão postal da Chapada das Mesas, que é também o melhor lugar para apreciar o pôr do sol!

É bem fácil chegar até lá e você pode fazer tudo por conta própria. A entrada da trilha para chegar no Portal da Chapada fica na beira da estrada, perto do Complexo da Pedra Caída.

Pagamos R$10 por pessoa para entrar e caminhamos uns 600 metros por um caminho de areia fofa, um pouco inclinado.

Morro do Chapéu no Portal da Chapada das Mesas
Morro do Chapéu visto do Portal da Chapada das Mesas

A formação rochosa é curiosa e muito linda, com um visual maravilhoso para o Morro do Chapéu. Também dá para caminhar por ali, descobrindo outros mirantes.

Também nos falaram que vale a pena ver o nascer do sol no Portal da Chapada – se você tiver disposição para acordar ainda de madrugada, vale a pena!

+ passeios e atrações

Listei acima os principais passeios da Chapada das Mesas, mas são inúmeras cachoeiras além dessas para você conhecer como a Cachoeira do Itapecuru, Trekking no Morro do Chapéu, Trilha dos Pilares, Cachoeira do Macapá, Cachoeira do Dodô e por aí vai!

Também recomendo que você reserve um final de tarde para ver o sol se pôr no Rio Tocantins, que divide a cidade de Carolina com a cidade de Filadélfia, que faz parte do outro estado.

Pedimos para um barqueiro dar um passeio com a gente na hora do pôr do sol e estava muito bonito, valeu a pena!

Leia também: 12 passeios imperdíveis na Chapada das Mesas


Onde comer na Chapada das Mesas

Como falei acima, Carolina é a melhor cidade para você se hospedar, pois é onde tem a melhor infra estrutura para receber os turistas, apesar de super simples.

Todos os dias fomos jantar na cidade e anotei alguns restaurantes para indicar para vocês:

–  Chega Mais: é o maior da cidade, fica de frente para o Rio Tocantins. É construído em cima de um deck, com mesinhas para o lado de fora. Um clima bem descontraído! Lá eles servem de tudo: pizza, peixes e petiscos. Pedimos um tambaquí assado e estava bem gostosinho!

–  Tribo do Crepe: o nosso restaurante preferido! Fica pertinho da praça principal de Carolina, em uma estrutura muuito simples, com mesinhas de plástico na calçada. O crepe é delicioso, com uma massinha bem crocante e pode ser recheado com diversos sabores, como carne de sol com queijo, frango, carne seca e também as opções doces – peça o de banana com chocolate, muito bom!

–  Pizza do Tio Pepe: também localizado na praça principal de Carolina. Algumas pessoas nos recomendaram e fomos lá experimentar as pizzas que eram boas, mas nada demais!

–  +Açaí: lojinha de açaí também na praça principal de Carolina. É à kilo, com várias opções de frutas e delícias para colocar por cima. Achamos o açaí gostosinho e ótimo preço!


Quanto custa uma viagem para a Chapada das Mesas?

Vou fazer um breve resumo dos nossos gastos durante os 5 dias de viagem para a Chapada das Mesas. É claro que tudo depende do seu estilo de viagem – você pode economizar na hospedagem, dividir o carro com mais pessoas, encontrar passagens mais baratas e por aí vai.

Passagem: você encontra passagens mais baratas na Gol ou Azul, em média R$800 ida e volta.

Dica: indicamos o site Kayak para você encontrar ótimas promoções de passagens aéreas!

Carro: em média R$450 para 5 dias de aluguel.

Dica: indicamos o site RentCars para você encontrar os melhores preços de aluguel de carro!

chapada das mesas pôr do sol
Pôr do sol maravilhoso no Mirante da Pedra Caída!

Gasolina: gastamos 3 tanques (aproximadamente R$450) para fazer todos os passeios e também o trecho Imperatriz x Carolina x imperatriz.

Hospedagem: pagamos R$200 na diária do Rancho das Estrelas

Dica: faça a sua reserva pelo Booking e garanta os melhores preços!

Passeios: R$530 somando todos os passeios que fizemos (passeio com guia + entrada em todas as cachoeiras)

Alimentação: calculamos R$80 por dia, incluindo almoço e jantar


O total da minha viagem, por pessoa, ficou em torno de R$2.500.


O que levar na mala?

1. Tênis confortável ou sapatilhas de trekking – acredito que a segunda é a melhor opção, pois você pode molhar os pés nas cachoeiras e é mais fresquinho para aguentar o calor.
2. Roupas com proteção UV para caminhadas ou, se você não tiver, escolha roupas bem leves e que absorvam o calor
3. Óculos escuros, boné ou chapéu para as trilhas;
4. Protetor Solar (a temperatura dessa região é altíssima e o sol queima mesmo!);
5. Repelente;
6. Capa de chuva (para qualquer imprevisto);
7. Camelbak ou garrafinha para carregar água;
8. Lanterna (para o caso de se perder ou escurecer durante as trilhas);
9. Bikini / sunga por baixo da roupa de caminhada
10. Toalha seca rápido (levei a minha e achei muito útil para usar depois de sair da cachoeira)
11. Lanchinhos (barrinha de cereal, biscoitos para aguentar até a hora de parar para almoçar)
12. Dinheiro em espécie – lá tem apenas o Banco do Brasil, então é importante ter dinheiro para qualquer emergência, apesar da maioria dos estabelecimentos aceitar cartão!
13. Sua GoPro para registrar tudo!


Espero que você tenha gostado do guia completo para conhecer a Chapada das Mesas – tentei reunir todas as dicas aqui para facilitar na hora de você planejar a sua viagem!

A Chapada das Mesas é um destino que vem sendo descoberto pelos brasileiros e tem um potencial turístico enorme. As belezas naturais, cachoeiras de águas azuis e paisagens maravilhosas são inesquecíveis. Uma viagem incrível para quem gosta de estar perto da natureza e conhecer lugares diferentes!


Você também vai gostar de ler:

Descubra por que vale a pena conhecer São Luís do Maranhão

Chapada Diamantina: as melhores dicas para você planejar a sua viagem

Chapada dos Veadeiros: passo a passo para organizar a sua viagem

Como escolher a bota de trekking ideal para você + as melhores marcas do mercado atualmente


Cadastre seu e-mail e receba novidades!

faça parte da nossa lista, é de graça!

I will never give away, trade or sell your email address. You can unsubscribe at any time.