São Francisco em 48 horas: o que fazer na cidade em dois dias

Famosa pela agitada vida cultural, pelas ladeiras, casas vitorianas e pela paisagem incrível da Golden Gate, São Francisco é certamente um dos cartões postais mais conhecidos dos Estados Unidos. Há muito o que fazer por lá. Porém, o post de hoje é especial para quem vai dar uma passadinha rápida pela cidade. Então, separamos algumas dicas para você aproveitar ao máximo São Francisco em 48 horas. A quantidade de atrações, passeios, restaurantes e lojas é tanta que nunca falta o que fazer por lá. São Francisco é cenário de muitos filmes e séries, além de uma referência em termos de festivais e eventos. Se você tiver tempo para uma viagem mais longa, vai conseguir curtir bastante. Mas por enquanto vamos focar no nosso roteiro de dois dias pela cidade com as atrações que achamos mais interessantes e imperdíveis de lá!

Onde fica São Francisco e como chegar

São Francisco é uma cidade no norte da Califórnia, no ponto mais alto da península de São Francisco e é cercada dos três lados pelo Oceano Pacífico e pela baía.

A cidade fica a cerca de 20km do Aeroporto Internacional de São Francisco (SFO), o 10º maior aeroporto dos Estados Unidos. Então, se você pensa em ir de avião, pode ter certeza que não tem mistério. Porém, se prepare para uma viagem longa. Até lá, você deve demorar pelo menos 16 horas. Geralmente é preciso fazer escala em alguma grande cidade americana, como Atlanta ou Houston.

Mas, claro que para conhecer São Francisco em 48 horas, você provavelmente já estará vindo de algum outro destino, não é? Então não se preocupe com os longos voos e sim com o transporte na cidade. Esse sim é muito eficiente, rápido e tranquilo.

Do aeroporto até o centro, há diversas opções, como o BART – serviço de transfer que o sistema público de transporte oferece. Os trens partem a cada 15 minutos e demoram cerca de 30 minutos até Downtown. O trajeto tem quatro paradas: Civic Center, Powell Station, Montgomery Street e Embarcadero. A passagem custa US$8,25.

Mais detalhes sobre a rota do aeroporto até o centro de São Francisco, horários e tarifas do serviço você encontra no site do BART.

Além disso, há possibilidade dos taxis, vans compartilhadas e aluguel de carro, que é a melhor opção se você quer mais comodidade. Especialmente no caso de apenas 2 dias na cidade, já que para ver o máximo de São Francisco em 48 horas você não pode perder tempo.

Nós indicamos o RentCars para aluguel de veículos. O site é confiável, e bem prático, já que eles fazem uma pesquisa de preços entre as maiores locadoras e isso te poupa um trabalho danado.

Como chegar em São Francisco saindo de Los Angeles

Embora sejam 5 horas de viagem de Los Angeles até São Francisco esse é um trajeto muito comum. Uma dica legal é ir pela costa, apreciando a vista deslumbrante pela Highway 1. Na volta, você pode fazer o caminho por dentro, seguindo pela I-5 N, que é mais rápido.

Veja também: Preciso de seguro viagem para a Califórnia?

estradas de São Francisco
Chegando em São Francisco

Qual é a melhor época para visitar São Francisco?

Sem dúvida, a melhor época para visitar São Francisco é no período do outono: de setembro a novembro. As temperaturas ficam entre 10°C e 21ºC, o vento diminui um pouco e a cidade fica toda colorida. Bem importante também na hora de decidir quando ir a São Francisco é lembrar que nesse período já começa a baixa temporada, então os preços de hospedagem e passagem ficam um pouco mais em conta.

O verão também é uma época em que tudo fica muito animado e cheio de vida. Esse é o período de férias. Nesses meses, de julho a setembro, é quando acontecem os festivais e vários eventos. A incidência de chuva é bem baixa, o que é um ponto positivo na hora de planejar o roteiro. No entanto, se você pretende ir a São Francisco nesta época, é bom pensar na hospedagem com antecedência.

A primavera é entre março e junho, uma época em que a cidade ainda não está tão lotada e as temperaturas já começam a aumentar. Eu fui em Maio/2017 e encontrei temperaturas amenas, mas um vento bem gelado! E o mais chato foi a famosa “fog”, que é o nevoeiro super comum de se encontrar em São Francisco.

Dezembro, janeiro e fevereiro são os meses mais frios. Essa é a baixa temporada, então os hotéis e as passagens estão mais baratas. No entanto, por conta do frio, do forte vento e da possibilidade de chuva, você pode acabar não aproveitando tanto assim.

De qualquer forma, não importa o mês que você escolher ir. Vá sabendo que em algum momento você vai sentir um pouco de frio durante o dia. E com certeza você vai ser surpreendido pela neblina, principalmente no verão. Mesmo com a chegada dela, o visual fica incrível! A Golden Gate encoberta é uma daquelas imagens que te faz sentir em um filme.

Sausalito, Califórnia
A simpática vizinha de São Francisco chamada Sausalito

Onde se hospedar em São Francisco?

A cidade tem opções muito legais de hospedagem. No entanto, para decidir onde ficar em São Francisco, tudo vai depender da região que você escolher. Mas já vamos avisando: a hospedagem em São Francisco não é barata e é uma parte da viagem que você deve começar a planejar com alguma antecedência, principalmente se você for no verão.

Os dois principais pontos da cidade são a Union Square e Fisherman’s Wharf. Elas são bem diferentes, então vale dar uma olhada no que tem em cada um dos bairros pra saber certinho se o lugar tem a ver com o seu perfil.

A Union Square é mais turística e movimentada e, na nossa opinião, o melhor lugar para se hospedar. Lá você ficará bem próximo das principais atrações da cidade, além de muitas lojas, restaurantes, bares e casas noturnas.

Se você procura entretenimento e também quer fazer as coisas mais a pé, sem depender tanto de transporte, essa região também é ideal para isso. Caso queira fazer passeios um pouco mais distantes, não tem problema. Essa área também é bem servida de transporte público.

O ponto negativo desse bairro é que os preços costumam ser um pouco mais altos, justamente por se tratar de uma região muito badalada e central da cidade. Quando estivemos lá, ficamos na Union Square, no Hotel Zeppelin São Francisco. Nós adoramos a atmosfera do hotel e ele fica bem pertinho do metrô.

Quarto do Hotel Zeppelin São Francisco
Foto: Divulgação / Booking – Hotel Zeppelin São Francisco

Se você não é muito da agitação e procura uma viagem de sossego, então pode gostar de ficar na região de Fisherman’s Wharf. Uma sugestão ótima de hospedagem nessa área é o Argonaut Hotel. A decoração dele é bem criativa, os quartos são amplos, a equipe é atenciosa e ainda dá para escolher um quarto com vista para a Golden Gate.

Se esse hotel estiver acima do seu orçamento, nós sugerimos o HI San Francisco Fisherman’s Wharf Hostel. É um hostel mas tem opções de quartos privativos também. Os preços são bem mais em conta e os quartos são super confortáveis.

Essa região de Fisherman’s Wharf. fica bem à beira da baía e próxima de pontos como Pier 39, Ghirardelli Square e Embarcadero. No entanto, fica distante das outras atrações da cidade e à noite o movimento diminui bastante.

Veja também: Quanto custa uma viagem para a Califórnia

São Francisco em 48 horas: dia 1

Independentemente de onde você se hospedar, uma das nossas dicas de São Francisco é dividir os dias por região. Assim, a nossa sugestão é que você deixe o primeiro dia para os passeios na região de Fisherman’s Wharf, mais afastada do centro e que inclui a Golden Gate, passa por parques e pela região onde ficam os piers. Vamos lá?

Alugar uma bicicleta e percorrer a Golden Gate até Sausalito

Esse é um dos mais tradicionais passeios pra quem vai a São Francisco e foi o que eu mais gostei! Esse percurso cheio de paisagens lindas começa no Fisherman’s Wharf. De lá, você passa por toda a orla da baía e atravessa a Golden Gate. Depois de atravessar, você desce até Sausalito, uma cidade super fofa e uma delícia pra passar parte do dia. De Fisherman’s Wharf até Sausalito demora cerca de 3h, e o trajeto inteiro tem ciclovia. Ah, o aluguel da bike custa cerca de US$ 32 por dia e o passeio guiado custa U$50. Adquira seu ticket com antecedência aqui.

passeio de bicicleta pela Golden Gate em São Francisco
Passeio imperdível em São Francisco: cruzar a Golden Gate de bike

Se você estiver em família, ou com amigos, também pode aproveitar para alugar um quadricículo. Diferente, não?

Para voltar de Sausalito, pegue o barco. Assim você faz o caminho variando o visual e ainda sobra bastante tempo pra explorar outras opções do que fazer em São Francisco.

Aproveite para conhecer o Palace of Fine Arts

A caminho da Golden Gate, uma ótima parada é o belíssimo Palace of Fine Arts. Este monumento foi construído em 1915 numa exposição de arte para comemorar a conclusão do Canal do Panamá. Em 1964, o monumento foi destruído e refeito para que a estrutura ficasse permanente. Mesmo com a reconstrução, a estrutura e a arquitetura inspirada na Roma e na Grécia antiga foram mantidas.

Palace of Fine Arts em São Francisco na california
Palace of Fine Arts, São Francisco

Como o visual desse palácio é super diferente dos outros prédios e pontos turísticos da cidade, parece que a gente está até fora de São Francisco. O legal é que o Palace of Fine Arts acabou se tornando um dos cantos preferidos de turistas e moradores da cidade que vão lá pra curtir o gramado e fazer piqueniques. Com um jardim lindo e com um lago cheio de cisnes, esse monumento vale ao menos uma passada.

Se você voltar à São Francisco, com mais tempo, não deixe de conferir o calendário de eventos que acontecem no Palace of Fine Arts. Tem apresentações musicais, palestras e exibições de arte. É bem interessante.

Curta a tarde no Fisherman’s Wharf

De volta ao Fisherman’s Wharf, explore as galerias de arte e lojinhas por lá! Há dois pontos para se destacar nessa região: o primeiro é o Pier 39, que provavelmente é o lugar mais turístico de São Francisco – e não é à toa! Lá tem atrações turísticas interessantes, como apresentações ao ar livre, restaurantes de frutos do mar e lojas. Também tem um aquário e vista pra baía, de onde você vê os leões marinhos, livres e ao sol.

O aquário abre todos os dias das 10h às 18hs. A visita custa US$23.

Símbolo do Fisherman's Wharf em São Francisco
Explore tudo de legal que tem pela área do Fisherman’s Wharf

O site do Pier 39 detalha todas as atrações disponíveis, tanto na baía, no próprio pier ou nas ruas. O legal é que você pode comprar um passe especial que te dá acesso às atrações. Ele custa US$90.

Tem também o Pier 15. A atração mais conhecida de lá é o Exploratorium, um museu interativo de ciência que conta com seis galerias. A proposta do museu é de não ser apenas uma exposição científica, mas que leve uma experiência sobre arte e percepção humana aos visitantes. O valor de entrada para adultos é de US$ 29,95 e pode ser comprado antecipadamente pelo site.

O museu abre de terças à domingos das 10h às 17h.

E que tal jantar na Boudin?

Ainda na região de Fisherman’s Wharf, no Pier 40, vale terminar o dia com um jantar na Boudin Bakery. Ela é talvez a padaria mais famosa de São Francisco e possui algumas lojas espalhadas pela cidade. O que a tornou tão popular foi o pão sourdough, de fermentação natural e que tem uma casca durinha e o miolo bem macio. A receita desse pão é de 1849 e se mantém até hoje! Incrível, né? Uma das opções mais tradicionais do cardápio é a sopa servida no pão. Experimente o Clam Chowder, uma sopa de mariscos que é o carro chefe do menu da Boudin.

Boudin Bakery em São Francisco, na Califórnia
Não deixe de experimentar as delícias da Boudin

O horário de funcionamento é das 9h às 20h.

Veja também: EasySim4U: chip com internet ilimitada na Califórnia

São Francisco em 48 horas: dia 2

O segundo dia pode ser legal deixar para aproveitar o lado mais urbano de São Francisco. Por lá, dá para fazer tudo a pé. Se deixe levar pela cidade e explore cada rua. Entre nas lojas e descubra bares e restaurantes pra fazer uma pausa ao longo do dia.

Union Square para compras

Nós, brasileiros, adoramos fazer compras nas viagens para os EUA! Se você é uma dessas pessoas, não deixe de guardar um tempinho pra bater perna pela Union Square. Da Market Street até a Union Square é possível encontrar de tudo um pouco. Essa é uma das regiões com mais opções de comércio e lá você consegue comprar em grifes ou em lojas de departamento.

O legal da região da Union Square é justamente fazer tudo a pé. Se estiver hospedado por perto, mais prático ainda! Além de fazer umas compras, ainda consegue curtir o clima da cidade.

Vá conferir a famosa Lombard Street

Essa é uma das ruas mais famosas de São Francisco. Não tem lojas ou restaurantes, porque a atração é a própria rua! O motivo disso é que a rua é muito íngreme e tem curvas estreitas e em zigue-zague.

Curvas das Lombrad Street em São Francisco, na Califórnia
A famosa Lombard Street e suas curvas

Quando estivemos lá, não curtimos tanto… Mas vale a visita por se tratar de um ponto turístico muito conhecido. Resolvemos conhecer porque achamos que era daqueles lugares que você tem que ir uma vez na vida pelo menos, sabe? Ainda mais porque já serviu de cenário para vários filmes que rodaram em São Francisco.

Na verdade, tudo depende de como estiver o lugar também quando você visitar. Quando fomos, estava com muito trânsito para chegar e tinha muita gente. No fim das contas, pareceu ser legal só vista de cima, então não achamos nada demais. Também já ouvimos falar que a experiência de dirigir pelas curvas super sinuosas é bem divertida. Talvez a visita seja mais legal se você estiver de carro ou tiver um drone para ver a rua do alto.

Uma pausa no caminho para uma passada no Wholefoods

Nossa próxima dica de passeio é conhecer as famosas Painted Ladies. Mas antes vá atrás de um Wholefoods e compre umas comidinhas para fazer um piquenique! Aqui não é exatamente uma dica do que fazer em São Francisco. Porém, para quem gosta de comer bem e saudável (e barato!) o Wholefoods por si só já pode ser considerado um passeio, de tantas as opções legais que você consegue encontrar nas lojas!

Estenda uma toalha no gramado em frente as Painted Ladies

Preparado para seu picnic nem frente as Painted Ladies? Localizadas na Alamo Square, são casinhas no estilo vitoriano também bastante conhecidas em São Francisco. Com certeza você vai querer gastar bastante tempo tirando fotos! Tente ir à tarde, porque, além de curtir o piquenique no parque em frente, ainda tem uma vista muito linda do pôr do sol tomando conta da cidade.

Painted Ladies em São Francisco
Piquenique com vista para a Painted Ladies

Dê uma volta no bairro Castro

Esse é o bairro que concentra a maior comunidade LGBT da cidade e um dos mais famosos do mundo! Com uma história marcada pelo ativismo, esse bairro ficou conhecido como um bairro gay da cidade desde os anos 1960 e 1970, mas ainda sob muita discrição. Aos poucos, no final dos anos 70, começaram a abrir bares com janelas. O primeiro deles foi o Twin Peaks Tavern, que se tornou um ponto turístico da região. Quando falamos sobre bares com janelas, é porque no período de forte repressão, essa era uma maneira de resistência. Portanto, não deixe de visitar esse bairro com tanta história pra contar.

Dicas bônus

Além desse monte de dicas que já demos até agora, temos algumas outras que são bem legais.

Internet ilimitada na Califórnia

Hoje em dia todo mundo quer estar conectado durante as viagens, seja para consultar mapas e informações na internet, ou para compartilhar suas fotos nas redes sociais. Então, para evitar gastar uma fortuna com um pacote de dados, nós indicamos a EasySim4U. É um jeito super econômico e com pacotes a partir de US$37.

Compre aqui o seu chip da EasySim4u

Seguro viagem para a Califórnia

Nós sempre reforçamos que é essencial viajar assegurado, pois um bom seguro viagem não oferece cobertura apenas para atendimento médico, mas também te oferece proteção no caso de bagagens extraviadas ou perda de documentos.

Um ótimo site para pesquisar o seu seguro viagem é o Seguros Promo. Eles fazem um compilado de várias seguradoras e te oferecem o preço mais em conta.

Contrate aqui o seguro viagem com a Seguros Promo

Aluguel de carro na Califórnia

Embora o transporte público funcione muito bem, não se pode negar que de carro a sua viagem fica bem mais confortável. Além disso, você tem mais liberdade pra visitar as cidades ao redor.

Nós indicamos o RentCars na hora de pesquisar um carro para alugar. No site você só coloca o local onde quer retirar o carro e por quanto tempo pretende alugar, aí fica por conta da RentCars fazer toda a pesquisa entre as locadoras. Depois é só escolher qual carro você prefere.

Alugue o seu carro com a RentCars


Quando você faz a sua reserva nos hotéis através dos links que colocamos aqui, você não paga nada a mais por isso e nós ainda recebemos uma pequena comissão que nos ajuda a manter o blog sempre atualizado =)

Faça a sua reserva pelo Booking


Espero que nossas dicas te ajudem a planejar a sua viagem para São Francisco e se tiver alguma dúvida, ou sugestão, é só deixar aqui nos comentários!


Se você estiver pensando em esticar a sua estadia pela região, não deixe de conferir: Viagem de carro pela Califórnia: 5 roteiros de 7 dias saindo de Los Angeles


Você pode gostar de ver também:

San Diego: como chegar, onde se hospedar, passeios e dicas imperdíveis

10 passeios imperdíveis em Los Angeles

Roteiro de 1 semana pela Califórnia: Highway 1, São Francisco e Yosemite

Conheça o Joshua Tree National Park, na Califórnia