Boipeba: GUIA COMPLETO para planejar a sua viagem

Cada vez que descubro um novo destino no Brasil, fico apaixonada e pensando quantos outros lugares incríveis ainda tem escondidos por aí.

Ano passado visitei a Chapada das Mesas e Atins, nos Lençois Maranhenses. Esse ano, seguindo o estilo de viagem para destinos pouco explorados, fui conhecer a Ilha de Boipeba, um lugar cheio de praias desertas, rios, mangues, vilarejos charmosos e uma gastronomia sem igual.

Nesse post vou dividir com vocês as melhores dicas de Boipeba, para te ajudar a planejar uma viagem pra lá. Vale a pena demais conhecer esse paraíso!


Boipeba: um guia completo para planejar a sua viagem

Esse foi o destino brasileiro que escolhemos explorar em 2019. Uma ilha maravilhosa, próxima de Salvador, que guarda muitos tesouros: praias desertas, águas azuis e quentinhas, fazendas de coqueiros, vilarejos roots, uma gastronomia excelente e pessoas de coração aberto.

Boipeba é um destino perfeito para quem gosta de natureza. A ilha fica mais agitada nos feriados como carnaval e ano novo, mas no resto de ano, é uma paz só. Ainda pouco explorada pelos brasileiros, recebe muitos estrangeiros que se apaixonam e acabam ficando de vez.

Italianos são donos de fazendas, espanhóis construíram pousadas, suíços comandam restaurantes… e por aí vai. Destaque para os nativos, que amam de paixão esse lugar e não querem saber de ir embora. Também né, como dizer adeus pra esse paraíso…

Preparei um guia completo para te ajudar a planejar uma viagem para essa ilha maravilhosa, que já foi eleita a melhor ilha do Brasil e a segunda mais bonita da América do Sul!

Leia o guia na íntegra ou navegue pelos tópicos abaixo. É só clicar no tema desejado!


Como chegar em Boipeba

É verdade: tem que estar disposto a enfrentar horas de deslocamento para chegar em Boipeba, mas, pode ter certeza que vai valer a pena e o mais difícil vai ser se despedir desse paraíso!

Há várias maneiras de chegar em Boipeba. Abaixo, vou listar o passo a passo da forma mais econômica:

Eu voei para Salvador, mas você também pode optar voar para Valença (aos sábados, pela cia Azul, saindo de Confins) ou para Ilhéus. Escolhi voar para Salvador, que é o mais comum. Veja abaixo o passo a passo que fizemos.

Pegamos um vôo Rio x Salvador. Um dica é inserir um dia em Salvador no seu roteiro, para conhecer o principal da cidade e deixar a viagem menos cansativa. Uma vez em Salvador, começará a saga para Boipeba. Pegue um táxi ou uber até o Terminal São Joaquim, de onde sai o ferry para chegar em Itaparica.

como chegar em boipeba
Mapa para entender o deslocamento para chegar em Boipeba!

Trecho 1: Ferry para Itaparica

Há Ferry de hora em hora fazendo o trajeto Salvador x Itaparica. A dica é pegar bem cedo, entre 7h e 9h da manhã. A passagem custa R$5,00 por pessoa e pode comprar na hora, é só chegar com antecedência (bastante antecedência na alta temporada!!), pois eles fecham as vendas 10 minutos antes do horário.

Trecho 2: Ônibus de Itaparica (Bom Despacho) para Valença

Deixamos para comprar a passagem de ônibus na hora mesmo. Há uma vendinha dentro do embarque do ferry, em Salvador.

A passagem que compramos é da empresa Cidade Sol. A passagem custa R$27 e faz o trajeto de 2h30 até Valença. Se você for na alta temporada, sugiro comprar com antecedência. Dá para comprar pela internet também!

Trecho 3: Táxi para o cais de Valença

O desembarque do ônibus acontece somente dentro da rodoviária de Valença, então você precisará pegar uber ou táxi para chegar no cais. Acabamos pegando um táxi, pois estávamos com o tempo apertado, e ele disse que o preço fixo da tabela era R$15. Foram só 5 minutos, achei o valor um pouco abusivo, mas parece que não tem uber por lá. Também dá para ir a pé, caminhando por uns 15 minutos, caso você tenha tempo e esteja com poucas malas.

Trecho 4: Lancha rápida Valença x Boipeba

Última etapa para chegar em Boipeba: lancha rápida! A Myriam, dona da pousada onde nos hospedamos, comprou a passagem com antecedência pra gente, mas dá para comprar na hora, no cais de Valença. O valor é R$44 por pessoa, e o trajeto dura 1h, navegando pelo Rio do Inferno. Há saída de lanchas praticamente de hora em hora, mas depende da temporada. É bom checar com antecedência!

Há uma taxa de R$1,50 – R$2,00 que deve ser paga para entrar no cais de Valença.

Ufa! Você irá desembarcar no cais de Velha Boipeba, o vilarejo principal da ilha. Mas, ainda não acabou! Se você for se hospedar em regiões mais afastadas, como a Praia de Moreré ou Monte Alegre, você ainda precisará caminhar pelo centrinho até o ponto de quadritáxi, para pegar um e chegar na sua pousada.

Ficamos hospedados na Casa Bobô, e além do trajeto todo até Velha Boipeba, a dona da pousada deixou marcado um carregador (R$20 para todas as malas) pra levar as nossas malas até o ponto de quadri (R$20 por pessoa) e lá já tinha um quadri esperando a gente, para finalmente chegarmos na pousada.

Quanto tempo de Salvador para Boipeba?

No total, demoramos 5h para chegar na nossa pousada! A dica é conseguir “casar” todos os horários para não perder tempo esperando o próximo trecho.

Trechos alternativos

Há outras opções mais rápidas, que vou listar abaixo:

Avião: é claro que a forma mais rápida de chegar em Boipeba é de avião. Há vôos fretados saindo do aeroporto de Salvador, com pouso em uma fazenda pertinho de Boipeba. Mas, é claro que essa opção é a mais cara – em média R$800 o trecho, por pessoa. Quando fomos, a pista de pouso estava desativada, mas você pode se informar, caso essa seja uma opção viável para você!

Táxi: ao invés de pegar o ônibus para fazer o “trecho 2”, você pode pegar um táxi. Fizemos isso na volta e a viagem de táxi demorou 1h40, 40 minutos a menos do que de ônibus. Pagamos R$180.


Onde se hospedar em Boipeba

Você vai encontrar vários tipos e estilos de hospedagem em Boipeba. Tem para todos os gostos e bolsos!

Os lugares mais comuns para se hospedar em Boipeba são: Velha Boipeba, Praia Boca da Barra e Praia de Moreré.

  • Eco Casa Bobô

A minha experiência foi com a Eco Casa Bobô, uma Eco Pousada maravilhosa, que tem a melhor vista da ilha. Ela fica mais perto do vilarejo Monte Alegre, a 15 minutos da Praia de Moreré, e para se hospedar lá, é preciso gostar de caminhar, estar no meio da natureza e dispensar alguns luxos, como ar condicionado, TV e banho quente – o que é, na verdade, desnecessário! A vista é linda e a brisa da noite deixa o quarto super fresquinho e sem mosquitos!

pousada em boipeba
Nosso chalé da incrível Eco Casa Bobô

A Casa Bobô é uma pousada ecológica, que vai além da reciclagem do lixo e reutilização da água do chuveiro para regar o jardim. O café da manhã é feito com ingredientes da horta, na construção dos chalés foi utilizada matéria prima local e eles fazem um trabalho incrível com os funcionários, que são moradores de Monte Alegre.

Fora que parece que você está dentro do Pinterest. Cada detalhe e capricho conquistam qualquer um! Vou contar mais detalhes dessa pousada linda em um próximo post, fiquem de olho!


Veja aqui mais informações sobre a Casa Bobô e faça a sua reserva!


Agora, vou listar algumas pousadas bem legais que vi durante a minha viagem para Boipeba, para te ajudar na hora de reservar:

  • Velha Boipeba

Velha Boipeba é o vilarejo principal da ilha, com mais carinha de cidade. As ruas tem paralelepípedos, várias lojinhas, restaurantes… É mais agito! Tem algumas pousadinhas legais por lá, dá uma olhada nessas:

Pousada Santa Clara
– Pousada Canoa Nativa
Dendê Loft
O Céu de Boipeba (essa fica mais no “meio” de Velha Boipeba, tem um visual bem bonito!)

  • Praia Boca da Barra

Essa é a opção perfeita para quem quer estar mais perto do centrinho (Velha Boipeba), mas, ao mesmo tempo, de frente para a praia e com uma paisagem bonita. Tem pousadinhas mais perto de Velha Boipeba (essas eu achei meio caídas) e outras mais escondidinhas, quase dentro de uma trilha, mas que são lindas e charmosas! Veja algumas abaixo:

Pousada Mangabeiras
Pousada Tassimirim

  • Praia de Moreré

O vilarejo da Praia de Moreré é muuuito charmoso! Mais indicado para quem quer estar em meio à natureza, pertinho de praias lindas! (a Praia de Bainema, que é maravilhosa, fica ali pertinho).

Pousada A Mangueira (fomos jantar nessa pousada e achei incrível!)
Pousada Dos Ventos


A melhor época para ir para Boipeba

O clima de Boipeba é uma perfeito: a mínima não passa dos 21°C e a máxima fica por volta dos 25°C. À noite, a brisa fresquinha espanta o calor, deixando um clima super ameno!

Os meses que você deve evitar, por conta da alta incidência de chuvas são: final de Abril, Maio, Junho e meados de Julho. É a baixa temporada, quando chove bastante e muitos donos de pousadas optam por passar esses meses fora da ilha.

É claro que há exceções e você pode pegar dias de sol durante esses meses.

Os meses de alta temporada são: final de Dezembro, Janeiro e Fevereiro. Muitos turistas vão para Boipeba em busca de pé da areia e agito no reveillón. Algumas produtoras do Rio de Janeiro tem organizado festas por lá, o que deixa a ilha super movimentada. Janeiro e Fevereiro são os melhores meses para ver aquele mar azul, com a água paradinha e super cristalino, mas, também fica com bastante turistas.

Me falaram que no carnaval não é tão legal de ir. Muita gente de Salvador vai em grupos grandes. Se você gosta de farra, pode ser uma boa, mas se prefere o sossego, eu evitaria.


Março, Setembro, Outubro e Novembro são as melhores épocas para quem quer tempo bom e praias desertas.


boipeba
Fomos em Setembro de 2019 e pegamos dias de sol!

Fomos em Setembro de 2019 e tivemos uma ótima experiência. Em alguns dias o céu amanheceu encoberto e com algumas pancadas de chuva, mas logo o céu azul aparecia e o sol brilhava. Não estava tão calor e as praias super vazias!


Quantos dias são necessários para conhecer Boipeba?

A Myriam, dona da pousada onde nos hospedamos, me falou que tem passeios diferentes para fazer durante 15 dias na ilha! Sim! A ilha é enorme, com muitas praias maravilhosas, rios, mangues, trilhas, restaurantes deliciosos… Com certeza não falta o que fazer por lá!

Nós ficamos 4 dias. Deu para fazer os principais passeios, mas queríamos ter tido ao menos mais dois dias para repetir as nossas praias preferidas e fazer tudo com mais calma. Então, acredito que 7 dias é o suficiente para conhecer o principal da ilha e relaxar bastante!

quantos dias boipeba
Relaxando nas piscinas naturais de Castelhanos!

É claro que se você tiver menos tempo, como a gente, 4 dias é ok (mas pode apostar que você vai ficar com gostinho de quero mais). Menos que isso, eu acho que não vale a pena, pois o trajeto para ir e voltar é tão longo, que você vai acabar ficando mais tempo no deslocamento do que na ilha.

Algumas pessoas fazem passeios saindo de Morro de São Paulo até Boipeba. Eu já fiz esse passeio de lancha quando me hospedei em Morro, mas, sinceramente, é muito mais legal ficar hospedado na ilha, fazer os passeios com mais calma e sentir a energia maravilhosa que tem em Boipeba.


Como se locomover em Boipeba

Carros não entram na ilha! E isso é maravilhoso, mantendo a ilha mais preservada.

Para se locomover em Boipeba, pode preparar as suas pernas! Alguns passeios são feitos à pé e você pode ir de um povoado à outro caminhando bons quilômetros.

Outra opção é o quadriciclo, chamados de quadritáxi. Os trechos tem valores únicos – por exemplo, de Velha Boipeba até a Praia de Moreré, custa R$20 por pessoa. Da Praia de Moreré até Monte Alegre, R$10 por pessoa. Há vários trajetos que podem ser feitos de quadriciclo e é super fácil de encontrar por lá. Há os “pontos” de quadri, então é só ir até lá e pegar um!

Obs: é proibido a entrada de quadriciclos nas praias e vilas! Eles passam “por dentro” da ilha, seguindo algumas trilhas. Por isso temos que caminhar sempre até o ponto, para fazer os trajetos.

locomoção em boipeba
Um dos tratores da ilha!

O trator também é muito usado para a locomoção em Boipeba, mas principalmente pelos moradores. Na alta temporada também é bastante usado!

Há tratores (com banquinhos, tipo um ônibus) que fazem, por exemplo, o trajeto Velha Boipeba x Praia de Moreré x Velha Boipeba, mas só saem quando estão cheios, então talvez você tenha que esperar bastante. O valor costuma ser R$10 por pessoa, mas depende da quantidade de pessoas que estão no trator e da distância que você vai percorrer.


Os melhores passeios para fazer na ilha

Como falei, opções de passeios não faltam em Boipeba! Abaixo vou listar os que eu fiz e os principais da ilha! Eu optei por passeios mais exclusivos, sem fechar com nenhuma agência, pra fugir daqueles passeios turísticos, sabe? Quem me ajudou a organizar tudo foi a Myriam, da pousada onde nos hospedamos!

1 – Passeio de barco privado

Fizemos esse passeio em uma lancha rápida, só eu, meu namorado e o marinheiro Quinho, que era super gente boa e muito tranquilo. Ele super entende da região e das marés, o que nos passou bastante segurança.

O bom de fazer passeio privado é que podemos ficar o tempo que quisermos nos lugares e conseguimos “fugir” da muvuca dos outros passeios.

boipeba passeios
As lindíssimas piscinas naturais de Castelhanos que se formam na maré baixa

O roteiro que fizemos foi: Piscinas Naturais de Bainema, Piscinas Naturais de Castelhanos, Praia de Castelhanos, Cova da Onça e fechamos com um pôr do sol maravilhoso no Rio, enquanto observávamos os manguezais.

passeio de barco boipeba
Pôr do sol inesquecível para fechar o nosso passeio de barco!

Quando o mar está calmo (fomos na lua cheia, então a maré fica mais cheia e mexida), ele passa também pelo Navio Espanhol que naufragou em 1530. Ele nos disse que dá para ver direitinho a âncora do navio!

2 – Passeio de Caiaque pelos mangues brancos + Plâncton

Esse passeio fizemos com a Marta, da @ecomar_boipeba. Encontramos com ela às 16h, perto do “shopping” de Boipeba e pegamos os caiaques para remar até o mangue.

Passamos por vários túneis de mangues, enquanto ela nos explicava várias curiosidades. Fiquei com muito nervoso de estar dentro dos manguezais por conta dos siris – eram muitos!

passeio em boipeba
Anoitecendo durante o passeio de caiaque no Rio!

Esperamos anoitecer e passamos novamente dentro dos túneis – sim, tudo escuro!!! – mas, por um bom motivo: ver plânctons!

Plânctons são mini partículas que, em contato com o oxigênio, brilham! Como estava bem escuro, passávamos a mão na água e víamos vários pontinhos de luz. Parecia o céu estrelado. Adorei a experiência!

3 – Caminhada da Praia de Moreré até Velha Boipeba

Prepare-se para caminhar bastante e ser recompensado por belíssimas paisagens!

Saímos da Praia de Moreré e caminhamos toda a costa, passando por várias praias: Tassimirim, Cueira e Boca da Barra.

passeios em boipeba
Fazenda de Coqueiros na caminhada da Praia de Moreré até Velha Boipeba!

No caminho, fazendas de coqueiro, trilhas no meio da mata, restaurantes charmosos e paisagens lindas. Andamos mais ou menos 10km nesse dia – mas super valeu a pena!

É importante ver a maré, pois tem uma parte que é preciso atravessar o rio, e isso só é possível na maré baixa.

4 – Caminhada até a Praia de Bainema

Essa caminhada é mais tranquila e muuito bonita! Saímos novamente da Praia de Moreré, dessa vez em direção à Bainema.

Antes de chegar no início da Praia de Bainema, passamos pela “Rua das Flores“, famosa por conta do túnel de Hibiscos (uma flor!). Dependendo da época, fica cheeeio de flores, bem colorido! É um ótimo lugar para tirar fotos!

praia de bainema boipeba
Praia de Bainema

Seguimos por 2.5km de praia deserta, margeada por coqueiros, até o Pontal do Bainema, uma barraca que fica bem na ponta da praia e oferece vários pratos e drinks. Tem redes e mesinhas espalhadas na sombra, é uma delícia para curtir o dia!

Dá para fazer passeios por conta própria em Boipeba?

A maioria, sim! Vale a pena fazer ao menos um dia de passeio de barco, que é o passeio mais caro, mas dá para optar por conhecer quase todos os lugares à pé, como citei acima!


Onde comer em Boipeba

É sério: essa foi uma das viagens mais incríveis no quesito gastronomia! Comemos muuuito bem em todos os restaurantes que fomos – é tudo muito fresquinho e caprichado!

Vale a pena anotar todas essas dicas, afinal, dica boa é para ser compartilhada e você não vai se arrepender de experimentar todas essas delícias que e coloquei aqui!

  • Restaurante Paraíso, na Praia de Moreré

Lá você vai encontrar um delicioso bolinho de bacalhau e a famosa Moqueca de Polvo com Banana da Terra (R$90)! Eu não sou tão fã de polvo, então pedi polvo e peixe, e estava simplesmente maravilhosa. Tudo fresquinho e muito caprichado, não deixe de experimentar!

restaurantes em boipeba
A incrível moqueca de polvo com banana da terra do Restaurante Paraíso, em Boipeba
  • Restaurante do Mar, Cova da Onça

Fomos até Cova da Onça, um pequeno vilarejo, só para comer a famosa Lagosta na Manteiga (R$140). E olha… valeu a pena demais! A lagosta veio super caprichada, enorme, bem carnudinha. A melhor que já comi na vida com toda certeza!

Pedi meia porção, dividi com o meu namorado e já ficamos satisfeitos. Se tiver com bastante fome, peça a inteira e seja feliz!

  • Flor da Lua, Velha Boipeba

O restaurante Flor da Lua fica próximo do píer, onde chegam as lanchas. O ambiente é mais requintado, super arrumadinho. No cardápio, inúmeras delícias, mas, se eu fosse você, pediria o camarão com molho gorgonzola e arroz negro (R$65). Estava divino!

restaurantes em boipeba
Camarão ao molho de Gorgonzola
  • Pontal do Bainema, Praia de Bainema

Há várias opções nessa barraca! Dizem que o ceviche é muito gostoso, mas acabamos pedindo só a Casquinha de Siri (R$25) e era enorme, super caprichada e deliciosa! As caipirinhas também são muito boas.

  • Pastel de Siri na barraca Pastel dos Castelhanos

Não deixe de pedir o Pastel de Siri com queijo e banana da terra (R$18) na barraca mais famosa da Ponta de Castelhanos! É uma delícia e enorme, super caprichado!

onde comer em boipeba
Pastel de Siri com queijo e banana da terra
  • Açaí da Oca do Monte

O barzinho do Nilton fica ao lado da Eco Casa Bobô, pousada onde nos hospedamos. Ele abre das 16h às 19h30, bem na hora do pôr do sol. Experimente o Açaí orgânico (R$16), as caipirinhas exóticas, com frutas locais e os tacos de tapioca com vegetais da horta.


Quanto custa uma viagem para Boipeba?

Vou fazer um breve resumo dos nossos gastos durante os 4 dias de viagem para Boipeba. É claro que tudo depende do seu estilo de viagem – você pode economizar na hospedagem, encontrar passagens mais baratas, fazer ou não os passeios pagos e por aí vai…

Passagem: compramos a nossa passagem Rio x Salvador por milhas, mas a média de preço fica em torno de R$800.

Hospedagem: a diária da Eco Casa Bobô, onde nos hospedamos, estava R$320 casal na época que fomos, mas o valor depende da temporada.

Dica: faça a sua reserva pelo Booking e garanta os melhores preços!

Passeios: R$205 por pessoa, somando os dois passeios pagos que fizemos (passeio de barco + caiaque no mangue)

Alimentação: calculamos R$80 por dia, por pessoa, incluindo almoço e jantar.

Locomoção: R$127 ida e volta (por pessoa), de forma econômica, como citei lá no início. Gastamos uma média de R$20 por dia com quadriciclo (como estávamos hospedados na Casa Bobô, optamos usar o quadri para voltar pra lá, no fim do dia, já que estávamos um pouco cansados depois dos passeios, mas também dá para voltar caminhando!).

boipeba guia
Praia dos Castelhanos, Boipeba

O que levar na mala?

1. Chinelo – você só precisará desse calçado durante toda a viagem!
2. Roupas com proteção UV para caminhadas ou, se você não tiver, escolha roupas bem leves e que absorvam o calor;
3. Óculos escuros, boné ou chapéu para as caminhadas nas praias e trilhas;
4. Protetor Solar (sol da Bahia! todo cuidado é pouco);
5. Repelente;
6. Capa de chuva (para qualquer imprevisto);
7. Camelback ou garrafinha para carregar água;
8. Lanterna (para andar nos vilarejos à noite);
9. Máscara de mergulho (também tem a opção de alugar lá, mas, se quiser economizar, fica a dica)
10. Dinheiro (alguns lugares aceitam cartão, mas é bom ter uma boa quantia em espécie, para pagar gastos como quadritáxi, restaurantes que não aceitam cartão, passeios, etc).

Dica: como o trajeto é longo, fazendo várias trocas de meio de transporte, sugiro levar a menor quantidade de bagagem possível!

Dependendo de onde fica o seu hotel, você precisará caminhar bastante ao chegar na ilha. Há alguns homens que ajudam no carregamento com carrinho de mão (geralmente cobram R$20), mas, se você quiser ir por conta própria, é melhor ir com mala leve, de preferência mochila, já que as ruas são de paralelepípedos ou de terra!

Eu levei uma malinha de mão de rodinhas e uma mochila. Achei tranquilo pois paguei o carregador, mas se fosse carregar sozinha, seria perrengue!


Espero que você tenha gostado do guia completo para conhecer Boipeba – tentei reunir todas as dicas aqui para facilitar na hora de você planejar a sua viagem!

A Ilha de Boipeba é um destino que vem sendo descoberto pelos brasileiros e tem um potencial turístico enorme. As belezas naturais, praias de águas azuis cercadas por coqueiros, moradores sorridentes e simpáticos, restaurantes deliciosos… são inesquecíveis.

Uma viagem incrível para quem gosta de estar perto da natureza e conhecer um lugar ainda muito preservado!


Gostou das dicas? Aproveite para ler também:

Morro de São Paulo: passo a passo para organizar a sua viagem

4 lugares perfeitos para ver o pôr do sol em Morro de São Paulo


 

Cadastre seu e-mail e receba novidades!

faça parte da nossa lista, é de graça!

I will never give away, trade or sell your email address. You can unsubscribe at any time.