Dicas de fotografia de viagem: 15 erros para NÃO cometer

Fotos de viagem quase sempre têm o poder de inspirar alguém a visitar algum destino, despertar a  curiosidade de quem nunca foi e animar ainda mais quem já tem vontade de ir. E para você eternizar sua viagem em fotos lindas, preparamos uma lista com algumas dicas de fotografia de viagem. Nosso objetivo aqui é te ajudar a evitar erros comuns, desde o checklist do equipamento à escolha dos ângulos. Bora conferir?

Vale lembrar que tirar boas fotos nem sempre acontece de primeira. É bem comum que as pessoas se surpreendam quando vão ver suas fotos e percebem que elas não captaram a experiência que elas realmente viveram. Afinal, a melhor lente que temos são os nossos próprios olhos, mas é possível, sim, eternizar aquele momento em uma foto digna de porta-retrato da sala de estar.

Veja também: 8 dicas para melhorar suas fotografias de viagem.

Os erros mais comuns de fotografia de viagem

#1 Não se planejar antecipadamente

Um dos maiores erros de quem começa a fotografar em viagens é não se planejar o suficiente antes de ir para uma viagem. Antes de ir, é sempre legal planejar e, principalmente, pesquisar sobre o lugar que você vai visitar. As fotos mais legais que você vê em revistas e redes sociais são muitas vezes resultados de um trabalho prévio de organização.

Quando estamos viajando, o tempo quase sempre é limitado. Se organizar antes ajuda a otimizar o tempo. Assim você já tem mais ou menos uma ideia daquilo que pretende fotografar e quando.

Nascer do sol na Praia Vermelha
Nesse dia acordamos cedinho para garantir uma foto com o sol nascendo na Praia Vermelha, no Rio.

Assim que você souber para onde vai, tente começar seu trabalho de busca e planejamento. Comece olhando o mapa, a localização do que você quer conhecer, as possibilidades de luz que cada lugar oferece, além dos horários de nascer e pôr do sol.

Outra coisa legal é dar uma olhada em sites com fotografias para ter uma noção do que já existe, o que foi produzido. Assim, você consegue se inspirar, perceber detalhes para usar quando for fazer as suas fotos (como observar a luz, por exemplo) e pensar em ideias ainda mais criativas. O melhor lugar para isso é o nosso queridinho Pinterest, lá você vai encontrar muita inspiração.

Nós estamos sempre postando dicas incríveis para melhorar ainda mais as suas fotos de viagem. Lá você vai encontrar um pouco de tudo, informações sobre equipamentos, como escolher bons ângulos, os melhores horários para fotografar e principalmente MUITAS FOTOS PARA TE INSPIRAR!

Confira aqui o nosso Pinterest!

Veja também: Como utilizar o Pinterest para planejar a sua próxima viagem

#2 Não criar uma lista de fotos que você pretende fazer

Um dos propósitos de fazer essa pesquisa é criar uma espécie de lista com fotos que você gostaria fazer, locais e ângulos que gostaria de explorar. Isso depois vai funcionar como uma espécie de checklist para você lembrar durante o passeio. Desse modo, você consegue garantir que vai voltar pra casa com uma variedade de fotos legais.

O modo como você vai organizar essa lista depende da disposição que você vai ter, tanto para escolher o que fotografar quanto para se locomover. Em uma cidade grande, por exemplo, você precisa ter em mente que vai gastar um pouco mais de tempo entre um local e outro. Outra coisa importante é que alguns pontos turísticos têm hora para abrir e fechar, então se programe para ir em bons horários também.

Caso você queira realmente se dedicar às fotos, uma das melhores maneiras de organizar essa lista é dividir o dia em quatro segmentos: manhã (da hora que o sol nasce até umas 11h), almoço (de 11h às 14h), tarde (de 14h até a hora do sol se pôr) e noite (após o pôr do sol).

Veja também: 25 lugares incríveis para fotografar no Rio de Janeiro

#3 Não conhecer sua câmera o bastante

Cada câmera é diferente, com ferramentas e características que se modificam e melhoram o tempo inteiro. Por isso, nem sempre você consegue se atualizar sobre as mudanças de um modelo pro outro com tanta rapidez.

Isso é super comum nos casos em que se compra uma nova câmera ou smartphone pouco antes de uma viagem. Com pouco tempo para se familiarizar com o funcionamento, é muito difícil aprender como mexer nos equipamentos e, claro, conseguir aproveitar ao máximo o que eles têm a oferecer.

Equipamentos de fotografia de viagem
É sempre bom conhecer cada equipamento e estar familiarizado com eles

Assim, antes de viajar ou de fazer um passeio importante, manuseie a câmera, veja o manual, procure dicas na internet. Desse modo, você não corre o risco de estar em um momento super emocionante da sua viagem que exige rapidez no registro e acabar perdendo o instante.

#4 Guardar a câmera em um lugar de difícil acesso

Ainda pensando na velocidade dos instantes, é importante pensar que vários momentos incríveis para serem fotografados não anunciam quando estão para acontecer. Assim, por vezes você está em uma rua com várias coisas acontecendo e a foto ideal aparece subitamente bem naquele momento na sua frente.

Pense sempre na praticidade e na facilidade de acessar o seu equipamento para esse tipo de situação. Deixe no topo da sua mochila ou mesmo fora da bolsa. Uma boa opção é investir em um strap de boa qualidade (uma opção resistente e legal é um strap de couro).

#5 Levar equipamentos demais

Na hora de fazer as malas e juntar os equipamentos para levar, muita gente comete o erro de exagerar na lista. Embora possa parecer que levar muitas coisas pode te dar mais ferramentas na hora de tirar fotos, é sempre importante lembrar que os equipamentos pesam e fazem volume. Como muitas vezes os passeios são longos, vale ter em vista que ninguém quer passar o dia andando por aí com 20 quilos nas costas, certo?

Por isso, uma dica importante é fazer a mala de equipamentos do mesmo modo como você faz a mala de roupas: leve apenas aquilo que você for realmente usar. Por exemplo, se você vai fazer uma viagem para um lugar com muitas atividades de aventura, trilhas, rafting, não faz sentido exagerar na quantidade de lentes, certo?

Pensando de acordo com o tipo de viagem, você consegue traçar melhor a quantidade de peso que consegue carregar, qual volume eles ocupam, além do modo como vai transportar na hora de fazer os passeios. Assim, além de ótimas fotos de viagem, você ainda aproveita os passeios sem chance de ter dor de cabeça!

Se você ainda está começando a pensar no que incluir no seu kit de fotografia, aqui tem algumas dicas sobre os melhores equipamentos para levar em viagens.

#6 Não ter paciência

Dificilmente você vai chegar a um local e ter tudo já prontinho só aguardando a foto perfeita. As fotos mais legais de viagem são resultado de um cuidadoso planejamento e, claro, de paciência de quem está fotografando. É possível que, quando você chegue no local, perceba que a luz está ótima, mas que falta algum ponto de interesse (por exemplo, uma pessoa ajudando a compor a cena).

No Instagram do @maladeaventuras, a gente volta e meia dá umas dicas de fotografia de viagem bem legais! Nessa foto aqui embaixo, falamos sobre a paciência de esperar o momento certo com o local vazio. Gastamos um tempo lá, mas valeu a pena o clique.

View this post on Instagram

Alguns dos pré requisitos pra fazer uma boa foto são planejamento e paciência! 📸 ⠀ Nesse exemplo, a foto principal tem um elemento em destaque, no caso eu (hahaha), que foi utilizado para tampar algumas pessoas que estavam atrás. ⠀ Além disso, a diferença de tempo entre cada uma dessas fotos foi de 1:30h, o que gerou uma bela mudança de cenário. ⠀ ⠀ Chegamos por volta de 9:15h em Abu Simbel e estava super crowdeado, pq é o horário que todas as excursões chegam! Achamos melhor explorar os templos e ouvir a história sobre o local antes de fotografá-lo. Passada uma hora, a multidão já havia se dissipado e pudemos fotografar o local com muito mais tranquilidade. ⠀ ⠀ Muitas das vezes, para garantir a melhor foto você terá que acordar antes do nascer do sol, para chegar antes dos demais turistas. Nesse caso, foi o contrário. Por isso é bom fazer uma pesquisa e falar com um guia antes de visitar o local. ⠀ ⠀ Essas e outras dicas simples e práticas de fotografia estão no ebook que eu e Nanda criamos pra facilitar a sua vida na hora de fazer aquele fotão na sua viagem! ⠀👉🏻 shopmaladeaventuras.com.br (link na bio) ⠀ E pra deixar a foto ainda mais bonita, nada como usar um dos #presetsmda pra finalizar. Nessa foto eu usei o JT01, que é da nossa coleção Joshua Tree, perfeito para paisagens desérticas e locais monocromáticos. ⠀ ⠀ Que tal? Gostaram do resultado? ❤️

A post shared by Viagem • Natureza • Aventura (@maladeaventuras) on

Assim, por muitas vezes será preciso aguardar alguém passar ou a luz se ajustar. Outra vantagem de tirar a foto com calma é que você tem tempo de avaliar mais minuciosamente e melhorar o que for possível, como por exemplo ajustar o enquadramento. Quando se tem mais tempo, outra possibilidade é poder experimentar tentativas com diferentes configurações e locais na atração que você pretende fotografar.

#7 Não persistir

Assim como a paciência para aguardar o momento perfeito é importante, é preciso também um pouco de persistência. Essas são as dicas de fotografia de viagem mais importantes, afinal elas dependem só de você e não tem equipamento no mundo que faça isso por você.

Muitas vezes fotos de viagem podem ser bem frustrantes. Você pode gastar um tempo grande em um lugar aguardando uma boa luz ou um ponto de interesse, mas eles não acontecem.

Caso seja uma foto que você deseje muito, tente voltar outras vezes no lugar, pra tentar melhorar as imagens e chegar a um resultado mais próximo da sua ideia inicial.

#7 Subestimar a câmera do seu celular

Seguindo um pouco desse item anterior, será que você precisa de verdade levar uma câmera, várias lentes e equipamentos?

Dependendo do tipo de conteúdo que você quer produzir em uma viagem, muitas vezes a câmera do celular dá conta do recado! Uma boa parte das câmeras dos smartphones modernos têm mais megapixels do que uma DSLR de alta qualidade de modelos mais antigos.

internet ilimitada california
Fotografia no celular

Além de câmeras com excelentes recursos, como é o caso do iPhone X, você ainda tem como possibilidade uma variedade imensa de aplicativos super bacanas de edição de fotos para incrementar ainda mais suas imagens.

Veja também: Os melhores aplicativos para edição de fotos no celular.

#8 Se esquecer de cartões de memória, baterias e carregadores

Pode parecer uma bobagem e até óbvio demais, mas acredite: acontece o tempo inteiro. É super comum acontecer de a gente achar que a bateria ou o cartão de memória estavam na câmera quando na verdade não estavam.

A melhor forma de evitar com que esse tipo de problema aconteça é ter um cuidado extra na hora de fazer as malas: lembre sempre de colocar todos os componentes da câmera individualmente em uma listinha antes de fazer as malas. Na hora de fechar a bagagem, basta checar um por um.

E nos dias que sair para os passeios, cheque sempre se você possui bateria e cartões suficientes para passar o dia fora e produzir a quantidade de imagens que você planejou.

#9 Não incluir pessoas nas fotos

Embora fotos de paisagens, prédios, monumentos e comidas sejam também super legais e muito lindas, não se esqueça de que viagens também são oportunidades de construir memórias! Faça com que elas tenham o seu gosto, a sua cara e que também mostrem um pouco do quanto a sua viagem foi especial.

Além do mais, pode ser um pouco menos interessante não ter fotos suas nos lugares, depois, na hora de relembrar os momentos. Não se esqueça de que uma viagem não diz respeito apenas aos lugares para onde você foi, mas também às coisas que você fez, como você gastou o seu tempo e com quem você curtiu esses dias.

A piscina do Parque Lage é linda! Mas dá um tcham colocar alguém posando na foto.

Assim, tente sempre aparecer nas fotos e não tenha vergonha de pedir pra alguém tirar. Outra opção é levar um tripé (mesmo que seja desses portáteis simples e baratinhos) ou, claro, se divertindo com uma selfie. O que vale é a recordação que nenhum cartão postal consegue trazer!

#10 Tirar muitas fotos com cara de cartão postal

Sempre que a gente visita um lugar famoso, como Paris ou Londres, por exemplo, queremos conhecer os principais pontos turísticos e, claro, fotografá-los. No entanto, embora seja legal ter um registro deles, por que não pensar em perspectivas diferentes e olhares um pouco mais alternativos?

Com frequência a gente vê nas redes sociais algumas fotos que bate a impressão de tipo “nossa, parece um cartão postal!”. E de fato, é possível encontrar várias imagens desse tipo em lojas de souvenir. Ou mesmo alguém pode dizer que uma foto do mesmo ângulo poderia ter uma versão igualzinha feita por um profissional.

No entanto, você quer as suas fotos, certo? Fotos com cara de suas, que mostrem que você foi àquele destino. Por isso, deixe a criatividade fluir! Olhe para os lugares com mais sensibilidade, explore novos ângulos e poses, brinque com as luzes. É possível variar e ter um resultado muito mais original, divertido e que traga um pouco da sua personalidade.

Mas não precisa levar ao extremo! É sempre válido ter um registro simples dos pontos turísticos para nossos álbuns; a dica principal é apenas não se restringir ao clichê e à perspectiva mais comum das paisagens conhecidas.

Veja também: 9 maneiras criativas para registrar as suas viagens.


Se você também ama fotografar, já sabe que a edição é o que dá aquele toque final, né? Veja os presets que nós usamos e deixe suas fotos ainda mais lindas. O melhor de tudo, com o código MALADEAVENTURAS10 você ainda ganha um descontinho!


#11 Ser tímido para tirar as fotos nos lugares

Um dos principais motivos que faz com que muita gente não capture boas fotos de viagem é a timidez. E pode ser timidez para se aproximar das cenas e fotografar pessoas, lugares ou objetos.

Desde que você use o bom senso, dificilmente você terá muitos problemas. A não ser que alguém se recuse a aparecer na foto ou que seja, por exemplo, um museu onde fotografias são proibidas, não há muito o que temer. Deixe a timidez de lado! Para ter boas fotos de viagem, é preciso ir aberto a se aproximar e fotografar qualquer um ou qualquer situação que enriqueça a sua coleção de imagens daquele destino.

#12 Esquecer-se de olhar para trás

Sempre que você vir uma boa foto na sua frente, vire e dê uma olhada para trás. Às vezes, o que você não está vendo é tão interessante quanto o objeto que está bem na sua frente. Um exemplo disso é um show ou uma competição esportiva: enquanto todos estão focados em fotografar a atração, muitas vezes a imagem realmente interessante está naquela multidão registrando o evento.

No fim, a dica é estar sempre observando o que acontece, mesmo quando se está de frente para o óbvio.

#13 Ser indiscreto com o flash

Além de ser uma situação bem chata aquele flash no rosto (principalmente se você não quer que notem que você está tirando fotos) e nada simpático com quem passa por perto, muitas vezes atrações como museus e igrejas proíbem fotografias com flash.

Como muitas câmeras automaticamente ajustam se vão ligar ou não o flash, é super importante que você saiba como controlar esse comando. Antes de viajar, aprenda a habilitar ou desligar o flash pra evitar esse tipo de situação. Outra vantagem dos equipamentos mais modernos de hoje é que vários deles têm uma performance realmente excelente com pouca luz, o que dispensa uso de flash.

#14 Não ter senso de escala

Quantas vezes você ficou impressionado com o tamanho de uma árvore, de um prédio ou mesmo de uma estátua? Mas quando você vai ver a foto, isso não fica tão aparente. A razão para isso acontecer é que as câmeras digitais captam as imagens de um modo diferente do olho humano. É muito difícil alguém conseguir reconhecer o tamanho de um monumento sem que haja um ponto de referência.

Nesses casos, vale a pena você pensar em algum ponto de comparação para tentar replicar essa ideia de escala. Por exemplo, colocar uma pessoa ao lado de uma estátua pode bastar para mostrar que se trata de um monumento grande. Isso porque quem vê a foto consegue processar a informação a partir de alguma coisa ou algum objeto que ela reconhece e sabe mais ou menos o tamanho (nesse caso, uma pessoa).

#15 Não estar pronto para qualquer situação

Embora o planejamento seja sempre muito útil, um bom fotógrafo de viagem deve estar sempre a postos. Por isso mesmo a importância de ter a câmera sempre à mão. Conhecer bem a câmera também permite que você consiga fazer os ajustes com rapidez para adequar as configurações ao ambiente que você quer fotografar.

Além da agilidade, vale sempre ter em mente a criatividade para improvisar. Como nem sempre os lugares têm as condições perfeitas para a foto ideal e nem sempre é possível voltar, lembre que muitas vezes o improviso é uma ótima fonte de boas ideias também!


Agora que você já sabe nossas dicas de fotografia de viagem é só soltar a criatividade e garantir lindas fotos das suas próximas aventuras.

Quer mais dicas de fotografia?

Nós preparamos um e-book super especial:

Como se tornar um EXPERT na fotografia com o CELULAR

Nele você encontrará dicas de iluminação, como configurar o celular para fazer fotos cada vez melhores, dicas de edição e muito mais. Clique aqui para conferir!


Você pode gostar de ver também:

Novidades GoPro Hero 7: imagens mais estáveis e transmissão ao vivo para redes sociais

Lente 50mm: porque você deveria investir em uma

Instagram: Como deixar o feed organizado e atraente


 

Cadastre seu e-mail e receba novidades!

faça parte da nossa lista, é de graça!

I will never give away, trade or sell your email address. You can unsubscribe at any time.