Acumular milhas aéreas com o cartão de crédito para fazer uma viagem internacional muitas vezes parece uma missão impossível, não é? Mas já te disseram que o cartão não é a única forma de ganhar milhas? Portanto, se você não tem cartão de crédito, ou usa ele bem pouco, esse post é para você. Neste guia para iniciantes no assunto milhas aéreas, irei contar alguns segredinhos para explicar como funciona essa dinâmica, assim você vai desvendar de vez o segredo das milhas e vai viajar cada vez mais gastando cada vez menos.

Para começar a quebrar os mistérios sobre o mundo do acúmulo de milhas, você precisa saber que nem tudo se resume ao cartão de crédito. Pelo contrário, não será ele que te fará efetivamente conseguir acumular milhas e viajar. Muitas vezes ele pode até ser seu inimigo.

Entendendo o que são milhas aéreas

Basicamente são pontos (ou mesmo milhas – já que cada programa usa um termo diferente) que você acumula e troca por passagens aéreas.

Newsletter
cadastre-se gratuitamente

Quer viajar mais e melhor?

Baixe nosso e-book com 30 dicas exclusivas
para você planejar e economizar nas suas viagens!
Bônus

checklist para uma mala impecável

a melhor planilha de planejamento de viagens dessa internet

E o melhor?
Todo esse material é gratuito!

Cada trecho de viagem tem um valor em milhas e essse valor é tão variável quanto os preços em reais. Por exemplo, em feriados, fins de semanas, as passagens costumam ser mais caras e com as milhas é a mesma coisa.

Você pode ganhar milhas tanto em vôos das companhias aéreas como também usando o cartão de crédito ou fazendo compras em alguns sites específicos.

Vale a pena investir em milhas aéreas?

A resposta é bem simples: sim! As milhas são acumuladas em vôos que você já fez, em compras do dia-a-dia ou compras no cartão de crédito. Ou seja, elas teoricamente chegam para você de graça.

Não importa a promoção de passagens que você encontrou, nada é mais vantajoso do que usar aquelas milhas que você acumulou ao longo dos meses. Afinal, você só irá pagar as taxas de embarque e nada mais. É como uma viagem gratuita.

Eu mesma já fui duas vezes para a Europa pagando só a taxa de embarque, vai dizer que isso não é um máximo?

Milhas aéreas: guia infalível para iniciantes

Como acumular milhas aéreas

Essa é a parte mais complexa, já que existem diversas formas de acumular milhas e a principal e mais simples delas é com o cartão de crédito. Porém, embora seja simples não é necessariamente a melhor de todas.

Acumulando milhas com o cartão de crédito

O processo de transferir do banco para os programas de fidelidade é bem simples, porém não é vantajoso para qualquer pessoa. A forma de saber se vale a pena para você é:

#1 Se informe com o banco

O primeiro passo é ligar para o banco e perguntar quantas milhas o seu cartão acumula, já que a quantidade varia entre cartões e bancos. Vale lembrar que na maioria dos cartões o valor de milhas considera dólares gastos e não reais. Então se te informarem que você acumula 2 milhas, não deixe de confirmar se essa quantidade é por dólar ou por real.

#2 Faça os cálculos

Essa é a parte chata, mas muito necessária. Portanto, pegue suas faturas antigas, veja seus gastos e converta para um valor aproximado em dólar. Pronto, você já terá uma ideia do quanto conseguirá acumular por mês.

Milhas aéreas: guia infalível para iniciantes

#3 Veja a validade das suas milhas

A quantidade de milhas que você ganha a cada mês tem um prazo de validade. Geralmente ele é de dois anos, mas não deixe de perguntar isso quando ligar para o banco.

Com essas informações em mente, vamos para o próximo passo:

#4 Quando o cartão de crédito pode ser seu inimigo

Depois de ligar para o banco e esclarecer todas as suas dúvidas, basta pedir para que suas milhas sejam transferidas para os programas de fidelidade, certo? NÃO

Infelizmente esse processo não é simples assim para qualquer pessoa, pois existe uma quantia mínima de milhas que você pode transferir.

Basicamente é como se você precisasse alcançar um valor específico para o banco deixar você fazer uma retirada da sua “poupança de milhas”. E esse valor pode ser bem alto, como 5.000, ou 10.000 e isso faz com que muitas vezes as suas milhas fiquem presas.

Milhas aéreas: guia infalível para iniciantes

Se você não usa o cartão com frequência, se o seu limite não é muito alto ou se o cartão não acumula uma quantidade boa de milhas a cada real (ou dólar), pode ser que as suas milhas estejam “presas” e por isso você não consegue usar. Daí bate aquela dúvida: é tão difícil assim?

Muitas vezes as milhas expiram antes que você consiga alcançar aquele valor mínimo e isso vira um ciclo sem fim e só pode ser evitado se você tiver total conhecimento do quanto acumula por mês e qual o mínimo para a transferência no programa de fidelidade que escolher.

Exemplo: a Maria tem um cartão de crédito com acúmulo de 1 ponto para cada 1 dólar gasto. Ela usa mensalmente R$1.000,00 e o dólar de conversão no momento está R$4,00. Fazendo os cálculos, o acúmulo por mês seria de aproximadamente 250 pontos. Em um ano, 250 vezes 12: 3.000. Ou seja, em um ano Maria teria acumulado 3.000 pontos, em dois anos 6.000 pontos. Somente neste momento ela poderia transferir seus pontos para seu programa de milhas preferido. Mas há uma grande chance dessas milhas expirarem antes dela conseguir fazer isso.

Se esse é o seu caso, não há porque se preocupar, apenas não foque seus esforços apenas nos cartões de créditos e vá direto à fonte: os programas de fidelidade.

Acumulando milhas sem cartão de crédito

Quando a gente escolhe um cartão de crédito, a operadora sempre nos afirma sobre o grande benefício do acúmulo de milhas, mas acontece que ninguém te conta como de fato usar essas milhas. Afinal, o banco é incapaz de emitir uma passagem aérea, ele apenas mantém as suas milhas lá guardadinhas, assim como faz com o seu dinheiro. É como se você tivesse uma poupança de milhas e quando precisasse usar, você tivesse que falar com o banco para “retirar” elas para você.

Nessa retirada, o que o banco faz é transferir as suas milhas para um programa de fidelidade da sua escolha. Você certamente já ouviu falar deles. Os mais conhecidos são: Multiplus, Smiles, Livelo, Tudo Azul e Dotz.

É nos programas de fidelidade que você conseguirá pesquisar vôos, ver preços e pagar com milhas. Portanto, você precisa que suas milhas do banco estejam nesses programas.

Milhas aéreas: guia infalível para iniciantes

Acumulando milhas com os programas de fidelidade

Se você não está familiarizado com eles, o primeiro passo é fazer um cadastro e logo verá que há uma série de opções de lojas conhecidas que são parceiras desses programas.

Assim como com os cartões de crédito, você pode ganhar milhas (ou pontos) por cada real gasto nessas lojas e acredite, vale bem mais a pena!

Uma loja pode oferecer 3, 4 pontos por real e uma única compra de um eletrodoméstico, um celular ou uma câmera pode te garantir pontos suficientes para uma viagem curta no Brasil. Sem contar que de cara você já ganha mais do que no cartão, que geralmente pontua em dólares gastos enquanto que nesses programas a pontuação é em reais.

Como eu acumulo milhas aéreas

Por exemplo, eu uso bastante o site da Multiplus, lá um vôo saindo de São Paulo para Paris, ida e volta, custa em torno de 75 mil pontos. (Dá até para encontrar por valores um pouco mais em conta, eu mesma já fiz RJ – Londres por 66 mil ida e volta). Para Buenos Aires, é super comum encontrar vôos diretos por 22 mil pontos + taxas de embarque.

Vôos dentro do Brasil são ainda mais em conta. Uma viagem saindo de São Paulo para Salvador, por exemplo, custa cerca de 12 mil pontos ida e volta.

Tomando esses valores por base, agora pense nos seus gastos recentes. Imagina que você tenha comprado um celular, uma TV ou algum eletrodoméstico que tenha custado R$1.000. Você poderia ter acumulado ali uns 3 mil ou 4 mil pontos, já daria para fazer uma viagem de ida Rio – São Paulo.

Dica: Se você costuma fazer gastos maiores vale ainda mais a pena usar e abusar desses programas de fidelidade, principalmente em períodos especiais, como a black friday, dia das mães, dia dos namorados, pois é quando rolam promoções de pontos. Muitas lojas que davam 2 pontos por real passam a dar 8, por exemplo. Ou seja, seu acúmulo de milhas mais que triplica. Essa é a hora certa de fazer aquela comprinha que você estava querendo tanto.

Milhas aéreas: guia infalível para iniciantes

O melhor jeito de saber dessas promoções é ficar sempre de olho. Sabe aquela viagem que você tá pensando em fazer, é só dar uma pesquisada nos buscadores de passagem mas também nos programas de fidelidade. Muitas vezes o vôo abaixa de preço em milhas, pois é tão variável quanto as passagens normais, pagas em dinheiro.

Também é importantíssimo ficar de olho nos e-mails e seguir os sites nas redes sociais, pois quando uma loja estiver dando mais pontos você saberá rapidinho. E, claro, datas especiais para o comércio é a hora certa de dar aquela olhadinha nos sites dos programas de fidelidade que com certeza você encontrará alguma promoção.

Uma coisa que eu faço bastante é deixar os pontos guardados e ir acumulando com as compras para trocar por viagens internacionais, ao invés de usar em vôos nacionais, afinal esses vôos curtinhos dá para encontrar algumas super promoções em sites como o Kayak, por exemplo.

O legal é que a sua própria viagem pode te dar pontos para as próximas viagens. Por exemplo, diversos sites de acomodação acumulam pontos, assim como aqueles sites onde você pode comprar a sua mala nova para viajar, até mesmo o seguro viagem também acumula.

São diversas possibilidades, desde lojas de maquiagens a lojas de artigos esportivos, tem de tudo! O importante é que você precisa acessar o site do programa de fidelidade que escolher, ver as opções de lojas e clicar na loja por ali. Basicamente você será redirecionado e só assim as suas compras irão acumular pontos. Não adianta acessar o site por conta própria pelo seu navegador, pois  você não acumulará milhas assim.

Milhas aéreas: guia infalível para iniciantes

Outro ponto bem legal nisso daí, é que não importa a forma de pagamento. Considerando que você tenha acessado o site da loja sendo redirecionado pelo site do programa de fidelidade, você pode pagar como quiser, até com boleto (caso você não tenha um cartão), e acumulará milhas do mesmo jeito.

Portanto, acesse os sites que sugerimos acima, veja as opções de lojas e sempre que for fazer suas compras use o seu cadastro desses sites, assim você acumulará bem mais e aí sim terá a possibilidade de viajar (quase) de graça!


Espero que essas diquinhas ajude vocês a viajar bem mais gastando cada vez menos!


Milhas aéreas: guia infalível para iniciantes

Quem escreve | @maladeaventuras
  • Sobre
    Sobre o Mala de Aventuras
    Olá, somos a Gaia e a Nanda!
    Aqui nós compartilhamos as melhores
    dicas e roteiros de viagem para que você possa viajar mais e melhor
  • Organize a sua viagem!
    Descubra quais ferramentas nós e
    outros viajantes profissionais usamos
    para economizar nas viagens!
  • Publicidade
  • Nossos presets!
  • Newsletter

    Junte-se a mais de
    100.000 leitores e receba
    gratuitamente dicas de
    viagem exclusivas

  • Destaque
  • Posts em destaque
  • E-Book fotografia
  • Assista no Youtube!
  • Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *