Pirenópolis , em Goiás, é uma cidadezinha cheia de charme com suas casas em estilo colonial e seu centro histórico tão bem preservado. Localizada a 150km de Brasília, a cidade é um misto de cultura, gastronomia e natureza e tem atividades para todos os gostos! Se você está planejando sua viagem, confira nesse post 10 passeios imperdíveis em Pirenópolis para você explorar tudo que a cidade tem a oferecer.

Para quem gosta de viagens que oferecem um contato próximo com a natureza, por meio de diversas opções de trilhas e cachoeiras, Pirenópolis é o destino ideal! Caso você não saiba, Goiás se tornou um dos estados brasileiros preferidos para este tipo de viagem de ecoturismo.

Aqui vamos te mostrar como chegar, onde ficar e o que de melhor tem para visitar na cidade. Então para saber mais informações e dicas sobre Pirenópolis, é só continuar lendo o post!

Newsletter
cadastre-se gratuitamente

Quer viajar mais e melhor?

Baixe nosso e-book com 30 dicas exclusivas
para você planejar e economizar nas suas viagens!
Bônus

checklist para uma mala impecável

a melhor planilha de planejamento de viagens dessa internet

E o melhor?
Todo esse material é gratuito!

Por que visitar Pirenópolis?

As cachoeiras são um dos principais motivos pelos quais ela é conhecida, são mais de 80 quedas d’água na região. Entre elas estão a Cachoeira do Abade e a Cachoeira do Rosário, que tive a oportunidade de conhecer recentemente, além da Cachoeira do Dragão e da Cachoeira da Gruta. Essas duas últimas foram dicas que recebi de seguidores queridos de Goiás!

O centro de Pirenópolis foi tombado como Patrimônio Histórico e possui vários casarões do século XVIII, antigas igrejas católicas, teatro e museus. Mas são os atrativos naturais da cidade que chamam mais a atenção dos visitantes. Pirenópolis tem o maior número de Unidades de Conservação do Estado de Goiás! Já podemos ver que o destino tem tudo para conquistar os corações dos turistas, não é mesmo?


Passeios imperdíveis em Pirenópolis: como chegar?

Pirenópolis é um município de Góias que fica a 130km de Goiânia e a 160km de Brasília. Por se localizar no interior de Goiás, a melhor opção para chegar até lá é avião + carro. Você pode escolher entre voar para Brasília ou Goiânia e chegando no aeroporto alugar um carro e assim partir para Pirenópolis. Em nossa viagem, nós alugamos carro pela RentCars – nosso site favorito de aluguel de carro.

Além de terem modelos de veículos ótimos disponíveis, eles fazem um compilado com os melhores preços das principais locadoras de veículos. Sempre alugamos com eles e amamos a experiência. Clique aqui para fazer a sua cotação na RentCars.

passeios imperdíveis em pirenópolis estrada
Aproveite para conhecer a estrada da região! É linda!

Ônibus para Pirenópolis

Claro que também é possível chegar até Pirenópolis de ônibus. A empresa que faz esse trajeto é a Viação Goianésia. Os horários são variados e você precisa consultar qual se encaixa melhor no seu planejamento. De Brasília para Pirenópolis, a duração da viagem é de aproximadamente 3h e as passagens custam entre R$30 e R$35 o trecho. Já de Goiânia, há menos horários disponíveis, com duração de 2h e custa R$35.

Dica: geralmente os voos para Brasília sã mais em conta, com passagens SDU – BSB a partir de R$200. Por isso, vale a pena pegar um avião para Brasília e de lá pegar um transporte para Pirenópolis.

Como chegar de carro em Pirenópolis?

Há também quem prefira fazer a viagem toda de carro. Do Rio até Pirenópolis são aproximadamente 1300 km, viagem que dura em torno de 16h.  O trajeto de São Paulo até Pirenópolis tem aproximadamente 1.000 km e dura 12h30.


Passeios imperdíveis em Pirenópolis: os 10 melhores

Há também um lado cultural muito forte e preservado em Pirenópolis. Todo ano, entre o mês de maio e junho, acontecem as Cavalhadas, uma tradição turístico-cultural pomposa que envolve toda a população local.

passeios imperdíveis em pirenópolis centro histórico
O centrinho histórico super fofo de Pirenópolis!

Uma dica legal para você compor o roteiro de sua viagem, é integrar outras cidades dos arredores, como Corumbá de Goiás, a Cidade de Goiás, São Francisco de Goiás, entre outras.

Minha sugestão é o Caminho de Cora Coralina, uma nova rota de turismo que passa por 8 cidades do interior de Goiás, além de pequenos povoados, igrejas históricas, cachoeiras e parques. Fizemos parte desse roteiro em Maio/2018 e amamos. Agora vamos ao que importa: a lista com os passeios imperdíveis de Pirenópolis!


Veja também: Conheça o Caminho de Cora Coralina


1. Pôr do sol no Pico dos Pirineus

O Parque Estadual dos Pirineus é o divisor das águas de duas das mais importantes bacias hidrográficas do continente, a Platina e a Tocantinense. Além do Pico dos Pirineus, outros passeios interessantes dentro do parque são o Morro do Cabeludo e os Poços do Sonrisal.

A trilha até o Pico dos Pirineus é leve e não leva mais do que 15 minutos. O  visual é de 360 graus e dá para observar o grande mar de montanhas ao redor. No pico, há uma capelinha construída na década de 30. O local é bastante importante para a população da região, não só pelo visual, mas também por motivos religiosos.

Apesar de eu ter ido no nascer do sol, eu indicaria visitar o pico no pôr do sol. O único inconveniente do primeiro horário da manhã por lá é o para-raios da capela que fica exatamente na frente do visual rsrs.

passeios imperdíveis em pirenópolis pirineus
A vista do Pico dos Pirineus.

2. Cachoeira do Abade

Como a maioria das cachoeiras da região, é necessário pagar uma entrada de R$40 para passar o dia. O valor é super justo, visto toda a estrutura e as diversas atrações do complexo. Há um restaurante que ouvi boas indicações, além de redes para se esticar depois do almoço.

Dica: Evite finais de semana, pois eles chegam a receber 800 pessoas por dia.  Imagine o tumulto! Além disso, o melhor é visitá-la depois do meio dia, assim o sol estará incidente no poço, o que fará da água mais clarinha e cristalina.

3. Cachoeira do Rosário

A melhor comida da região! O almoço, feito no fogão à lenha, é simplesmente divino! Havia uma variedade enorme de pratos típicos, dentre eles o arroz com pequi, a gariroba, uma espécie de palmito regional, um delicioso frango com cúrcuma (chamado de açafrão na região), entre outros.

Depois de comer muito bem, nada como uma cachacinha e uma rede para esticar as pernas. Aliás, há um redário no mezanino e outras tantas redes espalhadas pelo jardim, ou seja, é indispensável a cesta.

passeios imperdíveis em pirenópolis cachoeira do rosario
A incrível Cachoeira do Rosário.

Sobre a Cachoeira do Rosário em si, nem preciso falar muito com essa foto ilustrando!  A queda d’água de 40 metros e seu tom verde esmeralda são de perder o fôlego. O banho é perfeito para renovar as energias. Ah! E o acesso é feito através de uma escada irregular em uma caminhada de cerca de 10 minutos. Muito delícia passar o dia inteiro por lá!

4. Cavalhadas de Pirenópolis

As Cavalhadas são bastante tradicionais em Pirenópolis e são conhecidas mundialmente, tamanha é a festa e o envolvimento de seu povo durante as festividades.

Essa representação dramática, introduzida pelos jesuítas, narra a investida de Carlos Magno, de religião cristã, contra os sarracenos, de religião islâmica, para impedi-los de invadir o centro da Europa. São três dias de festa, como se fosse um teatro dividido em três atos, um em cada dia. Mas os preparativos começam uma quinzena antes, no início da Festa do Divino, que é marcada pela saída da Folia. Conheça mais sobre a história dessa festividade no site de Pirenópolis.

passeios imperdíveis em pirenópolis cavalhadas
As famosas Cavalhadas de Pirenópolis.

Leia também: Roteiro de um final de semana em Pirenópolis


5. Jantar na Rua do Lazer

O centrinho de Pirenópolis à noite fica super badalado. São diversos bares e restaurantes na Rua do Lazer e nos arredores. Há também lojinhas que vendem artesanato e prata. Caminhar pelas ruas, iluminadas por postes de luz de amarela e margeadas por casas de estilo colonial, é um programa delicioso para fazer a dois.

6. Caminhada pelo centro histórico de Pirenópolis

Sendo Patrimônio histórico, o centro da cidade de Pirenópolis mantém ainda belos casarões do século XVIII, igrejas e museus, além de seu calçamento original de pedras quartzíticas. É encantador passear pelas ruas do centro histórico, fotografar as portas e janelas coloridas  e testemunhar uma arquitetura do período colonial tão bem preservada!

7. Refúgio Avalon

Outro passeio imperdível em Pirenópolis é o Refúgio Avalon, um lugar inusitado com diversas atividades para se entreter ao longo do dia. Lá você terá uma experiência sensorial na natureza, vai conhecer um pouquinho da cultura medicinal das plantas e se energizar de diversas maneiras.

Localizado às margens do Rio das Almas, região que foi usada para exploração garimpeira entre 1727 e 1800, o Refúgio Avalon é considerado um dos principais atrativos do ecoturismo, em Pirenópolis.

passeios imperdíveis em pirenópolis refugio avalon
O maravilhoso Refúgio Avalon.

O espaço conta com trilhas ecológicas, cachoeira, jardim sensorial com mais de 100 exemplares de plantas medicinais, condimentares e ornamentais, redário, banho de argila, estações de reflexão e oficinas de artesanato. É realmente uma experiência incrível e super diferente! Vale a pena!

8. Fazenda Babilônia

Não muito distante de Pirenópolis, há uma fazenda histórica imperdível! Separe uma manhã para este passeio delicioso, e quando digo delicioso é porque tem comida envolvida rsrs. Os quitutes maravilhosos (mais de 30 pratos!) são todos produzidos com matéria prima da fazenda: as carnes, os legumes, as frutas…

Fomos recebidos pela Dona Telma, dona da Fazenda Babilônia, que nos contou curiosidades sobre Goiás e a história da propriedade. Com suas histórias, viajamos no tempo e visitamos a época de produção de cana e até a chegada da Coluna Prestes à fazenda.

passeios imperdíveis em pirenópolis fazenda babilonia
Hummm… Que delícia de cafézinho na Fazenda Babilônia.

9. Cachoeiras do Dragões

As Cachoeiras dos Dragões são 8 quedas em um percurso de 4km. O ideal é separar ao menos uma manhã para fazer o trajeto, que leva cerca de 4 horas, com calma. Por estar em propriedade particular, é necessário pagar um valor de R$40 por pessoa para acessar o complexo. Não pudemos conhecer dessa vez, mas recebemos tantas indicações dessas cachoeiras no Instagram que decidimos incluí-la aqui na lista de passeios imperdíveis.

Uma curiosidade, é que no local existe o Mosteiro Zen Budista Eisho-Ji, o que dá uma vibe bem de viagem de contato com a natureza e espiritualidade. É aconselhável o acompanhamento de guias, pois há riscos, como: muitas bifurcações nas trilhas e o risco de se perder ou não encontrar as belezas do lugar.

10. Salto de Corumbá

O Salto de Corumbá não fica exatamente localizado em Pirenópolis, mas é uma boa dica de passeio para se fazer quando você estiver visitando a cidade. São 30 minutos de carro do centro de Pirenópolis até lá.

A queda de 50 metros impressiona com sua grandeza e a cachoeira é uma delícia para nadar em dias de calor. Além da cachoeira principal, que leva o nome do complexo, há outras 6 na mesma propriedade, que podem facilmente entretê-lo durante um dia inteiro. São elas: a Cachoeira da Gruta, a Cachoeira do Ouro, a Cachoeira da Garganta e as Cachoeiras do Rasgão.

passeios imperdíveis em pirenópolis salto do corumba
Olha que maravilha o Salto do Corumba!

E se você for aventureiro, vale a pena experimentar outras atividades: o rapel e a tirolesa. O ingresso + uma dessas duas atividades custa R$150. Se você optar por apenas conhecer as cachoeiras, o ingresso é R$40.


Leia também: 10 pousadas em Pirenópolis perfeitas para passar o fim de semana


Passeios imperdíveis em Pirenópolis: quando ir?

Se você está se perguntando quantos dias você precisa para conhecer tudo e qual a melhor época para visitar a cidade, nós vamos te contar! Primeiro, não dá pra fazer tudo em um único final de semana! Separe ao menos 5 dias para conhecer tudo com calma e aproveitar a viagem sem correria e complicações.

Segundo, a melhor época para visitar Pirenópolis vai depender do seu estilo de viagem e do que você quer fazer por lá. Por exemplo, é possível fazer calor o ano inteiro na cidade, mas isso é garantido nos meses de primavera e verão, ou seja, entre setembro e março, que é também a época mais chuvosa.

Já a partir de meados de abril até agosto, chove pouco e o clima é mais agradável. Em junho e julho, no inverno, faz um friozinho gostoso e a chance de chover é quase zero.

passeios imperdíveis em pirenópolis cachoeira do abade
Essa é a maravilhosa Cachoeira do Abade.

Então se você está planejando ir para Pirenópolis comer, por exemplo, vá nos meses de junho, julho e agosto, quando é inverno e aproveite a gastronomia. Já se você quiser ir curtir o ecoturismo, vá nos meses de calor: de outubro até fevereiro. Mas lembre-se que nessa época chove mais e traz o risco da criação de trombas d’água.

Mas não desanime, até no inverno os dias são quentes e agradáveis para curtir o ecoturismo da região, portanto, veja a melhor data para você e vá sem medo aproveitar a cidade!


Passeios imperdíveis em Pirenópolis: onde ficar?

Eu fiquei hospedada no Sítio Lavrinhas, que fica pertinho da entrada do complexo da Cachoeira do Abade. Ele é perfeito para quem quer sossego e para quem quer desfrutar da natureza. Os chalés são amplos, confortáveis e tem privacidade. Quer coisa melhor?

Se você optar por ficar no centro de Pirenópolis, uma boa opção é o Suítes Jardim – Casa Zanotto, que fica perto da Rua do Lazer, onde há diversos bares e restaurantes.

passeios imperdiveis em pirenópolis pousada pouso café e cultura
Um dos quartos da Pousada Pouso, Café e Cultura. (Foto: divulgação Booking)

Outras boas sugestões de acomodações, são: a pousada Pouso, Café e Cultura, que fica de frente para a Praça de Santa Cruz, bem no centro da cidade, e todos os quartos possuem vista para o lindo jardim da propriedade e a Pousada Tajupá, que é uma das melhores pousadas em Pirenópolis, tem todos os quartos com varanda e vista para a piscina ou para o jardim que possuem um estilo super zen e relaxante. Vale a pena conferir essas opções!


Pronto para conhecer Pirenópolis?

E aí, gostou dessa lista com os passeios imperdíveis de Pirenópolis? Depois de todas essas dicas da cidade, a gente espera ter ajudado você a planejar melhor a sua viagem para a região. É realmente um destino imperdível, que vale muito a pena ir pelo menos uma vez na vida. Se você já tiver ido para lá, nos conta a sua experiência nos comentários, nós amamos ler! E caso você tenha alguma dica, compartilha com a gente também! Temos certeza que ajudará outros viajantes a planejarem suas viagens. Boa viagem!

Quem escreve | @gaiavani
Fotógrafa, viajante de carteirinha e empreendedora digital, a editora do Mala de Aventuras vive a vida intensamente, aproveitando cada horinha do seu dia para transformar o mundo através das viagens.
  • Sobre
    Sobre o Mala de Aventuras
    Olá, somos a Gaia e a Nanda!
    Aqui nós compartilhamos as melhores
    dicas e roteiros de viagem para que você possa viajar mais e melhor
  • Organize a sua viagem!
    Descubra quais ferramentas nós e
    outros viajantes profissionais usamos
    para economizar nas viagens!
  • Publicidade
  • Nossos presets!
  • Newsletter

    Junte-se a mais de
    100.000 leitores e receba
    gratuitamente dicas de
    viagem exclusivas

  • Destaque
  • Posts em destaque
  • E-Book fotografia
  • Assista no Youtube!
  • Publicidade

6 respostas

  1. Olá, parabenizo pela clareza e organização do texto, salvei como favorito aqui!

    Uma dúvida quanto ao primeiro ponto, o pico dos pirineus. Eu gostaria de fazer exatamente isso, de chegar para ver o nascer do sol. Foi tranquilo de chegar lá no escuro? Não havia nenhuma restrição, nenhum portão permitindo a abertura somente após determinado horário? Foi só chegar de carro, estacionar na região da pequena capela e subir?
    E quanto à segurança, foi tranquilo? Você estava em grupo grande? Estou pensando em fazer isso sozinho…

    Bom, de qualquer forma, agradeço novamente pelas dicas!

    1. Oi Pedro! Eu fui com um grupo pequeno. Éramos 4 pessoas. Não havia portão no local, então foi exatamente isso: estacionar o carro e seguir pela trilha, que estava bem demarcada. Boa viagem =)

  2. Vale uma reflexão para os turistas e moradores não se esquecer que Pirenópolis, essa cidade de ocupação urbana do século XVIII ,tem suas limitações na carga. Temos impacto perceptível no patrimônio material arquitetônico, aos aglomerados massivos. A cidade já conta com problemas no descarte de lixo, no abastecimento de energia elétrica e sinais de internet. É valioso que o turista venha, mas para manter esse “paraíso”, precisamos da colaboração de todos. A produção de lixo, de excesso de ruídos (sons automobilisticos), promovem um desalinhamento ambiental e patrimonial dos nossos casarões resistentes. Quem deseja subir para as cachoeiras, aproveite cada lindeza e prazeres que elas nos oferecem, porém levem consigo modo de acondicionar seus lixos e que os tragam para o descarte devido. Os animais, as nascentes, cachoeiras e o o complexo de fauna e flora não convivem bem nem com plástico nem com sons em exagero. Colabore. Pense que está visitando um lugar para se preservar sempre. Assim podemos esperar o melhor de cada um dando o melhor desta cidade, pois esse é um universo para de experencia-ação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *