No Carnaval, resolvi fugir dos bloquinhos do Rio e passar o feriado em Ibitipoca. Para quem não conhece, Ibitipoca é um distrito em Minas Gerais que fica a 270 km do Rio de Janeiro. A principal atração de Ibiti é o Parque Estadual do Ibitipoca, que abriga diversas trilhas, grutas e cachoeiras lindas. São 3 circuitos principais: a Janela do Céu, que é o mais famoso, o Circuito das Águas e o Pico do Pião.

trilha_ibitipoca

As trilhas no geral são um pouco cansativas, mas se até eu que não tenho muito preparo físico consegui, com certeza você consegue também! É importante separar 3 dias inteiros para completar cada um dos circuitos com calma e aproveitar todas as atrações. O centro da vila é bem pequeno mas oferece opções gostosas de restaurantes, bares e pousadas. 

Ficha técnica: 3 dias em Ibitipoca

Valor

Gastei uma média de R$ 225 por dia para gastos como passeios, hospedagem e alimentação. Compramos lanchinhos no supermercado e só gastamos para comer à noite. Como fomos em feriado, o preço da acomodação estava acima do normal. O parque também cobra uma entrada de R$ 20 por dia.

Newsletter
cadastre-se gratuitamente

Quer viajar mais e melhor?

Baixe nosso e-book com 30 dicas exclusivas
para você planejar e economizar nas suas viagens!
Bônus

checklist para uma mala impecável

a melhor planilha de planejamento de viagens dessa internet

E o melhor?
Todo esse material é gratuito!

Época da visita

Fevereiro 2017

Tipo de viagem

Natureza, trilhas e cachoeiras. A grande atração de Ibitipoca é o parque, onde é possível percorrer diversas trilhas, se maravilhar nas águas das cachoeira e curtir um visual de tirar o fôlego.

Hospedagem

Fiquei no Chalé Nativo e amei! A 5 minutos de carro do centro da vila e com o melhor atendimento da vida. Chalés muito confortáveis com lareira e um café da manhã delicioso, bem mineiro. Paguei R$ 90 a diária em um chalé quádruplo.

Como Chegar

Localizada a 300km do Rio de Janeiro, a melhor opção para chegar em Ibitipoca é o carro, já que são poucos horários de ônibus.

É preciso ir até Juiz de Fora e de lá seguir para Lima Duarte, a cidade mais próxima da vila. De lá, existe uma estrada de terra bem tranquila que em 1 hora e pouco te leva até Ibitipoca.

Localização Geográfica

[here-maps center=”auto” zoom=”13″ map_mode=”map.normal” width=”100%” height=”400px” template=”fixed” theme=”dark” place_1=”41.08085|-7.13868|Largo da Conceição, 5150-572 Vila Nova de Foz Côa|” place_2=”-21.84215|-43.80635|Lima Duarte, MG|”]

Aqui vai meu roteiro, dia a dia, para que você possa tirar algumas dicas para planejar sua viagem para Ibitipoca. Qualquer dúvida é só colocar nos comentários!

Dia 1

Trilha da Janela do Céu

Recomendo separar logo o primeiro dia para a Janela do Céu por dois motivos: é o lugar mais lindo do parque e também a trilha que mais exige de você. Para chegar até seu destino e desfrutar de uma vista incomparável, é preciso subir pela trilha por cerca de 3 horas, enfrentando 8 km que podem estar acompanhados de vento, chuva e neblina e um sol de rachar a cabeça, como foi meu caso.

trilha_ibitipoca

Vá preparado para qualquer situação, vestindo sempre roupas e tênis adequados, sem esquecer de um casaco ou capa de chuva e até guarda-chuva. Além disso, separe pelo menos 1,5L de água e sanduíches e guloseimas que te dêem energia. 

Chegue cedo pois o parque tem lotação máxima de 1200 pessoas, o que pode ser um problema em feriados e fins de semana. Então minha dica é chegar na hora de abertura: às 07h da manhã.

Durante o percurso, é possível visitar diversas atrações, entre elas a Lombada, parte mais alta de todo o parque, com 1.784 metros de altura. Lá também fica a Gruta da Cruz e o Cruzeiro. Mais adiante, a Gruta dos Três Arcos, Gruta dos Fugitivos, Gruta dos Moreiras e, finalmente, a Janela do Céu e a Cachoeirinha. 

gruta_dos_tres_arcos_ibitipoca
Gruta dos Três Arcos

Eu aconselho ir direto para a Janela do Céu, curtir o visual, fazer um lanche, tirar foto, partir pra Cachoeirinha, que é logo ao lado, e só na volta parar nos outros pontos. Primeiro, porque a Janela é mais legal, então é a parte do parque que mais fica lotada. Hoje em dia tem até fila para tirar foto (como foi o meu caso). Segundo porque, caso você demore para chegar lá em cima, ou fique tempo demais por lá, você controla melhor o tempo da volta e, se for o caso, corta algum lugar.

trilha_parque_ibitipoca

O caminho é longo, mas a paisagem compensa. Vá apreciando a paisagem e não esqueça de olhar para trás para ver os montes verdes que são lindos de morrer. Agora, a mais recompensa mesmo é a Janela do Céu. Que lugar lindo e que energia boa.

janela_do_ceu_ibitipoca

Para chegar na Janela, é preciso atravessar um laguinho e se quiser você pode até nadar no seu entorno e explorar o local. Quando finalmente chegou minha vez de tirar foto, fiquei de queixo caído com a beleza do lugar. Não deu pra demorar muito por causa da fila, mas que minutinhos preciosos! 

mirante_janela_do_ceu_ibitipoca

Depois da Janela, partimos pra Cachoeirinha, outro lugar lindo e bem pertinho. Dizem que tem uma trilha que chega lá embaixo da cachu, deve ser demais também.

cachoeirinha_janela_do_ceu_ibitipoca

Na hora de voltar, escolhemos algumas grutas para conhecer e fizemos o trajeto de volta. As grutas são lindas, mas tem muitas bem parecidas, então se não quiser ou não tiver tempo de fazer todas, tudo bem. Eu desci em 2 horas, parando na Gruta dos Três Arcos e na Gruta dos Fugitivos.

Jantar: Pizzaria Serra Nostra

pizzaria_ibitipoca

À noite, se você ainda tiver forças de sair para comer algo, recomendo conhecer o restaurante mais famoso de Ibiti: a Pizzaria Serra Nostra. Prove o sabor Especiale, com tomate, manjericão, hortelã e pimenta biquinho e não deixe de provar alguma cerveja local! As pizzas grandes podem ser divididas entre quatro pessoas e saem entre R$50 e R$ 70. 

Dia 2

Trilha: Circuito das Águas

lago_das_miragens_ibitipoca
Lago das Miragens

Com certeza, essa foi a trilha mais tranquila e mais gostosa também. São apenas 5 km para percorrer toda a sua extensão e muitos lugares lindos para conhecer e parar parar curtir. Recomendo começar passando pelo Lago das Miragens e seguindo para a Ponte de Pedra, que rende altas fotos.

Cachoeira dos Macacos, Ibitipoca
Cachoeira dos Macacos

Depois de curtir um pouco o caminho, a boa é seguir pra atração principal do circuito: a Cachoeira dos Macacos, onde você pode nadar, pegar um sol, aproveitar o visual e fazer um lanchinho. Foi um dos lugares em que fiquei mais tempo!

ponte_de_pedra_ibitipoca
Ponte de Pedra

As outras atrações podem ficar pro dia que você for fazer o Pico do Pião, já que são no sentido dessa trilha, ou você pode fazer todo o Circuito das Águas no mesmo dia. Passe pela prainha, onde você pode até curtir um sol se tiver um tempinho, vá rumo ao Lago Negro e, finalmente, ao Lago dos Espelhos, spot perfeito pra dar uma relaxada e fazer outro lanchinho hehe.

Lago dos Espelhos, Ibitipoca
Lago dos Espelhos

O que eu mais curti desse circuito é que tem muito lugar onde você pode parar e realmente apreciar a paisagem direito. Foi onde mais entrei em contato com a natureza, mergulhando na água gelada ou sentando nas pedras pra sentir o sol batendo na pele. Dá pra fazer a trilha no tempo que você quiser, dependendo do que prefere aproveitar e aonde prefere parar.

Jantar: Montanhês Sandwich Club

montanhes_ibitipoca

Após um dia mais tranquilo que o primeiro, a boa é sair para recarregar as energias pra próxima trilha e conhecer um pouquinho o centro. Visite as lojas, conheça os bares e coma um hambúrguer delicioso no Montanhês Sandwich Club. Eu recomendo o combo do hambúrguer artesanal (R$ 36), que vem com bebida e batata frita, tava bem gostoso. Não deixe de experimentar o molho da casa, à base de leite e com alho, maravilhoso! 

Dia 3

Trilha: Pico do Pião

trilha_ibitipoca

Essa foi a trilha mais íngreme! Não foi tão pesada quanto a Janela do Céu, mas era tanta subida que deu pra cansar bastante. A subida nós fizemos entre duas horas e duas horas e meia, pois fomos parando nas grutas do caminho. Achei o trajeto até o Pico do Pião, destino final, o mais bonito de todos, com muito verde, flores e as grutas, claro, que são as mais diferentes.

gruta_do_monjolinho_ibitipoca
Gruta do Monjolinho

A primeira parada foi na Gruta do Monjolinho, onde só é possível entrar de fato na gruta por uma passagem submersa. Lá dentro, caem as águas de uma cachoeira e é uma visão surreal de bonita. Eu não consegui entrar porque tenho claustrofobia e vi muita gente que também tentou e não conseguiu, mas minhas amigas foram e amaram!

Para quem não conseguir entrar, pelo menos tem um buraco enorme na pedra onde você consegue observar a parte interna da gruta. De lá, partimos para a Gruta do Pião, que eu não achei nada demais. Dica: leve lanterna para as grutas, algumas são literalmente todas escuras e não dá pra ver nada.

trilha_ibitipoca
Caminho para a Gruta dos Viajantes

A última gruta da trilha é disparada a mais bonita que eu já vi na minha vida. É a Gruta dos Viajantes e fica a 600 metros do Pico do Pião. É preciso atravessá-la e encarar o breu (e o medo) lá dentro para sair na parte de trás e se deparar com um lugar lindo demais, cheio de verde e pedras. Foi um dos lugares mais lindos que já vi.

gruta_dos_viajantes_ibitipoca
Gruta dos Viajantes

Por fim, partimos pro Pico, a segunda parte mais alta do parque. É incrível chegar lá com a sensação de ter percorrido todos os três circuitos de Ibitipoca. A visão lá de cima é 360 graus e é onde ficam as ruínas de uma antiga capela, super bonito. Para voltar, é tranquilo, fizemos em uma hora e pouco, é só descida.

Pico do Pião, Ibitipoca

Jantar: Fondue no Chalé Meu Recanto

Ibitipoca é friozinho a noite independente da época do ano, por isso leve casacos e calças para não passar frio. Logo quando chegamos na cidade, passamos por uma placa enorme dizendo “fondue” e prometemos que iríamos conhecer aquele lugar. Na nossa última noite, depois de todas as trilhas, todos os desafios e perrengues enfrentados, resolvemos nos presentear com um fondue.

O restaurante fica dentro de uma pousada e é uma gracinha, super bem decorado com móveis de madeira e mesas à luz de velas. Pedimos o fondue completo, com carne, queijo e chocolate, e estava tudo delicioso! Recomendo demais. Cada fondue completo sai a R$ 120 e pode ser dividido entre duas pessoas.

fondue_ibitipoca

Ir para Ibitipoca é uma experiência única. Você aproveita desde cachoeiras e lagos até a culinária mineira. Se desafia nas trilhas e se delicia pegando um sol e curtindo o visual. É uma viagem para entrar em contato com a natureza, dar um tempo do celular e da internet e passar uns dias focando em si mesmo. É uma viagem para amigos, casais e famílias. Ibiti acolhe todo mundo 🙂

Espero que tenha gostado!

Beijos,

Duda

Quem escreve | @maladeaventuras
Lusiane
  • Sobre
    Sobre o Mala de Aventuras
    Olá, somos a Gaia e a Nanda!
    Aqui nós compartilhamos as melhores
    dicas e roteiros de viagem para que você possa viajar mais e melhor
  • Organize a sua viagem!
    Descubra quais ferramentas nós e
    outros viajantes profissionais usamos
    para economizar nas viagens!
  • Publicidade
  • Nossos presets!
  • Newsletter

    Junte-se a mais de
    100.000 leitores e receba
    gratuitamente dicas de
    viagem exclusivas

  • Destaque
  • Posts em destaque
  • E-Book fotografia
  • Assista no Youtube!
  • Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *