As Cataratas do Iguaçu são um dos pontos turísticos mais visitados no Brasil e não é para menos, afinal, a grandiosidade da famosa queda d’água é impressionante, um cenário sem igual e de tirar o fôlego. Essa é uma experiência incomparável que iremos contar nesse post, além de dar dicas de como organizar um roteiro de 4 dias à Foz do Iguaçu, passando pelo lado Argentino e com direito a uma visita ao Paraguai.

*Texto revisado em dezembro de 2018

Foz do Iguaçu: Como chegar

O aeroporto internacional de Foz do Iguaçu é bem grande e recebe vôos de várias partes do Brasil. Como decidimos em cima da hora, acabamos pagando caro pela passagem, mas é só ficar de olho em buscadores, que sempre rolam ótimas promoções e você pode encontrar vôos saindo do Rio de Janeiro para Foz por R$300.

Foz do Iguaçu: Onde se hospedar

Na nossa viagem nós escolhemos a Pousada das Cataratas e adoramos! Bem localizada, quarto amplo e limpinho, café da manhã e wifi. Super recomendo!

Newsletter
cadastre-se gratuitamente

Quer viajar mais e melhor?

Baixe nosso e-book com 30 dicas exclusivas
para você planejar e economizar nas suas viagens!
Bônus

checklist para uma mala impecável

a melhor planilha de planejamento de viagens dessa internet

E o melhor?
Todo esse material é gratuito!

Outra opção de hospedagem é o San Rafael Comfort Class, que fica em uma área bem central, com diversas opções de transportes. O atendimento é um dos pontos mais positivos, já que a equipe é nota 10, super atenciosa. O hotel é bem grande, com vários quartos, piscina, uma área comum bem decorada e com café da manhã incluído.

O Bogari Hotel também é uma ótima opção. Os quartos são amplos, bem aconchegantes e super limpos. O café da manhã é muito bem servido e ainda tem piscina e um bar com ótimos drinks.

Queda d'água das cataratas do iguaçu no lado brasileiro
Cataratas do Iguaçu do lado brasileiro

Foz do Iguaçu: Dia 1

Chegamos na cidade à tarde e fomos direto visitar a cidade Argentina Puerto Iguassu. Em seguida, fomos até o Marco das Três Fronteiras, que fica a uns 40 minutos de carro do centro de Foz do Iguaçu, e no Duty Free. A noite fomos novamente à cidade argentina para jantar um delicioso bife de chorizo.

Nós fomos ao El Quincho del Tio Querido, que embora seja chamado de churrascaria pelos argentinos, não é como o famoso rodízio de carnes que conhecemos por aqui. Você escolhe a sua carne pelo cardápio e escolhe os acompanhamentos. No dia que fomos haviam músicos argentinos e um casal dançando tango para animar o ambiente. Peça as deliciosas Empanadas Argentinas de entrada. Recomendadíssimo!

el quincho del tio querido na Argentina
El Quincho Del Tio Querido

Compre sua entrada para o Marco das Três Fronteiras aqui


Foz do Iguaçu: Dia 2 

Durante o dia nós conhecemos as Cataratas do lado Brasileiro e fizemos o passeio de barco Macuco, dentro do Parque Nacional do Iguaçu. Esse é um passeio imperdível para quem ama natureza pois o barco passa pelas Cataratas. Você ainda pode escolher o passeio mais radical, com rafting ou ficar no nível mais tranquilo.


Você pode agendar aqui a sua excursão às Cataratas saindo do lado brasileiro


À noite fomos jantar no centro de Foz do Iguaçu e nossa sugestão é o La Mafia Trattoria, que além de pratos deliciosos ainda tem um atendimento incrível. Os garçons explicam cada opção no cardápio e ainda sugerem vinhos que combinam com aqueles pratos.

Endereço: R. Watslaf Nieradka, 195
Horário de Funcionamento: De segunda à sabado das 19hs às 23:30

No centro de Foz do Iguaçu também encontramos o Capitão Bar e o Rafain Chopp, que são vizinhos e tem o mesmo estilo, com pratos, petiscos e muitos drinks diferentes no cardápio. No Capitão Bar pedimos uma deliciosa cebola empanada e filé mignon para petiscar. No Rafain pedimos bife de chorizo com arroz à piamontese. Não era uma tradicional carne argentina, mas estava bem gostosa!

Pratos do Capitão Bar e do Rafain Chopp em Foz do Iguaçu
Capitão Bar e o Rafain Chopp

Endereço: Av. Jorge Schimmelpfeng, 288
Horário de Funcionamento: De segunda à domingo, das 11:30 às 2hs

Por fim, não deixe de conhecer também a Rafain Churrascaria  Show, essa churrascaria é bem famosa entre os turistas. Lá eles oferecem um show típico de cada pedacinho do brasil como o samba do rio de janeiro, as baianas da Bahia e por aí vai.

Endereço: Av. das Cataratas, 1749 – Jardim Iguacu
Horário de funcionamento: De segunda à sabado das 11:30 às 16hs e das 19:30 às 23hs. Domingos das 11:30 às 16hs.

Palco do Rafain Churrascaria  Show
Rafain Churrascaria  Show

Foz do Iguaçu: Dia 3

Já no terceiro dia resolvemos conhecer o Paraguai e fomos a Ciudad del Este, que fica bem na fronteira e é considerada o paraíso das compras. Lá você encontra uma infinidade de eletrônicos, cosméticos, roupas, etc, por valores mais acessíveis do que no Brasil. Porém, é bom andar com cuidado pois é uma área bem cheia e tumultuada. Nos informaram que sábado é um dia ainda mais cheio, então o melhor é escolher ir em um dia de semana.

As lojas da Ciudad del Este não abrem no Domingo, apenas algumas ficam abertas pela manhã. O horário de funcionamento das lojas durante a semana e aos sábado é de 7h às 16h (a maioria das lojas, há exceção). Vale lembrar que, ao cruzarmos a fronteira para o Paraguai, o horário muda, atrasando 1h.

A travessia para o Paraguai pode ser feita de carro, ônibus ou a pé, pela Ponte da Amizade. A fila de carros costuma ficar bem grande então ir a pé pode ser a melhor opção.

À tarde fizemos o passeio pela Usina Hidrelétrica de Itaipu, que vale muito a pena a visita. São dois tipos de tours, o Circuito Especial, no qual os guias contam toda a história do local e mostram o funcionamento da usina por dentro e a Visita Panorâmica, na qual você só passeia pela área externa.

O Circuito especial custa R$82 e dura 2h30. (nesse caso é importante agendar o horário específico). Já a Visita Panorâmica custa R$42 e dura cerca de 1h30 e funciona todos os dias das 8h30 às 16h45 . Os ingressos podem ser comprados aqui

Foz do Iguaçu: Dia 4 

Reservamos o último dia para conhecer as Cataratas do lado Argentino. Fizemos alguns passeios dentro do parque, entre eles caminhamos até a Garganta do Diabo, o circuito inferior e atravessamos o rio de barco para chegar ao topo da Ilha San Martin.


Você pode agendar aqui sua excursão às Cataratas saindo do lado argentino


Vista da queda d'água das Cataratas do Iguaçu do lado argentino
Cataratas do Iguaçu do lado argentino

Foz do Iguaçu: Dicas de viagem 

  • Antes de planejar a sua viagem, pesquise sobre o nível de água nas Cataratas!
  • Lembre-se que os argentinos tem a “hora do descanso”. A maioria dos restaurantes fecham entre 14h e 17h.
  • Super dica: como fomos primeiro nas Cataratas do lado brasileiro, fizemos o passeio de barco lá mesmo. Custou R$170 e foi bem legal, mas, quando fomos no lado Argentino, vimos um passeio mais legal e mais barato.
  • Como em Foz do Iguaçu é tudo pertinho, nós optamos por alugar um carro e assim ficamos mais à vontade para fazer o que queríamos, sem precisar depender de outras pessoas. Nós usamos o RentCars, que é ótimo, pois eles fazem um compilado dos preços de várias seguradoras e te oferecem o mais em conta.

Espero que nossas te ajudem a fazer um passeio maravilhoso por Foz do Iguaçu =)


Você pode gostar de ver também: 

4 passeios imperdíveis no lado Argentino das Cataratas do Iguaçú

 Conhecendo o lado brasileiro das Cataratas do Iguaçú

 

Quem escreve | @nandahudson
Criadora de conteúdo e viajante profissional, a co-fundadora e editora do Mala de Aventuras está sempre em busca de paisagens de tirar o fôlego e experiências transformadoras pelo Brasil e pelo Mundo.
  • Sobre
    Sobre o Mala de Aventuras
    Olá, somos a Gaia e a Nanda!
    Aqui nós compartilhamos as melhores
    dicas e roteiros de viagem para que você possa viajar mais e melhor
  • Organize a sua viagem!
    Descubra quais ferramentas nós e
    outros viajantes profissionais usamos
    para economizar nas viagens!
  • Publicidade
  • Nossos presets!
  • Newsletter

    Junte-se a mais de
    100.000 leitores e receba
    gratuitamente dicas de
    viagem exclusivas

  • Destaque
  • Posts em destaque
  • E-Book fotografia
  • Assista no Youtube!
  • Publicidade

35 respostas

    1. Oi Bianca, tudo bem?

      Na verdade o comércio abre de manhã e eles param para almoço entre 12h e 14h. Algumas lojas e restaurantes voltam a funcionar às 16h ou às 18h. Os Argentinos tem essa tradição de parar para almoço!

      1. Na argentina, lojas como viniculas mais conhecidas e padaria não fazem a siesta (pausa na tarde), porém mercados fecham sim, das 13h as 16h horário local, se não me engano.
        Argentina não adota horário de verão, porém Brasil e Paraguai adotam, mas tem fuso diferente, ao atravessar a ponte é 1h a menos no Paraguai, porém o Paraguai entra antes e sai depois no horário de verão, então neste meio tempo fica com o mesmo horário do Brasil.
        E quanto a carta verde, ela só é obrigatória se for transitar adentro, mais de 20km da fronteira.
        As lojas maiores abrem sim de domingo no paraguai, como o shopping americana e del este, ficam abertos até as 13h e 14h brasileira.
        Aconselhamos a alugarem carro pois é mais economico, taxi em foz é bem caro.
        Lembrando que é obrigatório documento com foto original e recente (menos de 10 anos) ou válido (cnh/passaporte). Na argentina, se for com criança só entra se estiverem pai e mãe (ambos) e todos com documento com foto e original.

  1. Olá! Parabéns pelos comentários e pelas fotos! Vou para Foz do Iguaçu na semana que vem, e pretendo ir nas cataratas do lado argentino. Aluguei um carro pela Avis, mas soube que é obrigatório fazer um seguro específico, o “Carta Verde”, e não autorizam ir ao Paraguai. Foi assim quando você esteve lá? E o câmbio, para os pesos argentinos, você tem algum lugar para indicar?

    1. Olá Francisca!

      Obrigada pela elogio, que bom que te ajudou!

      Olha, não fui eu quem fechou direto com a empresa, mas o meu sogro (quem alugou) não falou nada sobre esse seguro, eu não sei te dizer. Acho que a boa é você se informar lá mesmo!

      Quando passamos na fronteira, a única coisa que eles pedem é carteira de ID ou passaporte!
      Espero ter ajudado.
      Boa viagem!!

  2. Olá,adorei as dicas. Muito bom gosto, porem fiquei com uma duvida, referente ao hotel, vocês comprarão um pacote com esse hotel incluso ou pagaram no local?

  3. Olá Nanda, adorei as dicas, só fiquei com uma duvida, o ingresso para entrar nas cataratas se compra pela internet ou pessoalmente ?

    1. Olá Rhayna!!

      Que bom que gostou das dicas, obrigada!
      Compramos os ingressos na entrada do parque mesmo, eles tem uma bilheteria grandona com tudo explicadinho!

  4. Olá, eu e minha esposa tbm fizemos bem parecido com vcs, não montamos um roteiro específico mas viemos d carro e ontem conhecemos a Argentina, hoje é nosso segundo dia, e pretendemos conhecer as cataratas, mas estamos em dúvida entre entrar pelo lado do Brasil ou da Argentina, poderia me passar os valores e se é possível chegar d carro até lá ?

    1. Oi Marcos!!

      Que legal, vocês vão adorar!
      Existe Cataratas no lado argentino e brasileiro, são dois passeios diferentes que devem ser feitos em dois dias no mínimo!
      Dá para chegar de carro até os dois lados, ambos possuem estacionamento!
      É bem fácil de andar por aí, você vão encontrar com facilidade!

      Boa viagem!

    1. Oi Leandro! Tudo bem?

      Eu não visitei o zoológico, mas acredito que se você tiver bastante tempo em Foz (o suficiente para visitar as duas cataratas pelo menos), vale a pena visitar sim =)
      Se tiver mais dúvidas é só falar.

      Beijos

      1. Então lá vai:
        Por acaso você sabe quanto cobram pelas fotos ao final do passeio ‘macuco safari’ nas cataratas brasileira? Estou tentando saber mas não acho nem no site do passeio.

        1. Oi Leandro, tudo bem?

          Não lembro o valor exato das fotos, mas era algo em torno de R$15,00 por foto! Eles também faziam um pacote com todas as fotos em um CD. Não me lembro o preço exato, mas achei bem caro pro que era. Você tem GoPro? É uma boa solução para você registrar o passeio! =)

  5. Olá,
    Primeiramente quero parabenizar pelas dicas, são muito boas e espero aproveitar bastante o passeio com elas.

    Mas tenho algumas dúvidas: vocês trocaram o dinheiro antes de fazer compras na Argentina e no Paraguai, ou os estabelecimentos aceitam o real e cartões de crédito brasileiros?

    1. Oi Thiago! Que bom que gostou das dicas, espero que elas sejam muito úteis na sua viagem!

      Precisamos trocar real para pesos somente para a entrada no parque das cataratas do lado argentina. No Paraguai, paguei a maioria das compras com real mesmo, e no lado argentino eles também aceitam em restaurantes e etc. Porém, não indico usar cartões no Paraguai, era bem enrolado na hora de pagar, pois eles convertem para a moeda deles, você paga IOF e acaba não valendo a pena, fora o risco de clonarem seu cartão por lá. O ideal é usar real mesmo!

      Sobre a Usina, é um passeio bem tranquilo, é só chegar lá e ver qual a próxima saída. Sugiro que dê uma pesquisada nos horários, lembro que o último era por volta das 15h. É bem interessante, vale a pena!

  6. Eu novamente…

    No texto você apenas comenta que fez o passeio pela Usina de Itaipu; há alguma dica específica sobre esse lugar?

  7. Oi, reservei estadia nessa pousada que vc indicou. Gostaria de saber se a locomoção via transporte público (ônibus) é fácil na região da pousada. Obrigada.

    1. Oi Fernanda!!
      Que bom que gostou das dicas <3
      Aproveite muito Foz, lá é demais!
      Pode acompanhar a gente pelo instagram, estamos sempre postando por lá!

      Beijos!

  8. Adorei as dicas e as fotos!
    Foz do Iguaçu é rica e diversificada ao mesmo. Você pode fazer um passeio pelos três países em um mesmo dia tendo a oportunidade de conhecer diferentes pontos turísticos e uma rica gastronomia. No Local Planet tem dicas bem legais dos moradores da cidade sobre restaurantes e bares em Foz do Iguaçu. A lista é bem completa e detalhada, tem para todos os gostos: http://www.localplanet.com.br/bares-foz-do-iguacu-puerto-iguazu-ciudad-del-este/

  9. Olá! Após o passeio do lado argentino das cataratas vocês visitaram algo mais pela Argentina? Queria saber se é um passeio que cansa muito ao ponto de você voltar pra Foz ou se da pra conciliar com uma visita a algum restaurante da região para jantar ou ao bar de gelo, por exemplo.

    1. Oi Leticia!

      O dia que fui no lado da argentina foi o que mais andei, pois fiz muitas trilhas por lá! Mas, fica a seu critério, você pode fazer menos trilhas e sair de lá mais cedo, por exemplo!

      Eu acho tranquilo conhecer o lado argentino das cataratas e depois jantar em um restaurante também do lado argentino. Se você estiver de carro, fica mais fácil!

  10. Olá! Irei para Foz no feriado de novembro, e adorei os seus relatos! Vi que vc alugou carro, minha única dúvida, é se vc conseguiu atravessar as fronteiras com carro alugado e se na Argentina precisou da Carta Verde. Obrigada!

    1. Oi Gabi, poxa, desculpa não ter respondido a tempo! Seu post ficou perdido auqi. Compartilha com a gente sua experiência. Tenho certeza que pode ajudar muitos outros leitores =)
      beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *