Whistler Village

Conheça Whistler: a capital canadense dos esportes radicais

A cidade canadense de Whistler ficou conhecida quando foi palco das Olimpíadas de Inverno de 2010 (ao lado de Vancouver). Desde então ela entrou na lista de “lugares para visitar” de muitos viajantes, principalmente aqueles que curtem a natureza e esportes ao ar livre.

O local se tornou a capital canadense dos esportes radicais. Então, além das geleiras, das cadeias montanhosas cobertas pela neve branquinha e das várias pistas de esqui, espere também encontrar em Whistler muita diversão, durante o inverno e o verão!

Eu visitei Whistler na primavera, em Junho de 2017, e posso afirmar que a cidade não vive somente do inverno! Há diversas atividades para tornar a sua viagem cheia de adrenalina. Neste artigo, você vai encontrar todas as informações para você planejar sua viagem à Whistler: onde fica, como chegar, o que fazer, onde se hospedar, e dicas imperdíveis!

Cadeia montanhosa de Whistler, no Canadá
Cadeia montanhosa de Whistler, no Canadá

Onde fica Whistler?

A cidade está localizada no Canadá, mais precisamente em British Columbia, e fica a cerca de 125km ao norte de Vancouver. É uma cidade pequena, com pouco mais de 160km². Para você ter uma noção, só o município do Rio de Janeiro tem 1,221 km². Ou seja, é uma cidade bem pequena mesmo, com 10.000 habitantes.

Por ficar tão pertinho assim de Vancouver, a cidade é uma ótima opção de bate e volta. Muitos turistas vão apenas passar o dia ou pernoitam duas ou três noites. Então se estiver passando uma longa temporada em Vancouver, não deixe de colocar Whistler na sua lista de passeios para um fim de semana.

Confira também: Vancouver: as melhores dicas para você planejar a sua viagem

Como chegar em Whistler?

Saindo de Vancouver, você pode ir de ônibus, alugar um carro, fazer uma excursão de um dia inteiro ou pegar um transfer. Há inclusive opções de transfers que saem diretamente do aeroporto. As empresas que fazem o trajeto rumo a Whistler são a Pacific Coach Lines e a Epic Rides. Os tickets variam de CAD 24 a CAD 69.

Outra opção é alugar um carro no aeroporto de Vancouver. Essa foi a minha opção, porque assim eu poderia parar pelo caminho e fazer a viagem no meu tempo. A estrada até lá é espetacular e há muito o que ver, como por exemplo o Parque de Shannon Falls, a Brandywine Falls e a Britannia Beach.

Para aluguel de carros nós indicamos o RentCars. Eles fazem um compilado dos melhores preços entre as locadoras de veículos e te oferecem o melhor preço. Você pode retirar o carro lá no aeroporto mesmo. Acredite, isso poupa um tempo danado!

Brandywine Falls, Squamish
Brandywine Falls, Squamish

Veja também: Como arrumar a mala para uma viagem de neve

Quando visitar Whistler?

Whistler é conhecida por suas pistas de esqui e diversão durante o inverno, muito embora o local tente se manter também atrativo durante o verão.

Para esquiar o melhor período do ano é entre janeiro e fevereiro, quando as temperaturas estão baixas e você pode praticar a maioria dos esportes radicais.

Entre abril e outubro você poderá apreciar belíssimas paisagens e curtir a região com um pouco mais de calma e menos turistas.

O que fazer em Whistler?

Sea to Sky Gondola

A caminho de Whistler, há uma cidadezinha à beira mar chamada Squamish. O local tem diversos atrativos de aventura, entre eles trilhas, cachoeiras e vias de escalada. Uma das atividades para toda a família é a Sea to Sky Gondola, um teleférico que sobe 885m de altura que te leva literalmente do mar até pertinho do céu, no topo das montanhas.

Uma coisa que nos surpreendeu é que o teleférico é super confortável e tudo é muito bem organizado. No topo, há uma ponte suspensa que lembra bastante a Capilano Bridge de Vancouver, além de diversas trilhas para todas as idades. Infelizmente fomos com o tempo bem fechado e não deu para ver a vista espetacular lá de cima, mas espero que você tenha mais sorte que eu nesse aspecto. rsrs

O ticket custa CAD 41,95 por pessoa, se comprado online. Mais informações aqui.

Teleférico em Squamish, a caminho de Whistler
Teleférico em Squamish, a caminho de Whistler
Ponte suspensa em Squamish
Ponte suspensa em Squamish

Bike Park Lift no Peak 2 Peak

Outro teleférico para visitar é o Peak 2 Peak que liga as montanhas de Whistler e Blackcomb. Ele leva os turistas para flutuar por 4,4 quilômetros, a mais de 400 metros de altura. A vista é realmente encantadora. Você verá as geleiras e também a floresta.

Lá em cima tem, inclusive, opções de restaurantes. Um deles é o Horstman Hut, no topo da Blackcomb. Ele fica dentro de um chalé bem aconchegante. O cardápio tem várias comidas típicas da Aústria, então aproveite e peça um goulash para entrar no clima do local.

Depois de toda essa subida, você também pode fazer algumas trilhas que são bem leves. Porém se não pretende passar o dia inteiro então nossa dica é: vá no teleférico após as 17hs que você pagará a metade do preço.

Os tickets custam CAD 58 e crianças menores de 6 anos não pagam.


Você pode conhecer o Peak 2 Peak e muito mais no tour de um dia em Whistler: Agende aqui


Whistler Blackcomb

Este é o maior resort de esqui da América do Norte, e também é onde você encontrará uma vila charmosa, hotéis, bares, restaurantes e duas montanhas de esqui.

São várias pistas de esqui para todos os níveis de dificuldade. A vista de lá é tão deslumbrante, que mesmo para quem não pretende esquiar esse passeio vale a pena. Você pode alugar bicicletas e todos os equipamentos de esqui por lá mesmo.

Lembrando que mesmo durante o verão uma das geleiras permite boas condições para a prática do esqui. Sim, até no verão é bem frio. Nas montanhas onde o gelo derrete, é possível praticar moutain bike. Ou seja, tem diversão o ano inteiro!

Como são muitas atividades possíveis, os tickets tem preços variados, mas para esquiar você irá pagar  CAD 68.

Whistler Olympic Park

Desde que recebeu os Jogos Olímpicos de Inverno de 2010 o complexo está aberto, oferecendo aos turistas a oportunidade de alugar equipamentos para esquiar ou caminhar na neve. Tem pista de patinação, piscina, além de aulas de esqui para todas as idades.

No verão, a visita também compensa, você poderá fazer trilhas a pé, cavalgando ou pedalando. Os valores variam de acordo com cada atividade e você paga na hora que for visitar o parque. Lembrando que a temporada de verão vai de junho à setembro, e o parque funciona todos os dias das 10h às 16:30h.

No inverno, você pode usurfruir de tudo isso também, e acredite, o parque fica bem mais cheio. Por isso, você precisa comprar um passe para a temporada de inverno. Ele custa CAD 329, ou  CAD 230 caso você vá usar só nos dias de semana. Esse acesso te permite visitar o parque olímpico qualquer dia entre novembro e abril. Mais informações.

Não deixe de ver: Descubra o seguro viagem ideal para praticar esportes na neve

Whistler Bungee Jump

Já que visitar Whistler é sinônimo de esportes radicais e muita emoção, que tal pular de bungee jump?

O salto ocorre de uma ponte com 50 metros de altura. É necessário agendar um dia e horário para realizar o salto. Mas a boa notícia é que a empresa trabalha todos os dias do ano, por isso, você não terá tanta dificuldade com o agendamento.

A atividade, apesar de radical, é bastante segura. A empresa responsável pelos saltos está em operação desde 2002 e não tem registro de acidentes.

O salto custa CAD 140 e você pode agendar online aqui.

Tirolesa: Zipling in Whistler 

Você gosta de adrenalina e quer sentir a sensação incrível do vento no seu rosto, enquanto “desliza” por cima da floresta espetacular de Whistler? Então, essa tirolesa precisa entrar na sua lista de atividades na cidade. Uma curiosidade é que essa é a maior tirolesa no Canadá e nos Estados Unidos. Para você ter uma noção, ela tem mais de 2 quilômetros.

Eu experimentei essa aventura e adorei! É realmente incrível a sensação de liberdade proporcionada pelos minutinhos que ficamos suspensos sobre a floresta. E a equipe do The Adventure Group, empresa que contratei para os passeios em Whistler, é muito atenciosa e solícita.

São várias opções de pacotes de passeios oferecidos, e tudo depende da sua coragem. Somente a tirolesa (SuperFly Sumer/Winter Zipline) custa CAD 129. Você encontra todas as informações sobre este passeio aqui.

tirolesa de 2km em Whistler, no Canadá
Base da tirolesa de 2km de comprimento
Tirolesa de Whislter
Tirolesa de Whislter

Whistler Sliding Centre 

Nessa atração, você vai conhecer a pista de gelo mais rápida que existe no mundo. Local das competições dos jogos de inverno e onde muitos atletas ainda treinam.

Se você gosta de adrenalina, poderá deslizar na pista de bobsleigh com um profissional pilotando e podendo chegar até a 125 km/h. Outra opção é descer sozinho no skeleton, que é um pouco mais lento devido a descida ser menos inclinada, mas igualmente divertido.

Tanto o bosleigh quanto o skeleton custam CAD 189.

Rafting

Outra aventura que você pode praticar em Whistler é descer pelas águas verdes do Green River, sendo levado pela correnteza em um bote. O que torna esse passeio bem radical, é que no bote você estará com um grupo, e juntos terão que desviar das rochas para não cair na água. Mas claro que é tudo super seguro, e o grupo segue os comandos do capitão do bote, que mantém tudo sob controle.

Afinal, independente da época do ano as águas do rio são muito geladas e cair no rio não é uma boa opção.

Esse passeio é feito por agências, e elas cobram em média o mesmo valor: CAD 120. Você pode fazer com a The Adventure Group, a Wedge Rafting ou perguntar no seu hotel se eles tem indicações de outras companhias.

Squamish Lil’wat Cultural Centre

Quer buscar uma atividade com menos adrenalina? Então conheça o centro cultural que revela um pouco sobre a história, costumes e cultura dos povos que viviam na região antes dos primeiros europeus chegarem a Whistler. As exposições são bem montadas, interativas e ainda tem um guia que nos dá uma bela aula de história.

Depois do tour você ainda pode dar uma paradinha na cafeteria e provar as comidas típicas dos povos que acabara de conhecer. Também pode aproveitar e comprar uns presentinhos na loja de souvenires.

Endereço: 4584 Blackcomb Way
Whistler, BC Canada V0N 1B4

Aberto diariamente das 9h3o às 5:00pm e os tickets custam CAD 18.

Audain Art Museum

O museu em construção arrojada guarda 200 obras que contam a história de 200 anos de arte da região de British Columbia. Também conta com exposições temporárias, vale a pena consultar o que estará acontecendo na sua data de viagem.

Como Whistler é famosa pelos esportes radicais, esse museu é uma ótima chance de ter uma atividade diferente. Ou pode ser um passeio para os dias chuvosos.

Endereço: 4350 Blackcomb Way
Whistler, British Columbia
Canada V0N 1B4

Horário: Seg, Qua, Sab e Dom: 10h às 17h / Qui e Sex – 10h às 17h (Fechado nas terças)

Preço: CAD 18

Compras na Vila de Whistler

Além de museus e esportes radicais, você também poderá apreciar a Whistler Village. Essa é a área central, onde você pode caminhar ou fazer compras nas ótimas lojas de roupas esportivas. Há também diversas galerias de arte, joalherias, chocolateiras e restaurantes.

No site oficial da cidade você encontra uma lista de todas as opções de lugares para as refeições. O mais legal é que você pode filtrar por café da manhã, almoço e jantar, além da faixa de preço. Tudo é pensado para facilitar ao máximo a sua vida.

Whistler Village, Canadá
A Whistler Village não é mesmo uma graça?

Scandinave Spa Whistler

Para fechar a sua viagem em grande estilo, você pode aproveitar um dia de Spa! A proposta do Scandinave Spa é que o visitante receba banhos de água quente e água fria, obtendo o mais profundo relaxamento durante sua experiência no local.

Você também poderá aproveitar as saunas e demais ambientes de relaxamento, a política local é de silêncio e os visitantes não são autorizados a fotografar o espaço, de modo que possam se concentrar apenas na experiência relaxante.

Veja também: Como tirar o visto para o Canadá

Onde se hospedar em Whistler

Whistler tem diversas opções de hoteis. Principalmente após ter recebido os Jogos de Inverno de 2010, que fizeram a cidade investir ainda mais em infraestrutura.

Uma opção muito confortável, para quem gosta de se hospedar em um lugar requintado, é o Delta Hotels by Marriott Whistler Village Suites, Os quartos além de espaçosos tem uma cozinha equipada com tudo que você pode precisar. O hotel também tem piscina térmica e aceita animais.

Outra opção que nós indicamos é o Fairmont Chateau. Esse hotel é perfeito para famílias ou casais. É um dos melhores da cidade, então é a escolha ideal para quem não dispensa uma hospedagem de alto nível, com conforto e muito estilo.

Fairmont Whistler
Foto: Divulgação Booking/Fairmont Whistler

Outra opção muito interessante e mais descolada é o Pangea Pod Hotel, que tem um conceito de hotel cápsula. Todas as cápsulas tem banheiro compartilhado. e são muito confortáveis. É como um hostel só que com bem mais privacidade. Outra vantagem é que ele fica bem na área central, pertinho de tudo.

Lembrando que se você fizer as reservas aqui pelo blog a gente ganha uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso!

Informações úteis

Agora que você já sabe como chegar, onde se hospedar, como se locomover e as principais atrações de Whistler, vou deixar aqui algumas dicas para facilitar ainda mais o seu planejamento de viagem.

Visto

O visto para o Canadá ficou mais fácil para brasileiros desde Maio/2017. Basicamente, se você tiver um visto canadense emitido nos últimos 10 anos ou um visto válido para os EUA, é só entrar no site oficial do governo canadense e solicitar uma Autorização Eletrônica de Viagem. É só preencher um formulário online, enviar alguns documentos e pagar uma taxa de CAD 7.

Caso você não se enquadre nessa situação descrita acima, você terá um pouco mais de trabalho e precisará de mais tempo também, pois o processo leva cerca de um mês para finalizar. O primeiro passo é ler atentamente as instruções presentes no site do Visitor Visa, em seguida, já separe toda a documentação necessária e pague as taxas (cerca de CAD 250). Dica: não compre a passagem antes de ter o visto em mãos!

Seguro viagem

Minha dica é: nunca viaje sem contratar um seguro viagem. A gente nunca sabe o que pode acontecer e, acredite, imprevistos acontecem! Durante uma viagem à Argentina em 2016, por exemplo, meu namorado quebrou a perna esquiando. Imagine o transtorno se não tivéssemos um seguro para cobrir gastos médico-hospitalares.

Eu costumo usar o site Seguros Promo. O bom é que faço o contrato dentro do site de maneira prática e rápida! Eles comparam diversos planos de seguradoras diferentes e apresentam de maneira resumida as melhores opções. Lembre-se de ler sempre as condições de cada plano antes de fechar. Clique aqui para fazer sua cotação.

Nessa viagem para o Canadá paguei cerca de R$150 para um seguro de 10 dias. Ah! E se você quiser um desconto, utilize o cupom MALADEAVENTURAS na hora de fechar sua compra =)

Chip para celular

Falei ali em cima sobre o chip de celular que usei durante a viagem, mchei que seria bom colocá-lo aqui novamente. Foi o da Yes Brasil que você encontra no viajeconectado.com.br.  Eu gostei bastante da experiência, por isso resolvi compartilhar essa dica com vocês. O chip custou U$52 por 10 dias de viagem. Clique aqui para adquirir um chip para a sua viagem!


Compre aqui o seu chip da Yes Brasil. Use o cupom MALADEAVENTURAS para 10% de desconto.


Esperamos que nossas dicas te ajudem a planejar sua viagem e curtir ao máximo as aventuras e belezas de Whistler, que como você já viu, não é apenas um local para turismo radical!

Você pode gostar também: 

Quanto custa uma viagem para Vancouver?

10 passeios imperdíveis em Vancouver


Cadastre seu e-mail e receba novidades!

faça parte da nossa lista, é de graça!

I will never give away, trade or sell your email address. You can unsubscribe at any time.