viagem petra jordania

Petra: conheça uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno

Visitar Petra, na Jordânia, é uma daquelas coisas que você precisa fazer uma vez na vida! Considerada uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno e um Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, Petra certamente é um dos destinos mais cobiçados pelos viajantes de todo o mundo. E se você está planejando sua viagem para lá, vem conferir as MELHORES DICAS de quando ir, onde ficar, como chegar, o que fazer e muito mais!


Antes de mais nada, vou compartilhar um pouquinho sobre a minha experiência em Petra. Este certamente foi o ponto alto da minha viagem à JordâniaEu fiquei realmente encantada, ainda mais porque não fazia ideia de que Petra ia tão além do famoso “Tesouro” – o monumento mais famoso de lá, que foi cenário de Indiana Jones. Não é à toa que este é o local mais visitado da Jordânia, né?

As pessoas realmente tendem a subestimar o tempo que leva para conhecer Petra. O local é enorme e repleto de história e paisagens de perder o fôlego. Passei um dia inteiro explorando quase todos os detalhes e deveria ter separado mais um dia para continuar a explorar o local. Portanto, aqui vai minha primeira dica: é melhor você comprar um passe de dois dias.

Monastério de Petra
Petra: uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno

Há muito mais para ver em Petra do que apenas “O Tesouro”. E se você estiver preparado o suficiente, poderá aproveitar ao máximo seu tempo por lá. Dentre todas as dicas que você lerá neste artigo, aqui vão as que considero mais importantes:

  • Acorde bem cedo para chegar logo na abertura do sítio arqueológico (6h da manhã);
  • Faça a trilha até o Monastério;
  • Vá com calçados confortáveis;
  • Compre o passe de dois dias;
  • Não gaste tempo (e dinheiro!) com o Petra by Night.

Mini guia de viagem Petra

Este mini guia de viagem tem como objetivo ajudar você a planejar sua viagem à Petra. Aqui compartilho absolutamente TODAS as dicas para que você monte seu roteiro com segurança. Descubra quando ir, onde ficar, como chegar, o que fazer e outras dicas imperdíveis.


História de Petra (Jordânia)

Petra é um destino fascinante, não só por sua beleza, mas também pela grandiosidade da sua história. Se hoje Petra é uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno e patrimônio histórico da UNESCO, há muitos motivos que justificam o título da cidade.

Sua história se iniciou a mais de 3.000 anos atrás, mas foi em 312 a.C. que ela foi colonizada pelos nabateus, povo que implementou as construções em arenito. No meio dos cânions e das rochas rosadas, eles construíram suas casas, templos, teatros e túmulos. É por este motivo que Petra é também chamada de “a Cidade Rosa da Jordânia”.

Casinhas de Petra, a capital dos nabateus
Capital dos nabateus, antigo povo árabe que habitava a região norte da Arábia e sul da Jordânia

A cidade foi uma importante rota comercial da seda, dos incensos e das especiarias. Devido à abundância de água e ao comércio desenvolvido pelos nabateus, o local funcionava como hospedagem de caravanas e local de abastecimento de suprimentos.

Houve ainda a Época Romana (sob o domínio do Império de Roma) e a Época Bizantina (comandada pelo Império de Constantinopla), que trouxeram fortes influências para sua arquitetura. Mas o que derrubou Petra foi uma sequência de dois terremotos, que destruíram boa parte da cidade. As ruínas que restaram foram descobertas apenas em 1.812, e a região passou a ser de grande interesse de arqueólogos.


Qual é a melhor época para visitar Petra (Jordânia)

A paisagem da Jordânia é em sua maior parte bem desértica. Com isso, o clima em Petra é quase sempre seco, de extremo calor e sol nos meses de verão, e de temperaturas muito baixas no inverno. 

O verão por lá acontece entre junho e agosto, com as temperaturas bem altas, chegando facilmente aos 40 graus. Já o outro extremo, o inverno, acontece de dezembro a fevereiro, quando os índices de chuva aumentam um pouco e os termômetros chegam a graus negativos com bastante frequência. Ou seja, o clima em Petra é bem rigoroso na maior parte do ano.

Para quem quer fugir das temperaturas extremas, o ideal é sempre buscar as estações intermediárias, quando o frio e o calor não são intensos a ponto de atrapalhar os seus passeios. Dica: a melhor época para visitar Petra é entre os meses de abril e maio, e setembro e outubro.


Quantos dias em Petra (Jordânia)

Petra, na Jordânia, se estende por quase 100 quilômetros quadrados de vales e montanhas desérticas. Os arqueólogos descobriram apenas 15% da antiga Petra (a grande maioria, cerca de 85%, ainda está no subsolo e intocada), mas mesmo assim, ver Petra em um dia é uma corrida contra o relógio.

Portanto, o ideal é separar dois a três dias para explorar as ruínas, conhecer a história de cada lugar e tirar belíssimas fotos. Um dos circuitos que fizemos, por exemplo, durou quase oito horas. Caso você não possa ficar dois dias lá, é possível conhecer alguns pontos principais em um dia apenas, mas é insuficiente para aproveitar tudo o que a cidade tem a oferecer. 


Onde fica Petra (Jordânia)

O sítio arqueológico de Petra está localizado numa cidadezinha no oeste da Jordânia chamada Wadi Musa. A cidade é simples, mas conta com uma boa rede hoteleira e diversos restaurantes e cafés.

Muitas vezes as pessoas se referem à cidade chamando-a de Petra, tamanha a fama das ruínas. Contudo, o nome correto da cidade onde você dormirá e fará suas refeições é Wadi Musa. Isso pode facilitar a sua vida na hora do planejamento e até para se localizar quando você estiver em território jordaniano.

Wadi Musa Jordânia
Wadi Musa

Como chegar em Petra (Jordânia)

Chegar em Petra, na Jordânia, é relativamente fácil, já que é possível acessar de carro, ônibus ou através de excursões. Para saber qual opção melhor combina com o roteiro da sua viagem, confira abaixo as principais formas de visitar Petra e os roteiros mais comuns.

Normalmente a Jordânia, e principalmente Petra, está inserida no combo de uma viagem para outros países vizinhos, como Israel e o Egito. Isso significa que, muito provavelmente, sua viagem começará na capital Amã através de um voo internacional, mas também é possível cruzar as fronteiras destes países por terra.

Mas afinal, como chegar em Petra? Qual é o modo mais prático e mais rápido? Dá para ir por conta própria ou é preciso ir numa excursão?

Como ir de Amã para Petra

Caso você opte pegar um avião direto para Amã, lembre-se que não há voos do Brasil direto para a Jordânia. Os principais vôos, que giram em torno de R$3.500 a R$4.500, fazem escala na Europa ou na África. Dentre as cias aéreas que oferecem este serviço, estão a Air France, a Emirates, a Turkish Airlines, Alitalia, Ethiopian Airlines, entre outras. 

  • Trajeto de Amã à Petra de carro

De Amã até Petra são cerca de 250km e a melhor opção para fazer este trajeto é alugando um carro. Ao planejar minha viagem, fiquei super na dúvida se esta realmente seria uma boa opção, pois estava receosa de dirigir em um país com língua e costumes tão diferentes dos nossos. Chegando lá, fui surpreendida com as estradas e a sinalização, que se mostraram excelentes! As placas, na maioria das vezes, estavam escritas em árabe e inglês. Além disso, comprei um chip de celular no aeroporto mesmo e o uso do Google Maps foi essencial para o sucesso do nosso trajeto.

Dica: Eu aluguei o carro com antecedência pelo site RentCars e foi a melhor coisa que eu poderia ter feito: tudo super prático e rápido! Pude parcelar, o que foi uma mão na roda, além de pagar em real, sem IOF (aquela taxa de 6,38% de compras internacionais). Cheguei no aeroporto com a reserva em mãos e o carro já estava separado. O processo todo foi bastante simples.


Faça aqui a comparação de preços entre melhores locadoras da Jordânia e reserve seu carro com antecedência para garantir os melhores preços.


aluguel de carro jordânia
Viagem de carro pela Jordânia: a melhor opção para rodar o país
  • Excursão de Amã à Petra 

Caso você não se sinta confortável em dirigir ou esteja indo sozinho e não queira fazer o trajeto de carro, é possível fazer um tour privado para Petra saindo de Amã. Neste caso, você tem o conforto de sair do seu hotel com um motorista e fazer uma visita guiada à Petra. Confira mais informações sobre este tour aqui.

Outra opção bem legal é fechar um tour que inclua outros passeios de seu interesse pela Jordânia. É possível fechar um tour privado para conhecer Petra, Wadi Rum e Aqaba e o Mar Morto em 3 dias. Se você tiver pouco tempo no país, eu apostaria nesta opção! Confira mais informações sobre este tour aqui.

Dica: antes de fechar, lembre-se de conferir o que está incluído e o valor final, que varia de acordo com o número de pessoas.

  • Trajeto de Amã à Petra de ônibus

Para sair da capital, você pode optar por um ônibus que sai do terminal rodoviário, e acaba sendo bem mais em conta do que um táxi ou uma van. 

Existem dois tipos de ônibus disponíveis em uma viagem de Amã para Petra. O ônibus JETT sai de Amã às 6h30 e chega a Petra em cerca de quatro horas. Os visitantes podem pegar o ônibus de volta às 17h ou passar a noite em um hotel na cidade.

Outra alternativa são os ônibus locais, que partem de Amã entre às 9h e às 16h. Contudo, os motoristas não partem até que o ônibus inteiro esteja cheio, então os passageiros devem estar preparados para esperar um pouco.

Como ir de Éilat (Israel) para Petra

Como falei anteriormente, é comum turistas montarem roteiros que incluem Jordânia, Egito e Israel. Se você está com estes planos e o sul de Israel está na lista, mais especificamente o Mar Vermelho de Israel, vamos explicar abaixo como fazer o trajeto de Éilat para Petra.

Existem alguns tours saindo de Éilat, mas quase sempre o valor por pessoa acaba sendo mais caro do que o aluguel de um carro, principalmente se você estiver viajando em grupo. No entanto, embora ir de carro seja mais econômico, é importante lembrar que não é possível atravessar a fronteira com o carro alugado. O que muitos turistas fazem é deixar o carro num estacionamento ainda do lado israelense da fronteira.

Ao chegar em Aqaba, cidade do Mar Vermelho da Jordânia, você precisará ir até o centro da cidade, de onde partem os ônibus para Petra e onde estão as locadoras de carro, caso você opte por seguir de carro em território jordaniano. De Aqaba até Petra são cerca de 145km, o que dá mais ou menos 2 horas de estrada.

Se você preferir a comodidade e a segurança de um tour, é possível fazer um bate e volta de um dia de Éilat à Petra ou um tour de 2 dias para poder conhecer mais a fundo o local.

Como ir de Dahab (Egito) para Petra

Se seu plano é conhecer o Egito e a Jordânia, é possível fazer este trajeto pelo ar através de um vôo do Cairo para Amã. Caso você vá até Sharm el Sheik ou Dahab, no Mar Vermelho do Egito, talvez faça mais sentido fazer o trajeto por terra.

De uma cidade à outra, são aproximadamente 250km. Pela distância curta, há muitas agências em Dahab que fazem esse passeio, mas é sempre bom se informar antes sobre os dias que os tours saem, porque nem sempre há partidas todos os dias.

Se você quiser seguir viagem pela Jordânia, lembre-se que você terá que passar por duas fronteiras: entre o Egito e Israel, além da fronteira de Israel e da Jordânia. Confira abaixo o passo a passo para este trajeto.

Você pode contratar um táxi para levá-lo de Dahab para Taba (cerca de 2 horas). Outra opção é pegar um ônibus (cerca de 3 horas), que não o levará diretamente para a fronteira de Taba. Isso significa que uma vez que você chegar na estação de ônibus em Taba, você terá que pegar um táxi até a fronteira. Passar pela alfândega não costuma ser um problema e provavelmente levará uma questão de segundos, uma vez que você chegar na fronteira.

Uma vez em Israel, você descobrirá que há táxis saindo da fronteira. Estes são carros regulares que podem comportar quatro passageiros. A viagem levará cerca de 15 minutos de fronteira a fronteira.

Chegando na Jordânia, é possível pegar um táxi para Petra, alugar um carro ou selecionar uma excursão de Aqaba à Petra.


Onde ficar em Petra (Jordânia)

Escolher onde ficar em Petra não é uma tarefa tão difícil, pois a cidade é bem pequena e será difícil você ficar mal localizado. Contudo, se você viaja com o orçamento mais apertado, tenha em mente que as opções de hotéis em Petra são um pouco limitadas. Há alguns resorts mais luxuosos e outros bastante simples, mas é bem difícil de encontrar algo confortável em conta.

Para quem quer a experiência completa de ficar pertinho de Petra com conforto e sofisticação, o Mövenpick Resort, um cinco estrelas coladinho na entrada de Petra. Eu diria que não há hotel mais bem localizado do que este. Outra opção maravilhosa em termos de localização e conforto é o Marriot. Ele tem a vantagem da localização e de uma bela piscina com vista para as montanhas de Wadi Musa.

hotel wadi musa
Wadi Musa tem uma excelente rede hoteleira

Para quem busca uma opção de hospedagem em Petra com perfil mais econômico, uma ótima alternativa é o La Maison Hotel. Os quartos são um pouco mais simples, porém confortáveis, e a localização também é bem boa. São apenas 5 minutinhos andando até o sítio arqueológico. O Capsule Hostel (nossa escolha!) também é uma opção com excelente custo x benefício. O legal desse hostel “cápsula” é que você fica num quarto compartilhado, mas tem um espaço fechado pra você, o que garante mais privacidade. Além disso, a vista dos quartos é bem legal. 


Confira outras opções de hotéis em Petra.


O que fazer em Petra (Jordânia)

Petra é um dos principais, senão o principal, destino turístico da Jordânia. O sítio arqueológico vai muito além da foto principal dos cartões postais, que mostram um local chamado “O Tesouro”. Há diversos caminhos para você trilhar em Petra, com diferentes percursos que você pode escolher de acordo com a disponibilidade de tempo por lá (e com a sua disposição, claro!).

É possível fazer as trilhas a pé ou com o auxílio de jumentos e camelos que estão à disposição dos turistas. Eu, particularmente, não sou muito fã desse esquema, porque os animais não costumam ser bem tratados (como na maior parte dos lugares mais turísticos do mundo).

Uma coisa é certa: leve bastante água, um chapéu ou boné, protetor solar e muita disposição! O ideal é estar de tênis para poder caminhar durante o dia confortavelmente. Levar alguns lanchinhos também é providencial para curtir o passeio sem passar perrengues.

Vou listar aqui os locais mais legais para você incluir no seu roteiro de Petra:

o tesouro de Petra
Cartão postal de Petra: o Tesouro

El Khazneh: o Tesouro

Este é, sem sombra de dúvidas, o local mais famoso da cidade. O Tesouro é uma grande escultura em pedra, com mais de 40 metros de altura e foi construído pelos nabateus há mais de dois mil anos atrás. Conhecido por ter sido cenário de filmes como Indiana Jones e Transformers, o Tesouro tem esse nome porque um faraó teria escondido um tesouro lá dentro. Ao menos, assim diz a lenda, pois tal tesouro nunca foi encontrado.

Por ser o ponto turístico mais famoso de lá, quase sempre está super cheio de turistas. Para tirar A foto, o ideal é acordar bem cedinho e ir até lá antes do movimento começar. Eu madruguei e cheguei na primeira hora, e ainda assim já havia alguma movimentação nos arredores.

Siq

Outro visual bem conhecido de Petra, é o caminho sinuoso e estreito de cerca de 1km que leva até a cidade antiga. Chamado de Siq, o caminho é um cânion impressionante, por onde é possível ver inclusive os canais esculpidos na pedra que serviam para levar água até a cidade. É um lugar onde você consegue deixar a criatividade aflorar para tirar incríveis fotos em Petra!

Altar dos Sacrifícios

Para quem quer uma experiência um pouco mais completa, sugiro ir até o Altar dos Sacrifícios. É um passeio bem legal para quem tem mais tempo para ficar em Petra, porque o trajeto até lá acaba tomando bastante tempo. A subida é bem íngreme e o acesso é feito por uma caminhada de cerca de 40 minutos. Além do altar, é possível ver Petra do alto e o visual lá de cima faz valer todo o esforço da caminhada.

Teatro

Após a rua das Fachadas, não deixe de fazer uma boa pausa para observar o incrível Teatro de arena, que  também foi esculpido em pedra. Para se ter uma noção da grandiosidade desse monumento, ele foi construído há mais de dois mil anos e a capacidade original era de comportar três mil pessoas. Após a chegada dos romanos, a construção aumentou ainda mais seu tamanho. Ele chegou a ter 8.000 lugares!

teatro de petra na jordânia
O grande teatro de Petra chegou a comportar 8.000 pessoas!

Rua das Fachadas

A Rua das Fachadas é um ponto um pouco mais discreto de Petra e parte do caminho para quem visita “O Tesouro”. Passar por ela com atenção é super legal, porque é uma verdadeira viagem ao tempo dos nabateus. A rua tem cerca de 40 tumbas e casinhas construídas numa grande parede de pedra. 

El Deir:  o Monastério

Para deixar sua visita à Petra, na Jordânia, ainda mais completa, não deixe de fazer a caminhada até o Monastério. É necessário subir uma escadaria de 843 degraus talhada nas rochas. O trecho é longo e provavelmente estará bastante sol no momento da sua caminhada até o topo. Contudo, o esforço é recompensado com um visual belíssimo e você poderá descansar em uma lanchonete com vista para o Monastério.

Petra by Night

O Petra by Night é um dos passeios mais famosos para se fazer por lá. A proposta é andar pela cidade à luz de velas, indo até “O Tesouro”. Este espetáculo acontece todas as segundas, quartas e quintas, a partir das 20h30 e dura cerca de 2h. O valor do ticket é de JD 17 e o ingresso pode ser comprado lá mesmo, no centro de turismo ou no seu hotel.

De fato, a proposta é super bacana, mas afinal, o Petra by Night vale a pena? Na minha opinião: não. Apesar da ideia ser ótima, já que o lugar é incrível e à luz de velas fica ainda mais bonito, fica muito cheio, então você mal consegue ouvir a história e a música. E se você não for bastante preparado com tripé, câmera e outros gadgets de fotografia, esqueça as fotos. É muito bonito, mas pelo preço acaba não valendo tanto a pena.


Principais trilhas de Petra (Jordânia)

Ao chegar no Centro de Visitantes de Petra, não se esqueça de pegar um mapa gratuito que eles oferecem em diversas línguas. Neste mapa, você encontrará todas as trilhas e pontos de interesse, juntamente com informações a respeito de nível de dificuldade e duração de cada uma delas.

monasterio petra jordania
São 843 degraus para chegar ao Monastério

Para facilitar, deixo aqui as principais trilhas e uma sugestão para seus dias enquanto explora a capital dos Nabateus.

  • Dia 1: Roteiro Principal + Roteiro do Monastério
  • Dia 2: Roteiro dos Túmulos Reais + Altar dos Sacrifícios

Main Trail (Roteiro principal)

Há diversas opções de roteiros para se fazer em Petra. O mais comum é o Main Trail, ou seja, a “trilha principal”, que leva cerca de 4 horas. Ela sai do Centro de Visitantes passando por Siq, pelo Tesouro, pelo Teatro e por diversos outros atrativos principais. Com poucos aclives e declives, recomendo para todas as idades, pois é uma trilha considerada de nível fácil.

Ad-Deir Trail (Roteiro do Monastério)

Caso ainda tenha disposição, inclua na trilha principal as escadarias que levam até o monastério. Este caminho, chamado de Ad-Deir, leva cerca de 3 horas (ida e volta) e é bastante cansativo, porém o visual é bem legal. Além da incrível fachada esculpida em pedra, o passeio ainda leva a três mirantes que têm uma bela vista dos vales de Petra.

Al-Khubtha Trail (Roteiro dos Túmulos Reais)

Outro passeio bem popular é o Roteiro dos Túmulos Reais. Ele começa atrás do Teatro e vai até o monte al-Khubtha. Além de passar pela fachada de túmulos, a trilha termina num ponto bem elevado, de onde se pode ter um super visual da cidade antiga. Considerada de nível difícil, separe 6 horas para essa caminhada.

High Place of Sacrifice Trail (Roteiro do Altar dos Sacrifícios)

Você vai se sentir como um explorador nesta trilha, que tem significativamente menos turistas do que as outras do local. Ao chegar no Altos dos Sacrifícios, não volte pelo caminho de onde você veio, pois há outro caminho que o levará para a próxima trilha. O trajeto leva cerca de 4 horas e é bastante inclinado.

Ruínas de Petra
Roupas confortáveis e protegidas do sol são essenciais para um passeio agradável por Petra

Dicas para sua viagem à Petra

Agora que você já sabe quando ir, como chegar, os roteiros e locais imperdíveis para a sua viagem à Petra, vou compartilhar algumas dicas para que sua viagem seja ainda mais completa. Se ficar alguma dúvida, já sabe: é só deixar nos comentários!

Quanto custa a entrada de Petra (Jordânia)?

  • Passe de um dia: JOD 50
  • Passe de dois dias: JOD 55
  • Passe de três dias: JOD 60

Extras:

  • Petra by Night: JOD 17
  • Guia: de JOD 50 a JOD 100
  • Charrete do Centro de Visitantes até “O Tesouro”: JOD 20

Conforto em primeiro lugar!

Se você vai à Petra, na Jordânia, por mais rápida que seja a sua passagem por lá, é bom ir preparado. Como é provável que sejam dias de muito calor e passeios bem longos a pé, pensar no conforto e no cuidado com a pele e a hidratação são algumas das principais dicas para curtir Petra sem perrengues.

Todo cuidado é importante, primeiro porque o clima é bem rigoroso, principalmente nos dias de calor escaldante (se você for no verão, então, redobre o cuidado!). Assim, itens como chapéu, hidratante e protetor solar são indispensáveis. 

Outro ponto bem importante é que conhecer Petra é garantia de muita caminhada. Só para se ter uma ideia, eu fiz o tour pelos pontos turísticos principais em aproximadamente 8 horas. Assim, é realmente um dia inteiro de pé, passeando de um lado para o outro. Por isso, dê uma super atenção na hora de fazer a mala, incluindo principalmente tênis confortáveis e roupas adequadas para um passeio de duração longa.

E, claro, pra encarar uma rotina de passeios de tantas horas, ainda mais no clima de sol escaldante, lembre-se sempre de caprichar na hidratação, tendo sempre uma garrafa d’água por perto. 

Beduínos em Petra
Há mais de 40 famílias de beduínos que vivem em Petra atualmente

Tome um chá com os beduínos em Petra (Jordânia)

Onde quer que você vá em Petra, os beduínos convidarão você para tomar chá com eles. Isso pode adicionar uma dimensão genuína à sua experiência nas ruínas, uma completamente diferente da maioria dos turistas.

Bater um papo com os beduínos significa conhecer mais a fundo seus costumes, suas histórias de vida e o estilo de vida das quase 45 famílias que vivem nas cavernas de Petra hoje em dia. Se você quiser planejar uma experiência dessas com antecedência, o Airbnb tem muitas listas de beduínos na aldeia de Uum Sayhoun ou mesmo em suas cavernas em Petra.

Seguro viagem para a Jordânia

Nunca viaje sem seguro viagem! Eu sempre dou essa dica para amigos e familiares porque já vivenciei histórias e ouvi outras que me fizeram entender por A + B a importância de um seguro. Faz toda a diferença ter uma segurança para o caso de alguma complicação de saúde.

Imagina quebrar uma perna ou ter uma infecção estomacal? Espero que não aconteça com você, mas essas situações são possíveis de acontecer com qualquer pessoa e já aconteceram com amigas bem próximas. Sorte a delas que são precavidas e estavam com o seguro viagem em mãos.


Seguro Viagem: Oriente Médio
GTA 60 EUROMAX GTA 60 EUROMAX Assistência médica EUR 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 R$ 23/dia*
TA 40 Especial - Internacional TA 40 Especial - Internacional Assistência médica USD 40.000 Bagagem extraviada USD 1.200 R$ 10/dia*
AC 35 INTER + TELEMEDICINA AC 35 INTER + TELEMEDICINA Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 12/dia*

Mais informações

Para mais informações, acesse o site oficial.


Dica extra: Jordan Pass

O Jordan Pass é um inventivo que o governo da Jordânia criou para que turistas fiquem mais de 3 noites no país. Ele é o melhor custo x benefício para sua viagem, pois inclui no preço o visto, a entrada à Petra e a mais de 40 atrações na Jordânia. Ou seja: é uma bela economia de tempo, dinheiro e esforços.

Eu adoraria ter ouvido falar disso antes da minha viagem, mas descobri tardiamente, enquanto estava na fila de imigração e já não havia mais tempo para adquirir um Jordan Pass. Ele deve ser comprado no site antes da viagem e é preciso levar a confirmação impressa para fazer a imigração no país.

Recapitulando: ao invés de pagar o valor do visto na entrada do país + a entrada em Petra, você pode economizar ao adquirir o Jordan Pass previamente pela internet.

café petra jordania
Há cafés, restaurantes e lojinhas de souvenir ao longo das trilhas

Quanto custa o Jordan Pass

  • Jordan Wanderer JOD 70 = U$99
  • Jordan Explorer JOD  75 = U$106
  • Jordan Expert JOD 80 = U$113

O que está incluído no Jordan Pass

Todos os passes incluem:

  • Visto para a Jordânia (mínimo de 3 noites no país);
  • Entrada pré-paga sem problemas para mais de 40 atrações na Jordânia;
  • Guia digital com todas as atrações turísticas da Jordânia;
  • Entrada para Petra (o valor do passe varia de acordo com o número de dias que você pretende visitar Petra – lembrando que minha sugestão é que sejam ao menos 2 dias)

Pronto para a sua viagem à Petra (Jordânia)?

Gostaram das dicas de Petra? Se você planeja visitar os países vizinhos Egito e Israel, não deixe de ver os nossos posts para montar o seu roteiro:

Roteiro Egito: o melhor GUIA para você montar seu roteiro

O que fazer em Israel: 15 passeios imperdíveis para incluir no seu roteiro

Mar Vermelho Egito: Hurghada, Dahab, Sharm el Sheik ou Marsa Alam?


 

Cadastre seu e-mail e receba novidades!

faça parte da nossa lista, é de graça!

I will never give away, trade or sell your email address. You can unsubscribe at any time.