Para muita gente, estudar no exterior representa uma oportunidade de se preparar ainda mais para a vida profissional. Entretanto, a necessidade de emissão de vistos e os processos complexos dessa etapa normalmente desmotivam os estudantes, que acabam desistindo da ideia.

O que nem todo mundo sabe é que existem países que não precisam de visto na entrada, ou seja, que não exigem processos difíceis por parte dos brasileiros.

Assim, de um modo muito mais simples, fazer um curso extra em outro país se torna uma realidade. Mas como funciona? Quais são os países em que os brasileiros não precisam de visto? Continue lendo para encontrar a resposta para essas e outras perguntas frequentes quando falamos em estudar no exterior.


É possível estudar no exterior sem visto?

Sim. Porém, no caso de entrar em países sem visto específico de estudos, você poderá somente participar de cursos extracurriculares. Isso porque, quando os brasileiros entram em países sem visto, estão entrando como turistas.

estudar no exterior
é possível estudar no exterior de forma simples!

E, nesse formato, possuem até 90 dias disponíveis para ficar em um território. Dentro de 90 dias, se enquadram apenas cursos extras, sejam eles de idiomas ou focados em uma área específica. E ainda que tenham qualidade, esses cursos extras não podem ser utilizados para remover matérias da grade de um curso de graduação, por exemplo.

Se a ideia for fazer uma graduação internacional ou parte de uma faculdade em outro país, com duração maior de 90 dias, será necessário um visto de estudos para a nação em questão.


Quais países não exigem visto dos brasileiros?

Ao longo dos anos, o Brasil conquistou uma ótima relação diplomática com várias nações, o que fez com que se criasse uma “lista” de países que não precisam de visto para a entrada de brasileiros.

De nações da Europa até a Oceania, a lista de países que não exigem visto dos brasileiros é bastante extensa e representam uma série de opções para fazer cursos extras sem as complicações que os vistos tradicionais apresentam.


Aproveite para ler: Inglês para viajar: dicas para melhorar o inglês antes de viajar


Quanto tempo os brasileiros podem ficar nos países?

Quando falamos em países que não precisam de visto, estamos tratando de nações que permitem a entrada de brasileiros à turismo, em processos de liberação realizados a partir do passaporte, no aeroporto ou por via terrestre.

Estudar no exterior: quais são os países que brasileiros não precisam de visto

Nesses casos, a entrada é feita com o chamado “visto de turismo” que, em geral, dá ao viajante o direito de permanência de 90 dias. Esses 90 dias podem ser renovados, sendo que cada nação possui um prazo para pedidos de renovação. Em geral, é exigido o intervalo de 6 meses entre uma entrada e outra.


Quais são os destinos favoritos dos brasileiros para estudar?

Entre os países que não precisam de visto e que são os favoritos dos brasileiros para cursos extracurriculares temos Espanha, Itália, Irlanda, Alemanha, Malta, Dinamarca, Portugal, Argentina, Colômbia, África do Sul, China e Coréia do Sul.

Todos esses destinos são buscados pela possibilidade de aprender ou reforçar um idioma. Entretanto, muitos deles também são interessantes para cursos profissionalizantes rápidos, desde áreas como culinária e tecnologia. É importante citar que, ao estudar em um país europeu, os brasileiros podem tirar um ETIAS para aproveitar a oportunidade e conhecer outras nações com facilidade.


O que é ETIAS?

ETIAS é o nome dado ao programa de isenção de visto da União Europeia. A partir do momento que um viajante conta com um ETIAS em seu nome, consegue visitar 26 países do Espaço Schengen e mais 4 microestados com total facilidade.

A ideia do ETIAS é dar mais controle para as nações que recebem estrangeiros. E ainda que esta autorização não seja obrigatória no momento, deve ser um requisito básico para os brasileiros em breve.

Todo o processo do ETIAS é feito online, exigindo apenas o passaporte e o preenchimento de algumas informações em um formulário. Se você pretende estudar na Europa, é bom conferir como fazer a emissão da sua autorização de viagem.


E o Mercosul?

Mercosul é um bloco econômico formado por países da América do Sul. Muitos estudantes brasileiros optam por fazer um curso em países do Mercosul, especialmente pela facilidade de entrada nessas nações.

Isso porque, para entrar na Argentina, Paraguai e Uruguai, além de países como Bolívia, Chile, Peru, Colômbia e Equador, você precisa somente de sua identidade com menos de 10 anos de emissão.

Por aqui, a permanência também é de 90 dias, sendo que obter um visto de residência temporária ou permanente, para cursos mais longos, também é mais simples.


Quero estudar nos Estados Unidos. Tem como?

Tem sim! Porém, os Estados Unidos não estão na lista dos países que não precisam de visto. Assim, estudantes que querem fazer um curso rápido nos Estados Unidos ou mesmo uma graduação, precisam fazer o processo de emissão de visto de turismo ou de estudos.

Estudar no exterior: quais são os países que brasileiros não precisam de visto

Caso você tenha dupla cidadania em um dos países que são isentos de visto, pode emitir o ESTA para permanência de até 90 dias.


E se eu quiser fazer uma graduação ou pós-graduação?

Todos esses países que não precisam de visto estão na categoria de visita a turismo, com prazo de até 90 dias. Nesse tempo, somente cursos rápidos e extracurriculares podem ser feitos.

Porém, se você quiser fazer uma graduação ou pós-graduação completa, o visto de turismo não é adequado.

Nesse caso, você vai precisar buscar informações sobre vistos de estudos no país de destino e seguir todos os requisitos para garantir sua moradia legal, no período do curso em questão. Com todas essas informações, resta escolher um destino, checar quais são as documentações
necessárias, arrumar as malas e começar essa jornada!

Faça pesquisas completas, entenda o clima e o estilo de vida do local e tenha a mente aberta para aprender com momentos que só um intercâmbio cultural (seja de 90 dias ou mais) é capaz de oferecer.


Aproveite para ler também:

Como aprender francês sozinho: 10 dicas imperdíveis

Inglês para viagem: 6 dicas para aprender agora mesmo!

20 filmes sobre viagem no Netflix 2020


OBS: é provável que você encontre links de afiliados nesse post. Portanto, se você utilizou os nossos links para fazer as reservas da sua viagem, muito obrigada! É dessa forma que mantemos o blog ativo e sempre atualizado, pois ganhamos uma pequena comissão gerada através dessas vendas - e você não paga nada a mais por isso!
Quem escreve | @nandahudson
Quem escreve
Criadora de conteúdo e viajante profissional, a co-fundadora e editora do Mala de Aventuras está sempre em busca de paisagens de tirar o fôlego e experiências transformadoras pelo Brasil e pelo Mundo.
  • Sobre
    Sobre o Mala de Aventuras
    Aqui você encontra a melhor curadoria de destinos, hotéis e experiências pelo mundo. Acompanhe as nossas viagens em tempo real no @maladeaventuras
  • Organize a sua viagem!
    Descubra quais ferramentas nós e
    outros viajantes profissionais usamos
    para economizar nas viagens!
  • Nossos presets!

    Sua fotos incríveis com apenas um clique!
    Conheça a nossa coleção de filtros para edição de fotos no aplicativo Lightroom!

  • Posts em destaque
  • E-Book fotografia
    ebookMDA
  • Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.