Aqui está o guia para as suas próximas férias, seja qual for o seu estilo, seja qual for a época do ano. Pequenina, rústica e super charmosa, a Praia do Rosa, em Santa Catarina, está entre as baías mais lindas do mundo – e entre meus destinos preferidos no Brasil. Descubra nesse post todas as dicas de como chegar, o que fazer, onde se hospedar e tudo o que você precisa saber para planejar suas férias para lá.

Onde fica a Praia do Rosa

Esse paraíso pertence ao município de Imbituba, em Santa Catarina e está localizado a apenas 90km da capital Floripa. A Praia do Rosa é conhecida pelo combo perfeito: ondas perfeitas, mar cristalino e natureza exuberante.

PLACA_PRAIA_DO_ROSA
Estive lá há 4 anos, voltei agora, e a placa continua tortinha!

Como chegar na Praia do Rosa

Esse é um destino bem fácil de chegar e o primeiro passo é viajar até Florianópolis. Dá para encontrar voos promocionais saindo do Rio ou São Paulo por menos de R$250.

Do aeroporto para a Praia do Rosa são 90km de distância e o jeito mais confortável de chegar lá é de carro. A viagem leva 1h30 e basta seguir pela BR-101, só colocar no GPS que não tem erro.

Newsletter
cadastre-se gratuitamente

Quer viajar mais e melhor?

Baixe nosso e-book com 30 dicas exclusivas
para você planejar e economizar nas suas viagens!
Bônus

checklist para uma mala impecável

a melhor planilha de planejamento de viagens dessa internet

E o melhor?
Todo esse material é gratuito!

Dica: a entrada para a Praia do Rosa em dias de chuva é um pouco complicada por conta das estradas de terra, e você pode acabar entrando em ruas bem esburacadas ou subidas complicadas. Uma 4×4 cai bem neste caso – ou então procure ir pelo caminho principal, não se aventurando muito por ruas desconhecidas, ok?


Indicamos o site RentCars para reserva de carros! Ele compara o preço entre as melhores locadoras e te permite pagar parcelado. Faça aqui a sua reserva.


Como chegar na Praia do Rosa de ônibus

Mesmo de ônibus o trajeto é bem tranquilo. As viações Eucatur e Santo Anjo fazem a rota Rodoviária de Florianópolis – Rodoviária de Imbituba. A passagem custa entre R$30 e R$45.

O ideal é pedir para descer na altura de Campo D’una, de onde saem taxis e vans para a Praia do Rosa.

Sobre a Praia do Rosa

Se você não curte praia, não tem desculpas: há diversas montanhas na região, onde é possível se aventurar em trilhas e cachoeiras, fazer passeios a cavalo ou apenas curtir o friozinho do inverno comendo fondue e bebendo um bom vinho. Percebeu que essa é uma praia bem democrática, né?

Além disso, é um destino para todos: casais, solo travelers, grupos de amigos e até mesmo para curtir férias em família. Dá vontade de voltar em cada uma dessas situações só para experimentar uma “nova” Praia do Rosa. Sorte dos catarinenses por estarem tão pertinho desse paraíso – e dos argentinos, que lotam a região todos os verões!

Veja também: Vivenda do Rosa: pousada recém inaugurada e cheia de conforto na Praia do Rosa, Santa Catarina

Barco de pescador nas margens da Praia do Rosa
Barco de pescadores na Praia do Rosa

Chegando lá, já dá para perceber a vibe de antiga vila de pescadores e agricultores. Descoberta por surfistas na década de 70, ela é até hoje um dos picos mais procurados pelos surfistas de todo o Brasil. Lugar perfeito para relaxar, praticar esportes (mais a frente você vai ver que não é apenas o surf) e curtir os restaurantes, bares e eventos que a cidade oferece.

Para organizar o roteiro, resolvi dividí-lo em três partes: Rosa Norte, Rosa Sul e Centrinho. Assim são conhecidas as regiões da Praia do Rosa, e a partir do momento que você entende como funciona, fica mais fácil de planejar passeios, idas à restaurantes e, principalmente, reservar a pousada certa. Espero que curta!

Praia do Rosa: Rosa Norte

Esta é, sem dúvidas, a região menos povoada da praia. Mesmo no verão, não fica tão cheia quanto a parte sul e o acesso é um pouco mais complicado. Talvez por isso os alimentos ali sejam tão caros… um coco chega a R$10, dá pra acreditar?

Vista da Rosa Norte na Praia do Rosa
Vista da Rosa Norte

Mas se você gosta mesmo é de paz e sossego, a melhor opção é de fato o Rosa Norte. Dá para achar uma sombrinha, deitar e ler um bom livro sem muita gente gritando, sabe? Mas, monótona ela não é: para os aventureiros, existe a possibilidade de fazer trilhas pelas pedras, nadar nas piscininhas naturais, além de surfar, é claro.

Porém, quando estive lá, não tinha onda nem para pegar jacaré. E eu achando que ia desenferrujar meu lado surfista, mas tudo que consegui foi boiar, porque nem prancha de SUP tinha para alugar! Só para constar, dizem que quando não tem onda na Praia do Rosa em si, é fácil encontrar onda nas praias próximas, portanto não se desesperem, surfistas!

Se você estiver com tempo, pode fazer a trilha para a Praia Vermelha e para a Praia do Ouvidor subindo as pedras do final da areia. Tem uma placa indicando a entrada para a trilha.

A primeira praia, que é a Praia Vermelha, leva cerca de 30 minutos de subida e, no caminho, você passa pelas piscininhas naturais e por várias partes onde a vegetação e até mesmo as pedras, são muito bonitas.

Mesmo que você não faça a trilha completa, vale a pena dar uma caminhadinha pela parte plana, que é super tranquila, apenas pelo visual que ela oferece. Além disso, olhando para trás, você consegue ver a praia do Rosa de um outro ângulo, que pega toda a sua extensão, o que te faz ter uma ideia melhor do tamanho do Rosa.

Vista de Rosa Norte do alto pela trilha
Vista de Rosa Norte pela trilha

Não esqueça de levar água e um lanchinho, já que por ali você não encontrará nenhum ambulante.

Praia do Rosa: Rosa Sul

ACESSO_ROSA_SUL
Acesso principal à parte sul da praia

O Rosa Sul já é uma região um pouco mais badalada comparada ao Rosa Norte, no sentido de que ali é possível encontrar restaurantes, escolinhas de surf, cadeiras na areia, etc.

Mesmo assim, não se compara às muvucas das outras praias do litoral do Brasil. Isso porque, no geral, a praia tem um clima de paz, é preservada, a areia é branquinha, não possui avenida beira mar e o acesso é sempre a pé. E que ela se mantenha assim por todo o sempre!

Não deixe de andar pelas pedras – a hora do pôr do sol é a melhor hora pois elas não estão tão quentes. Em dias de lua cheia, pode ser que você presencie o surgimento dela, antes mesmo do escurecer. Foi o que aconteceu no dia que estava lá – é uma vibe única!

Vista da parte de Rosa Sul na Praia do Rosa
Rosa sul na Praia do Rosa

Onde comer na Praia do Rosa: Na Pureza Café

Descobri o Na Pureza pelo Instagram, antes mesmo de chegar na Praia do Rosa. Por coincidência, no dia que fui ao Rosa Sul, estacionei o carro bem em frente a este café, já que ele fica bem de frente para a entrada principal para a praia. Como o tempo não estava lá muito bom, parei ali mesmo para experimentar um dos sucos típicos da casa, que fica aberta o ano todo!

Fachada do restaurante Na Pureza na Praia do Rosa
Ótima opção para um lanche saudável na Praia do Rosa

O café oferece diversos outros tipos de bebidas como sucos funcionais e fitoterápicos, cafés orgânicos, frapes, chás gelados ou quentes, cervejas artesanais, drinks e caipirinhas.

Fiquei encantada com a decoração do lugar. Parece uma casa de praia mesmo, com sala de estar, varandinha, vista para o mar e tudo mais. A parte de dentro tem ar condicionado para refrescar seu pré ou pós praia e uma playlist ótima.

Interior do Na Pureza Café na Praia do Rosa
Interior do Na Pureza Café

Para comer, acabei pedindo um sanduíche havaiano: hamburger de berinjela, servido com gorgonzola, rodela de abacaxi e rúcula, servido no pão sírio integral artesanal. De sobremesa, escolhi a tortinha integral vegana de maçã, mas eles também fazem de banana.

Estava tudo delicioso! Só não consegui experimentar o açaí natural de lá pois já não tinha mais espaço, mas dizem que é muito bom: é livre de conservantes e pode ser adoçado com xarope de guaraná ou melado de cana, você escolhe.

Praia do Rosa: Centrinho

No centrinho é onde tudo está localizado: lojas, bares, restaurantes, mercadinho, entre outras conveniências. Ande de ponta a ponta a pé para explorar melhor cada detalhe, mas preste atenção aos horários: muitos restaurantes fecham depois do almoço e reabrem apenas às 19h para o jantar, assim como as lojas.

Onde comer na Praia do Rosa

#1 Mamma Mia Café

Como voltei da praia com fome por volta das 16h, e não havia muita opção no centrinho, acabei entrando no Mamma Mia Café e Bistrô. Conversei com a atendente, que era filha da dona do lugar, e ela me contou que todas as massas são feitas pela mãe dela, tanto massa de macarrão, como massa de pão. Isso porque, antes de virar um restaurante, o local era uma padaria tradicional da família, mas eles tiveram que se readaptar aos novos tempos. Curioso, né?

Interior do Mamma Mia Café
Mamma Mia Café

O resultado é um cuidado muito grande com a preparação dos pratos (não tive oportunidade de experimentar as massas), além da decoração e do atendimento. Pedi um sanduíche bem simples de frango com alface e tomate no pão ciabatta acompanhado de batatas chips com azeite. Mas pelo cardápio, percebi que os risottos são fortes por lá, nos sabores linguiça blumenau, cogumelos e rúcula, parmegiana com mignon e camarão. Estou doida para voltar e poder experimentar um desses!

Horário de funcionamento: De quintas à terças, das 11h30 às 18h

#2 Lombok Comida Caseira

De cara me identifiquei com o Lombok: tem o nome de um dos lugares mais lindos da Indonésia, além de um ambiente super agradável, com bandeirinhas e iluminação baixa – nas mesas de fora, a iluminação é feita a luz de velas. Além disso, a variedade ali é muito grande, o que permite que a pessoa que está com você também procure o que encontra para o jantar. Há petiscos, pratos principais, pratos kids, sanduíches e hamburgers, todos individuais.

Área externa do Lombok Comida Caseira na Praia do Rosa
Lombok Comida Caseira

Escolhi o ceviche peruano tradicional e não me arrependi! Ele vem com milho verde e batata doce cozida, tudo junto formando uma explosão de sabores: o cítrico do limão, a cebola, o doce da batata, e pimenta para finalizar. Até agora não consegui esquecer esse prato delicioso, portanto super indico! Aproveitei para experimentar também o hamburger artesanal, com queijo cheddar, tomate, bacon, batatinhas chips e molho da casa.

Horário de funcionamento: De quarta a segunda, de 19h30 às 00h.

#3 Restaurante Tigre Asiático

Mais uma experiência gastronômica única: o Tigre Asiático é bastante conhecido e indicado para quem gosta de comida asiática. Além do espaço ser grande, e poder escolher mesas tradicionais ou tatames, eles possuem um amplo menu, com diversos tipos de pratos, o que me deixou bastante na dúvida do que pedir. Por isso, comecei com uma sopinha missoshiro de funghi enquanto decidia o prato principal.

Entrada do Restaurante Tigre Asiático na Praia do Rosa
Restaurante Tigre Asiático

Acabei escolhendo o Nasi Goreng Tailandês, que vem no abacaxi, como alguns pratos na Tailândia vêm. Esse prato é bem saboroso (diferente do Nasi Goreng balinês que não tem gosto de nada), meio spicy, e o abacaxi no final dá um toque docinho de sobremesa, sabe? Muito interessante. E quando chegou eu achei que a quantidade era pouca, mas no final já estava bem satisfeita! Só achei um pouco difícil comer ali dentro daquele bowl, mas valeu como experiência!

Horário de funcionamento: Aberto 24hs

O que fazer na Praia do Rosa: Lojinhas no centro

Bem, essa é a parte que não poderia faltar no roteiro das mulheres – e dos homens também, por que não? As lojas de lá são muito estilosas e estavam todas em promoção quando eu fui, então acabei entrando para conferir algumas e selecionei algumas coisas.

Rua de lojas no centro da Praia do Rosa
Lojinhas no centro da Praia do Rosa

A rua principal é cheia dessas lojinhas, uma ao lado da outra, mas é no final da rua que está a melhor loja, na minha opinião: a Made in Guarda. Originalmente de Guarda do Embaú (conheci a marca quando estive lá pela primeira vez, em 2004), ela expandiu para Floripa e Praia do Rosa.

A parte mais legal é a preocupação da marca com o meio ambiente através da criação de peças com materiais como tecidos orgânicos e feitos de bambu, além de estar sempre buscando novas tecnologias sustentáveis. Para quem não consegue acessar as lojas físicas, a marca conta com um e-commerce.

Outra alternativa sustentável da região, são os óculos de madeira da marca Linha d’Água, produzidos lá mesmo em família – você pode até visitar a fábrica, que fica na entrada da Praia do Rosa. A marca do casal Mauro e Maria começou desenvolvendo marcenaria para Stand Up Paddle, canoas e caiaques de madeira, mas o filho Arnaldo, entrou no negócio e começou a desenvolver modelos individuais de óculos. As armações mesclam madeiras certificadas, como Carvalho, Freijó, Jacarandá, Imbuia, Marfim, Mogno e Pau ferro e as lentes alemãs Carl Zeiss são garantia de proteção a raios UV.

Beleza Pura Cosmic Bar

Para terminar a noite, indico o Beleza Pura. A programação varia de acordo com o dia, mas acredito que eu não poderia ter ido num dia melhor: estava rolando um tributo. Me senti numa daquelas festas que rolam nas ilhas da Tailândia, totalmente fora do Brasil. É legal ver que não precisamos ir tão longe para vivenciar essa vibe tão boa.

Pedi um drink chamado Amazônia, feito com kiwi, uva verde, hortelã e vodka e voilá! A festa estava armada e era só curtir os melhores clássicos do Bob. Ouvi dizer que em outros dias rola música eletrônica, então escolha o seu e aproveite!

Fachada do Beleza Pura Cosmic Bar na Praia do Rosa
Beleza Pura Cosmic Bar

Onde se hospedar na Praia do Rosa: Pousada Vivenda do Rosa

Essa dica é valiosa, anota aí: a Pousada Vivenda do Rosa tem uma localização perfeita, dá para ir andando para os restaurantes, lojinhas e até mesmo para a praia. Detalhe para essa piscina, que além de linda, é climatizada. Passei ótimos dias na pousada, que oferece tudo do melhor para os hóspedes.

Área externa da Pousada Vivenda do Rosa na Praia do Rosa
Pousada Vivenda do Rosa

As diárias custam a partir de R$250 para um casal

Praia do Rosa: Um guia para aproveitar esse paraíso em Santa Catarina


Informações úteis

  • Para os amantes de esportes radicais essa é uma ótima opção para quem pratica Windsurf ou Kitesurf. Mais ao canto sul está localizada a Praia da Vila, considerada uma das melhores opções do país para a prática, sendo palco de diversos campeonatos brasileiros das duas categorias.
  • A praia também oferece outras atrações como cachoeiras, vertentes e piscinas naturais, passeios a cavalo, ciclismo, motocross e voos aéreos.
  • Ao sul e oeste do Rosa está localizada a Lagoa de Ibiraquera, onde a pesca do camarão é a grande atração nas noites de lua cheia.
  • Entre as praias próximas para visitar estão: Praia Vermelha, o Ouvidor e a Praia do Luz, Praia da Ferrugem e Praia da Silveira.
  • Só há dois acessos para carros, o Rosa Norte e o Rosa Sul, ambos lotados no verão.
  • No inverno, chegam as baleias-francas que vão à costa alimentar seus filhotes, que podem ser vistas da praia ou em passeios de barco entre os meses de Agosto e Novembro. Aliás, aproveite para conferir 6 razões para visitar a Praia do Rosa no inverno, um post tentador escrito pelo blog Sthe On the Road. É só clicar aqui!

Qualquer outro tipo de dúvida, estou disposta a responder aqui nos comentários! Me contem se vocês já visitaram a Praia do Rosa ou se pretendem visitar, e o que acharam do guia, ok?


Você pode gostar de ver também:

Roteiro de um fim de semana em Floripa, a Ilha da Magia

Conhecendo as Cataratas do Iguaçú do lado brasileiro

15 lugares no Brasil para passar férias de arrasar

 


 

Quem escreve | @amanda.kraemer
Amanda
Designer, nômade digital e amante da gastronomia, encontrou nas suas viagens solo uma busca eterna pelo autoconhecimento. Vive para explorar novos destinos e experimentar diferentes sabores enquanto contribui com projetos criativos para jovens empreendedores. Pretende nunca mais parar.
  • Sobre
    Sobre o Mala de Aventuras
    Olá, somos a Gaia e a Nanda!
    Aqui nós compartilhamos as melhores
    dicas e roteiros de viagem para que você possa viajar mais e melhor
  • Organize a sua viagem!
    Descubra quais ferramentas nós e
    outros viajantes profissionais usamos
    para economizar nas viagens!
  • Publicidade
  • Nossos presets!
  • Newsletter

    Junte-se a mais de
    100.000 leitores e receba
    gratuitamente dicas de
    viagem exclusivas

  • Destaque
  • Posts em destaque
  • E-Book fotografia
  • Assista no Youtube!
  • Publicidade

1 Response

  1. Oi, muito legal e completo o post! Moro em Floripa e pretendo ir dar uma voltinha no Rosa, obrigada por compartilhar tudo isso tão bem.

    Abraços.

    Ana, lugaresquetransformam.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *