Água cristalina na Ilha do Japonês

Ilha do Japonês, um cantinho de água rasa e transparente em Cabo Frio

Nesse último final de semana resolvi conhecer um lugar que vem sendo muito fotografado, principalmente pela galera do Instagram: a Ilha do Japonês, em Cabo Frio, Região dos Lagos.

A Ilha do Japonês chama atenção pela sua água transparente, com diversos tons de azul, rasa e quente. Lembra bastante as praias da Bahia, quando a maré está bem baixinha e você consegue andar muitos metros pra dentro do mar – e sem molhar mais do que a canela!

ilha do japonês

A Ilha do Japonês

Pesquisando por aí, vi que a Ilha do Japonês na verdade é uma ilha artificial, criada para facilitar o escoamento do pescado na região. Ah! E o nome “Japonês” é por causa de um homem que viveu na ilha e tinha traços orientais. (vi essas informações na wikipedia!)

Não vá imaginando uma ilha enorme, ela é na verdade bem pequena, mas aconchegante. É o local ideal para quem quer praticar SUP ou caiaque em águas bem calminhas e rasas, e também é ótima para levar as crianças e deixá-las mais soltas. (Acabei não perguntando o valor do aluguel, mas tinha alguns SUPs e caiaques disponíveis)

Na ilha em si não tem nada além de muita árvore e pequenos trechos de areia para estender a canga. Na alta temporada ou feriado deve ficar bem cheia, é melhor evitar para não ficar disputando espaço com ninguém.

Ilha do Japonês Cabo Frio

Você pode dar a volta na ilha, mas sem passar por dentro, apenas pela beira. Por dentro não há passagem, já que é tudo cheio de árvores e vegetação. Seguindo para a esquerda, está a passagem de vários barcos pesqueiros. Não achei tão legal, a água era mais escura e poluída.

Já do lado direito, onde fiquei, era bem clarinha e rasa. Ali valeu a pena ficar!

Onde fica?

A Ilha do Japonês fica em Cabo Frio, região dos lagos, entre a Praia do Forte e a Praia Brava. Peguei essa imagem no blog “saia da rota” para vocês visualizarem:

ilha do japonês

Se você conhece bem a região, não vai ter dificuldade. Partindo do centro, vá em direção à Rua dos Bikinis. Passando um pouco, você chegará no bairro Ogiva. Ali, terão algumas placas indicando a Ilha do Japonês, até você chegar em uma estrada de chão, que está sinalizada na foto.

Você vai se deparar com uma cancela, e terá que pagar R$10 para estacionar. Mas fica tranquilo que é válido o dia todo, e se você quiser ir para outra praia, continua valendo também.

Ilha do Japonês Cabo Frio

Depois de estacionar, você vai caminhar um pouco pela estrada de chão, até estar de frente para a Ilha do Japonês.

Se você não está familiarizado, vale a pena usar algum GPS. Normalmente só de escrever “Ilha do Japonês” para encontrar o endereço. Ainda assim, vale a pena prestar atenção nas placas!

A Travessia

Quando a maré está bem baixinha, dá para ir andando, e a água mal chega na cintura. Mas se a maré estiver mais alta, há também a opção de atravessar esse trecho de barquinho.

ilha do japonês

Eles cobram R$4,00 POR TRECHO. Sim, por trecho. Ida e volta sai 8,00 por pessoa. Eu tinha entendido que era o valor pela ida e pela volta, e me surpreendi quando ele disse que não, já que o trecho é muito, muito pequeno, menos de 2 minutos para atravessar.

Se você não tiver cheio de bolsas, dá para arriscar atravessar andando. Vi um pessoal fazendo isso e achei bem tranquilo!

O que levar

Se a sua ideia é ficar na Ilha do Japonês, leve um pequena estrutura, como cadeira, canga, alguma coisa para beber e comer. Vi passando apenas um senhor vendendo picolé e outro vendendo queijo coalho.

Ah, e não tem tanta sombra por lá! Se você for passar o dia, vale a pena levar também um guarda sol!

Ilha do Japonês Cabo Frio

Se você prefere sentar em um quiosque e ficar beliscando, também poderá fazer isso de frente pra bela paisagem da ilha. No Canal do Itajuru, ao lado de onde você atravessa para a Ilha do Japonês, tem vários quiosques, e tinha até música ao vivo agora quando fui. Se esse é o seu estilo, pode ser uma boa opção!

Minha opinião – vale a pena?

Achei a ilha bem interessante, como falei, o mar lembra bastante algumas praias que visitei em Morro de SP. Nem todos os lugares são bons de ficar – no lado esquerdo achei bem poluído por conta dos barcos que passam no canal.

Outra dica importante, é observar a maré! Quando a maré está alta, a ilha não tem o mesmo encanto. O melhor é ir em dias de céu azul e maré bem baixinha.

Ilha do Japonês Cabo Frio

Fiquei bem triste ao ver que daqui a alguns anos esse lugar pode não existir mais. Vi bastante lixo nas areias, o barqueiro me falou que tem árvores queimadas por causa de pessoas que fizeram churrasco encostado nelas, e vi muitas latinhas de cerveja espalhadas. As pessoas realmente não sabem dar valor aos lugares incríveis que temos perto da gente. Não custa NADA levar o seu lixo de volta e CUIDAR da natureza, como você cuidaria da sua casa.

Não vá em alta temporada ou feriados! Fui em um final de semana qualquer, e a ilha estava cheia. Acredito que em outras épocas fique muito muito cheio, e como falei, não tem muita faixa de areia!

_____

Tem mais fotos e dicas lá no Instagram! Clique aqui para acompanhar as nossas aventuras!

Acompanhe também o nosso canal no Youtube! Vários vídeos irados das nossas aventuras pelo mundo: www.youtube.com/maladeaventuras

Cadastre seu e-mail e receba novidades!

faça parte da nossa lista, é de graça!

I will never give away, trade or sell your email address. You can unsubscribe at any time.