Onde ficar em Nova York gastando pouco + dicas para você economizar

Na hora de montar o roteiro da sua viagem, é super importante começar a pensar na hospedagem com alguma antecedência. Deste modo, fica mais fácil pra você conseguir vagas em boas acomodações e ainda garantir preços justos. Neste post, vamos falar um pouco sobre onde ficar em Nova York gastando pouco, dar algumas dicas de onde se hospedar e, claro, sugestões de hotéis bem legais para vários orçamentos pra você incluir no seu planejamento.

Conhecida por não ser um dos destinos mais baratos, Nova York tem muitas opções não tão boas assim, com instalações e serviços ruins a preços realmente elevados. No entanto, com um pouco de pesquisa, você encontra muita coisa legal também!

Além disso, uma boa localização pode ajudar você a ficar perto de muitas atrações, lazer e facilidades. Assim você escolhe a hospedagem pensando no custo benefício e nas vantagens de estar em uma região que tem mais a ver com você e com o seu estilo.

Veja também: Nova York para iniciantes: dicas essenciais para planejar a sua viagem

Onde ficar em Nova York gastando pouco: Dicas importantes

Antes de mais nada, o conselho principal para quem busca hospedagem em Nova York é fazer primeiro a pesquisa pelo bairro por onde pretende passar a maior parte do tempo. Claro, se você tem intenção de passear bastante pela região do Central Park, não precisa necessariamente ficar em um hotel colado ao parque. No entanto, vale a pena observar se é possível acessar os locais a pé com facilidade ou a poucos minutos de estações de metrô.

Ficar próximo aos locais que você pretende explorar mais tem a vantagem de economizar dinheiro (caso você consiga fazer boa parte dos passeios a pé ou de bike) e tempo! Se o bairro tiver o seu estilo, então… melhor ainda! É a verdadeira experiência de viver a cidade.

Veja também: Hotéis baratos em Nova York: onde ficar por até US$100

#1 Não espere para ver as reservas em cima da hora

Para garantir bons preços, é bom começar a fazer as pesquisas com alguma antecedência. O recomendado é fazer a reserva cerca de três meses antes da viagem. Isso porque é justamente nesse período que a janela dos descontos costuma abrir.

Outro macete que a gente frequentemente fala aqui e que pode dar certo em muitos casos é checar outra vez os preços quando estiver bem em cima da hora. No entanto, atenção: só deixe pra fazer isso caso já tenha reserva garantida e que seja possível cancelar sem multa.

Se você der sorte, vendo nos sites às vésperas da viagem, é possível achar boas acomodações a preços promocionais. Não é sempre garantido, mas vale a tentativa.

Veja também: O que fazer em Nova York: 50 passeios imperdíveis

#2 Vá na época de menor procura

Essa é uma dica que pode ser bastante útil: tenha ao menos como opção ir fora da alta temporada.

Entre maio e setembro estãoos meses mais procurados e, portanto, período em que os valores sobem bastante. O mesmo acontece nas datas festivas, como é o caso das semanas de Natal, Ano Novo e o dia de Ação de Graças (que acontece no último fim de semana de novembro, junto com a Black Friday).

Os meses de janeiro, fevereiro, março e abril, além de outubro e novembro oferecem tarifas um pouco mais atraentes se comparado à alta temporada.

No entanto, a época em que os preços dos hotéis ficam realmente bem mais em conta é nos meses de mais frio, como é o caso de janeiro e fevereiro, por exemplo.

Pista de patinação do Rockefeller Center
Rockefeller Center no inverno

Muita gente pode torcer o nariz, mas a gente tem uma ótima notícia: Nova York é tão plural e movimentada que mesmo na baixa temporada pode ser um super passeio!

Veja também: Nova York no inverno: dicas para aproveitar a cidade mesmo no frio!

#3 Atenção aos hostels em Nova York

Caso você queira ficar em alguma acomodação diferente de hotel, fique atento para não cair em cilada! Há muitos hostels com diárias realmente caras pro que é oferecido e sem muita garantia de quartos confortáveis e serviços justos. Às vezes, vale mais a pena gastar um pouquinho a mais para ficar em um hotel com mais certeza de que vai ter uma estadia agradável.

#4 Airbnb em Nova York

Outra alternativa é o Airbnb. Os preços dos aluguéis realmente são competitivos com os dos hotéis e essa pode ser uma boa alternativa para uma viagem em família ou com mais pessoas. Mas atenção: Uma lei aprovada pelo governador de Nova York, Andrew Cuomo, restringiu um pouco o uso do airbnb. Portanto, é bom saber que quem pretende alugar só um quarto não precisa se preocupar, porém nos casos de aluguel do apartamento inteiro fica bem mais díficil.

Se o aluguel do apartamento for por menos de um mês o proprietário do imóvel pode ser multado, ainda assim muitas pessoas se arriscam e colocam seus imóveis para alugar. Porém, você, que está visitando Nova York, não irá arcar com essa multa mas pode ser obrigado a deixar o local e ficar sem acomodação. Então é bom tomar MUITO cuidado.


Faça aqui sua reserva pelo Airbnb e ganhe até R$130 em créditos


#5 Opte por bairros alternativos

Outra estratégia para garantir tarifas mais em conta na hora de fazer a reserva é buscar fora dos locais muito turísticos. Evidentemente você não terá a mesma praticidade para fazer os passeios no eixo mais central da cidade, mas pode valer a pena em alguns casos.

Por exemplo, se essa não for a sua primeira vez na cidade e caso você esteja a fim de explorar novos ares e atrações por lá, essa pode ser uma opção que te sirva bem.

Do mesmo modo, as linhas de metrô são bem eficientes pra ligar mesmo os bairros mais afastados. Esse é o caso de Upper Manhattan, logo acima do Central Park. Lá, vale observar os bairros de Inwood, Washington Heights, West Harlem e Morningside Heights. Também pode ser uma boa procurar na região de Long Island City, no Queens. Para se ter uma ideia, de lá até a Times Square de metrô dá cerca de 20 minutos. Nada mal, né?

Veja também: Roteiro de 10 dias em Nova York

Bairros de Nova York: o perfil de cada região e dicas de hotéis

Embora seja um dos destinos mais cosmopolitas do mundo e com uma pegada super urbana, podemos dizer que Nova York é bem subdividida. Por lá, cada bairro tem uma cara própria e um clima bem diferente um do outro.

Um bom começo para sua busca por hotel é saber quais são os passeios principais em cada um deles, além de ver quais os restaurantes bacanas e pontos turísticos mais legais que cada região pode oferecer.

A partir disso, você pode ver que lugares têm mais a ver com o seu gosto e o que encaixa melhor no seu estilo de viagem e, claro, que caibam no seu bolso.

Midtown Manhattan

Para os turistas de primeira viagem em Nova York, aqui provavelmente é o lugar mais procurado. De fato, tudo é muito mais turístico (e consequentemente mais caro e movimentado). Porém, há pontos bem positivos em se hospedar na região de Midtown.

Uma delas é conhecer boa parte dos pontos turísticos mais famosos do mundo a pé. Além disso, é a garantia de movimento nas ruas e serviços disponíveis por perto durante 24h, todos os dias.

Central Park e Times Square

A região entre o Central Park e a Times Square talvez seja o verdadeiro coração de Manhattan. De lá, é possível também conhecer várias outras atrações centrais, como o Rockefeller Center, o MoMA e a Quinta Avenida.

A rede de hotéis Pod tem se mostrado uma opção bem em conta por lá, considerando o padrão nova iorquino. Por exemplo, o Pod Times Square têm quartos para casais que saem por menos de R$400 por dia. Além da vantagem, claro, de ser um hotel já conhecido pela padronização dos quartos e serviços.


Times Square e Hell’s Kitchen

Da Times Square em direção ao oeste de Manhattan está Hell’s Kitchen. Esse é o lugar para quem ama agitação, bares e baladas (há várias LGBT bem grandes!). Justamente por isso, não é dos locais mais sossegados pra quem prefere um pouco mais de silêncio.

É possível andar bem tranquilamente de Hell’s Kitchen até a Times Square e as outras atrações que ficam nos arredores desse ponto central da cidade.

Nessa região, uma opção que a gente inclusive já recomendou por aqui é o Yotel, que possui facilidades como estações de metrô bem próximas, café da manhã e brunch aos fins de semana e quartos super modernos.

Robôs guardam suas malas
Robôs guardam suas malas no Yotel

Veja também: Yotel Nova York: acomodação moderna, acessível e urbana


Penn Station e 34th St.

A Penn Station é uma das principais estações de Nova York. Além de ser super cômodo ficar próximo a ela para se locomover, a região é também bem próxima de locais como o Empire State Building e a Quinta Avenida. Para os amantes de eletrônicos e fotografia, a famosa loja B&H também fica lá perto.

Uma sugestão de hotel próximo à Penn Station é o TRYP by Wyndham Times Square South, que tem ótimas acomodações e serviços como bar e academia. Outro ponto positivo é que fica próximo a Hell’s Kitchen e Chelsea, o que facilita pra ir para os dois bairros passear.

Quarto do TRYP by Wyndham Times Square South
TRYP by Wyndham Times Square South

As diárias para casal custam a partir de US$170


Downtown Manhattan

Fora do circuito turístico mais tradicional, os bairros localizados na parte mais ao sul da ilha de Manhattan são conhecidos por serem os mais cool. Toda a fama é por conta da enorme variedade de bares, restaurantes, lojas descoladas e brechós hipsters.

Nessa área tem um dos hotéis mais incríveis de Nova York, quase um sonho de hospedagem: O Four Seasons Hotel New York Downtown. Ele é cinco estrelas, os quartos impressionam de tão lindos, a decoração é suuuper chique e o serviço nem precisamos falar né, simplesmente fabuloso.

quarto do Four Seasons Hotel New York Downtown
Four Seasons Hotel New York Downtown

Outra opção ótima e bem mais acessível é o The Wagner Hotel. Os quartos tem uma vista espetacular (alguns para a Estátua da Liberdade), são amplos, com instalações novas, as camas são mega confortáveis.

A localização também faz com que esse hotel ganhe muitos pontos, já que fica próximo de estações de metrô e de diversos restaurantes e bares.


Veja também: O que fazer em Lower Manhattan, Nova York

Chelsea e Meatpacking District

O ponto alto dessa região sem dúvida é o High Line, um parque suspenso ótimo para uma caminhada e que mistura área verde com a paisagem urbana nova iorquina. Além disso, o Chelsea Market tem ótimas opções de lojas e restaurantes que servem pratos ou lanches.

Caminhada pelo Highline
Caminhada pelo Highline

Com boa localização, perto do Chelsea Market e do metrô, o Hotel Leo House tem quartos simples e de decoração um pouco mais tradicional. O que importa é que é tudo bem limpo e aconchegante, além de o serviço também ser bem legal.

As diárias para casal custam a partir de US$100.


Greenwich Village e Soho

Se você pensa na Nova York dos filmes e seriados, ela está no Village e no Soho! Eles são desses bairros para conhecer tudo andando, entre um café e outro. Também é uma região bem popular pela quantidade de restaurantes mais arrumadinhos. Já o Soho, é o local para aqueles que amam fazer compras e garimpar nas lojas super diferentes.

Como o Village tem pouquíssimas opções de hotéis, vale checar no Airbnb, caso você queira muito ficar por lá. Uma opção bem legal é mesmo ficar no Soho e curtir os dois bairros a pé. Por lá, a sugestão de hotel é o Four Points by Sheraton Manhattan SoHo Village. Também numa pegada um pouco mais moderna, o hotel tem a vantagem de ficar bem no meio dos dois.

Quarto do Four Points by Sheraton Manhattan SoHo Village
Four Points by Sheraton Manhattan SoHo Village

As diárias para casal custam a partir de US$110.


Nolita e Lower East Side

Bem colados ao Village e ao Soho, esses dois bairros têm se mostrado uma alternativa a quem curte o estilo da região vizinha, conhecida há mais tempo por ser mais badalada e procurada por artistas e gente bonita.

Para quem não quer ficar preso às atrações de lá, que também giram em torno de restaurantes e bares, logo abaixo estão Chinatown (se puder, vá de dia!) e Little Italy.

Se você pretende se hospedar no Lower East Side ou Nolita, uma boa aposta é o Nolitan Hotel. Além de uma fachada simplesmente incrível, o hotel tem quartos silenciosos (o que conta muito, considerando a localização) e aconchegantes, com tudo bem novinho.

Quarto do Nolitan Hotel SoHo
Nolitan Hotel SoHo

As diárias para casal custam a partir de US$220.


Tribeca e Financial District

Esta região, que se revitalizou nos últimos anos e que mais vem se transformando, tem hoje várias atrações bem bacanas. Alguns exemplos são o Oculus, o Memorial do 11 de Setembro, o One World Observatory e, claro, mais embaixo, Wall Street. Por ser próximo à beira da ilha, tem também a vista para a baía, o que sempre garante um visual e tanto para aqueles dias de pôr do sol.

No entanto, por ser mais movimentado por conta dos escritórios, à noite e aos fins de semana o movimento por lá diminui bastante. De qualquer forma, também há lugares legais para comer, como é o caso do Le District, um grande mercado com restaurantes e lojas de produtos franceses.

Interior do restaurante Bar A Vin no Le district
Bar A Vin no Le district

Uma vantagem é que vários hotéis super luxuosos ficam com as tarifas muito mais em conta aos finais de semana. Pode ser uma chance de ficar em um hotel com vista de cinema em Manhattan pagando muito menos!

Nossa sugestão por lá é o Millennium Hilton New York Downtown. A qualidade do serviço da rede Hilton é mundialmente conhecida. Além disso, a vista é simplesmente incrível! E o hotel fica bem próximo aos locais que você deve visitar por lá, como o One World Observatory.

As diárias para casais custam a partir de US$150.


Brooklyn

Por fim, o Brooklyn! Normalmente, ele entraria lá no topo, na parte em que citamos regiões alternativas de onde se hospedar em Nova York, lembra? No entanto, podemos dizer que o movimento de turismo pelo Brooklyn se redesenhou nas últimas décadas. Hoje, ficar por lá pode ser tão procurado e tão caro quanto Manhattan.

De fato, o trajeto do Brooklyn até Manhattan exige algum tempinho no metrô, porque não é tão perto. No entanto, o percurso é bem prático também. Fora que o Brooklyn é um bairro super legal, com atrações bem alternativas, ideal pra quem não quer ficar no tumulto do centro.

Williamsburg

Um dos locais mais badalados do Brooklyn é Williamsburg. O perfil do bairro é super hipster e artístico. E não falta o que fazer: durante o dia, há diversas opções de cafés e restaurantes; de noite, praticamente em toda esquina há um bar. Além da popularidade pelas lojas cool e pela oferta de atrações culturais alternativas, o bairro também é conhecido pela cervejaria Brooklyn Brewery.

Por lá, uma sugestão de hotel é o Pod Brooklyn, que tem um ótimo custo benefício. A localização é excelente e as instalações são bem modernas!

Quarto do Pod Brooklyn
Pod Brooklyn

As diárias para casal custam a partir de US$180


Brooklyn Heights

Também no Brooklyn, porém mais sofisticada, a região de Brooklyn Heights chama atenção pela incrível vista para Manhattan. Trata-se de um bairro mais residencial, com aqueles pequenos prédios de tijolinho marrom que são a cara de Nova York. Justamente por ser uma região mais tranquila e privilegiada na cidade, as tarifas podem ser um pouco mais elevadas.

Localizado à beira do Rio Hudson, uma estadia no 1 Hotel Brooklyn Bridge já vale quase como atração turística. Além da vista surreal para Manhattan, o hotel, uma opção um pouco mais luxuosa, se destaca pelos ótimos serviços, como piscina, bar e café da manhã, e pelo conforto dos quartos.

Quarto do 1 Hotel Brooklyn Bridge
1 Hotel Brooklyn Bridge

As diárias para casal custam a partir de US$400


Dicas de e-books para conhecer tudo sobre Nova York!

Para te ajudar a planejar seus roteiros por Nova York nós sugerimos dois e-books suuuper recheados de informações. O primeiro deles é o: Nova York ecônomica, um guia com várias sugestões de passeios gratuitos e dicas para economizar na viagem. Tem também o Nova York em quatro estações, que conta tudo sobre o clima, o que colocar na mala e passeios imperdíveis de cada época.


Agora que você sabe tudo sobre as áreas e os bairros de Nova York é só escolher o que tem mais a sua cara. Se tiver mais dicas é só contar aqui nos comentários =)


Você pode gostar de ver também:

Conheça o Moxy, um hotel descolado próximo da Times Square, em Nova York

Chip de Internet Ilimitada nos EUA (+ cupom de desconto!)


Cadastre seu e-mail e receba novidades!

faça parte da nossa lista, é de graça!

I will never give away, trade or sell your email address. You can unsubscribe at any time.