É na Península de Maraú que está uma das dez praias mais bonitas do Brasil, a maior piscina natural em extensão do Brasil e a terceira maior baía do Brasil em volume d’água. E se você está planejando uma viagem para lá, vem com a gente descobrir as melhores dicas desse paraíso baiano.

Localizada na Costa do Dendê, entre Itacaré e Boipeba, esse destino oferece muitos atrativos naturais belíssimos, entre praias, restingas, recifes de corais, manguezais, cachoeiras, trilhas ecológicas, entre outros. É o local ideal para quem procura um grande contato com a natureza, ou apenas descansar em meio a cenários paradisíacos.

Nesse post, vou contar um pouquinho da minha experiência nesse lugar mágico do litoral da Bahia durante a viagem que fiz em Fevereiro/2021. Teve muita praia, visita às piscinas naturais, trilha ecológica, pôr do sol de tirar o fôlego, restaurantes deliciosos e muitas paisagens incríveis!

Então vem comigo descobrir o que fazer na Península de Maraú, além de dicas importantes para o planejamento da sua viagem, como a melhor forma de se locomover, quantos dias são necessários para explorar bem a região, as melhores pousadas, e mais!

Newsletter
cadastre-se gratuitamente

Quer viajar mais e melhor?

Baixe nosso e-book com 30 dicas exclusivas
para você planejar e economizar nas suas viagens!
Bônus

checklist para uma mala impecável

a melhor planilha de planejamento de viagens dessa internet

E o melhor?
Todo esse material é gratuito!

O que fazer na Península de Maraú: melhores praias e pousadas

Qual é a melhor época, onde ficar e os melhores passeios na Península de Maraú

Confira a seguir:

pedra furada península de maraú
A Pedra Furada é cartão postal da Península de Maraú

Sobre a Península de Maraú

A Península de Maraú foi descoberta recentemente pelos turistas e começou a desenvolver-se turisticamente há cerca de uma década. A pesca é também uma importante fonte de renda para a cidade.

Há também muitas fazendas que cultivam o dendê (que hoje dá nome a esse pedaço da costa), além de seringueiras, cravo-da-índia, pupunha, cacau, guaraná e pimenta-do-reino. Aliás, há uma feira livre aos sábados, onde você pode experimentar e comprar (quem sabe levar de presente?) todos esses itens.

E há boatos de que a cidade já foi visitada pelo escritor francês Antoine de Saint-Exupéry, autor de “O Pequeno Príncipe”, que ficou morando no povoado por um tempo. Se isso é verdade ou não, eu não sei. Mas eu também super moraria lá por um tempo!

Onde fica e como chegar na Península de Maraú?

Você pode ir por Salvador (que fica 180km ao norte da península) ou por Ilhéus (que fica a 100 km ao sul). Caso já esteja em Itacaré, por exemplo, a distância é mais curta: cerca de 38km indo de offroad pela Costa do Dendê.

De Ilhéus

Eu cheguei por Ilhéus, que fica ao sul da Península de Maraú. Minha escolha foi alugar um carro para que eu pudesse ter flexibilidade para explorar a região e montar o roteiro à minha maneira.

Eu sou fã de viagens de carro e sempre uso a Localiza em minhas viagens pelo Brasil. Aliás, a equipe de Ilhéus foi super querida e eficiente no atendimento!  Nota 10!

roteiro peninsula de marau
Uma ds belas estradas da Península de Maraú

Vale saber: os últimos 40km são de estrada de terra e o acesso pode ficar complicado em períodos de chuva forte. Por conta das condições deste trecho da BR030, recomenda-se alugar um carro alto, de preferência 4×4. Contudo, vi carrinhos básicos e valentes transitando por lá.

De Salvador

Existe também a opção de voar até Salvador (SSA), um aeroporto maior, com mais voos diários e bilhetes às vezes mais baratos. Mas tenha em mente que esta será uma viagem muito mais longa e cansativa.

A viagem normalmente dura entre 6 e 8 horas, dependendo do tráfego e das condições da estrada. O preço de um transfer fica em pelo menos R$800 o percurso, para até 3 pessoas.

Como se locomover pela Península de Maraú?

O ideal é que você esteja de carro para conhecer o melhor da Península de Maraú. Além de ser mais prático, é provável que o custo total de transporte fique mais barato.

praias da Península de Maraú
As praias da Península de Maraú são locais de desova de tartaruga, portanto, é proibido andar de quadriciclo na areia.

Caso você opte por chegar  de transfer, lá dentro da Península você terá algumas possibilidades:

  • alugar um quadriciclo que acomoda duas pessoas para longos trajetos (diárias a partir de R$100 em Barra Grande a R$150 em Taipu de Fora).
  • alugar bicicletas elétricas para distâncias curtas. Esta é uma ótima opção para se locomover entre uma praia e outra, por exemplo.
  • pegar um taxi, opção que não é exatamente barata. Para passeios de Barra Grande a Taipu de Fora, por exemplo, o taxi tem preço fixo de R$50. Caso você vá passar o dia inteiro num passeio, você pode negociar um tour com o taxista pelo preço que achar justo.

Melhor época para visitar a Península de Maraú?

O clima na Península de Maraú costuma ser quente e úmido ao longo de todo o ano, com temperatura média de 25ºC. É comum ver as chuvas dançando no horizonte e ocasionalmente passando por onde você está, independentemente da época do ano.

fim de tarde na peninsula de maraú
Fim de tarde na Praia de Algodões

Contudo, o período mais chuvoso é entre março e junho (segundo o Clima Tempo). Apesar de fazer dias de muito sol mesmo nessa época, é comum pegar temporadas bem chuvosas e a água menos clarinha do que o que você espera.

A partir de setembro, o sol volta a brilhar e a primavera é uma excelente época para visitar o local. Preços mais acessíveis, praias desertas e um clima delicioso com dias quentes e ensolarados e noites fresquinhas. Na minha opinião, é a época ideal para ir em casal, em família e com bebês.

Se você prefere agito, recomendo ir no auge da alta temporada, entre dezembro e fevereiro. Há grandes festas de réveillon na Península de Maraú, os bares ganham programações que incluem DJs internacionais, os restaurantes estão em pleno funcionamento e as lojinhas estão todas abertas. Durante o restante do ano, muitos comércios fecham as portas e só reabrem quando chega o verão novamente.

Tábua das marés

Após decidir o mês da sua viagem, recomendo checar a Tábua das Marés para escolher a data perfeita possível para a sua viagem. Se você for próximo da lua cheia terá uma experiência muito mais completa, pois é nessa fase que a maré fica mais baixa (seca) e as piscinas de Taipu de Fora ficam verdadeiramente transparentes. Isso sem falar no espetáculo que é observar a lua nascendo do mar.

piscinas de taipu de fora
As piscinas de Taipu de Fora só aparecem na maré seca

E se você nunca ouviu falar nessa tal de Tábua das Marés, ela nada mais é do que um calendário onde são calculadas as fases da lua naquele determinado mês. Para saber mais, recomendo checar o site Taipus.

Quantos dias na Península de Maraú?

A região da Península de Maraú é tão encantadora que recomendo um mínimo de uma semana para explorá-la. Eu fiquei 10 dias e teria ficado mais 10 para curtir cada pedacinho desse paraíso baiano.

Onde se hospedar na Península de Maraú?

Se você curte ficar próximo do agito, recomendo hospedar-se em Barra Grande. Esta é a vila com melhor infraestrutura turística da região e possui uma infinidade de hotéis e pousadas para você escolher. Minha sugestão de pousada é a Barrabella.

Para quem viaja em família ou em casal e busca um refúgio em meio a natureza, o sossego da Praia de Taipu de Fora certamente é a melhor opção. Nós já ficamos lá duas vezes: a primeira no Dreamland Bungalows e a segunda na maravilhosa Villa Kandui.

pousada em taipu de fora
Sossegada e sofisticada, a Villa Kandui é uma das melhores opções de hospedagem em Taipu de Fora.

E se você é do time que quer uma praia deserta para chamar de sua, a Praia dos Algodões é a melhor opção para você. Ela é ótima para longas caminhadas à beira mar, mergulhos a qualquer hora do dia e para pegar onda. Nossa escolha de hospedagem foi o sossegado Jardim das Bromélias.

O que fazer na Península de Maraú: Barra Grande

Barra Grande é o vilarejo que concentra a maioria das pousadas e restaurantes da Península de Maraú, além de abrigar o belíssimo Rio Carapitangui. É de lá que saem os principais passeios de barco, tanto de escunas quanto de lanchas, e onde ficam localizadas algumas piscinas naturais ótimas para mergulho.

Passeio de lancha pela Baía de Camamu

Um dos passeios mais deliciosos da Península de Maraú é esse passeio de barco pela Baía de Camamu. A Baía é enorme e linda. De água salgada e própria para banho, ela tem diversas ilhas de areia branquinha.

passeio de lancha pela baía de camamu
Nós fizemos um passeio de lancha privativa e foi ótimo poder customizar o roteiro.

Há dois roteiros clássicos, que podem se transformar em um passeio de um único dia. Eu particularmente acho que fica corrido demais, e este passeio fica melhor dividido em dois dias, mas fica a seu critério:

  • Ilhas Tropicais: passa por um ponto turístico icônico de Barra Grande, a Pedra Furada, e segue viagem por outras ilhas, como a Ilha do Goió (onde dá para encontrar belas conchinhas). O ponto de almoço é o Restaurante na região chamada Sapinho.
  • Cachoeira de Tremembé: depois de 40 minutos navegando baía adentro, você chega na bela Cachoeira de Tremembé. E o ponto alto deste passeio é a entrada da lancha literalmente debaixo da cachoeira. Você não precisa sair da lancha para se refrescar nas águas doces do Rio Maraú, porque a lancha entrará embaixo das águas do rio que desaguam na Baía de Camamu.

Fim de tarde no Bar da Rô

Entre as tantas belezas naturais da Península de Maraú, o Rio Carapitangui não pode ficar de fora do seu roteiro. É lá que se encontra o famoso Bar da Rô, super apreciado na hora do pôr do sol.

bar da ro peninsula de maraú
O vinagrete de polvo do bar da Rô é divino!

Com drinks e pratos finos como lagostas, peixes, carnes e risotos, esse é o point do verão dos blogueiros e celebridades, que brindam o pôr do sol no bar da Rô em suas férias.

O visual de lá é realmente incrível e recomendo chegar cedo para garantir uma mesa no deck. Enquanto a comida não chega, dá para alugar uma prancha de SUP ou dar um mergulho nas águas calmas do rio.

Pôr do sol na Ponta do Mutá

Perto de Barra Grande, uma caminhadinha pela praia te leva à Ponta do Mutá, no extremo norte da Península. A região possui algumas pousadas, muitos restaurantes e beach clubs para relaxar e beber alguns drinks. Aproveite para ficar até o pôr do sol, que é fantástico por ali!

Ponta do Mutá Barra Grande
Um dos melhores lugares da Península de Maraú para curtir o fim de tarde é a Ponta do Mutá

Nós escolhemos o Restaurante Sol do Mutá, onde estacionamos o carro e chegamos à praia. Comecei pedindo uma limonada na barraca bem de frente para o mar, e depois entrei para a parte coberta do restaurante na hora de comer.

Além do clima super agradável, vocês PRECISAM experimentar o peixe frito, que é o carro chefe da casa. É um prato lindo, super saboroso e com preço ótimo! O peixe serve 2 pessoas e vem acompanhado de vinagrete e farofa na folha de bananeira. Uma delícia!

Atenção: a cozinha fecha às 17h, então não chegue muito tarde para não perder esse almoço delicioso!

Arroz de Polvo no Restaurante da Zene

Um clássico de Barra Grande é o arroz de polvo no Restaurante da Zene. Não pude experimentar durante a minha viagem, mas recebi ótimas recomendações de amigos que já visitaram a região.

O restaurante fica próximo do centrinho de Barra Grande e tem outros deliciosos pratos de frutos do mar.

Curtir bons drinks no Tulum Beach Club

Localizado na Ponta do Mutá, o Tulum Beach Club é perfeito para curtir bons drinks, além de deliciosos pratos da alta gastronomia baiana com infusão mediterrânea.

É um lugar deliciosos para passar o dia e dar um mergulho no mar calmo e quentinho quando você quiser.

ponta do mutá peninsula de maraú
Olha que delícia o visual em frente ao Tulum Beach Club no fim da tarde!

Passear pelo Boulevard à noite

Barra Grande possui uma rua que me lembrou muito a Rua das Pedras, em Búzios, com ótimas lojas para garimpar roupas, acessórios e objetos de decoração.

Durante a alta temporada, as ruas do centrinho ficam fechadas apenas para pedestres, o que torna o local ótimo para uma caminhada noturna, parando aqui e ali para comprinhas, ou para tomar um sorvete.

Lembrando que antes das 18h o Boulevard não funciona, então aproveite bastante a praia durante o dia e deixe para conhecer o Boulevard à noite.

O que fazer na Península de Maraú: Taipu de Fora

A Praia de Taipu de Fora possui 7 km de extensão, água cristalina e milhares de coqueiros em toda a costa. Nos seus extremos estão localizados os recifes de corais, sendo um lugar super indicado para o mergulho. Além disso, ela possui grandes ondas em determinados locais, o que a torna boa para a prática do surf e do SUP.

Ao longo da costa você também encontra escolinhas de surf, beach clubs servindo bebidas e pratos regionais, excelentes pousadas e algumas casas de veraneio.

Praia de Taipu de Fora
Praia de Taipu de Fora na maré seca

Fiquei hospedada nesta praia – considerada pelo Guia Quatro Rodas como uma das dez mais bonitas do Brasil. Naturalmente, ela entrou para o nosso ranking com as 10 melhores praias da Bahia. Quanto à pousada escolhida, a Villa Kandui  fica bem de frente para a areia e oferece uma estrutura impecável para seus hóspedes.

Passeio de bike na maré baixa

Como vocês podem perceber pela foto, a maré estava bem baixa, pois estava lá durante a época de lua cheia. O que isso significa? Que eu tinha uma grande faixa de areia para caminhadas diárias, além das piscinas naturais durarem mais tempo, e consequentemente podermos aproveitá-las durante algumas horinhas do dia.

Além das caminhadas, uma ótima alternativa para explorar a região é alugar uma bike elétrica. Essa é uma ótima forma de ir mais longe. Inclusive, dá para ir até Barra Grande pela areia se você tiver disposição!

bicicleta em taipu de fora
Passeio de bicicleta em Taipu de Fora na maré baixa

Snorkel nas piscinas naturais

A grande atração do lugar é uma grande piscina natural, de 1km de extensão por 500m de largura cercada de corais, que fica no canto direito da praia. O que quase ninguém sabe é que no canto esquerdo da praia, há outras piscininhas menores que possuem diversos peixinhos, são ótimas para crianças e ficam bem mais vazias.

A grande questão é que lá não tem onde alugar snorkel, mas você pode levar. Fica a dica: você não pode deixar de conhecer a grande piscina natural, mas caso tenha tempo, visite também essa menor. Dessa forma você conhecerá toda a extensão da praia de Taipu de Fora.

Já nas piscinas naturais principais, você consegue alugar o snorkel por R$20 a hora na barraca do Álvaro, na areia mesmo. Se precisar, pode deixar suas coisas lá também que ninguém mexe. Ali do lado também se alugam pranchas de SUP e o mar é perfeito para a prática do esporte – só tomar cuidado para não esbarrar nos corais!

Mergulho noturno

Outro passeio imperdível na região é o mergulho noturno, feito com cilindro e lanternas. A gente fechou com a Carpe Diem e foi incrível! E talvez você esteja se perguntando se é viável fazer este mergulho sem experiência e a resposta é sim! Você pode fazer o mergulho de batismo, acompanhado de um guia durante todo o percurso.

O que fazer na Península de Maraú: Praia do Cassange

A região do Cassange é ótima para um passeio de um dia! Com praias, lagoas e mirantes belíssimos, você pode explorá-la a bordo de um quadriciclo ou um carro 4×4, mas nem mesmo tente se embrenhar nas apertadas estradas de areia com um carro comum. A chance de você atolar no meio do nada é alta!

praia do cassange
A Praia e a Lagoa do Cassange vistas de cima! Imagem de drone by @gaiavani

Passeio de Quadriciclo pela Trilha das Bromélias

Um dos passeios imperdíveis na Península de Maraú é o quadriciclo pela Trilha das Bromélias, também chamada de trilha ecológica. Você consegue alugá-los em praticamente qualquer praia, mas há maior oferta em Barra Grande e em Taipu de Fora.

E se você está se perguntando se é preciso ter carteira para dirigir um, a resposta é: não. Você vai receber as instruções e treinar em um terreno vazio por uns minutinhos e estará habilitado para dirigir.

Ao longo do trajeto você vai passar pelas piscinas naturais de Taipu de Fora, pela Lagoa Azul, pela Lagoa do Cassange e pelo Farol de Taipu. E caso você não queira fazer esse passeio de quadriciclo, é possível escolher um dos locais abaixo para visitar. Contudo, lembre-se que não é um caminho para trilhar com qualquer carro.

trilha das bromélias peninsula de maraú
Essas belas e imponentes bromélias são endêmicas da região!

Lagoa Azul

A Lagoa Azul ainda não é uma atração tão conhecida na região e talvez você nem ouça falar dela quando estiver por lá. Mas como ela fica no trajeto da Trilha das Bromélias, é legal dar uma paradinha!

Ela costuma estar mais vazia e sossegada. E na alta temporada tem uma cabana que vende alguns itens de comida e bebida.

Há uma parte da lagoa que é própria para banho (a parte mais clara) e uma parte imprópria (mais escura). A areia é bem branquinha e a água calminha. Uma delícia!

Farol de Taipu

O Morro do Farol é o ponto mais alto de toda a Península de Maraú. Com o tempo claro, é possível observar toda a extensão das praias, da Ponta do Mutá até Itacaré!

O acesso é por pista de areia, a partir da BR-030, e a subida é a pé.

SUP na Lagoa do Cassange

A Lagoa do Cassange é ótima para dar um role de kayak ou stand up paddle, sendo possível alugar o equipamento à margem da lagoa, que também oferece um delicioso banho.

Mas aqui vai uma dica especialmente para as mulheres: evite entrar na água com biquíni branco, pois a água da lagoa pode deixá-lo encardido. Apesar de própria para banho, ela tem uma coloração mais amarelada.

Lagoa do Cassange
Literalmente “de boa na lagoa”!

Pastel no Bar Lagoa e Mar

Não deixe de provar os deliciosos pastéis no Bar Lagoa e Mar. Eu adorei experimentar os sabores inusitados, como o pastel de aratu (um tipo de molusco da região) e o de moqueca de banana. E para acompanhar, nada como um suco geladinho de cajá.

Ah! Foi lá que encontramos prancha de SUP e kayak para alugar.

O que fazer na Península de Maraú: Praia de Algodões

Se tem um paraíso ainda escondido da grande parte dos turistas que chegam à Península de Maraú, certamente é a Praia de Algodões. A longa faixa de areia, o mar transparente e os coqueirais à beira mar e somados com a inexistência de turistas, transformam esta praia em um verdadeiro paraíso.

Fim de tarde no Tikal Praia Bar

O descolado Tikal é um bar perfeito para curtir em um final de tarde. Eles tem um menu enxuto e delicioso, além de drinks imperdíveis, como o frozen de mel de cacau.

Frozen de Mel de Cacau da Península de Maraú
Um drink saboroso e imperdível na Península de Maraú: o Frozen de Mel de Cacau

Além de estarem à beira mar, é possível também tomar banho de rio e, durante o verão, há uma programação interessante, que inclui DJs e bandas ao vivo.

Açaí orgânico no Sítio do Outeiro

Visitar o Sítio do Outeiro é uma verdadeira experiência em meio a uma agrofloresta. Além do açaí, eles têm outras produções e te levam por um tour sensorial em meio à natureza.

Sítio do Outeiro na Praia de Algodões
O açaí do Sítio do Outeiro é fresquinho e apenas DELICIOSO!

Ao final, você poderá experimentar um delicioso açaí fresquinho. E já aviso logo, é totalmente diferente do que você está acostumado a comer nas casas de suco do Rio de Janeiro.

Vale saber: agende com antecedência pelo whatsapp 73 9983-5169.

Passeio de barco até a Cachoeira de Tremembé

E pra fechar essa lista, eu não poderia deixar de citar mais uma vez o passeio de lancha até a Cachoeira de Tremembé. Entrar com a embarcação dentro da cachoeira é super refrescante! Isso sem falar no caminho até lá, que é belíssimo.

Península de Maraú com chuva?

A verdade é que realmente não há muito o que fazer em Península de Maraú com chuva, que foi nossa realidade durante alguns dias da viagem, mas seguem algumas dicas alternativas:

  • Sentar num bom restaurante e comer uma moqueca baiana bem saborosa;
  • Curtir o seu hotel (ou seja, mais um motivo para caprichar na hora da escolha do hotel!);
  • Escolher algum dos restaurantes da Ponta do Mutá e curtir o visual: a natureza é sempre relaxante.
  • Aproveitar para conhecer novas pessoas e colocar o bate-papo em dia com suas companhias de viagem.

Roteiro Península de Maraú

Você já sabe o que fazer na Península de Maraú, mas está na dúvida de como montar seu roteiro? Vou tentar ajudá-lo nessa missão com base na minha experiência no destino:

O que fazer na Península de Maraú: 4 dias

Se você tem apenas 4 dias, recomendo conhecer apenas os highlights:

  1. Piscinas de Taipu de Fora + por do sol na Ponta do Mutá
  2. Passeio de lancha pela Baía de Camamu
  3. Trilha das Bromélias + Boulevard
  4. Praia de Algodões + Tikal
O que fazer na Península de Maraú
Belo visual do Tikal Gastrobar

O que fazer na Península de Maraú: 7 dias

Este é o tempo que considero mínimo para que você possa conhecer o melhor da Península:

  1. Tulum Beach Club em Barra Grande ou apenas um dia inteirinho numa praia à sua escolha
  2. Piscinas de Taipu de Fora + por do sol na Ponta do Mutá
  3. Rio Carapitangui + pôr do sol no Bar da Rô
  4. Passeio de lancha pela Baía de Camamu
  5. Trilha das Bromélias + Boulevard
  6. Praia de Algodões + Tikal
  7. Passeio de bike em Taipu de Fora

O que fazer na Península de Maraú: 10 dias

Com 10 dias de viagem, você pode quebrar sua estadia em 2 locais distintos. Foi exatamente o que eu fiz e este esquema funcionou muito bem para mim! Escolhi a Praia de Algodões para a primeira etapa e a Praia de Taipu de Fora para os dias restantes.

A vantagem disso tudo é minimizar o tempo de deslocamento. E como há deliciosas opções de hospedagem na Península, você pode experimentar mais de uma.

rio carapitangui barra grande
Bar da Rô e Rio Carapitangui vistos de cima! Imagem de drone by @gaiavani.
  1. Curtir seu hotel e descansar
  2. Praia de Algodões + Tikal
  3. Passeio de lancha pela Baía de Camamu
  4. Trilha das Bromélias + Boulevard
  5. Curtir seu hotel e descansar
  6. Rio Carapitangui + pôr do sol no Bar da Rô
  7. Snorkel nas Piscinas de Taipu de Fora + por do sol na Ponta do Mutá
  8. Passeio de bike em Taipu de Fora + mergulho noturno
  9. Tulum Beach Club em Barra Grande ou apenas um dia inteirinho numa praia à sua escolha
  10. Curtir seu hotel e descansar

Península de Maraú: dicas de viagem

  • A Península de Maraú ainda é um dos poucos lugares que preserva o eco-sistema quase intocado, portanto espera-se dos turistas um cuidado com ele.
  • A estrada no interior da Península até a pousada é de terra (44 km sem pavimentação), que pode ficar muito difícil em dias chuvosos.
  • Não há postos de gasolina com bandeira dentro da Península e você só encontra locais para encher o tanque em Barra Grande e Taipu de Fora.
  • Não existem agências bancárias ou caixas eletrônicos na Península de Maraú e há locais que não aceitam cartões. Por isso, leve um pouco de dinheiro em espécie!
  • O sinal para telefones celulares é limitado e em muitas partes da Península é inexistente. Aparentemente, a única operadora que funciona por lá é a Vivo.
  • A eletricidade em toda a Península de Maraú é de 220V.

Uma das melhores praias da Bahia!

Fizemos uma seleção com as praias baianas mais lindas que visitamos nos últimos anos e é claro que incluímos alguns das praias da Península de Maraú! Taipu de Fora e Algodões entraram na lista!  Para conferir as demais, é só dar o play!

Pronto para visitar este paraíso baiano?

Agora que você já tem em mãos as melhores dicas para uma viagem à Península de Maraú, ficou mais fácil transformar este sonho em realidade, não é mesmo? E se ainda restou qualquer dúvida, deixe um comentário. =)


Leia também:

Roteiro Itacaré: o que fazer em 7 dias + dicas de viagem

Pontos turísticos Bahia: 15 lugares imperdíveis para conhecer na Bahia

Costa das Baleias (Bahia): principais atrativos, roteiro e dicas de viagem


Nota: A hospedagem na Villa Kandui e no Jardim das Bromélias foram uma cortesia.

Esse artigo foi escrito originalmente em março de 2017 e atualizado em março de 2021.

Quem escreve | @gaiavani
Fotógrafa, viajante de carteirinha e empreendedora digital, a editora do Mala de Aventuras vive a vida intensamente, aproveitando cada horinha do seu dia para transformar o mundo através das viagens.
  • Sobre
    Sobre o Mala de Aventuras
    Olá, somos a Gaia e a Nanda!
    Aqui nós compartilhamos as melhores
    dicas e roteiros de viagem para que você possa viajar mais e melhor
  • Organize a sua viagem!
    Descubra quais ferramentas nós e
    outros viajantes profissionais usamos
    para economizar nas viagens!
  • Aluguel de Carro!
    locação de carro
  • Nossos presets!
  • Newsletter

    Junte-se a mais de
    100.000 leitores e receba
    gratuitamente dicas de
    viagem exclusivas

  • Posts em destaque
  • E-Book fotografia
  • Assista no Youtube!
  • Publicidade

2 respostas

  1. Oie!!
    Senti falta de uma informação 🙁
    Quanto tempo durou sua viagem e que vc acha que eh suficiente?
    Outra duvida, vc ficou fixa nesse hotel, Dreamland Bungalows, e todas essas praias q vc ficou visitando..é a pé ou tem que ficar pegando passeio (melhor) ou a pé, barco…etc?

    1. Oi Ju! Foram 2 noites.E acho 2 ou 3 noites seriam suficientes pra conhecer a península.

      Caso queira fazer passeios fora da península, como pra Boipeba, aí indico ficar mais dias e fechar passeios de barco.

      Todos os passeios que fiz na península foram com o aluguel de um quadriciclo. A única coisa que fiz por fora foi uma ida à barra grande com motorista. ele nos levou e nos esperou no restaurante que queríamos ficar pra ver o por do sol e depois retornou com a gente pra taipu de fora, que fica um pouco afastado de barra grande.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *