Roteiro de 3 dias no Porto: o que fazer na cidade em poucos dias

O Porto é o destino certo para quem vai visitar Portugal pela primeira vez. Conhecida, principalmente, pelas caves de vinho, a cidade também se destaca por seus azulejos, pontes, igrejas e comidas caprichadas. Há muito com o que se surpreender por lá, mas neste post selecionamos os melhores lugares para quem não tem muito tempo para explorar e precisa de um roteiro de 3 dias em Porto.

Onde fica e como chegar no Porto

O Porto é uma cidade no norte de Portugal, situado no Litoral, a oeste do Oceano Atlântico e formado pelo estuário do Rio Douro, que une o município de Vila Nova de Gaia ao Porto.

Aeroporto Francisco Sá Carneiro(OPO)

A cidade fica a cerca de 17km do Aeroporto Francisco Sá Carneiro (OPO). Se você está chegando por via aérea, há diversas opções para você se locomover até o centro da cidade do Porto. Se você quiser economizar, o transporte público é excelente e há metrô ou ônibus para você escolher. Se você preferir conforto, um taxi ou um transfer vai resolver sua vida.

Letras gigantes de porto
Parada obrigatória para uma foto ao chegar em Porto.

Do aeroporto até o centro do Porto: Shuttle

Nesse trajeto há algumas opções, como o Shuttle – um serviço mais confortável e rápido, principalmente para quem possui muitas bagagens. A viagem não costuma demorar mais de 15 ou 20 minutos, em condições normais de trânsito, e há a comodidade do carro buscar você no endereço informado. O serviço, que pode ser contratado pela GoingPorto, custa a partir de 5 euros.

Do aeroporto até o centro do Porto: Transporte público

É possível também pegar um metrô ou autocarro (ônibus). De metrô, o trajeto leva cerca de 35 minutos pela linha roxa “E” (Aeroporto-Estádio do Dragão). Para quem sai do aeroporto não tem como se confundir, pois é a única linha que chega até o local. A passagem custa, aproximadamente, 1,95 euros (o custo varia de acordo com a Zona da cidade aonde você pretende ir), a primeira viagem do aeroporto começa às 05h58 e a última é feita às 00h35.

Os bilhetes podem ser comprados com notas, moedas ou cartão nas máquinas disponíveis e é preciso adquirir um cartão de viagem reutilizável (0,60 euros). O intervalo entre os trens desta linha costuma ser de 20 minutos. Dica importante: Não se esqueça de validar o cartão em uma das máquinas de controle, colocadas a frente do transporte. Mais informações: Site oficial do metrô do Porto.

Você pode escolher ir de ônibus, caso chegue durante a madrugada e não tenha mais metrô funcionando. A passagem custa 1,90 euros e a linha “3M” funciona das 00h30 às 5h30, sendo que há um por hora. As paragens (pontos) mais importantes são Av. Aliados (final), Trindade, Carolina Michaelis, Monte do Burgos, Padrão da Légua, Ponte de Moreira, Pedras Rubras e Aeroporto (final). A viagem dura cerca de 40 minutos.

Do aeroporto até o centro do Porto: Táxis

Você ainda pode optar pela corrida de táxi tradicional do aeroporto ao centro. O custo varia de acordo com o trajeto e o trânsito, mas sai em média 20 euros. Já uma corrida de Uber fica entre 12 e 17 euros.


Por fim, você ainda pode optar por alugar um carro, que certamente te trará mais conforto. Nós indicamos o RentCars. O site é confiável e prático, já que eles fazem uma pesquisa de preços entre a maioria das locadoras e isso te poupa um trabalho danado.


Como chegar no Porto saindo de Lisboa

A distância entre Lisboa e o Porto é de 290 km e o trajeto pode ser feito em cerca de 3h e de quatro maneiras diferentes: carro, ônibus, trem e avião.

Para ônibus e carros, o trajeto é muito comum, a estrada que liga as duas cidades se chama A1, é boa, bem sinalizada e muito bonita! O trajeto de trem, é tão fácil quanto, basta escolher a estação de Lisboa (Cais do Sodre, Entrecampos, Oriente, Rossio, Santa Apolonia ou Sete Rios) mais próxima de sua localização e ingressar em direção a uma das duas estações do Porto (Campanha ou São Bento) .

Já de avião, a partida é do Aeroporto Humberto Delgado e você pode encontrar passagens a partir de 20 euros.

Veja também: Roteiro Portugal: 2 semanas por Lisboa, Porto e arredores

Qual é a melhor época para visitar o Porto?

Qualquer época do ano parece boa para visitar o Porto. Porém, chove muito durante o inverno. Mas não importa o mês que você escolher, vá sabendo que em algum momento você vai precisar de um casaco, pois no Porto sempre bate aquele ventinho do vindo do oceano.

Na nossa opinião, a melhor época é o outono (setembro e outubro), quando viajamos. As temperaturas ainda estão elevadas, a cidade não está cheia de turistas, as cores do outono deixam a cidade ainda mais bonita para ser fotografada, e, ainda por cima, é a época das colheitas de uvas e o início da produção de vinho.

A primavera (abril e maio) também é uma época boa para viajar para o Porto. As temperaturas estão cada vez mais quentes, os dias mais longos, a cidade está cheia de vida e não está lotada. É mais fácil conseguir reservas em hotéis, restaurantes e os bilhetes de avião tendem a estar num preço mais razoável.

Especificamente em junho, há uma razão especial para visitar a cidade, pois é a época em que celebram a noite de São João: a festa mais importante em Porto. Ouvimos dizer que é uma noite mágica com algumas tradições e muita comida boa!

Julho e agosto são os meses mais quentes, essa é a alta temporada e período de férias. Nestes meses, de verão, é quando acontecem os eventos na cidade como festivais de música, sessões de cinema ao ar livre, concertos, etc. Porém, se você pretende ir nessa época, é bom pensar na hospedagem com antecedência.

Se preferir poupar dinheiro em hotéis e passagens de avião, a temporada de inverno ou baixa (novembro até início de março) é a melhor opção para você que quer economizar (com exceção dos períodos festivos, do Natal à véspera de Ano Novo).


Nós sempre pesquisamos nossas passagens pelo site da Passagens Promo. Ele é super fácil de mexer, é confiável e ainda tem uns descontinhos ótimos.


Igreja e jardins do Porto no outono
Porto no outono

Veja também: 10 passeios imperdíveis em Porto, Portugal

Onde se hospedar no Porto?

A cidade tem muitas opções legais de hospedagem e é pequena, se comparada a Lisboa. Então, qualquer hotel que você escolher estará a poucos minutos de algum ponto interessante. Mas, sabemos que o preço acaba sendo um fator importante na hora de tomar a decisão do local em que vai se hospedar. E a boa notícia é que há possibilidades para todos os bolsos, desde hostels, apartamentos, até os mais luxuosos hotéis de Portugal.

As melhores regiões são a Zona Ribeirinha, a Baixa e Cedofeita, o bairro mais descolado da cidade. Todas são centrais, mas têm suas particularidades. Então, veja o que tem em cada bairro para descobrir o lugar que mais tem a ver com o seu perfil.

A Zona Ribeirinha é mais turística e Patrimônio Mundial da UNESCO. Lá você ficará do lado das casinhas coloridas que refletem no Rio Douro e da icônica ponte D. Luís I, que te leva até as caves de vinho do Porto em Vila Nova de Gaia. Se você procura por atrações, além de lojas, restaurantes e quer fazer as coisas a pé, essa região é a ideal.

Essa é a melhor região para se hospedar em Porto e onde ficam localizados os melhores hoteís.

Casa do Rio Charm Suites

Uma ótima opção de acomodação e que nós indicamos é o Casa do Rio Charm Suites. Lá você terá uma experiência excepcional, com toda a comodidade para sua viagem ser uma delícia.

Os quartos são charmosos, bem modernos e com uma decoração linda. Além disso, eles tem varanda, frigobar e cafeteria em simplesmente todos os quartos.

A área comum é bem agradável e o café da manhã é fabuloso, inclusive, recebe muitos elogios dos hóspedes.


BO Fernandes Tomás

A região da Baixa é tão turística quanto a Ribeirinha e onde estão concentrados alguns pontos turísticos. Se você gosta de arquitetura, vai amar se hospedar por ali, pois os prédios são muito charmosos. Além de hotéis, você pode ficar em apartamentos como o BO Fernandes Tomás.


Hotel Cristal Porto

Ali perto, também tem a opção de se hospedar no bairro da Lapa, mais residencial e tranquilo. Ótimo local para aqueles que fogem de zonas muito movimentadas e buscam o meio termo: Perto dos pontos centrais da cidade e com preços melhores.

Quando estivemos lá, ficamos neste bairro, no Hotel Cristal Porto. Nós adoramos o design do hotel e ele fica bem pertinho dos meios de transporte da cidade.

Veja também: Onde se hospedar no Porto: conheça o Hotel Cristal Porto


Gallery Hostel

Por fim, se você busca um lugar mais descolado e artsy, o bairro Cedofeita é a melhor opção. A seguir vamos contar mais sobre este bairro, que é imperdível ao visitar o Porto. Ali há charmosos hotéis e hostels, como o Gallery Hostel.


Roteiro de 3 dias no Porto: dia 1

Jardins do Palácio

Apesar de pouco comentado, o Porto já teve um Palácio de Cristal, que hoje se tornou um pavilhão de esportes chamado Rosa Mota. O antigo palácio, tal como o Palácio de Cristal de Petrópolis, inspirado no Crystal Palace londrino, foi inaugurado em 1865 pelo Rei D. Luís.

A intenção dele era receber a Exposição Internacional do Porto, que contava com mais de 3000 mostras. Depois disso, o Palácio continuou sediando outras exposições e serviu como um importante espaço de cultura, recebendo grandes concertos de música clássica.

Em 1951, foi destruído para dar origem a um pavilhão esportivo, com o pretexto de sediar o Campeonato Mundial de Hóquei em Patins. A população do Porto não se conformou com sua destruição e por isso este espaço continua sendo chamado de Palácio de Cristal, embora não exista mais.

Mas, o que vale a pena hoje são os seus jardins que foram feitos em estilo romântico e que você não pode deixar de visitar! Cada jardim recebeu um nome e temática diferente, representando as estações do ano, além de fontes, estátuas, flora diversificada e uma biblioteca pública muito moderna. É um passeio imperdível seja em família, com amigos ou a dois.

E o mais incrível, é a vista que se tem do Rio Douro. É daquelas que rendem admirações e muitas fotos! Inclusive, o jardim todo é um local ótimo para se fazer fotos e, claro, apreciar.

Foto em frente a fonte no jardim do palacio de cristal do porto
Jardins do Palacio de Porto

Endereço: Os jardins do Palácio de Cristal ficam na Rua Dom Manuel II,
Horário: de 8h às 19h (exceto, abril a setembro, funcionando até às 21h).
Entrada gratuita. Para chegar, de metrô, saltar na estação Casa da Música.

Casa da Música

A caminho dos jardins do Palácio, uma ótima parada é a Casa da Música. Um ícone da arquitetura contemporânea do Porto, que possui uma programação de concertos, além de eventos educativos como workshops. Ali também há um restaurante e café sofisticado localizado na cobertura. Diariamente há visitas guiadas pelo valor de 10 euros.

Endereço: Av. da Boavista, 604-610
Horário: Segunda a Sábado das 09h30 às 19h. Domingo e Feriados das 09h30 às 18h.

Rua Miguel Bombarda

Esta Rua, localizada no bairro Cedofeita, é uma das mais artísticas da cidade. Uma mistura de traços da street art com a tradicional arquitetura do Porto, onde você vai ver galerias de arte, joalherias autorais, marcas locais, cafés e restaurantes descolados.

Foto da arte de rua na rua miguel bombarda em porto
Rua Miguel Bombarda

O Sabores & Açores, por exemplo, é um destes e uma surpresa gastronômica. Restaurante lindo, que faz você se sentir dentro de uma galeria de arte, especializado em uma comida peculiar, sobretudo indiana, portuense e açoriana (de Açores, Ilha em Portugal). Juntaram as influências açorianas de uma das sócias à descendência indiana de outro sócio e aos dotes da cozinha portuguesa dos outros dois. Dentre os pratos, destacamos a Alcatra Açoriana e o Chicken Massala, escolhidos e aprovadíssimos por nós; e o picante goês Vindaloo.

Foto do interior do restaurante Sabores e Açores
Foto: Facebook / Sabores e Açores no Porto

Sem falar na variedade de doces como a Queijada Dona Amélia, Bolo de Amêndoas com Ovos Moles e a melhor Tarte de Lima que já comemos! Outro destaque é o refrigerante Kima (originário de Açores), disponível em dois sabores: ananás (abacaxi) e maracujá, ambos muitos bons. Este restaurante fica no Centro Comercial Bombarda e a média de preço varia entre 8 a 12 euros por pessoa.

Endereço: Rua de Miguel Bombarda 285
Horário: das 12h às 20h.

Roteiro de 3 dias no Porto: dia 2

Nosso segundo dia de viagem foi destino a conhecer o Centro Histórico do Porto!

Livraria Lello

Por ser uma cidade pequena, o Porto é ótimo para fazer caminhadas. Então, coloque o tênis mais confortável para conhecer o seu centro histórico a pé.

Nosso ponto de partida foi a Livraria Lello, uma das livrarias mais famosas do mundo, com uma fachada Art Nouveau belíssima. Costuma ter um fila enorme para entrar, mas vale a pena esperar um pouco para conhecer, principalmente se você for apaixonado por livros e/ou fã da saga Harry Potter.

Ao entrar, você vai se deparar com uma escadaria de estilo neogótico e vai achar que está em Hogwarts. Para aqueles que não sabem, a autora J. K. Rowling morou um tempo no Porto e se inspirou nesta livraria enquanto escrevia seus livros.

Escadaria da Livraria Lello
Foto: Nan Palmero / Livraria Lello

Endereço: Rua das Carmelitas, 144
Horário: Todos os dias de 09h30 às 19hs

Torre dos Clérigos

Pelo caminho está a Torre dos Clérigos, que possui 240 degraus e uma vista panorâmica incrível da cidade. Depois de visitar dois pontos famosos da cidade, pode seguir a caminho para a Avenida dos Aliados e Estação de São Bento (entre para ver a história de Portugal sendo ilustrada através dos belos azulejos nas paredes).

Endereço: A Torre dos Clérigos fica na Rua de São Filipe de Nery
Horário: Todos os dias das 09h00 às 19h00.
Preço: 5 euros

Café Majestic

Faça uma pequena pausa para tomar um cimbalino (cafezinho) no Café Majestic, um clássico da cidade do Porto. Com uma arquitetura majestosa inspirada na Belle Époque francesa, ele também é conhecido pelo seu histórico das celebridades e personalidades influentes da cultura portuguesa que o visitavam no passado.

Para quem já visitou ou mora no Rio de Janeiro, este Café é muito semelhante à Confeitaria Colombo.

Endereço: Rua Santa Catarina 112
Horário: De segunda a sábado das 09:30 às 23:30

Rua de Santa Catarina para fazer compras

Retomando o seu passeio, vá as lojas da Rua de Santa Catarina. Tem uma variedade de lojas como Zara, H&M e outras mais originais como a Flying Tiger, que vende artigos  pessoais, de decoração e papelaria. Em uma das esquinas tem a Capela das Almas, uma linda igreja coberta de azulejos portugueses. Vale a pena você escolher pelo menos uma igreja para visitar quando for ao Porto.

Foto da fachada da Capela das Almas no Porto
Foto: Martin – Flickr / Capela das Almas

Reserve um tempo para comer pizza no Maus Hábitos

O Maus Hábitos não é um restaurante, mas lá você encontra a melhor pizza do Porto, se é que podemos dizer assim. Localizado bem no centro da cidade, no 4º andar de um edifício antigo na Rua Passos Manuel, este estabelecimento se define como um espaço de intervenção cultural – tem tudo relacionado as artes.

Apesar de não ter palco, recebe concertos e peças de teatro; e exposições. Além disso, o espaço tem uma decoração retrô linda e uma vibe jovem, ideal para todos o gêneros de público.

Quanto a comida, que é o principal motivo por ele estar listado neste artigo, tem um cardápio com opções de saladas, massas, sanduíches, pratos veganos e pizza. Tudo parece ser muito gostoso, mas vá de pizza porque você não vai se arrepender e, de sobremesa, peça o NY cheesecake com dois toppings, de lemon curd e de frutas vermelhas. As opções de sobremesas são muitas e todas parecem deliciosas.

Pizza do restaurante Maus Hábitos no Porto
Pizza do Maus Hábitos

Endereço: Rua Passos Manuel
O horário de funcionamento é bem variado: Segunda não abre. Quartas e quintas, de 12h às 2h; sextas e sábados, até às 4h; terças, até meia noite; e aos domingos até 17h.

Roteiro de 3 dias no Porto: último dia

Reservamos o último dia para aproveitar mais um pouquinho do hotel que ficamos, o Cristal Porto. Acordamos cedo, tomamos aquele café da manhã maravilhoso e descansamos, para mais tarde atravessarmos a ponte D. Luís I até Vila Nova de Gaia.

Almoço em uma taberna portuguesa

Depois de termos descansado o suficiente, escolhemos um restaurante típico português para almoçar.
O escolhido da vez foi a Taberna Santo Antonio, no centro do Porto. Um espaço bem pequeno com uma qualidade muito grande, apesar de simples esteticamente. Indico fazer reserva, pois a quantidade de gente à espera de mesa é grande. Aliás, se conseguir, faça reserva de todos os restaurantes que for, pois lá esse é o costume.

Esperamos meia hora, bebendo uma taça de vinho no balcão do restaurante. A seguir, sentamos em uma mesa para comer um prato de bolinhos de bacalhau com arroz de tomate por apenas 5 euros (muito barato)! Estava tudo ótimo, era como comida de mãe: caseira, gostosa e muito bem temperada.

O menu não é fixo, varia de acordo com a semana, mas todas as opções parecem ótimas e bem servidas. Para nossa surpresa, ainda tinha sobremesas deliciosas. A mais famosa delas é a mousse de chocolate, que virou destaque nas revistas de gastronomia da cidade. Realmente é maravilhosa e eu achava que não era fã de mousse, mas depois dessa até mudei de ideia. E o creme brulee, que chegou quentinho, também estava divino!

Endereço: Rua das Virtudes, 32 e funciona de segunda a domingo, das 12h às 15h30 e das 19h30 às 22h.

Ponte D. Luís I a pé

Após o almoço no Porto, chegou a hora de atravessar o rio Douro até a cidade vizinha, Vila Nova de Gaia.

Vista das casas coloridas através da Ponte D. Luís I
Foto: Sergei Gussev / Ponte D. Luís I

A Ponte D. Luís I, a mais famosa da cidade, é que permite a passagem de pessoas, além de carro e metrô. Atravesse a pé pela parte superior e aproveite para tirar umas fotos durante o caminho, que de um lado é cheio de casinhas coloridas e do outro é possível ver barcos rabelos que transportavam o vinho do Porto.

Degustação de vinho do Porto

Chegando em Gaia, siga para uma das caves de vinho do Porto. Por ali tem muitas e todas oferecem visitas guiadas e degustação, uma experiência imperdível! As mais famosas são Sandeman, Calém, Ferreira, Taylor’s e Graham’s. Escolha antes e faça reserva.

Dessa vez, escolhemos a Sandeman. Esta cave, junto com a Ferreira e Offley, pertence a um dos maiores grupos empresariais de vinho do Porto. O símbolo da marca parece o Zorro, com “sombrero” e capa. O chapéu representa a região espanhola de Jerez de la Frontera e a capa a região do Porto, pois os estudantes universitários usam esse traje (mais uma inspiração da autora J. K. Rowling nas histórias de Harry Potter).

O ponto de destaque da visitação é que o guia usa o traje símbolo da marca. O vinho do porto possui 5 variedades: Ruby, Tawny, Branco, LBV (Late Bottled Vintage) e Vintage; todas muito saborosas!

Interior da Sandeman
Degustação de vinho na Sandeman

Após se deliciar com o vinho do Porto, caminhe pelo cais de Vila Nova de Gaia e volte atravessando a ponte pela parte inferior até o Cais da Ribeira. Se tiver tempo, explore as ruas estreitas e de cenário pitoresco que se encontram ali.

Museu d’Avó à noite

Termine seu dia jantando petiscos no Museu d’Avó, restaurante localizado na zona mais trendy da cidade e que serve refeições até tarde (coisa rara em Portugal). O menu é português e dentre as opções estão: Ameijôas, Chouriço, Arroz de Mariscos, Bacalhau com Natas e Francesinha (aconselho experimentar este prato típico do Porto). Tudo muito fresco e maravilhoso.

O espaço tem uma iluminação à luz de velas tornando o ambiente acolhedor; ao mesmo tempo, é descontraído com mesas de madeira e objetos de decoração que podemos encontrar na casa das nossas avós. Por isso, o nome escolhido para o restaurante. Local jovem e animado para tomar umas sangrias, comer a vontade e fechar a viagem com chave de ouro.

Endereço: Travessa de Cedofeita 54/56
Horário: de segunda a sábado, das 20h às 4h. O preço médio é de 12 euros por pessoa.


Dica bônus:

Certamente se você está planejando passar só 3 dias em Porto é porque irá passar por outros destinos também, não é? Então dá uma conferida no RoadTrip por Portugal (10 dias e 11 cidades) que o blog Turistando.in preparou. Você vai amar descobrir o tanto de coisa boa que Portugal reserva. Depois é só contar para gente o que achou aqui nos comentários =)


Você pode gostar de ver também: 

10 passeios imperdíveis em Madrid

10 dicas imperdíveis para viajar o mundo de graça


Cadastre seu e-mail e receba novidades!

faça parte da nossa lista, é de graça!

I will never give away, trade or sell your email address. You can unsubscribe at any time.