Na Região Serrana do Rio de Janeiro, Teresópolis é um destino perfeito para os amantes de trilhas e do ecoturismo. E hoje eu vou te apresentar as 10 trilhas em Teresópolis imperdíveis para você incluir no roteiro!

Se você, assim como a gente, é apaixonado(a) pelo contato com a natureza vai adorar conhecer as trilhas que separamos para você.

Fizemos uma lista para todo mundo! Do mais experiente ao iniciante, você vai adorar! Então continue lendo para conhecer um pouco mais sobre as trilhas em Teresópolis.


Por que visitar Teresópolis

Teresópolis, ou Terê para os mais íntimos, é uma cidade centenária, que remonta da época do Império. Aliás, Dona Teresa Cristina, esposa de D. Pedro II se encantou tanto pela região que a cidade foi nomeada em homenagem a ela.

Newsletter
cadastre-se gratuitamente

Quer viajar mais e melhor?

Baixe nosso e-book com 30 dicas exclusivas
para você planejar e economizar nas suas viagens!
Bônus

checklist para uma mala impecável

a melhor planilha de planejamento de viagens dessa internet

E o melhor?
Todo esse material é gratuito!

Com clima de interior, Teresópolis é uma cidade muito charmosa e procurada por turistas que querem curtir o friozinho da serra, tanto que ela se consagrou como um dos destinos de frio no Rio de Janeiro.

Mas além do clima bucólico, Terê também é conhecida por ser a capital do montanhismo no Brasil. Com três parques naturais, a cidade recebe montanhistas e apaixonados por ecoturismo para percorrer suas muitas trilhas. Se você gosta de aventura e contato com a natureza, Teresópolis é o lugar certo!

o que fazer em teresópolis
Visual lindo do Dedo de Deus!

Nós já percorremos diversas das trilhas em Teresópolis e sempre tivemos experiências inesquecíveis. Das mais fáceis, como a trilha da Pedra do Elefante Teresópolis, até às mais difíceis, à exemplo da trilha Petrópolis – Teresópolis, você vai encontrar lugares fantásticos em meio a muita mata nativa. Tenho certeza de que você vai voltar muitas vezes mais!


Aproveite para ler:
O que fazer em Teresópolis: 15 passeios imperdíveis + dicas da cidade


Onde se hospedar em Teresópolis

Se você está indo para Teresópolis para ficar perto da natureza, nada mais justo do que escolher uma acomodação que também esteja em meio a muito verde. Nesse sentido, a Pousada Bromélia Sabiá & Cia é uma ótima opção, pois ela fica bem ao lado do Parque Nacional da Serra dos Órgãos. Com tanto verde ao volta, o clima não poderia ser melhor. Além disso, os quartos da pousada são excelente e super confortáveis, alguns inclusive com banheira de hidromassagem e uma vista deslumbrante para as montanhas A pousada também possui piscina e sauna.

Outra sugestão é a Pousada Matitaterê, que fica um pouco mais afastada do dentro da cidade e com muito verde ao seu redor também. Os quartos, bem como seus banheiros são bem espaçosos e aconchegantes, com uma varandinha com vista para o jardim. Nas áreas comuns você encontra piscina, sauna e um lounge com salão de jogos para se divertir.

Por fim, a Pousada Terê Parque oferece além de muito conforto uma ótima infraestrutura para todos seus hóspedes. Os quartos são modernos e na área comum você encontra piscina, parquinho infantil, sauna e um jardim incrível! A Terê Parque está pronta para te receber com muito luxo e conforto.


Trilhas em Teresópolis: 10 trilhas imperdíveis 

Conforme disse anteriormente, Teresópolis é a capital do montanhismo no Brasil e aqui você irá encontrar não só trilhas consagradas por montanhistas, mas também algumas que são ótimas para se ir até com crianças para aproveitar o dia em meio à natureza. Para conhecer nossa seleção de trilhas em Teresópolis imperdíveis é só continuar lendo esse post.


Trilhas no Parque Nacional Serra dos Órgãos Teresópolis

Com mais de 20 mil hectares, o Parque Nacional da Serra dos órgãos, ou Parnaso como também é conhecido, possui a maior rede de trilhas do Brasil. Para quem está buscando as trilhas em Teresópolis, lá você encontra mais de 200km de trilhas de todos os níveis de dificuldade, sendo algumas até acessíveis a cadeirantes.

Criado em 1939 o parque abrange os municípios de Teresópolis, Petrópolis, Magé e Guapimirim. Além das trilhas incríveis, o Parnaso é também um refúgio da nossa biodiversidade e protege mais de 2800 espécies de plantas e mais de 700 de animais, alguns dos quais ameaçados de extinção.

As trilhas do parque são todas bem sinalizadas e no centro de visitantes estão disponíveis mapas das trilhas de Teresópolis. O preços dos ingressos podem variar de acordo com a atividade que você vá fazer no parque. Dessa forma, é melhor consultar o site para informações mais detalhadas. (http://parnaso.tur.br/comprar-ingresso/)

A entrada principal da sede Teresópolis do Parnaso fica na área urbana da cidade, na Avenida Rotariana s/nº, logo na entrada da cidade próximo ao Mirante do Soberbo e ao pórtico de entrada de Teresópolis.

Já que você já sabe como chegar ao Parque Nacional da Serra dos Órgão, continue lendo para saber mais sobre as trilhas disponíveis por lá.


Aproveite para ler: 10 cachoeiras em Petrópolis que merecem uma visita


01. Parque Nacional Serra dos Órgãos: Pedra do Sino

Antes de mais nada, a trilha Pedra do Sino é um dos circuitos mais clássicos para os praticantes do montanhismo e é também aquele que atinge o ponto mais alto do Parque Nacional da Serra dos Órgãos.

Embora seja considerada uma trilha pesada, a trilha da Pedra do Sino te recompensa com um visual de tirar o fôlego a 1.100 metros de altitude, de onde é possível ver a Baía de Guanabara, a cidade do Rio de Janeiro e uma parte do Vale do Paraíba.

pedra do sino em teresópolis
Visual lindo do nascer do sol na Pedra do Sino! Foto: Alexandre Carvalho

Desde a entrada do parque até o final da trilha são 11km por dentro da mata e atravessando muitas subidas. A primeira parte, por dentro da mata é mais tranquila, inclusive com calçamento que data da época do império. Na trilha você também vai encontrar duas cachoeiras, que podem ser um belo ponto de parada para recuperar as energias.

Vale lembrar que o acesso a essa trilha é restrito a 100 pessoas ao dia e se você é iniciante, talvez ela não seja muito indicada por conta do terreno acidentado.

  • Nível: moderado a pesado
  • Extensão: 11km aproximadamente

02. Parque Nacional Serra dos Órgãos: Trilha Cartão Postal

Em segundo lugar, a trilha do Cartão Postal Teresópolis é considerada a mais bonita do Parnaso, pois possui a vista mais legal da cadeia de montanhas do parque, incluindo o famoso Dedo de Deus.

O acesso à trilha do Cartão Postal é feito pela estrada da Barragem e é muito bem sinalizada, com marcações a cada 300 metros. Contudo, ela é classificada como moderada por conta dos desníveis ao longo do caminho que podem chegar a 300m.

Uma coisa legal sobre essa trilha também é que antes do mirante ela faz bifurcação com a trilha 360, então depois você pode emendar uma na outra se tiver disposição. Chegando ao mirante a vista não poderia ser melhor. Uma placa te diz quais as montanhas estão à sua frente: Escalavrado, Dedo de Deus, Santo Antônio, entre outras.

  • Nível: Moderado
  • Extensão: 1200m

03. Parque Nacional Serra dos Órgãos: Poço Dois Irmãos

Perfeita para iniciantes, o circuito Poço Dois Irmãos é a mais fácil das trilhas em Teresópolis. O acesso a ela fica logo na entrada do parque 150m depois você chega ao Poço Dois Irmãos. Lá você pode se refrescar na bela piscina natural, mas é sempre bom observar se há nuvens no topo da montanha. Também é bom frisar que o poço não conta com guarda vida.

  • Nível: Fácil
  • Extensão: 150m

04. Parque Nacional Serra dos Órgãos: Travessia Teresópolis – Petrópolis

A travessia Petrópolis – Teresópolis é uma verdadeira joia para os amantes do ecoturismo e considerada a mais bonita do Brasil por muitos e também uma das mais difíceis.

Seja saindo da Sede do Parnaso em Teresópolis, seja saindo da sede em Petrópolis, a trilha possui 30km de extensão, com muitas subidas e descidas, incluindo trechos propensos à desorientação. Por causa disso, recomendo percorrer a trilha com um guia experiente para sua segurança.

trilhas em teresópolis
Galera da Expedição Lithium reunida em um dos visuais mais bonitos do Morro Açú!

Devido à sua extensão, é recomendável fazer a travessia em três dias e também é melhor iniciar sua jornada por Petrópolis por ser mais fácil de passar em certos lugares. Ao comprar seu ingresso, você deve preencher um termo onde dá ciência dos riscos e normas da travessia e ao terminar a trilha o visitante deve avisar na portaria do parque.

No primeiro dia o trajeto vai do Bonfim até o Castelo do Açú, uma trilha com grande variação de altitude de cerca de 7km de extensão (leva-se em torno de 6h para percorrê-la). Próximo ao Castelo fica o local do primeiro pernoite.

Já no segundo dia o trajeto vai do Castelo do Açú até a Pedra do Sino e é aqui o trecho mais perigoso, onde a presença do guia experiente é fundamental. Frequentemente se ouve relatos de pessoas perdidas nesse trecho. Você irá pernoitar na Pedra do Sino após 7h de caminhada e ganhar de brinde uma bela vista do Rio de Janeiro iluminado durante à noite.

No último dia você irá percorrer o resto do caminho até a entrada do Parque em Teresópolis. Será um trajeto de cerca de 11km com várias descidas e você chegará ao destino final em cerca de 4h.

  • Nível: Pesado
  • Extensão: 30km divididos em 3 dias

Aproveite para ler: Explorando o Morro Açú


05. Pedra da Tartaruga 

Dentre as muitas trilhas em Teresópolis, outra que também é bem fácil, que inclusive podemos levar até crianças é a trilha da Pedra da Tartaruga. O acesso a ela fica no Parque Municipal Montanhas de Teresópolis e são cerca de 650m de extensão até o topo.

O caminho é super agradável e bem conservado. É preciso ficar atento na bifurcação que leva de fato até a Pedra da Tartaruga, ou até a Trilha do Camelo, mas pode ficar tranquilo que é tudo sinalizado. No topo da trilha existe um vale descampado ideal para fazer piquenique ou mesmo acampar.

Lá de cima o visual é incrível! Além disso você também pode se aventurar no rapel de 6, 12 ou até 30m! Vai encarar?

  • Nível: Fácil
  • Extensão: 650m

06. Vale dos Deuses

Já ouviu falar no Vale dos Deuses? A região é famosa pela travessia Vale dos Deuses – Vale dos Frades, que liga a parte alta do Parque Estadual dos Três Picos, em Friburgo até Teresópolis.

Esse é um antigo caminho usado para a passagem de cavalos e bois, fazendo a ligação entre as comunidades dos Três Picos e Vale dos Frades. A travessia passa por paisagens de tirar o fôlego! Vale a pena se organizar para viver essa aventura!

Trilhas em Teresópolis, RJ: 10 trilhas imperdíveis para quem ama natureza
O famoso Três Picos! Foto: @brenomadeira

07. Dois Bicos de Sebastiana

Também localizado no Parque Estadual dos Três Picos, encontramos os Dois Bicos no Vale das Sebastianas, também conhecidos como frade e freira, considerado um dos pontos mais bonitos de Teresópolis.

Para chegar até lá você virar à direita no Vale dos Frades logo após a cachoeira. A caminhada é tranquila, passando por pastagens e um pedaço com mata um pouco mais fechada

  • Nível: Fácil
  • Extensão: 6km
dois bicos de sebastiana
Paisagem da caminhada até Dois Bicos de Sebastiana. Foto: Miriam Gerber

08. Pedra do Camelo

Seguindo nossa lista de trilhas em Teresópolis, a próxima sugestão fica por conta da trilha da Pedra do Camelo. Da mesma forma que a Pedra da Tartaruga, o acesso para a Pedra do Camelo se dá pelo Parque Municipal Montanhas de Teresópolis. Na bifurcação você deverá pegar sentido à Pedra do Camelo.

O caminho é relativamente fácil, com algumas subidas e descidas. No entanto, se você deseja chegar ao topo da Pedra do Camelo vai precisar de equipamentos de escalada e da ajuda de um guia. Minha dica é que você observe o pôr do sol lá do alto, será uma experiência incrível!

pedra do camelo teresopolis
Pedra do Camelo / Foto: Trilhando Montanhas

09. Cachoeira dos Frades

Com acesso pela estrada que liga Teresópolis a Friburgo, a Cachoeira dos Frades é um dos passeios em Teresópolis que eu adoro fazer (adoro tomar banho de cachoeira)! Com uma queda de 10m de altura, a cachoeira forma um lago perfeito para tomar banho e renovar as energias, mas lembre-se que a água é bem gelada!

Ah! Também é bom lembrar que não existe nenhuma infraestrutura na cachoeira, então é bom levar sua própria comida e bebida. Aliás, moradores costumam levar até churrasqueira quando vão para lá.

Para chegar na Cachoeira dos Frades você deve seguir na estrada Teresópolis x Friburgo e prestar atenção na placa que sinaliza o acesso para a estrada de terra que te deixa mais perto da cachoeira. Você ainda tem um pedacinho de trilha a pé para chegar até lá, então coloque calçados confortáveis.

trilhas em teresopolis
A belíssima Cachoeira do Frade! Foto: Sergio Mauricio

10. Parque Estadual dos Três Picos

Por fim, o Parque Estadual dos Três Picos é o maior parque do Estado do Rio de Janeiro e abrange os municípios de Teresópolis, Nova Friburgo, Guapimirim, Silva Jardim e Cachoeiras de Macacu.

Nele, a Trilha dos Três Picos é a que mais desafia os montanhistas. O acesso aos picos menor e médio tem cerca de 8,5km de extensão e são consideradas pesadas, porém, o visual do topo dos picos é indescritível. Por outro lado, o acesso ao pico maior só é possível escalando um paredão de 700m de altitude, portanto, recomendo ir com um guia experiente.

três picos
No topo da Cabeça de Dragão, durante uma das expedições da Lithium! Foto: @brenomadeira

Também no parque existem outras trilhas consideradas mais fáceis, como a trilha da Caixa de Fósforo e a Cabeça do Dragão.


Trilhas em Teresópolis: dicas importantes

Uma vez que você já conhece algumas trilhas em Teresópolis, chegou a hora de te dar algumas dicas importantes de como se preparar para encarar uma trilha, principalmente as mais difíceis.

Em primeiro lugar é preciso que você saiba respeitar seus limites. Pesquise em sites como o Wikiloc informações sobre aquela trilha que você está pretendendo fazer e veja se você tem condições físicas de enfrentar o que está por vir. Você, melhor do que ninguém, saberá se seu corpo vai aguentar o trajeto e na dúvida, melhor escolher uma outra trilha.

É importante também sempre conferir a previsão do tempo para o lugar onde você fará a trilha. Praticar trekking com chuva não é recomendável, pois o risco de acidentes aumenta consideravelmente. Além disso, procure sempre deixar seu trajeto informado para alguém, incluindo seu cronograma com previsão de chegada.

Água e comida também são essenciais e previnem que você tenha algum tipo de mal súbito durante o trajeto. Você deve se hidratar mesmo que não esteja com muita sede e sempre leve mais do que consumiria, pois não se sabe o que pode acontecer. Com relação à comida, leve coisas práticas para se comer e separe por porções.

equipamento para trilhas teresópolis
É importante estar com bons equipamentos para fazer longas trilhas!

Ademais, se você não quer passar perrengue na sua trilha, minha dica é que você faça um checklist como esse que usamos em nossas aventuras.

A gente recomenda demais a marca Columbia, que tem equipamentos excelentes e um bom custo x benefício – lembrando que bons equipamentos não são baratos, ok? O material usado tem que ser de qualidade para resistir à temperaturas extremas. 

Seguindo essas dicas e fazendo o checklist sua trilha vai ser só sucesso! Temos um cupom de desconto especial para compras no site da Columbia! Use MALADEAVENTURAS e garanta 10% OFF no final da compra!


#DicadaNanda: se você fica inseguro em fazer as trilhas e travessias sozinha (o), que tal embarcar nessa aventura com guia credenciado e outros trilheiros? A Lithium organiza expedições em Petrópolis e Teresópolis. São grupos de 5 – 12 pessoas e eles organizam todo o passeio, que é feito com guia experiente e credenciado. Se tiver interesse, consulte o Instagram para saber as datas das próximas expedições! @uselithium


Pronto para explorar as trilhas de Teresópolis?

Sensacional essas dicas de trilhas em Teresópolis, né? Me deu até vontade de fazer a mochila e partir para uma delas. Se você ainda ficou com alguma dúvida é só perguntar, teremos o maior prazer em te ajudar. Ah! E não se esqueça de aproveitar muito seu passeio!


 

Quem escreve | @nandahudson
Criadora de conteúdo e viajante profissional, a co-fundadora e editora do Mala de Aventuras está sempre em busca de paisagens de tirar o fôlego e experiências transformadoras pelo Brasil e pelo Mundo.
  • Sobre
    Sobre o Mala de Aventuras
    Olá, somos a Gaia e a Nanda!
    Aqui nós compartilhamos as melhores
    dicas e roteiros de viagem para que você possa viajar mais e melhor
  • Organize a sua viagem!
    Descubra quais ferramentas nós e
    outros viajantes profissionais usamos
    para economizar nas viagens!
  • Publicidade
  • Nossos presets!
  • Newsletter

    Junte-se a mais de
    100.000 leitores e receba
    gratuitamente dicas de
    viagem exclusivas

  • Destaque
  • Posts em destaque
  • E-Book fotografia
  • Assista no Youtube!
  • Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *