Planejar uma viagem para Paris é uma delícia! Da compra da passagem aérea à escolha dos restaurantes, as horas gastas no Pinterest e no Instagram buscando dicas e referências, o planejamento do roteiro dia a dia… E se você estea se organizando para viajar para Paris pela primeira vez, vem comigo descobrir as MELHORES dicas para a sua trip.

Neste post, busco responder as principais perguntas relacionadas à Cidade Luz: qual é a melhor época para visitá-la, como se locomover, se precisa de visto, quais doces você não pode deixar de provar e ainda dou várias dicas de como economizar em uma viagem à Paris.

Se não bastasse isso tudo, falo também sobre alguns aplicativos que são uma mão na roda para quem visita a cidade e ainda coloquei uma lista com os melhores filmes para você assistir antes de embarcar para Paris! São mais de 20 dicas imperdíveis para você!

Newsletter
cadastre-se gratuitamente

Quer viajar mais e melhor?

Baixe nosso e-book com 30 dicas exclusivas
para você planejar e economizar nas suas viagens!
Bônus

checklist para uma mala impecável

a melhor planilha de planejamento de viagens dessa internet

E o melhor?
Todo esse material é gratuito!

Aliás, acho que vale dizer que preparei essa lista depois de ter passado por essa experiência de planejar uma viagem para Paris pela primeira vez e ter ficado cheia de dúvidas sobre os mais diversos, da voltagem (para saber se poderia levar meu secador de cabelos) ao détaxe (para fazer minhas comprinhas!), da visita aos museus à água servida nos restaurantes.

Vem comigo tirar do papel essa tão sonhada viagem! E se ficar qualquer dúvida, você pode ainda deixar um comentário que tentarei ajudá-lo (a). =)


01. A melhor época para visitar Paris é no final da alta temporada

A melhor época para ir à Paris é antes ou depois da alta temporada (ou seja, no início ou no fim do verão). Dessa forma, você ainda encontrará um tempo agradável sem tantas multidões. Contudo, não deixe de viajar para Paris caso não possa ir no início de junho ou no final de agosto.

Jardim de Luxemburgo Paris
O Jardim de Luxemburgo fica super florido e cheio de vida no verão!

A primavera e o outono também são ótimas épocas e oferecem oportunidades perfeitas para fotos. A  estação das cerejeiras em abril e as cores do outono em outubro e novembro são um espetáculo a parte. E no Natal a cidade fica lindíssima toda decorada!


02. Visto para Paris

Brasileiros não precisam de visto para entrar na Europa. Se você planeja uma viagem de turismo para Paris e pretende ficar até 90 dias em território europeu, pode ficar tranquilo pois você precisará apenas do seu passaporte válido (com data de expiração para 90 dias após a data marcada em sua passagem de volta).

Isso se dá graças ao Acordo de Schengen, que é um tratado dos países europeus de livre circulação de pessoas entre os países signatários. Este mesmo acordo prevê que o turista deve entrar na Europa com um seguro viagem com uma cobertura mínima de 30 mil euros para despesas médicas e hospitalares. Saiba mais sobre o seguro viagem para a França abaixo.

Seguro viagem internacional para a sua viagem para Paris

Sempre que estou planejando uma viagem internacional, pesquiso no site Seguros Promo e faço um comparativo entre todas as seguradoras para ver qual é a melhor oferta disponível.

Esse gasto é inevitável, mas não significa muito no orçamento total da viagem. Para uma semana, há ofertas de R$65, ou seja, menos de R$10/dia. Clique aqui para fazer a sua cotação.


Seguro Viagem: Europa
GTA 67 EUROMAX GTA 67 EUROMAX Assistência médica USD 67.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 26/dia*
Intermac EURO 40 (Exceto EUA) Intermac EURO 40 (Exceto EUA) Assistência médica EUR 40.000 Bagagem extraviada EUR 500 (SUPLEMENTAR) R$ 19/dia*
TA 100 MUNDO (exceto EUA) TA 100 MUNDO (exceto EUA) Assistência médica USD 100.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 27/dia*

03. Voltagem e eletricidade em Paris

A voltagem usada em Paris é a 230V, o que pode parecer estranho para nós brasileiros que estamos acostumados às voltagens 110V e 220V em território nacional. De todo modo, os aparelhos brasileiros de 220V funcionam bem nas tomadas francesas, mas nem mesmo pense em ligar um aparelho eletrônico 110V na França para não correr o risco de queimá-lo.

Já os plugues utilizados em Paris (e na França em geral), eles são dos tipos C e E. Apesar de não ser necessário um adaptador, pois são os mesmos plugues utilizados no Brasil, eu recomendo sempre viajar com um adaptador universal, pois nunca sabemos o que podemos encontrar no quarto do hotel, ou pode ser que você tenha algum aparelho com tomada diferente e você não quer passar perrengue sem poder carregá-lo à noite.


04. Chip internacional para a sua viagem para Paris

Paris é uma cidade bastante conectada e na maioria dos cafés e restaurantes encontrei wi-fi. Contudo, sou do time que gosta de estar conectada 100% do tempo para conferir os mapas, pesquisar os melhores restaurantes das redondezas, atualizar as redes sociais e fazer uma chamada ou outra para a família de vez em quando!

Nesta viagem, usei o chip da Yes Brasil e achei sensacional! Comprei um chip que eu poderia usar em toda a Europa (depois de Paris, segui viagem para o sul da França e a Suíça) por até 30 dias e tive conexão 100% em absolutamente todos os lugares que visitei.

Eu gostei tanto do chip que consegui um desconto para os leitores do blog e com o código MALADEAVENTURAS, você ganha 10% OFF para fazer a sua compra. Clique aqui para conferir.


05. Planeje sua acomodação com antecedência e fique em um local central durante sua viagem à Paris

Ficar perto de alguma estação de metrô em Paris significa que você poderá se locomover com facilidade para qualquer um dos principais pontos turísticos de Paris. Contudo, vale saber que escolher onde ficar em Paris não é tarefa fácil.

quinto arrondissement
O quinto “arrondissement” é super central, tem ótimos restaurantes e a maioria das principais atrações fica a apenas algumas quadras de distância.

Paris é dividida em bairros conhecidos como “arrondissements” e cada um dos 20 arrondissements tem características próprias. Vale saber: a maioria dos hotéis de luxo ficam no 8º arrondissement da cidade, enquanto outros locais econômicos podem ser encontrados nas áreas periféricas.

Nós escolhemos o Hotel de Notre-Dame no 5º arrondissement, o singular Quartier Latin. Essa área é bastante jovem, com ótimos cafés e restaurantes e abriga a famosa Universidade de Sorbonne. Com 5 minutos de caminhada chegávamos na Notre Dame, em 10 minutos estávamos na Fontaine de Saint Michel e com menos de 20 minutos estávamos no Louvre. Ou seja: hotel MUITO bem localizado. Amei!


Leia também:

Onde ficar em Paris: quais são os bairros bem localizados (e mais baratos!) para se hospedar


Para ter uma experiência como um local, considere reservar um apartamento no Airbnb. De studios de luxo com vista para a Torre Eiffel à quartos econômicos, há opções com preços variados. Novo no Airbnb? Inscreva-se neste link para obter crédito para sua primeira reserva!


06. Cuidado com batedores de carteira em Paris

Em Paris, você encontrará várias pessoas querendo se aproveitar da ingenuidade dos turistas, especialmente se estiver freqüentando as áreas turísticas principais (próximo da Torre Eiffel, em Montmartre e no Marais).

Fomos abordados diversas vezes por pessoas pedindo para assinarmos uma petição falsa, tentaram nos vender cadeados para pendurarmos próximo da Sacre Coeur e vimos uma situação de um batedor de carteira na nossa frente (mas não pudemos fazer nada a respeito).

Fique de olho em seus pertences, especialmente em lugares como o metrô, pois os furtos são bastante comuns. Sempre use uma bolsa com zíper e, se for usar mochila, nunca deixe sua carteira / objetos de valor no bolso de fora!


07. Use metrô em Paris

Aposte no metrô em sua viagem para Paris! Nos primeiros dias de viagem, pode ser um pouco intimidador usá-lo devido à enorme quantidade de linhas diferentes, mas quando você descobrir como andar de metrô em Paris, você ficará para lá e para cá o tempo todo.

metrô Paris
As entradas dos metrôs de Paris são super diferentes!

Dica: mantenha seu bilhete de metrô durante toda a viagem!

Mantenha o seu bilhete de metrô até sair da estação no seu destino final, porque pode haver fiscalização durante a viagem e eles verificarão seu ticket.

Dica 2: Compre os pacotes de passagens de metrô com 10

É possível comprar os bilhetes em absolutamente todas as estações no guichês de auto atendimento. Dentre as opções disponíveis, a melhor delas é o pacote com 10 tickets (cada bilhete unitário custa 1,90€, enquanto o pacote com 10 custa 14,90€).

Se você planeja ficar por mais de uma semana, vale a pena dar uma olhada nos passes de longo prazo (Navigo Découverte). Uma semana custa 22,80€, contudo este passe vale de segunda a domingo da mesma semana, ou seja, não é uma semana a partir da data da compra. Isso significa que se você chegar numa quinta-feira em Paris, nem vale a pena investir nesta modalidade.

Dica 3: as portas do metrô não são automáticas

Num gel, as portas do metrô não abrem automaticamente, a menos que você pressione um botão ou levante uma maçaneta. Lembre-se disso para não perder sua estação!

Dica 4: utilize o RER (trem) para fazer o trecho Aeroporto x centro de Paris

A maneira mais econômica e prática de sair do Aeroporto Charles de Gaulles e ir para o centro de Paris é de trem. O RER (Rede Expressa Regional) custa umas 5x mais barato do que pegar um Uber e eu nem cogitarei um táxi, pois eles costumam ser bem caros em Paris. Para você ter um comparativo real, o bilhete de RER custa 10,40€, enquanto um Uber custa 50,00€.


08. Explore Paris a pé

Por melhor que seja o transporte público, você com certeza vai andar MUITO em Paris. Conhecer a cidade a pé, principalmente nos meses mais quentes, é uma delícia!

O Marais, por exemplo, é um bairro com aspectos medievais que mostra um lado de Paris super vintage, com ruazinhas apertadas, lojas super descoladas e lugares deliciosos para comer. Como não explorá-lo a pé?

Outro bairro que é uma delícia de conhecer caminhando é Montmartre, mesmo com suas muitas ladeiras para subir e descer. Dentre as principais atrações do bairro estão a Basílica Sacre Couer, o café da Amélie Poulain e a Place des Tertres.

 Sacre Coeur Paris
A Sacre Coeur é parada obrigatória em Montmartre!

Dica: sapatos confortáveis são essenciais

Prepare-se para caminhar bastante, pois vagar por Paris é realmente melhor forma de sentir a cidade. Então nada melhor do que investir em um bom tênis ou sapato que te deixe confortável por longas horas. Nossa média andando em Paris foi de 15km/dia. Vai dizer que não é necessário um cuidado especial com os pés?


09. O Paris Pass é uma mão na roda para quem quer economizar em uma viagem para Paris

Quer explorar o máximo de coisas em Paris em um curto período de tempo? O Paris Pass é uma das melhores opções neste caso, pois inclui entrada em mais de 50 museus e monumentos da cidade, um cruzeiro pelo Rio Sena, passe ilimitado para usar no transporte público e, o melhor de tudo, zero fila em qualquer das atrações que você for visitar.

Quanto custa? O Paris Pass de dois dias custa 134,00€ (cerca de R$550) e para um passe de seis dias você precisa desembolsar 238,00€ (cerca de R$1.000). Isso significa que vale muito mais a pena comprar o passe de vários dias, se você pretende ficar uma semana ou mais em Paris.

Museum Pass

Outra opção é o Museum Pass, um cartão pré-pago mais em conta que permite acessar mais de 70 museus e monumentos em Paris. Portanto, se você planeja conhecer o Museu do Louvre, o Museu D’Orsay, o Museu l’Orangerie, o Palácio de Versailles e ainda subir no Arco do Triunfo, pode ser uma boa ideia investir num passe desses!

O Museum Pass de dois dias custa 55 euros (R$240), enquanto um passe de quatro dias custa 71 euros (R$320). E a boa é que você não só economiza, mas também não precisa gastar tempo nas filas para entrar.

Dica: compre com antecedência!

Eu costumo usar o site TicketBar para comprar ingressos para as atrações na Europa. Encontro praticamente tudo que quero nesse site e ainda pago em reais, evitando o IOF.


10. Tudo fecha aos domingos!

Como na maioria dos países católicos, boa parte do comércio local fecha as portas nos domingos. Por conta disso, programe-se para comprar itens de mercado ou farmácia com antecedência.

Mas não se desespere, você conseguirá turistar com tranquilidade em Paris neste dia da semana. A maioria dos museus, assim como atrações como a Torre Eiffel e o Arco do Triunfo, permanecem abertos aos domingos. Restaurantes localizados nas áreas turísticas também costumam abrir aos domingos, mas padarias e confeitarias geralmente tem o domingo como dia de descanso.


E também durante o mês de agosto!

Enquanto julho é um mês super agitado na capital da França, com multidões de turistas de todo o mundo visitando a cidade, agosto é tradicionalmente o momento em que os parisienses saem de férias, geralmente para o sul da França ou da Europa. Isso significa que a cidade é geralmente mais silenciosa do que em outras épocas da alta temporada, embora muitas lojas e cafeterias fiquem fechadas durante o mês.

Nós escolhemos agosto como o mês de nossa visita e foi realmente maravilhoso! Pudemos andar de metrô com tranquilidade e visitamos lugares como o Jardim de Luxemburgo com tranquilidade. Mas não se engane: o Trocadero e o Louvre continuam a ser o fervo dos turistas.

O lado negativo disso tudo é que talvez você tenha cafés e restaurantes na sua lista que estarão fechados durante a sua viagem à Paris. Eu mesma fiquei namorando uma padaria que dizia ter “o melhor croissant da Île-de-France”, mas estava fechada durante minha estadia na cidade.


11. Experimente todos os docinhos franceses dessa lista em sua viagem à Paris

Se tem uma coisa que você não pode deixar de fazer em Paris é experimentar os doces franceses. A patisserie francesa é mundialmente famosa e você com certeza já ouviu falar em doces como o macaron e o crème brulée. Então aqui vai uma listinha com as delícias imperdíveis para provar na sua viagem:

macaron La Durée
Delicioso macaron da La Durée
  1. Macaron
  2. Éclair
  3. Crème Brûlée
  4. Profiteroles
  5. Crepe Suzette
  6. Tarte Tartin
  7. Madeleine
  8. Mille Feuille
  9. Canelé
  10. Choux a la crème

12. Faça reservas em restaurantes com antecedência

Os restaurantes mais badalados da cidade tendem a estar sempre cheios, especialmente se você estiver planejando jantar fora durante o fim de semana. Dessa forma, eu recomendo reservar sua mesa com uma certa antecedência.

Dica: economize no almoço!

Almoçar nos restaurantes que estão na sua listinha pode ser mais vantajoso do que visitá-los à noite. Digo isso por dois motivos: primeiro porque é menos movimentado e pode ser que você consiga mesa com mais facilidade e segundo porque geralmente os restaurantes tem um “almoço executivo” que sai bastante em conta.

Dica 2: aplicativo LaFourchette ou TheFork

Uma ótima dica para encontrar restaurantes legais em Paris é utilizar o app LaFourchette. É possível pesquisar por localização ou cozinha. O app ainda tem vários descontos exclusivos e realiza reservas de forma prática e rápida.


13. Outra dica para uma economizar em uma viagem para Paris: encontre ótimas opções de refeições rápidas para o almoço nos supermercados

Se tem uma coisa que adoro fazer em minhas viagens é visitar os mercados locais. Fazer isso em Paris é ainda mais gostoso, pois as opções disponíveis são super diferentes e deliciosas!

Uma ótima forma que encontrei nessa viagem para economizar foi passar em um mercado para comprar uma salada ou sanduíche para o almoço. A maioria das opções variava entre 4,00€ e 7,00€ e eram deliciosas, além de super satisfatórias.

Dica para a sobremesa

O Suchard é um docinho MARAVILHOSO, que lembra o conhecido Ferrero Rocher, mas é ainda mais chocolatudo. Encontrei em alguns mercados que visitei e sempre que via, comprava uma unidade para degustar após as refeições.

Dica sobre água

Você pode beber água da torneira de praticamente todos os estabelecimentos e, inclusive, você pode pedir nos restaurantes uma “garrafe d’eau” que eles te trarão uma garrada d’água gratuita. Além disso, uma dica MARA é andar com sua própria garrafinha e baixar o app FindTap, para descobrir as fontes que encontram-se por toda a cidade.

Le Consulat Montmartre
O Le Consulat é um dos cafés mais badalados de Montmartre

14. Melhor forma de curtir uma viagem em Paris: faça um picnic na beira do Sena

Paris é um excelente destino para picnics! A melhor pedida é passar num mercado e comprar baguetes, queijos e vinhos por alguns euros e desfrutar de um fim de tarde à beira do Sena ou no gramado em frente à Torre Eiffel.

Esse foi meu passeio preferido durante Paris no verão e dos 7 dias que fiquei na cidade, fiz isso ao menos 3 vezes! Além de ser uma delícia de passeio, é super econômico: com 15,00€ nós compramos bastante coisa para 2 pessoas.

Dica: lembre-se do abridor de vinho

O ideal é ter seu próprio abridor de vinho para poder fazer seu picnic no melhor estilo francês, regado a vinho. Se você não tiver um, vale a pena dar uma espiada nas pessoas ao seu redor, pois isso faz parte do kit de picnic de todos os franceses. E uma outra opção é comprar vinhos de rosca, ao invés dos vinhos de rolha.


15. Para conhecer a Torre Eiffel, garanta seu ingresso com antecedência

Mais uma dica relacionada a poupar tempo em sua viagem! Ninguém merece gastar seu precioso tempo em Paris numa fila para visitar a Torre Eiffel. Com tantos milhares de turistas que a visitam diariamente, se você não se programar com antecedência, você vai acabar preso na fila por algum tempinho.

Existem duas formas de visitar a Torre Eiffel: você pode subir até o topo para ter um visual de perder o fôlego ou subir apenas no segundo andar e, ainda assim, ter um visual incrível lá de cima!


16. Os museus de Paris vão muito além do Louvre

O Louvre talvez seja o museu mais famoso do mundo, mas Paris tem uma centena de museus relacionados a todos os assuntos possíveis e imagináveis. De um museu especializado em vampiros e lendas, a um museu doméstico onde Renoir residia perto das vinhas de Montmartre, certamente há um museu que é a sua cara!

As famosas pirâmides do Museu do Louvre
As famosas pirâmides do Museu do Louvre

Dica: visite o Louvre, mas não tente ver tudo

É claro que em uma primeira vez em Paris, você vai querer visitar o Louvre para observar de perto o pequeno quadro da Monalisa. Aliás, caso você esteja se perguntando por que essa pintura ficou tão famosa mundialmente, foi pelo fato dela ter sido roubada no início do século XX.

Aqui vai uma dica para a sua visita ao Louvre, nem mesmo tente conhecer o museu todo em um dia. Ele é realmente gigantesco, com 60 mil metros quadrados e mais de 75 mil quadros expostos. E para aproveitar ao máximo seu tempo no local, recomendo comprar seu ingresso para o Louvre com antecedência (ou o Paris Pass, que falei acima). Isso significa que você vai poupar suas energias sem ter que ficar um tempão na fila.


Garanta já seu Museum Pass, que inclui visita ao Louvre.


Dica 2: os museus costumam fechar nas segundas e terças-feiras

Planeje suas visitas aos museus tendo em mente que a maioria deles fecha nas segundas ou terças-feiras. O Musée D’Orsay está fechado nas segundas, enquanto o Louvre, o Musée de l’Orangerie e o Centro Georges Pompidou fecham nas terças.


17. Compras durante sua viagem à Paris: détaxe

Se você está planejando sua viagem para Paris, certamente está com planos de fazer umas comprinhas na Galerie Lafayette ou na Champs Élysées. E a boa notícia é que dá para economizar um bocado se você fizer o passo a passo do détaxe, ou seja, você pode receber de volta parte do imposto pago em compras realizadas em território francês.

Como funciona o détaxe? Se você não é residente europeu e tem mais de 16 anos, poderá receber uma restituição do imposto IVA em determinados itens, desde que as compras ultrapassem o valor de 175€ em um mesmo dia e numa mesma loja. Você economizará 12% do valor dos produtos comprados referentes a este imposto.

Ao realizar a compra, você deve sinalizar que gostaria de fazer o détaxe (testei na Apple e logo de cara eles já sabiam do que se tratava). A loja pedirá alguns de seus dados e, em seguida, te entregará os papéis referentes à compra em seu nome. Guarde-os bem guardados para poder apresentá-los no aeroporto antes de fazer o check-in no retorno para o Brasil. Basta procurar pelo guichê de détaxe e apresentar todos os seus recibos e produtos correspondentes.

Para saber mais, clique aqui.

galeria lafayette
Na Galeria Lafayette você encontra TODAS as grifes

18. Queijos e vinhos na mala, pode?

Imagino que você esteja salivando só de pensar nos queijos e vinhos que degustará na França, né? Eu estava assim antes de embarcar para essa viagem e me joguei nos sabores franceses logo que cheguei! Alguns dias antes de voltar para o Brasil, passei num mercado e comprei queijos diversos para presentear a família. Daí bateu a dúvida: será que posso levar queijos franceses na mala para o Brasil? 

A resposta é SIM! Contudo, o produto deve estar embalado, lacrado e com data de validade. Produtos “da fazenda” ou com embalagem violada (aberta) podem ser confiscados no aeroporto, mas se você quiser trazer queijos artesanais, é só pedir pros produtores embalarem a vácuo. Vale saber: é permitido levar até 5kg de queijo na mala! Mais infos no site do Ministério da Agricultura.

Quanto aos vinhos franceses, é possível levar até 16 garrafas de 750ml (12 litros). Mas lembre-se de colocá-los na mala despachada, pois no mala de mão só podemos transportar frascos que contenham líquidos com até 100ml.

Para garantir que suas garrafas cheguem inteiras, lembre-se de embalar bem cada uma delas com plástico bolha e fita adesiva. Colocar entre as roupas na mala também ajuda, de modo que as garrafas não tenham contato uma com a outra para não correr o risco de alguma garrafa estourar e fazer uma cagada daquelas.


19. Filmes para assistir antes da sua viagem para Paris

Um dos cafés para visitar em Paris que estava na minha lista era o Café Des 2 Moulins, lugar onde trabalhava Amelie Poulain no filme de mesmo nome. Claro que sentei numa das mesinhas e pedi o clássico Crème Brûlée para ter a experiência completa.

A cidade é muito cinematográfica e certamente você tem algum filme preferido que se passa por aqui (o meu é Amelie Poulain, obviamente!). Então aqui vai uma lista de filmes para você assistir e se inspirar antes de uma viagem à Cidade Luz!

1. O fabuloso destino de Amelie Poulain
2. Meia noite em Paris
3. Moulin Rouge
4. Antes do por do sol
5. O código Da Vinci
6. Ratatouille
7. Paris, te amo
8. Cinderella em Paris
9. Piaf, um hino ao amor
10. Coco antes de Chanel


20. Não restrinja sua viagem à França apenas à Paris

Conhecer Paris não significa conhecer a França, país tão rico gastronomica e culturalmente falando! Isso sem falar das paisagens belíssimas de locais como Gorges du Verdon e as Calanques de Cassis, que ficam no sul do país.

Gorges du Verdon, sul da França
Gorges du Verdon, sul da França

Minha sugestão para o seu roteiro como viajante de primeira viagem para Paris é que você inclua ao menos mais um destino do país para poder explorar com calma. Dentre os locais preferidos pelos brasileiros estão:

  1. Côte D’Azur
  2. Bordeaux
  3. Aix en Provence
  4. Vale do Loire
  5. Champagne
  6. Mont-Saint-Michel
  7. Nice
  8. Biarritz
  9. Alsácia
  10. Alta Normandia

Dica extra: Paris com crianças

Está planejando viajar para Paris com crianças? Confira esse post que a Renata do Viagem em Detalhes elaborou com várias dicas para viajar com os pequenos!


Pronto para sua viagem para Paris?

Agora que você tem essas dicas em mãos, tenho certeza que ficará muito mais fácil viajar para Paris pela primeira vez! E se ficou qualquer dúvida, é só deixar um comentário que tentarei ajudá-lo =)


Vai seguir viagem pela Europa? Confira alguns posts incríveis para continuar seu planejamento:

Roteiro de 10 dias pelo Leste Europeu: Berlim, Dresden, Praga e Budapeste

Roteiro Itália 7 dias: Milão, Veneza, Florença, Siena (+ cidades da Toscana!)

Roteiro Portugal: 2 semanas por Lisboa, Porto e arredores


 

Quem escreve | @gaiavani
Fotógrafa, viajante de carteirinha e empreendedora digital, a editora do Mala de Aventuras vive a vida intensamente, aproveitando cada horinha do seu dia para transformar o mundo através das viagens.
  • Sobre
    Sobre o Mala de Aventuras
    Olá, somos a Gaia e a Nanda!
    Aqui nós compartilhamos as melhores
    dicas e roteiros de viagem para que você possa viajar mais e melhor
  • Organize a sua viagem!
    Descubra quais ferramentas nós e
    outros viajantes profissionais usamos
    para economizar nas viagens!
  • Publicidade
  • Nossos presets!
  • Newsletter

    Junte-se a mais de
    100.000 leitores e receba
    gratuitamente dicas de
    viagem exclusivas

  • Destaque
  • Posts em destaque
  • E-Book fotografia
  • Assista no Youtube!
  • Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *